<
>

Ex-promessa de R$ 140 mi fracassa em Inglaterra e Alemanha, irrita torcida e é criticado até pelo técnico

Quem via Renato Sanches atuando com a camisa do Benfica não tinha dúvida alguma de que ele poderia virar rapidamente um dos grandes jogadores do mundo.

Cerca de dois anos depois, contudo, o meio-campista de apenas 20 viveu uma verdadeira descendente desde que deixou o clube que o revelou para acertar com o poderoso Bayern de Munique, por 35 milhões de euros (à época, R$ 140 milhões).

No clube bávaro, foram só 26 partidas disputadas na temporada 2016/17, sendo que a maioria saindo do banco de reservas - vale ressaltar que ele não conseguiu registrar nenhum gol ou assistência em sua passagem na Alemanha.

Sem chances com o antigo técnico Carlo Ancelotti e com seu sucessor, Jupp Heynckes, Renato foi cedido por empréstimo ao pequeno Swansea, para obter destaque e jogar pela primeira vez na Premier League, campeonato nacional mais difícil da Europa. Mas o que se viu em campo, mais uma vez, não pesou a favor do jogador.

Em 2017/18, o português pouco figurou na equipe titular da equipe galesa, passou mais tempo no departamento médico do que com a bola nos pés e, recentemente, irritou sua torcida após uma ação inusitada.

Poucos minutos depois do Swansea confirmar seu rebaixamento à segunda divisão inglesa, um tweet provavelmente automático entrou em suas redes sociais, no qual ele apresentava um novo emoji criado com a sua cara.

O fato provocou uma revolta pelos lados do Liberty Stadium, e os fãs ordenaram a saída de Renato Sanches do clube. Seu empréstimo com o Bayern, aliás, se encerra em 30 de junho.

Suas últimas temporadas foram tão ruins que até o próprio técnico Carlos Carvalhal, compatriota que o comandou no time do País de Gales e que pediu sua contratação, teceu críticas ao jovem atleta.

"Renato sabe que teve uma temporada ruim, não está no nível que estava antes. A lesão que teve me janeiro acabou com ele. Alguém me disse que ele poderia voltar ao Benfica e creio que esse seria o melhor passo para a carreira dele. Em seu país, tendo os amigos por perto, seus pais por perto e um clube no qual se apoiar. Podeira voltar ao seu melhor nível", comentou.

Se Renato Sanches voltará à sua melhor forma ainda não se sabe. Bem como se será convocado pelo técnico Fernando Santos à seleção portuguesa para a Copa do Mundo da Rússia. Antes nome certo, ele pode ser ausência na lista lusa para enfrentar Espanha, Irã e Marrocos no Mundial.