<
>

Tudo o que você precisa saber sobre o Mid-Season Invitational de League of Legends

O Mid-Season Invitational reúne representantes das principais regiões do LoL Divulgação/Riot Games

Levante a música e prepare a bateria. A versão de League of Legends de "Game of Thrones" está pronta para começar no Mid-Season Invitational.

Treze campeões de treze regiões estão convergindo para a Ásia para o confronto anual dos reis, porém o atual campeão do MSI, Royal Never Give Up, da China, não voltou para defender seu trono. Com a MEGA da Tailândia vencendo o campeonato do Sudeste Asiático sobre o Team Empire, da Malásia, o campo está definido, e os representantes de todo o mundo estão prontos para ver quem vai conquistar a coroa deixada por Jian "Uzi" Zi-Hao, da RNG.

Quais times e vão jogar no MSI?

Invictus fGaming (China) SK Telecom T1 (Coreia do Sul) G2 Esports (Europa) Team Liquid (América do Norte) Flash Wolves (Taiwan/Hong Kong/Macau) Phong Vũ Buffalo (Vietnã) 1907 Fenerbahçe (Turquia) INTZ e-Sports (Brasil) DetonatioN FocusMe (Japão) Isurus Gaming (América Latina) Bombers (Oceania) Vega Squadron (Comunidade dos Estados Independentes) MEGA (Sudeste Asiático)

Como ficou a tabela da fase de entrada?

Quais são as chances da INTZ?

Sejamos realistas, depois de ver essa tabela, a INTZ tem alguma chance de levar alguns jogos da fase de entrada, porém, precisamos pensar que os Intrépidos precisam passar por equipes fortíssimas antes de chegar na fase de entrada. E como são MD1 que eles terão que lutar para garantir a ida no torneio principal, não vão poder contar com a resiliência que mostraram nas semis e finais do CBLoL. A INTZ precisa vir aquecida e encarar que são os jogos 5 de uma série de final. Se isso, e somente isso, acontecer, pode ser que vejamos os brasileirinhos no palco ao lado dos maiores times do mundo.

Quando e onde esse “embate dos reis” vai acontecer?

Tudo começa no dia 1 de maio na cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã. Invictus Gaming, SKT, G2, Team Liquid e Flash Wolves terão mais tempo para se preparar; os oito times restantes disputarão a fase de play-in.

As duas equipes que sobreviverem ao play-in passarão para um grupo de quatro equipes, juntamente com o Team Liquid e o Flash Wolves. Lá, os elos mais fracos serão eliminados em um torneio de dupla eliminação, com o trio vitorioso unindo aos três melhores times, Invictus Gaming, SKT e G2, na fase de grupos principal do evento no Centro Nacional de Convenções em Hanói, Vietnã, começando 10 de maio.

Nesta etapa do torneio, as seis equipes finais competirão em um formato de rodadas duplas e as quatro equipes com as melhores pontuações vão avançar para a fase eliminatória. Quando chegamos aos quatro finalistas, o cenário muda do Vietnã para o Heping Basketball Gymnasium em Taipei, Taiwan. Depois de duas semifinais de melhor de cinco em dias consecutivos, as duas equipes restantes lutarão em 19 de maio pelo título.

Qual é o time favorito para levar a taça?

Neste ponto, é tolice escolher qualquer equipe que não seja uma das três principais: Invictus Gaming, SKT e G2. Todas as três equip es estão em sua melhor forma e exibiram seus limites de habilidade em suas respectivas finais domésticas, cada um varrendo de forma dominante o seu torneio.

A Invictus Gaming é a atual campeã mundial e trouxe de volta os mesmos jogadores do título para este ano, o que significa que eles não devem encolher diante de qualquer desafio no MSI, o segundo maior evento do ano em League of Legends. A G2 é a versão européia da Invictus Gaming, que utiliza cinco dos jogadores mais talentosos de toda a Europa, uma verdadeira superequipe liderada por um talento geracional em Rasmus, de 19 anos, "Caps" Winther, da Dinamarca.

SKT, a equipe mais vencedora na história da liga, joga um jogo relativamente mais lento do que seus principais rivais para o troféu, mas eles mostraram durante toda a temporada de primavera que podem ligá-lo quando necessário com a adição do jungler Kim "Clid" Tae-min e o ressurgimento do jogador mais habilidoso de todos os tempos, Lee "Faker" Sang-hyeok.

E a América do Norte? O Team Liquid tem uma chance, ou é uma causa perdida como a maioria dos eventos internacionais?

A Team Liquid é um time muito bom. No papel, é a melhor equipe que a América do Norte já trouxe para um evento internacional. Quando estão em um dia inspirado, são talentos de classe mundial que podem bater o melhor do mundo.

A questão da Liquid é que, para eles ficarem conseguirem surpreender e ter a chance de ganhar o MSI, eles precisarão ter todos os cinco jogadores jogando nesse nível o tempo todo e trabalhando em uníssono. Eles ficaram atrás de 2 a 0 em sua final na América do Norte contra o Team SoloMid e precisaram contar com alguns deslizes do oponente para fazer a virada e chegar ao MSI.

As chances do Team Liquid em uma corrida milagrosa começam e terminam com o MVP da LCS e o melhor jogador da equipe, o ex-campeão mundial Jo "CoreJJ" Yong-in. E se CoreJJ e Yiliang "Doublelift" Peng começarem bem, talvez - apenas talvez - a Liquid possa ter aspirações maiores do que ser eliminados na semifinal.

O Team Liquid deve ser o time número 4 da MSI e chegar às semifinais. Nada além disso - a não ser que eles entendam o que meta melhor do que ninguém e surpreenda o mundo todo.

Quais dos times de entrada têm mais chance de chegar à fase de grupos?

Todo mundo adora uma boa vantagem em casa, e nós definitivamente vamos ver isso no Vietnã com a Phong Vũ Buffalo.

A comunidade esports do Vietnã floresceu nos últimos anos, e a multidão voraz vai estar por trás dos Buffalos para dar 100% de apoio nos play-ins e na fase de grupos.

Mas não basta apostar no búfalo por causa do valor sentimental. Esta é a mesma line-up que tirou jogos do G2 (embora com jogadores menos talentosos na época) e Flash Wolves no Mundial do ano passado, e eles devem estar melhores depois que colocaram essa experiência internacional em seu currículo. A Team Liquid é mais talentosa e tem mais experiência do que o Buffalo, mas se houver um time com a dose certa de potencial, experiência e talento para fazer a América do Norte chorar, será a PVB.

Olhando para além de PVB, minhas outras duas escolhas para cavalos escuros seriam os Flash Wolves e 1907 Fenerbahçe. O Flash Wolves, que também surpreendeu a G2 no ano passado, pode ser uma versão inferior do esquadrão de 2018, mas eles ainda têm talentos no elenco e estão jogando para entrar no top 4 para jogar na frente de seus próprios fãs, em Taipei. A maioria de seus melhores jogadores pode ter ido para a China, mas os Lobos ainda têm Lu "Betty" Yu-Hung, e emprestaram o jogador Shin "Rather" Hyeong-seop fa Griffin, que é um sólido titular na posição na rota do meio.

A verdadeira surpresa da fase de grupos pode ser o Fenerbahçe. Os Flash Wolves são uma força constante em eventos internacionais, e o PVB é a escolha da moda, mas não seria muito chocante se o Fenerbahçe de 1907 fizesse uma campanha forte em direção ao evento principal. Eles não têm o mesmo potencial que o Buffalo tem para perturbar a Team Liquid ou levar um jogo ou dois do trio principal, mas a Turquia tem consistentemente sido uma região de sucesso com resultados impressionantes se qualificando sobre as regiões jovens.

Fique de olho no líder do Fenerbahçe, Kim "Ruin" Hyeong-min, que superou o favorito turco SuperMassive em sua final nacional e precisará ser ainda melhor se o Fenerbahçe quiser algo mais do que umas curtas férias no Vietnã.

Quem são os personagens principais que serão as estrelas no torneio?

Diferentemente de outros torneios internacionais no passado, onde um ou dois jogadores foram destacados, desta vez, temos de 10 a 15 para você ficar de olho.

Já mencionei Caps da G2, mas há um forte argumento de que ele não é nem mesmo o melhor jogador da equipe no momento, já que Martin "Wunder" Hansen em sua melhor fase. Invictus Gaming, como é de se esperar, é uma equipe extremamente explosiva e faminta, movida por um grupo de cinco pessoas que amam diversificar suas estratégias. Dos campeões mundiais, eu diria que o jogador que terá destaque é Kang "TheShy" Seung-lok, indiscutível melhor top laner entre os melhores top laners do planeta.

O CoreJJ precisará se destacar se a Liquid quiser ir longe, e é impossível usar as palavras "personagem principal" sem mencionar o Faker.

Você falou sobre uma possível mudança no meta? O que vai mudar?

O MSI será jogado no Patch 9.8, e haverá uma série de mudanças nos campeões no Summoner's Rift. Enquanto a primeira coisa que se destaca pode ser o possível retorno de uma "meta de tanque", com Ornn e Nautilus retornando ao campo de batalha, isso seria ignorar os buffs de alguns carregadores de alta potência. O campeão de assinatura do The Shy no ano passado foi Fiora, e com sua nova skin da Invictus Gaming sendo lançada no patch, nós poderíamos vê-lo jogando muito Fiora no topo. O Kim "Khan" Dong-ha da SKT, outro aficionado de Fiora, ficará feliz em ver o retorno da duelista. Um buff para Gnar também provavelmente verá o retorno do monstro fofinho no Rift. Na selva, Kayn pode ser um dos favoritos criadores de jogadas, especialmente nas mãos do louco Gao "Ning" Zhen-Ning, da IG.

Certo. Eu sei os times, o formato, os jogadores que tenho que prestar atenção e o patch. Que tal uma previsão de quem vai vencer?

Beleza.

Minha aposta para as equipes das principais regiões: Invictus Gaming, SKT, G2, Team Liquid, Phong Vũ Buffalo e 1907 Fenerbahçe.

Aposto que a SKT derrota a Team Liquid por 3-1 na primeira semi-final e a Invictus Gaming vence por 3-2 a G2 na outra. Na final, acredito que a SKT recupera o trono do MSI, superando TheShy e Invictus em um clássico de cinco jogos para criar um confronto ainda mais épico.

*Textos adicionais de Rodrigo Guerra