<
>

LG herda vaga da Rogue na EPL e desiste da DreamHack Rio de CS

Uma segunda chance na EPL surge para Lucas1 & Cia. HLTV.org

O Brasil terá mais uma representante na nona temporada da ESL Pro League (EPL) de Counter-Strike: Global Offensive. A Luminosity Gaming (LG) herdou a vaga da Rogue na divisão norte-americana, conforme revelado pelo comitê organizador nesta quinta-feira (11).

O convite aparece como uma segunda chance para a equipe comandada por steel. Isso porque, na edição passada, a Luminosity fechou a Fase de Classificação na última colocação, sendo assim rebaixada para a ESEA Premier. Nesse mesmo torneio a Rogue também não foi bem, mas conseguiu se manter na repescagem.

A saída da Rogue da EPL é consequência do desmantelamento da formação, que começou em março com SicK sendo contratado pela compLexity. No mesmo mês o time perdeu vice para a cloud9 e a dupla, MSL e niko, para OpTic Gaming.

O comitê organizador explicou o convite à Luminosity afirmando que o time é, atualmente, o melhor time que faz parte da divisão norte-americana e não está na EPL. "Eles provaram ainda ser uma formação estávio ao longo dos últimos meses, sendo assim forte candidato a concluir o torneio", comentou a ESL no anúncio.

NADA DE DREAMHACK RIO

Por ter herdado a vaga da Rogue, a Luminosity tornou-se uma das integrantes do Grupo C, onde também estão MIBR, Cloud9 e EnVy. Os confrontos desta chave estão marcados para acontecer de 19 e 21 de abril, o que é um problema para a LG tendo em vista que, nessa mesma data, o time tem que estar no Brasil para a DreamHack Rio.

Inicialmente, em questionamento feito pela reportagem à assessoria do evento, a participação da LG estava confirmada. Contudo, pelo Twitter, Lucas1 revelou que a equipe não virá mais ao Brasil e explicou a desistência via story do Instagram.

"É onde vai estar os melhores times dos EUA e, caso a gente vença, vamos jogar a etapa presencial que é US$ 750 mil e é um campeonato mundial onde estão os melhores do mundo. É um sonho para qualquer jogador de CS jogar esse campeonato. Eu como ja joguei ele duas ou três vezes, pra mim sempre foi uma sensação unica. A gente juntou a equipe, tomamos nossa decisão. A organização fez a decisão dela e a gente optou por jogar a Pro League", explicou o jogador