<
>

Sem tempo hábil, Boavista 'nega' Engenhão e mantém final da Taça Guanabara no Espírito Santo

Torcida do Flamengo durante jogo contra o Internacional no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES) pelo Brasileiro de 2016 Gazeta Press

De nada adiantou a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro: a final da Taça Guanabara segue marcada para o próximo domingo no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santos.

Nesta quarta-feira, o TJD-RJ decidiu que o Botafogo não poderia ‘negar’ o Engenhão para a final, deixando a decisão de onde seria o jogo nas mãos do Boavista, mandante da partida.

O problema é que o clube já havia entrado em um acordo para mandar o jogo em Cariacica e até já estava vendendo os ingressos.

Veja a nota oficial divulgada pelo Boavista:

O Boavista Sport Club, ciente da decisão do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, entende que o melhor para o Campeonato Carioca seria realização da final da Taça Guanabara contra o Flamengo, neste domingo, no Estádio Nilton Santos. Mas pelo acordo firmado com a Federação do Espírito Santo, a empresa Roni 7 e o Flamengo, o Boavista anuncia a manutenção da final da Taça GB para o Estádio Kleber Andrade, em Cariacica.

O Boavista não vê tempo hábil para fazer valer a decisão do TJD-RJ. Embora creia que nela haja robustez, pois os filiados precisam, por estatuto, ceder suas arenas para utilização do campeonato.

E por fim a falta de tempo impede o Boavista de, mesmo de posse da decisão favorável, manter contatos com a diretoria do Botafogo para acordar a cessão do estádio.