<
>

Milan será investigado por não cumprir normas de Fair Play Financeiro

Gattuso em jogo do Milan Getty

O Milan será julgado por descumprir as normas do Fair Play Financeiro, conforme divulgou nesta terça-feira a Uefa, por meio de comunicado

Mais um plano de reestruturação econômica foi rejeitado, o que pode levar o clube a exclusão das competições continentais. Os rosseneri foram enquadrados na chamada "regra de equilíbrio", que diz respeito aos balanços orçamentários da instituição, em análise realizada pela Câmara de Investigação do Órgão de Controle Financeiro de Clubes da confederação europeia.

Com isso, o caso do Milan foi encaminhado para a Câmara de Julgamento do mesmo comitê, que, segundo nota da Uefa, tomará "uma decisão no devido tempo".

Desde o ano passado, representantes dos rosseneri vêm se reunindo com representantes da entidade continental, em um programa para viabilizar acordos com novos mandatários de clubes que têm problemas junto ao Fair Play Financeiro.

O Milan, adquirido em 2016 pelo chinês Yonghong Li, já havia tido rejeitado um plano econômico voluntário, em dezembro de 2017. As contas da equipe italiana ficaram sob supervisão e avaliação, nos primeiros meses desse ano, até o fim da análise da Câmara de Investigação. Caso seja punido, os rosseneri poderão ser multados, terem limitadas as contratações ou o número de jogadores no elenco e, até, a podem ser excluídos da próxima edição da Europa League, torneio para o qual se classificaram, com o sexto lugar no Campeonato Italiano.