<
>

Credencial ESPN: Osmar Santos homenageia e emociona o narrador Cledi Oliveira

A história de Cledimel de Oliveira não é diferente como a de milhões de brasileiros de famílias de baixa renda desse Brasil. Neto de avôs paternos índio, negro e escravo, Cledi passou dificuldades inimagináveis para uma criança da zona rural do interior de São Paulo. Passou toda a infância na roça.

Ele é o entrevistado do programa Credencial ESPN na Copa, já disponível no WatchESPN e que estreia na ESPN no dia 17/5, às 14h (horário de Brasília)

O narrador nasceu em São Geraldo do Baixio, no interior de Minas. Com um ano de idade mudou-se com a família para Tupã, no interior de São Paulo. Por lá viveu até os 14 anos.

Seus pais sempre foram trabalhadores do campo, colhiam café. Para estudar, o pequeno Cledi percorria oito quilômetros a pé para chegar à escola e outros oito para voltar à casa de taipa e chão de terra batida onde morava.

Ajudava os pais no trabalho do campo.

Perdeu o pai, Pedro, aos 11 anos de idade.

O grande companheiro à época sempre foi o radinho de pilha, ferramenta fundamental para a que o menino imaginasse o mundo que para ele era tão desconhecido.

Logo foi picado pela mosquinha das ondas curtas e logo pôs na cabeça o maior objetivo da vida: tornar-se locutor de rádio.

Escutava jogos narrados por monstros sagrados como Fiori Gigliotti, Pedro Luiz, entre outros. Se encantava com aquela arte de dar vida aos jogos de futebol, tão distantes daquele mundo rural.

Seu nome, Cledimel, é de origem indígena e por muito tempo carregou o acento agudo no “é”.

Provavelmente essa herança do nome e a mistura de raças o fortaleceram para lutar com unhas e dentes para alcançar o sonho de ser narrador.

Em Tupã, batia nas portas das rádios pedindo uma chance, mas ali, naquela cidade, nunca recebeu uma oportunidade.

A grande chance da vida veio mais tarde, aos 17 anos, por intermédio de uma outra rádio, distante de sua cidade, também no interior paulista. Nela Cledimel chegou para tentar fazer o teste, mas logo o dono da rádio abriu a jornada e, em seguida, chamou o candidato a locutor para sair narrando o jogo.

Cledimel Oliveira deu graças a Deus que o pau quebrou e o jogo foi encerrado aos 31 minutos do primeiro tempo. Ele disse que o nervosismo e a falta de técnica, à época, provavelmente o impediriam de chegar ao final da transmissão.

Nesse “Credencial ESPN na Copa” desvendaremos essa e outras histórias maravilhosas de um menino da roça que só queria virar locutor. Ouviremos os detalhes da contratação do garotinho para fazer parte do timaço de Osmar Santos na rádio Globo. E como o “Pai da Matéria” mudou o nome de Cledimel para Cledi.

As Copas do Mundo narradas por Cledi Oliveira no rádio e nos canais ESPN. As façanhas do menino que seguiu os passos de Osmar Santos, inclusive nos palanques do movimento de redemocratização do país.

As dicas, as técnicas e os conselhos para aqueles que sonham trabalhar com a locução esportiva.

Tudo isso e muito mais nessa décima segunda edição do “Credencial ESPN na Copa”, que já está disponível, na íntegra, no WatchESPN. Aproveitem para conhecer as mais fascinantes histórias de um narrador que abalou as ondas do rádio e que hoje desfila sua voz, criatividade, talento e sabedoria nas transmissões dos canais ESPN.

Acompanhem a saga de Cledi Oliveira, um dos mais queridos e respeitados narradores da crônica esportiva brasileira. Aprendam com ele e se emocionem com a homenagem de Osmar Santos ao grande discípulo do “Pai da Matéria”.