<
>

Palmeiras vence Alianza Lima com facilidade e garante 1º lugar do grupo na Libertadores

play
André Kfouri vê Palmeiras com '14, 15 ou mais titulares' e duvida que time perca para Junior Barranquilla (1:37)

Equipe alviverde enfrentará os colombianos no Allianz Parque na última rodada da fase de grupos da Libertadores (1:37)

O Palmeiras usou uma formação quase toda reserva, mas venceu o Alianza Lima-PER por 3 a 1 com muita facilidade nesta quinta-feira, pela 5ª rodada do grupo 8 da Copa Libertadores.

O técnico Roger Machado poupou vários titulares, já pensando na maratona de jogos fora de casa nos próximos dias, e escalou Jaílson; Mayke, Luan, Thiago Martins e Victor Luís; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Hyoran, Willian e Borja. Deyverson, Emerson Santos e Diogo Barbosa entraram no decorrer.

Jogando bem, com boas trocas de bola e envolvendo os peruanos o tempo todo, os brasileiros não tiveram dificuldade para abrir 2 a 0 no primeiro tempo. Willian abriu a conta, e Hyoran ampliou - Moisés, o melhor da noite, deu as duas assistências.

No segundo tempo, o clube paulista diminuiu o ritmo, mas ainda assim fez 3 a 0 com o colombiano Borja, que voltou a marcar após um mês de seca. Os donos da casa diminuíram com Cruzado, batendo pênalti pouco depois.

Com o resultado, o "Verdão" vai a 13 pontos e garante o 1º lugar do grupo, assegurando sua presença no pote A (o dos líderes de grupos) no sorteio das oitavas de final. O já eliminado Alianza Lima, por sua vez, segue na lanterna, com 1 ponto, mas ao menos conseguiu marcar seu 1º gol.

O Junior-COL é o 2º, com 7, e o Boca Juniors-ARG é o 3º, com 6.

Na rodada final da chave, o Palmeiras cumpre tabela contra o Junior, no Allianz Parque, enquanto o Boca joga com o Alianza em La Bombonera para buscar a classificação. As duas partidas serão no dia 16 de maio, às 21h45 (de Brasília).

O JOGO

Mesmo com uma formação reserva, o Palmeiras começou em cima do Alianza e quase marcou logo aos 2 minutos: Tchê Tchê cruzou da esquerda e o meia Hyoran, grande surpresa de Roger na escalação, cabeceou para defesa do goleiro.

Pouco depois, Willian e Tchê Tchê fizeram ótima jogada pelo lado esquerdo e o camisa 29 recebeu em boa posição na área. Ele bateu forte, mas Campos fechou bem o canto e mandou para escanteio, salvando os peruanos mais uma vez.

Aos 14, o camisa 10 do Alianza, Velarde, se atirou na área em jogada com Victor Luís e ficou pedindo pênalti. O árbitro Gerry Vargas, porém, mandou seguir.

Mas o Palmeiras era muito melhor, e o gol não demorou a sair: aos 19 minutos, Borja fez bom pivô na área e entregou para Moisés, que só deu um tapa para Willian chegar batendo cruzado, sem qualquer chance de defesa para o arqueiro.

E Moisés estava mesmo a fim de jogo: jogando mais avançado, o camisa 10 disparou uma bomba de muito longe e quase surpreendeu Campos, mas a bola foi para fora.

Estava fácil demais: aos 31 minutos, Hyoran recebeu excelente passe de calcanhar de Moisés e bateu forte, de perna esquerda, para marcar seu 2º gol com a camisa alviverde.

E o 3º só não saiu poucos minutos depois por azar: o garoto recebeu de Borja, cortou o marcador com um lindo drible e carimbou o travessão do Alianza.

O “Verdão” chegava como queria, e criava chances sem parar. Tchê Tchê bateu de longe e o goleiro deu rebote, mas a zaga afastou antes de Borja aproveitar.

E na última oportunidade da primeira etapa, o Palmeiras chegou tabelando e Borja chutou forte, para boa defesa do goleiro, que se atirou na bola e salvou.

Na volta do intervalo, a primeira boa chance, para variar, foi do "Verdão". Aos 9 minutos, Victor Luís deu boa ajeitada na área para Hyoran, que emendou um belo chute de primeira, para ótima defesa do arqueiro do Alianza Lima.

Mesmo sem tanta intensidade, os paulistas ampliaram ainda mais a vantagem aos 21, quando Mayke fez grande jogada, invadiu a área e cruzou para Borja só completar para o gol vazio, voltando a marcar após cinco jogos na seca.

Logo na sequência, Thiago Martins se enroscou com o meia Hohberg na área e o árbitro marcou pênalti de forma polêmica. Cruzado bateu com tranquilidade para marcar o primeiro tento do Alianza Lima na Libertadores.

Borja ainda teve oportunidade de transformar a vitória palmeirense em goleada quando recebeu boa cavadinha de Willian. No entanto, a finalização foi em cima do goleiro, que salvou o time peruano mais uma vez na partida.

Nas últimas chances da partida, Moisés recebeu cruzamento rasteiro de Willian e tentou colocar na cantinho do gol adversário de perna esquerda, mas a bola saiu por pouco. Deyverson ainda desperdiçou chance clara com a meta já vazia.

FICHA TÉCNICA
ALIANZA LIMA-PER 1 x 3 PALMEIRAS

Local: Estádio Alejandro Villanueva, em Lima (PER)
Data: 3 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Gerry Vargas (BOL)
Assistentes: José Antelo e Edward Saavedra (ambos BOL)
Cartões amarelos: Garro, Duclós, Quevedo e Velarde (ALZ); Luan (PAL)

GOLS
ALIANZA LIMA
: Cruzado, aos 26 minutos do segundo tempo
PALMEIRAS: Willian, aos 19, e Hyoran, aos 31 minutos do primeiro tempo; Borja, aos 21 minutos do segundo tempo

ALIANZA LIMA: Campos; Garro, Costa, Araújo e Duclós; Fuentes, Cruzado, Vílchez (Lemos), Hohberg e Velarde (Posito); Quevedo Técnico: Pablo Bengoechea

PALMEIRAS: Jaílson; Mayke, Luan (Emerson Santos), Thiago Martins e Victor Luís; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Hyoran (Diogo Barbosa), Willian e Borja (Deyverson) Técnico: Roger Machado