<
>

No Manchester City, Guardiola mantém hegemonia no futebol europeu

Pep Guardiola, um ícone por onde passa. E na Inglaterra não é diferente.

Em seu segundo ano à frente do Manchester City, Pep Guardiola conquistou seu oitavo título de liga nacional, em 11 anos como técnico. Vale mencionar que ele ainda teve uma temporada sabática. Dessa forma, só não ficou com a taça do campeonato nacional que disputou em duas oportunidades.

Além das conquistas, o espanhol deixa sua marca por onde passa também pelo estilo de suas equipes: dominantes na posse de bola e atuações de encher os olhos.

Não bastassem os títulos e o futebol praticado, Guardiola ainda se torna inesquecível por onde passa devido também a feitos impressionantes.

Na Espanha, por exemplo, ele tornou-se o segundo treinador na história do clube a conquistar três títulos seguidos de La Liga - o primeiro foi Johan Cruyff, que ainda conseguiu o tetra, contando com Guardiola como atleta no elenco.

O tri de Pep, aliás, veio nas três primeiras campanhas dele à frente do time principal do Barcelona – 2009, 2010 e 2011 -, isso depois de ele ter sido campeão da terceira divisão com o Barcelona B em 2008, sua primeira campanha como técnico.

Em 2009-10, vale mencionar que o time catalão conseguiu estabelecer o recorde de pontos em uma edição do Espanhol até então: 99. O Real, em 2012, e o próprio Barça, em 2013, elevariam a marca para 100 pontos.

Já na Alemanha, Guardiola ganhou as três Bundesligas que disputou (2014, 2015 e 2016), fazendo o Bayern de Munique alcançar um tetracampeonato inédito na história do futebol alemão, já que o clube havia faturado a liga em 2013, ainda sob o comando de Jupp Heynckes.

De quebra, o seu Bayern ainda estabeleceu o recorde de campeão mais cedo na história da Bundesliga, ao erguer a salva de prata (troféu da competição) e tomar o banho de cerveja com sete rodadas de antecedência.

Inclusive, este feito por pouco não foi repetido por Guardiola na Premier League. Se tivesse vencido o Manchester United no último final de semana, a equipe seria a dona do título com a maior folga na história da competição (que existe desde 1992-1993): seis rodadas. Ainda assim, as cinco partidas de antecedência que foram confirmadas com a derrota do United para o West Brom, neste domingo, colocam o City de Pep ao lado do próprio rival de Manchester (na temporada 2000-01).

E vale ressaltar que a marca foi alcançada em um dos momentos mais competitivos do campeonato, com pelo menos seis candidatos à taça.

Com recordes, títulos e um futebol vistoso, as pegadas de Pep Guardiola costumam ficar marcadas por onde ele passa.