<
>

Com uma vitória em seis séries, INTZ dá adeus ao MSI 2019

INTZ pode ser a equipe brasileira de pior campanha numa competição internacional David Lee/Riot Games

Esta é mais uma temporada na qual não veremos uma equipe brasileira avançando da Fase de Entrada para o evento principal do Mid-Season Invitational (MSI) de League of Legends. Campeã da primeira etapa do Campeonato Brasileiro (CBLoL), a INTZ se despediu da competição neste domingo (5) com apenas uma vitória conquistada nas seis séries que disputou durante na rodada de abertura.

Nem mesmo a vitória sobre a MEGA foi capaz de salvar a INTZ. De quebra, o time alvinegro volta para casa ostentando o feito de pior campanha por parte de um representante brasileiro na competição. Isso porque é a primeira vez que uma equipe do CBLoL termina o MSI com retrospecto negativo: Red Canids e KaBuM venceram quatro partidas em 2017 e 2018, respectivamente.

MEDO E ERROS MECÂNICOS QUE CUSTARAM A DERROTA

Foi a DetonatioN quem começou o duelo tomando a iniciativa. A equipe japonesa preferiu por invadir a selva brasileira e já nos minutos iniciais divar a dupla RedBert e Mills, conseguindo assim ficar com o First Blood. Mas ficou elas já que atirador Intrépido conseguiu abate pra cima de Steal.

Por conta de erros mecânicos as iniciações da INTZ não eram tão precisas quantas as da DetonatioN. Contudo, conseguindo controlar o mapa e sendo um pouco melhor em rotações, a equipe brasileira abriu leve vantagem sobre os japoneses.

A indecisão mostrada pela INTZ foi altamente cobrada nessa partida. Mostrando receio em tomar as ações, a equipe brasileira viu a DetonatioN crescer a cada luta vencida. O time japonês liquidou a fatura ao aproveitar uma iniciação torta por conta dos Intrépidos na rota do meio. Eliminado grande parte dos Intrépidos, a DFM avançou até a base adversária e conseguiu quebrar o nexus.

A CONFIRMAÇÃO DA ELIMINAÇÃO

Mais uma vez a INTZ viu a adversária tomando a rédea das partida já no início. Antes dos cinco minutos AHaHaCiK realizou um ótimo gank na rota superior, conseguindo assim o First Blood pra cima de Tay. Controlando os Intrépidos, o representante da Comunidade dos Independentes (CEI) deixou um pouco morno até que todos os jogadores tivessem com as habilidades ultimates ativa. Quando isso aconteceu, a equipe acelerou a partir de uma ótima jogada realizada pelo caçador na rota inferior e conseguindo abrir consideravel vantagens nos placares de abates e ouro.

Sendo superior em todas as grandes lutas, a Vega se colocou em posição favorável, conseguindo empurrar todas as rotas da INTZ sem nenhum tipo de contestação por parte dos brasileiros. AHaHaCiK e os companheiros colocaram as mãos na vitória levando quase todos os Intrépidos na rota superior e na sequência conquistando o Barão. Sem ter o que fazer, o campeão do CBLoL só viu sua base cair torre após torre.

SAINDO DO ZERO

A INTZ entrou na terceira da noite com uma proposta diferente, a começar pela combinação de Sona e Taric. Além disso, a equipe não apenas observou as ações da adversária. Os Intrépidos foram pra cima, mas a primeira tentativa não deu muito certo. Isso porque, num gank da rota do meio, a Mega conseguiu dois abates em troca de um para os brasileiros

O cenário não mudou muito com o fim da fase de rotas, já que a MEGA conseguiu conquistar dois dragões em sequência e um Arauto, mas a INTZ estava sabendo responder e controlar o adversário. A virada Intrépida começou a ser desenhada em duas lutas na rota do meio, nas quais os brasileiros saíram vitoriosos - com a última rendendo o Barão. Em posse do principal bônus do jogo a equipe não teve dificuldades de finalizar a série.

NOVO REVÉS PARA OS JAPONESES

A vitória no penúltimo compromisso parece ter melhorado o astral da INTZ, apesar de já eliminada. Os Intrépidos entraram muito mais soltos para enfrentarem, novamente a DetonatioN. Prova disso foi a invasão à selva adversária logo no começou, que rendeu o First Blood.

Mas os dois abates sofridos no início não abalou a equipe japonesa, que rapidamente deixou tudo igualado nos placares. Novamente se aproveitando dos muitos erros cometidos pela INTZ, a DetonatioN se criou na partida, conseguindo abrir vantagem emboscando bastante os brasileiros e vencendo lutas importantes - fora o Barão próximo aos 20 minutos.

Com ótimas iniciações por parte de Steal, a DetonatioN conseguiu formar lutas sempre quando a INTZ estava desprevenida. Tipo de jogada fortalecida ainda mais com o segundo Barão nas mãos dos japoneses, que utilizaram o bônus para destruir o que ainda restava em na base Intrépida.

SEGUNDA RODADA

Com a realização do returno da chave na qual estava a INTZ, a rodada de abertura da Fase de Entrada foi finalizada. Com quatro vitórias e duas derrotas, Phong Vũ Buffalo fechou o Grupo A na liderança e dualerá contra Team Liquid por uma vaga no evento principal. Já no Grupo B domínio total da Vega, que venceu cinco das seis séries que disputou e enfrentará o Flas Wolves pela continuação no MSI.