<
>

Qualidade total: Quais são os jogadores mais polivalentes de FIFA 19

Jogador Marcelo em FIFA 19 Reprodução/EA Sports

No modo Ultimate Team de FIFA 19, um dos maiores objetivos é construir um elenco competitivo com os melhores cards possíveis. Estes cards, que representam os jogadores no simulador, são posicionados no time nas diversas funções, como laterais, meia e atacantes.

Do goleiro ao centroavante, há algumas variações de posicionamento como ponta, segundo atacante, meia avançado, etc. Ao colocar um jogador em uma função diferente de sua ideal, um zagueiro na lateral, por exemplo, você perde parte de sua efetividade. Um jogador totalmente fora de posição, como um volante na ponta, faz com que o rating, a soma de sua qualidade, se perca.

Basta fazer um teste na tela de gerenciamento de seu time, colocando um jogador fora de posição, para que ele seja uma “gambiarra” que não oferece totalmente sua qualidade.

Em FIFA 19, poucos são aqueles que jogadores que, mesmo fora de sua posição, ainda mantém seu rating alto. São cards poderosos que funcionam como verdadeiros “coringas”: podem jogar em outras funções e ainda sim serem efetivos. Esta qualidade de jogar em posições variadas e ainda se manter competitivos é algo para poucos. A lista a seguir traz os os coringas de FIFA 19.

Há só um ponto a se considerar: estes jogadores conseguem manter um rating alto em qualquer posição desde que mantenham sua química no básico, sem qualquer consumível que altere seus atributos, e em uma pontuação de 100 de entrosamento com o time. Uma química perfeita do time beneficia todos os atletas e potencializa seus números.

Observação: a posição de goleiro é única em uma partida de futebol, tornando-o uma posição que derruba qualquer rating, mesmo entre os mais polivalentes. Os exemplos a seguir não levam a posição de GOL em consideração.

Para começar, a versão “Seleção do Ano” de Luka Modric, MC de rating 99. O melhor card do croata em FUT tem sua nota mais como ZAG, em 91. Nas demais posições, passa dos 97, exceto como centroavante (93).

O próximo exemplo é a versão “Prime” do “Ídolo” Lothar Matthaus, card MC com 94. Jogador do meio, o alemão manda bem onde for posicionado, mesmo nas pontas e como centroavante, quando fica com rating de 92.

A versão “Seleção do Ano” de N’Golo Kanté, um VOL de 96, mantém seus números entre 94 e 97 em todas as posições, exceto ATA (91).

O quarto é a versão “Seleção do Ano” de Marcelo. O LE brasileiro de rating 94, assim como Kanté, mantém seus números entre 94 e 97 em todas as posições, exceto ATA (91).

COMPARAÇÃO

A título de curiosidade, podemos comparar os polivalentes citados acima com os melhores cards do modo Ultimate Team, a começar com versão “Seleção do Ano” de Messi, um SA de 99. Em todas as posições da defesa, o argentino fica abaixo de 75, chegando a 64 como ZAG.

A versão “Prime” do “rei” Pelé, um MEI de 98, perde bastante de sua potência na faixa defensiva, ficando entre 73 e 82 quando colocado para defender.

Por fim, a versão “Seleção do Ano” de Cristiano Ronaldo, o melhor card do português. O jogador ATA de 99 é mais um que não consegue manter o alto nível na defesa, chegando a 68 como ZAG.