<
>

Torcida do Olympiacos tenta evitar ato de ministro como protesto

Torcida do Olympiacos protestou contra governo grego nesta quarta Panagiotis Moschandreou/EB/Getty Images

Cerca de 200 torcedores do Olympiacos entraram em confronto com a polícia grega ao tentarem bloquear um hotel em Pireu, onde discursava o ministro de Finanças, Euclides Tsakalotos, nesta quarta.

Os manifestantes protestaram no mesmo dia de um ato para filiados ao Syriza, o partido do governo grego desde 2015. Eles atearam fogo em diversos contêineres de lixo e outros objetos para criar barricadas e impedir o acesso ao local. Alguns torcedores ainda gritavam palavras de ordem como "o primeiro-ministro não representa o Estado, o Olympiacos é o Estado".

Várias ruas do centro de Pireu ficaram bloqueadas, com os manifestantes entrando em conflito com os policiais, atirando pedras e recebendo bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. A situação se acalmou dias horas depois, sem detidos nem feridos confirmados pelas autoridades.

Na segunda passada, o tribunal disciplinar da Federação Grega de Futebol confirmou, em segunda instância, a perda de três pontos e multa de 90 mil euros (cerca de R$ 370 mil) ao Olympiacos pela invasão de campo dos torcedores do clube durante a partida contra o AEK Atenas.

Além disso, Vangelis Marinakis, proprietário do Olympiacos e do Nottingham Forest, está sendo investigado por supostos crimes de posse e tráfico de drogas e filiação a facções criminosas.