<
>

Desafeto de Neymar, Barton aceita desafio e vira técnico de time da terceira divisão inglesa

Conhecido muito mais pelas palavras e críticas a outros jogadores do que propriamente dentro de campo, Joey Barton terá uma nova função. O ex-volante, de 35 anos, assinou nesta quarta-feira um contrato de três anos para ser técnico do Fleetwood Town, time que atualmente ocupa a 14ª colocação da terceira divisão do Campeonato Inglês.

O vínculo do inglês começará a valer a partir do dia 2 de junho, que é quando a pré-temporada do clube se inicia.

"Estou muito ansioso pelo desafio e o projeito do Fleetwod Town. É um clube que conheço há muito tempo, e já tenho uma boa relação com o presidente", comentou Barton.

"Meu primeiro emprego como técnico sempre será uma grande decisão para mim, e estou muito feliz pela oportunidade que me foi dada. Estou chegando a um clube com muitas ambições. Mal posso esperar para chegar dia 2 de junho para eu começar", completou.

Quem se mostrou entusiasmado com o novo projeto foi o presidente do clube, Andy Pilley, que mostrou confiança na habilidade do ex-volante de comandar uma equipe mesmo sem experiência prévia no cargo.

“É uma grande contratação do Fleetwood e estou muito feliz por isso. Joey não só traz muita experiência, como também penso que ele tem muito potencial para se tornar um dos melhores técnicos da nova geração”, afirmou.

“Ele é alguém que conheço há muitos anos e estou convencido que ele está pronto para começar essa nova carreira e que terá muito sucesso nela. Joey terá a oportunidade de continuar o fantástico trabalho feito por John Sheridan [treinador interino] durante os últimos meses, pelo qual ele merece muito crédito”, finalizou Pilley.

Um dos alvos principais de Barton, quando este ainda era jogador, foi Neymar. Após uma derrota do Barcelona para o Real Madrid, em 2013, o inglês atacou o craque brasileiro, questionando a seus fãs se ele havia sumido do clássico.

Alguém no fã-clube de Neymar pode me dizer se ele continua jogando? Ridiculamente superestimado. Os fãs de Neymar me atacaram novamente. Ele deve ter marcado gol ou finalmente saído da sombra de Messi por um segundo!”, escreveu em suas redes sociais.

Quando o atleta ainda atuava pelo Santos, o volante chegou a criticá-lo e o fato dele jogar "a liga da selva amazônica”. Acusado de xenofobia, ele logo apagou o comentário. “Parece que o Neymar não ficou feliz com o que eu disse sobre ele. Eu só falei que esperava mais de um jogador tão badalado. Não sei como as pessoas aceitam as críticas dos jornalistas mas acham os comentários de outros atletas ofensivos.”

A mira de Barton voltou a apontar no brasileiro após ele não ir bem em um amistoso diante da Inglaterra. “E olha que ele estava jogando contra Cahill e Smalling, que, com todo o respeito, não são Baresi e Beckenbauer”, opinou, alfinetando os zagueiros ingleses. “Ele não conseguiu dar um chute ao gol. Me recuso a cair nessa badalação toda sobre ele.”

Foram seis clubes diferentes pelos quais Barton passou: Manchester City, onde foi revelado, Newcastle, Queen's Park Rangers, Olympique de Marselha-FRA, Rangers-ESC, além do Burnley, por onde atuou por último e se aposentou.