<
>

Caçula da Copa do Mundo entra na mira da Juventus, mas pode acabar nos braços de Guardiola

Mesmo durante a Copa do Mundo, a influência dos grandes clubes europeus no mercado de transferências parece não ter sido afetada e segue a todo vapor.

O alvo da vez chama-se Daniel Arzani. Jogador mais jovem deste Mundial, com apenas 19 anos de idade, o australiano é o protagonista de uma disputa entre dois gigantes da Europa: Juventus e Manchester City.

Segundo o jornal britânico The Sun, a Velha Senhora ''está impressionada'' com o potencial do ponta e vê potencial para o representante da seleção australiana já brigar por uma vaga em seu time titular a partir da próxima temporada.

A equipe de Manchester, entretanto, tem uma boa vantagem em relação aos italianos para contar com o jogador do Melbourne City. Os empresários do adolescente representam o mesmo grupo que detém a maioria das ações do clube azul, e esta conexão pode facilitar uma eventual contratação.

Porém, caso Arzani resolva levar seus talentos ao City, terá que ter paciência para atuar no time principal de Pep Guardiola. Com um elenco muito inchado e ótimas opções em praticamente todas as posições do campo, o australiano provavelmente não teria espaço logo de cara.

Inclusive, a comissão técnica da equipe inglesa, no contato com os empresários do promissor atacante, já teria deixado claro que a intenção inicial seria de emprestá-lo a algum time parceiro, como o Girona, da Espanha, ou o NAC Breda, da Holanda, para ganhar experiência dentro de campo e desenvolver seu futebol numa liga competitiva.

O cenário oferecido pelos ingleses não é considerado ideal pelo atleta, que gostaria de competir por uma vaga em um elenco de elite já neste momento. A Juventus ganha força nas negociações por ser conhecida como uma agremiação que dá espaço para atletas jovens.