<
>

Titulares abrem 2 a 0, mas reservas levam quatro, e Corinthians perde do Rangers na Florida Cup

Kazim, do Corinthians, e Eduardo Herrera, do Rangers, disputam bola pela Florida Cup Getty

O time considerado titular do Corinthians teve um bom desempenho neste sábado, em jogo diante do Rangers-ESC, pela Florida Cup. Com a equipe principal atuando no primeiro tempo, o Corinthians triunfou pelo placar de 2 a 0. Mas, no segundo tempo, tudo mudou. O técnico Fábio Carille colocou os reservas em campo, e eles não corresponderam. Sem entrosamento, o time paulista levou quatro gols depois do intervalo e acabou derrotado por 4 a 2.

O Corinthians deixa o torneio preparatório para a temporada sem nenhuma vitória. Na última quarta-feira, o time alvinegro ficou no empate em 1 a 1 com o PSV-HOL, levando a melhor nos pênaltis. No duelo de quarta, os titulares corintianos também tiveram bom desempenho, triunfando por 1 a 0. O Corinthians sofreu o empate quando os reservas atuaram no segundo tempo.

Os gols dos titulares do Corinthians neste sábado foram do meia Rodriguinho, que já havia anotado no empate por 1 a 1 com o PSV Eindhoven, e do centroavante Kazim, tentando mostrar ser capaz de se firmar como o sucessor de Jô. Desentrosados e desorganizados no gramado, os suplentes acabaram vazados por Morelos (2), Halliday e Tavernier no primeiro confronto da história do clube contra um time escocês.

Com o resultado, o Corinthians não tem mais chances de conquistar o inédito título da amistosa Flórida Cup. A delegação paulista desembarcará em Guarulhos no domingo para realizar os seus últimos dias de preparação para a temporada no CT Joaquim Grava. Na noite de quarta-feira, estreará no Campeonato Paulista contra a Ponte Preta, no Pacaembu.

O jogo

O Corinthians iniciou a partida contra o Rangers com uma postura mais ofensiva em relação ao seu primeiro teste na pré-temporada. Logo aos sete minutos, assustou o time escocês com o único dos seus titulares que não havia sido escalado contra o PSV. O lateral esquerdo novato Guilherme Romão, substituto do Juninho Capixaba, ficou com uma sobra de bola após cobrança de escanteio e chutou firme, no travessão.

Aos poucos, o Rangers ganhou terreno no ataque, diminuindo o ímpeto do Corinthians. Assim como o PSV, contudo, a equipe dirigira por Graeme Murty não se mostrava criativa o suficiente para transpor com qualidade a bem postada defesa brasileira. Só incomodou, de fato, com um e outro chute defendidos por Cássio e com sucessivas cobranças de escanteio.

O Corinthians, por sua vez, foi letal aos 31 minutos. Em uma jogada muito bem trabalhada, Fagner cobrou lateral para Kazim, que, dentro da área, fez bem o pivô para a passagem de Jadson pela direita. No cruzamento, Rodriguinho teve liberdade para completar de primeira e abrir o placar em Orlando.

O Corinthians não demorou a ampliar. Após oito minutos, o contestado Kazim, que já havia errado alguns passes, calou de vez os seus críticos com uma boa jogada individual. O sucessor de Jô foi acionado por Romero na ponta direita, protegeu a bola de Tavernier e concluiu cruzado antes de comemorar como um matador.

A vantagem encheu os jogadores do Corinthians de confiança. Antes do intervalo, Romero, passando a bola entre as pernas do marcador, e Rodriguinho, com um chapéu, levantaram a torcida brasileira, que travava duelo de cantoria com os seguidores dos Rangers nas arquibancadas.

Para o segundo tempo, o público teria que se acostumar com outros atletas em campo. Enquanto o Rangers fez sete alterações no intervalo, Fábio Carille só manteve Cássio entre os titulares do Corinthians. Chamavam atenção as entradas de Renê Júnior, reforço que fazia a sua estreia pelo clube, e Lucca, de volta de empréstimo para a Ponte Preta e chateado por ter sido preterido contra o PSV.

O Rangers melhorou no novo cenário do duelo. Aos 18 minutos, conseguiu descontar. O colombiano Morelos se antecipou à desentrosada defesa do Corinthians após uma falta cobrada da esquerda e esticou o pé para vencer Cássio, em sua última participação na partida. Quase em seguida, o goleiro foi substituído por Caíque.

Com uma grande atuação no jogo contra o PSV, Caíque também foi vazado pelo Rangers. Morelos voltou a aproveitar os problemas defensivos da formação corintiana da etapa complementar e correu sozinho pela direita antes de cruzar para a área. Lá dentro, Halliday, também sem marcação, complementou para a rede.

Cabia mais. Aos 31 minutos, Morelos aproveitou uma bola rolada da esquerda para anotar o seu segundo gol na partida. Pouco depois, aos 36, a vitória do Rangers virou goleada. O time escocês fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Caíque deu rebote, e Tavernier empurrou para sacramentar o 4 a 2.

O Corinthians, com Carlinhos na vaga de Júnior Dutra, até se lançou ao ataque a partir de então, mas também tinha problemas ofensivos. Nos minutos derradeiros, escutou até a torcida escocesa gritar “olé”.

FICHA TÉCNICA:
RANGERS 4 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio Spectrum, em Orlando (Estados Unidos)
Data: 13 de janeiro de 2018, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Jonathan Bilinski (Estados Unidos)
Assistentes: Francesco Terranova (Estados Unidos) e Natalie Simon (Estados Unidos) Cartão amarelo: Bates (Rangers)
Gols: CORINTHIANS: Rodriguinho, aos 31, e Kazim, aos 39 minutos do primeiro tempo; RANGERS: Morelos, aos 17 e aos 31, Halliday, aos 25, e Tavernier aos 36 minutos do segundo tempo

RANGERS: Foderingham; Tavernier (Aindan Wilson), Danny Wilson (Bates), Cardoso e John (Murphy); Holt (Halliday), Kranjcar (Candeias), O’Halloran (Morelos), Windass (Goss) e Dálcio (Atakayi); Herrera (Hodson) Técnico: Graeme Murty

CORINTHIANS: Cássio (Caíque); Fagner (Mantuan), Balbuena (Warian), Pedro Henrique (Léo Santos) e Guilherme Romão (Maycon); Gabriel (Renê Júnior), Romero (Marquinhos Gabriel), Jadson (Camacho), Rodriguinho (Pedrinho) e Clayson (Lucca); Kazim (Júnior Dutra) (Carlinhos) Técnico: Fábio Carille