<
>

Na Renault, Ricciardo admite que não sentirá falta do chefão da RBR

Depois de cinco temporadas na Red Bull, Daniel Ricciardo decidiu mudar de equipe na Fórmula 1, e a partir da próxima temporada correrá pela Renault. Especula-se que um dos principais motivos da saída do australiano tenha sido a difícil convivência com o chefão da RBR, Helmut Marko, e o piloto admitiu que não terá saudades do mandatário.

Ricciardo lembrou da rigidez de Marko, e também brincou dizendo que não terá saudades das atividades que a Red Bull costuma promover durante o inverno, muitas vezes na neve.

“As chamadas de Helmut Marko depois de ter uma corrida ruim. É disso que vou sentir menos falta. Isso e todas as atividades da equipe no frio”, disse.

Por outro lado, o australiano citou também quais são os pontos negativos de sua saída, dizendo que sentirá falta de todo o apoio e respaldo que recebeu pela equipe desde o início de sua trajetória.

“A Red Bull é, naturalmente, um fenômeno mundial e com os contatos necessários. Agora você pode ir a algum lugar e você sabe que vai entrar e que tudo será arranjado para você. Acho que vou sentir falta disso”, completou.