<
>

MVP da última temporada da NFL, Patrick Mahomes é anunciado como capa do Madden 20

Patrick Mahomes, Quarterback do Kansas City Chiefs Divulgação/EA Sports

Em uma terceira 3ª para o touchdown, na linha de quatro jardas, a defesa do San Francisco 49ers pressionou Patrick Mahomes, quarterback do Kansas City Chiefs. Mas ele não se desesperou. Em vez disso, girou para a direita, voltou para a esquerda, evitou um linebacker e correu em velocidade máxima antes de mandar um "laser" para Chris Conley, que estava sozinho na End Zone. Touchdown, Chiefs.

Parece uma jogada de videogame, né? Não... estamos falando de uma jogada que aconteceu em setembro de 2018 - apenas um dos vários momentos surreais da mágica temporada de 2018 de Pat Mahomes. Foi a primeira temporada de Mahomes liderando o Chiefs, após ter ficado na reserva de Alex Smith como calouro em 2017, ano em que os Chiefs subiram no draft para selecionar Mahomes com a 10ª escolha geral.

Não demorou muito para que o time trocasse Smith e desse a titularidade para Mahomes, que terminou 2018 com 5.097 jardas lançadas, se tornando o primeiro na história a atingir esse número na faculdade e na NFL. Ele se tornou, também, o terceiro quarterback na história da liga (atrás de Tom Brady em 2007, e Peyton Manning em 2013) que lançou para 50 touchdowns em uma mesma temporada.

Mahomes guiou os Chiefs até a final da Conferência Americana com jogadas dignas de videogame: lançamentos na corrida, olhando para o outro lado, com a mão esquerda.

"Quando eu entrei na liga, comprei o Madden, e a ideia era fazer aquelas coisas doidas que o Michael Vick fazia."

A primeira vez que Mahomes jogou Madden 19 - o videogame icônico que lançou para computadores, em 1988, como John Madden Football - ele não acreditava que seu rating era de apenas 77. Ao fim desta temporada, o overall o QB dos Chiefs pulou para 94.

Nesta quinta-feira, a EA Sports anunciou que Mahomes - o atual MVP e melhor jogador ofensivo da liga - será a capa do Madden 20, que vai ser lançado no dia 2 de agosto para PlayStation 4, Xbox One e PC. Com 23 anos, Mahomes é o terceiro jogador mais novo da história a virar capa do jogo, atrás apenas de Odell Beckham Jr, no Madden 16, e Michael Vick, no Madden 04.

"Quando você é uma criança," Mahomes contou para o Undefeated, você sonha em estar na capa do Madden ... sonha em ter sua foto lá"

Nos fale sobre o momento em que você descobriu que seria a capa do Madden 20.

Estávamos no Pro Bowl, e a EA Sports veio falar comigo. Tivemos uma reunião, e eles me mostraram uma apresentação de PowerPoint incrível. Foi um momento surreal ... algo que nunca vou esquecer.

Quais são as memórias que você tem jogando Madden?

Não são as melhores, mas as mais engraçadas são quando eu era criança e meu pai pegava os Vikings com Dante Culpepper e Randy Moss. Ele deixava o jogo equilibrado até o fim, aí lançava para o Moss e fazia um touchdown. Eu me lembro de chorar e arremessar os controles na televisão. Mas eu amava o jogo e sempre quis ficar melhor.

Quais eram seus times e jogadores preferidos no jogo?

Eu sempre jogava com o Dallas Cowboys, porque sou do Texas e era torcedor dos Cowboys. Conforme fui ficando mais velho, comecei a jogar com times que tinham jogadores melhores, como os Steelers. Agora, eu só pego os Chiefs. Nós temos os melhores da liga.

Muitos torcedores e "gamers" amam o Michael Vick, do Madden 04 - você chegou a jogar usando o Vick e os Falcons?

Claro que sim. Com o Michael Vick, cara, você podia passar por todo mundo na corrida, lançar pra qualquer recebedor, de qualquer lugar do campo, e marcar touchdowns. Ele e o [Randy] Moss são os caras que ninguém conseguia marcar no jogo.

Como foi jogar com você próprio pela primeira vez no Madden 18?

Foi sensacional. Eu sonhei com isso por muito tempo. Eu era um dos melhores quando pararam de fazer o NCAA Football, então eu nunca tive a chance de jogar comigo. Logo que entrei na liga, eu fui comprar o Madden, e tentava fazer aquelas loucuras que fazia com o Michael Vick, mas meu boneco não era tão bom. Quero que meu nível seja 100 ... Quero um emoji com o número 100 ao lado do meu nome.

Quem joga Madden melhor no time dos Chiefs

Darrel Williams. Ele era um running back reserva no fim da temporada passada. Ele era calouro. Cara... Eu sou bom, mas ele ganhava de mim por 40 pontos. Eu falava que não jogaria com ele mais, porque eu só passava vergonha.

Muitos caras dos Chiefs jogam Madden?

Nós criamos um 'Franchise Mode', e cada jogador tinha um time. Tyreek [Hill] é muito bom no jogo. Outros caras são bons, também. Sei que vários caras de outros times também jogam bem. Mas eu não me arrisco, tento jogar só com os caras medianos, aí não passo nervoso.

Você começou no Madden 19 com um rating de 77. Ficou desapontado?

Com certeza. Fiquei muito desapontado, mas sabia que tinha que trabalhar para melhorar isso. Toda semana eu melhorava, e agora estou lá em cima.

Outro QB que estará no Madden como calouro é o Kyler Murray. O que você espera dele na NFL?

O céu é o limite para o Kyler. Ele é um cara que lança uma bola perfeita. Ele tem um braço maravilhoso e faz qualquer tipo de lançamento. Ele tem o 'fator x' também, porque é bastante móvel. Ele não se expõe tanto, apesar de ser um jogador que se movimenta muito. Se ele cair no sistema certo, ele pode fazer grandes coisas na NFL.

Você se surpreendeu com a escolha dele pelo futebol americano em vez do beisebol?

Não. Acho que ele seguiu o seu coração - e futebol americano era o que ele queria fazer. Ele poderia ter sucesso nos dois esportes. É tudo sobre ele e sobre o que ele quer fazer pelo resto da vida.

Qual foi o seu melhor momento nesta temporada com os Chiefs?

Ganhar dos Colts nos playoffs, com certeza. Foi a primeira vitória dos Chiefs em casa, nos playoffs, em 25 anos. Ganhar aquele jogo foi sensacional.

Você ainda pensa sobre a derrota para os Patriots, na final da Conferência Americana?

Claro. Eu já assisti ao jogo algumas vezes. Não começamos bem o suficiente. Jogamos demais no segundo tempo, mas acabamos perdendo. E você usa esse tipo de experiência para o bem, para melhorar. Nós batemos na trave naquele ano mas, na próxima temporada, tentaremos de todo jeito dar o próximo passo e chegar no Super Bowl.

Você está ansioso em voltar para o campo?

Ah, sim. Quando você chega tão perto, você trabalha todos os dias para encontrar caminhos de voltar. Eu uso isso como motivação para melhorar.

Quanto da corrida ao prêmio de MVP você acompanhou na última temporada?

Você sabe da corrida por conta das redes sociais. Mas não dá pra pensar nisso quando você está jogando. Você tem que focar em vencer partidas, encontrar caminhos pra ter sucesso. Mas foi sensacional ganhar aquele prêmio, estar ali.

Onde você guarda seu troféu de MVP?

Eu tenho uma sala especial na minha nova casa, e ele fica logo em cima da televisão. Temos alguns troféus ali, mas esse é o principal.

Indo para a sua terceira temporada na NFL, como é já ser a capa do Madden 20?

É sensacional. É uma honra que eu não esperava ter tão cedo na carreira. Mas tem sido uma jornada incrível.

Você tem alguém em mente para desafiar no jogo novo?

Eu vou pra cima de todo mundo. Vou jogar até ficar tão bom, mas tão bom, que vou ser considerado o melhor jogador de Madden de toda a NFL.