<
>

Técnico de 'nanico' da Inglaterra critica VAR: 'Não é 100% claro'

A partida entre Leicester e Fleetwood Town, pela terceira rodada da Copa da Inglaterra, acabou com vitória por 2 a 0 do time da casa. No entanto, o segundo gol, marcado por Iheanacho e validado pelo árbitro de vídeo (VAR), rendeu repercussões dos técnicos das duas equipes. Enquanto, o comandante dos Foxes valorizou o uso do recurso, o treinador derrotado criticou.

O atacante nigeriano marcou o gol polêmico aos 21 minutos da segunda etapa. Após receber passe de Mahrez, Iheanacho completou para o gol, mas viu o assistente levantar a bandeira e sinalizar impedimento no lance. Mediante a isso, o árbitro Jonathan Moss consultou o recurso visual e, depois de ter sido avisado de que o gol era legítimo, validou o tento.

"Para mim, será que o árbitro tinha certeza mesmo que a posição era legal, ou ele estava apenas supondo?. O VAR não é 100% claro por que não podemos ver nada. Ocorrerão problemas neste início, ou pelo menos até nos acostumarmos com isso.", afirmou Uwe Rosler, treinador do Fleetwood.

Do outro lado, o comandante do Leicester, Claude Puel, disse que o uso do recurso de vídeo para essa situação foi importante. Porém, o treinador afirmou que a ferramente não é perfeita, já que algumas faltas não foram marcadas injustamente a favor dos Foxes.

Com a vitória, o campeão da Premier League na temporada 2015/16 avançou à quarta rodada da FA Cup.