<
>

Claire Williams admite que atraso em testes foi “vergonhoso”

A Williams foi um dos destaques da pré-temporada da Fórmula 1, mas não por um bom motivo. Após atrasos na produção de peças, a equipe só conseguiu colocar seu novo FW42 na pista nesta quarta-feira à tarde, perdendo dois dias e meio de testes.

A vice-diretora da escuderia, Claire Williams, preferiu não explicitar o que de fato aconteceu, mas admitiu que foi “realmente vergonhoso”.

“Não vou entrar em nenhum detalhe aqui sobre o que aconteceu. Acho que não é apropriado discutir sobre o que deu errado. Acabou ficando muito tarde para a gente fazer o shakedown e, consequentemente o primeiro dia de testes. Nós achamos que tínhamos tudo pronto para entrar na pista na terça-feira. Mas algumas partes não ficaram prontas no tempo que pensávamos que ficariam. Por isso, a gente não conseguiu colocar o carro na pista até hoje”, disse Claire.

“Esta não é uma situação que planejamos. Não é uma situação em que sempre quisemos nos encontrar. Não estamos apenas desapontados, mas é vergonhoso não trazer um carro para um circuito quando todos os outros conseguiram fazer isso. Particularmente para uma equipe como a nossa, que conseguiu entregar carros para os testes nos últimos 40 e poucos anos. Portanto, só podemos pedir desculpas, especialmente aos fãs”, completou.

A primeira parte da pré-temporada termina nesta quinta-feira, com mais duas sessões de testes em Barcelona. Na próxima semana, os pilotos voltam à pista catalã para a segunda fase de treinos e o primeiro Grande Prêmio acontece dia 17 de março, na Austrália.