<
>

Zidane espera 'sofrimento' na volta; Emery pede VAR e reclama de juiz: 'Nos prejudicou claramente'

Unai Emery e Zinedine Zidane, durante Real Madrid x PSG pela Champions Getty Images

O Santiago Bernabéu viu climas bastante diferentes em seus vestiários após a vitória por 3 a 1 do Real Madrid sobre o PSG pela partida de ida das oitavas de final da Uefa Champions League, nesta quarta-feira. Os merengues, claro, comemoraram bastante o resultado, apesar de sempre ressaltarem que nada está decidido. Do outro lado, os parisienses mesclaram o sentimento de confiança com reclamações da arbitragem.

“Isso não acabou, restam mais 90 minutos. Temos que ficar contentes hoje, mas dentro de três semanas vamos ter outra partida. Sabemos que vamos sofrer”, disse Zidane, tentando conter a euforia.

“Fizemos uma grande partida, mas o resultado não veio. Para mim, foi mão de Sergio Ramos (em lance que seria pênalti para o PSG). Para isso que precisamos do VAR (árbitro de vídeo). O árbitro não nos ajudou. Tomou decisões que claramente nos prejudicaram”, reclamou Emery do outro lado.

Com o resultado desta quarta, o PSG precisa vencer por 2 a 0 ou por três gols de diferença para se classificar às quartas. Um novo 3 a 1, desta vez para os franceses, leva a decisão para a prorrogação.

Outro tema que apareceu em ambas as entrevistas foram as decisões táticas de Unai Emery. Com o jogo empatado, o técnico do PSG resolveu tirar Cavani para colocar o lateral direito Meunier. Do outro lado, Zidane respondeu colocando Asensio, que acabou dando as assistências para os dois gols da vitória merengue.

“Quando Meunier entrou, dominamos aquele lado do campo. Era o momento. O que fizemos hoje, trabalhamos antes. O resultado pode fazer com que vejamos a coisas de um jeito diferente”, explicou-se Emery.

“Foi uma grande noite, sinceramente. É uma vitória depois do que fizemos, planejamos e trabalhamos. Creio que foi uma grande partida de todos, todos tiveram um papel e foram importantes”, disse Zidane do outro lado, ao ser questionado se havia vencido o jogo taticamente.