<
>

Torneio de Rainbow Six na DreamHack Rio é cancelado; evento passa por profunda crise financeira

Rio de Janeiro será a casa da DreamHack no Brasil pelos próximos três anos DreamHack

A uma semana da estreia, a DreamHack Rio tem um dos principais torneios previstos cancelado: o de Rainbow Six. Segundo apuração do ESPN Esports Brasil, o comitê organizador do evento no Rio de Janeiro passa por profunda crise financeira por não conseguir patrocinadores suficientes para arcar com os custos da operação e esse não será o único cancelamento a caminho.

A competição de Rainbow Six foi anunciada em março e teve duas seletivas online, uma, inclusive, exclusivamente para o cenário feminino. Immortals, Black Dragons, FaZe Clan e Team Liquid seriam os representantes masculinos, enquanto Resilience e-Sports e Brazilian Crusaders e-Sports as equipes formadas por mulheres. O torneio contaria ainda com outros dois participantes, que seriam selecionados numa qualificatória realizada dentro da própria DreamHack, na área Bring Your Own Computer (BYOC).

Em contato com a reportagem, a assessoria do evento confirmou o cancelamento do evento de Rainbow 6 e que vai se pronunciar quanto ao caso ainda nesta sexta (12). O pronunciamento será feito pela própria filial da DreamHack, na Suécia. A reportagem também procurou a Ubisoft e até o momento não tem um pronunciamento oficial sobre o caso.

A informação surgiu por conta de diversos fornecedores não terem sequer ideia de como as coisas seriam tocadas. O evento que está sendo organizado no Parque Olímpico do Rio de Janeiro entre os dias 19 e 21 de abril já demonstrava que não ia bem financeiramente.

Diversos fornecedores procuraram o ESPN Esports Brasil alegando não estarem recebendo os aportes que lhes seriam devidos. “Ficamos com a promessa de receber após o evento”, diz uma fonte que preferiu se manter anônima. “Mas eu não tenho certeza de que eles terão dinheiro pra isso”.

Nos bastidores, muito era debatido sobre a viabilidade do evento, tendo em vista que diversos times não tiveram suas passagens custeadas e até mesmo a verba para tratar de assuntos jurídicos e com outros parceiros.

No início dessa semana uma outra polêmica envolvendo a DreamHack Rio veio à público apesar de não estar relacionado diretamente ao evento. O campeonato realizado pela Federação do Estado do Rio de Janeiro de Esportes Eletrônicos (FERJEE), que possuirá um espaço no evento, corre risco de dois times não participarem, tudo porque as as federações de Bahia e Santa Cantarina não arcaram com as despesas de viagem dos times que se classificaram nos resepctivos estados: Nocaute e Alvinho e os Esquilos.Ambas as equipes correm contra o tempo e fazem campanhas de arrecadação de fundos pedindo apoio à comunidade.

Nesse momento a organização do evento está reunida para uma “gestão de crise” e é esperado que mais alterações nas atrações. Os responsáveis pela DreamHack vão se pronunciar sobre as mudanças ainda nesta sexta-feira (12)

Por enquanto DreamHack Rio ainda conta com o principal atração, o torneio de Counter-Strike: Global Offensive, que contará com as equipes brasileiras e internacionais, com a premiação de US$ 100 mil que serão pagos pela DreamHack internacional.