<
>

Dono do Nottingham Forest é acusado de tráfico de 2 toneladas de heroína na Grécia

Evangelos Marinakis pode até não ser muito conhecido no Brasil, mas na Inglaterra e na Grécia, seu país natal, ele segue aprontando das suas.

Segundo noticia o jornal Guardian, o milionário, dono do Nottingham Forest, da segunda divisão inglesa e bicampeão da Uefa Champions League, foi acusado neste sábado de tráfico de 2,1 toneladas de heroína.

Ainda de acordo com o periódico, a investigação já dura quatro anos, uma vez que a mercadoria teria sido interceptada no porto de Piraeus, município vizinho à capital Atenas, em 2014.

Marinakis, que tem 50 anos de idade, também tem acusações de ilegalidades monetárias e três de seus sócios mais próximos aparecem no inquérito da polícia local.

Diversas transferências bancárias no nome do empresário grego foram ligadas à embarcação que foi parada na operação.

Por meio das páginas do jornal grego Ta Nea, do qual ele também é dono, Marinakis negou de forma veemente as acusações das autoridades.

"A recente ação judicial é uma tentativa deliberada de assassinato de caráter. As alegações são fabricadas e sem nenhuma fundamentação na lei e em fatos. Nunca tive nada a ver com a situação. Está claro para mim que os resultados de qualquer nova investigação irá confirmar minha inocência", afirmou.

O mesmo comunicado aparece no site oficial do Olympiacos, clube que o empresário também rege, desde maio de 2014.