<
>

Apesar de interesse latino, WhiteLotus assina com Redemption e continuará no Brasil

Victor Hugo Porto/Mais Esports

Apesar de tentativas por parte de organizações latinas em contratar WhiteLotus, o atirador argentino continuará competindo no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) no segundo semestre. Porém, não mais vestindo a camisa da INTZ: o jogador assinou com a Redemption W7M, conforme apurou o ESPN Esports Brasil.

Na última semana, a reportagem trouxe à tona o interesse de clubes latinos na contratação de WhiteLotus. Segundo informações obtidas, Kaos Latin Gamers (KLG), Rainbow7, XTEN Esports e Furious Gaming abriram conversas com a INTZ pelo jogador, mas nenhuma das negociações foi para frente. Com isso, o desejado retorno à América Latina acabou não acontecendo.

Subutilizado na primeira etapa deste ano do CBLoL, na qual foi titular em sete das 21 partidas dos Intrépidos, WhiteLotus queria ter maiores oportunidades no segundo semestre e Redemption mostrou-se a melhor opção. O atirador argentino acabou sendo contratado após passar por um período de testes junto ao time, que já conta com DudsTheBoy como titular da posição.

Procurada pelo ESPN Esports Brasil, a direção da Redemption confirmou a contratação de WhiteLotus, porém preferiu não comentar a notícia.

CHEGADA AO BRASIL

Considerado por muitos o melhor atirador latino-americano, WhiteLotus era um nome que muitos queriam ver competindo no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL). A vinda do argentino foi bem movimentada, com o jogador sendo disputado por duas organizações: Uppercut (antiga IDM Gaming) e INTZ.

Segundo apurou o ESPN Esports Brasil na época, ao mesmo tempo que tinha um contrato assinado com a IDM, o jogador aceitou passar por um período de testes junto aos Intrépidos. O documento, contudo, não tinha valor legal por não ter sido registrado como válido pela Riot Games, que continuou considerando o atirador como jogador livre para negociações.

WhiteLotus chegou à INTZ em meio a Superliga, com grande parte dos torcedores imaginando que o argentino ocuparia o posto de atirador titular. Mas isso acabou não acontecendo. O jogador não disputou uma partida sequer no campeonato que fechou a temporada 2018 e, no CBLoL, jogou sete das 21 séries que os Intrépidos fizeram durante a Fase de Classificação da primeira etapa.

O argentino, inclusive, não acompanhou o clube na disputa do Mid-Season Invitational (MSI). A organização preferiu levar o suporte reserva BocaJR.