<
>

Conheça o prodígio da 2ª divisão que encanta a gigantes, custa mais de R$ 107 mi e pode ir à Copa aos 17 anos

Derby County e Fulham iniciam nesta sexta-feira, às 15h40 (de Brasília), no Estádio Pride Park, com transmissão da ESPN Brasil e do WatchESPN, a disputa da semifinal dos playoffs de acesso para a Premier League - o jogo de volta está marcado para a próxima segunda-feira, no mesmo horário, desta vez no Craven Cottage, em Londres.

E pode-se dizer que os visitantes deixarão praticamente todas as suas chances de retornar à elite inglesa nas mãos - ou melhor, nos pés - de um adolescente.

Nascido em 18 de maio de 2000, na própria capital inglesa, Ryan Sessegnon sequer completou a maioridade, mas já é de longe a maior revelação do Fulham nos últimos anos.

Lateral de origem desde a base, o prodígio de apenas 17 primaveras foi mostrando toda sua qualidade com a bola nos pés e, mesmo já no profissional, foi sendo colocado mais à frente pelo técnico sérvio Slaviša Jokanović, primeiro como um meia-esquerda e, mais tarde, como um ponta extremamente ofensivo.

E a aposta não poderia ter sido mais certeira.

Na atual temporada, Sessegnon atuou nas 46 partidas da equipe londrina na Championship e foi não só o artilheiro do elenco, com 15 gols marcados, como também liderou a tabela de assistências, com seis passes para tentos de seus companheiros.

"Comendo a bola", o prodígio tanto jogou bem que foi um dos seis concorrentes ao prêmio de melhor jogador jovem da temporada entregue pela PFA (Associação dos Futebolistas Profissionais da Inglaterra), sendo o primeiro da história a fazê-lo sem jogar na Premier League.

Ao lado dele estavam Marcus Rashford, do Manchester United, Harry Kane, do Tottenham, além do trio do Manchester City formado por Éderson, Raheem Sterling e Leroy Sané. Este último, aliás, foi quem ganhou a condecoração.

Suas boas atuações, além de ajudarem o Fulham e seus torcedores a sonharem com um retorno à primeira divisão nacional após quatro anos, já que em 2013/14 acabou rebaixado na penúltima colocação, fez com que diversos gigantes do futebol internacional, como Paris Saint-Germain, Tottenham, Chelsea, Liverpool, Manchester United, entre outros.

O time da "terra dos Beatles", inclusive, segundo a mídia inglesa, seria o mais próximo de contratá-lo, tendo oferecido 25 milhões de libras (cerca de R$ 119,8 milhões) pelo jogador, mais até do que seu valor de mercado, segundo o site especializado Transfermarkt, de 22,5 milhões de libras (R$ 107 milhões).

Levar o Fulham de volta à primeira divisão poderá fazer até com que Sessegnon realize seu grande sonho de ir à Copa do Mundo. Mesmo atualmente, sem o acesso garantido, o jovem é pedido entre os 23 do técnico Gareth Southgate por todos os cantos da Inglaterra.

"Se eu for chamado, será uma conquista maravilhosa. Esterei pronto para ser chamado. Se não for, estarei torcendo pela TV esperando que eles vão bem. Quem sabe? Espero que aconteça", comentou, em entrevista ao jornal Evening Standard.

Pelos números e pelas atuações, não tem nem como duvidar...