<
>

Cartola prevê dificuldade para o Santos na Libertadores e promete estreia no Pacaembu

Sorteio da fase de grupos da Copa Libertadores, em Luque, no Paraguai GettyImages

O Santos conheceu nessa quarta-feira dois de seus três adversários na fase de grupos da Copa Libertadores: Estudiantes-ARG e Real Garcilaso-PER. O outro rival sairá da fase preliminar e poderá ser Chapecoense, Nacional-URU, Banfield-ARG ou Independiente del Valle-EQU. Por isso, Orlando Rollo, vice-presidente santista recém-eleito, preferiu adotar a cautela em seu discurso.

“Não tem moleza. Na Libertadores, desde a fase de grupos, todo jogo é complicado. E o grupo do Santos não poderia ser diferente. Estudiantes já foi campeão, tem a altitude de Cuzco (no Peru) e vamos esperar vencedor de uma chave complicada. Tem a Chapecoense, o Nacional, time tradicional, mas o Santos estará preparado”, avaliou o dirigente ao Fox Sports

Rollo também não teve dúvidas em apontar o Estudiantes como principal rival nesse primeiro momento.

“Ainda é prematuro, mas, no papel, em tese seria isso. Mas ainda é prematuro para colocar o Estudiantes como nosso adversário principal. Gostaria de esperar a fase de Pré-Libertadores”, completou, ao SporTV.

Questionado sobre uma das promessas de campanha, Rollo avisou que a ideia de dividir os mandos entre Pacaembu e Vila Belmiro também valerá para a principal competição do continente.

“Muito provavelmente. Um grande indicativo é que vamos jogar no Pacaembu e na Vila na Libertadores também. A estreia provavelmente será no Pacaembu”, avisou.

MERCADO

Orlando Rollo também falou rapidamente sobre as últimas notícias de mercado que têm agitado os bastidores do Santos. Primeiro, o vice-presidente admitiu que Jair Ventura pode ser anunciado como novo técnico da equipe a qualquer momento.

“Gosto muito do trabalho dele, agrada bastante, agrada o presidente José Carlos Peres, a maioria dos santistas. O presidente ficou em São Paulo trabalhando, creio que tenha novidades. Evidente que (a contratação) é um plano, mas a gente tem outras opções, porque no futebol se você trabalha só com uma opção, você já começa errado”, explicou.

Em seguida, falou sobre o desejo de contar com Gabriel na próxima temporada. O jovem atacante não conseguiu se firmar nem na Inter de Milão nem no Benfica e deseja voltar ao clube que o revelou para o futebol em busca de novas oportunidades de entrar em campo.

“Gostaria muito de receber esse presente também. Estamos conversando com ele. É um grande atleta, oriundo das nossas categorias de bases. Seria um grande presente de Natal”, admitiu Rollo.