<
>

Brant diz que vai rever negócios de Eurico, acusa saques no Vasco e fala de Eto'o: 'Vamos tentar trazer'

Favorito para assumir a presidência do Vasco, Julio Brant concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira para falar sobre o momento político de turbulência vivido pelo clube, nos últimos dias da gestão Eurico Miranda.

Embora ainda candidato, já que o desfecho das eleições cruz-maltinas segue incerto, Brant falou como dirigente, prometendo rever os recentes negócios de Eurico, incluindo venda de jogadores e contrato de patrocínio com a Diadora. Ele afirmou que os casos também podem acabar questionados na Justiça.

“Queria estar fazendo a coletiva em um momento de felicidade, de alegria, porém em razão da emergência. Tristeza uma instituição como a nossa sendo tratada dessa forma, com desrespeito, vil daqueles que lá estão", disse.

Brant acusou, inclusive, saque de materiais na sede do clube na noite de quinta e denunciou o caso à polícia. "Informamos a delegacia que estávamos sendo informados da saída de material, de ativos do clube, saindo de São Januário".

Em meio a situação conturbada, Brant também falou da saída de atletas. Um deles é do zagueiro Anderson Martins, que rescindiu contrato após não receber direitos de imagem.

"Falamos com Anderson Martins para tentar evitar [sair do clube]. Tomou a posição e respeito. Mas isso é questão de mercado. Salário atrasado dele. Não recebeu nenhum direito de imagem. Qual profissional gosta de trabalhar sem receber? É a nossa maior preocupação hoje. É pagar os funcionários. Eu não trabalharia sem receber salários. É muito ruim."

Samuel Eto'o - Também falando como futuro presidente do Vasco, Brant comentou a possibilidade de contratação de Samuel Eto'o, nome especulado nos últimos dias e ironizado por Eurico Mirada. Ele confirmou o interesse no negócio.

"Estive com o Eto’o em Paris. Temos bons amigos em comum. Jantamos, conversamos. É um grande cara, uma grande pessoa. É uma pessoa que gosta muito do Brasil. Tem uma história interessante. É um jogador extremamente consciente. Uma figura inquestionável. Existe o interesse e vamos tentar trazer".

Pedido de ajuda - Na tentativa de resolver o que chamou de "situação de caos" no clube, Brant ainda aproveitou a entrevista para pedir ajuda aos torcedores, para que se associem ao Vasco e o ajudem financeiramente.

"Vascaíno, preciso de sua ajuda. No dia 17, assumindo, quero o site de sócios do Vasco caia de tanto se associarem A sua mensalidade vai ajudar a gente a tirar o Vasco do buraco em que está mantido. Vai ajudar a gente a pagar os profissionais que vão formar os próximos Edmundos, Pedrinhos, Felipes, que estão lá na base e que precisam dos profissionais", concluiu.

Júlio Brant vive a expectativa de assumir a presidência do Vasco nos próximos dias. Após a Justiça recusar pedido de Eurico Miranda e permanecer com a decisão de invalidar a urna 7, que continha votos considerados irregulares e dariam a vitória ao atual mandatário, o candidato deve ser confirmado como vencedor do pleito.