<
>

MIBR joga e vence na Nuke mas "ainda é um mapa que precisamos de mais experiência", diz FalleN

MIBR, enfim, voltou a jogar a Nuke e saiu do mapa vitorioso HLTV.org

Antes sequer cogitado por parte de FalleN e companhia, Nuke pode estar perdendo o status de bicho-papão para o MIBR. Isso porque, de acordo com o Verdadeiro, a equipe brasileira se preparou para jogar no cenário, durante o período de treinos que antecedeu ao Major, mas ainda trata-se de um mapa que “precisamos de experiência”.

Ao site oficial do World Electronic Sports Games (WESG), após a vitória sobre o AGO Esports, na segunda-feira (11), FalleN explicou a escolha pelo mapa.

"Nessa partida pensamos que eles não iriam escolher [Nuke] porque o AGO também não joga muito [nesse mapa]. Apenas sentimos que 'se eles pickarem esse mapa, podemos jogar'. Cogitamos isso e eles fizeram", explicou FalleN.

O Verdadeiro revelou também ter se surpreendido com o pick da Nuke por parte do AGO: "Isso é, provavelmente, porque eles sabem que não jogamos Nuke. Temos um histórico de não jogar esse mapa muitas vezes, então eles só queriam ver se nós somos bons nesse mapa ou não. Felizmente para nós, fizemos um bom trabalho e vencemos por 16 a 5".

Realmente, a relação entre MIBR e Nuke não é das melhores. Foi no WESG que, desde que retornou da inatividade, em junho de 2018, o time jogou no mapa pela primeira vez. Nesse período a equipe brasileira disputou pouco mais de 90 séries e, na maioria delas, optou por banir o cenário.

Para se ter uma ideia, a última vez que essa mesma formação disputou uma partida na Nuke foi na Final Mundial da Intel Extreme Masters (IEM) 2017. Na ocasião, em série válida pela Fase de Grupos, FalleN e companhia, ainda pelo SK Gaming, acabou derrotado para a Cloud9 por 16 a 9.

SECA DE TÍTULOS

Jogar Nuke não é o único tabu que os torcedores do MIBR esperavam para ser quebrado. Agora, só resta contar os dias para ver quando o time voltará a conquistar uma importante competição de Counter-Strike. A última vez que a formação liderada por FalleN subiu no degrau mais alto do pódio de um torneio de nível mundial foi em 2017, quando ainda pelo SK Gaming conquistou a sexta temporada da ESL Pro League (EPL).

Para o Verdadeiro, "definitivamente, ganhar um grande torneio ajudaria muito a equipe em termos de ganhar confiança", mas "não estamos muito ansiosos para conseguirmos isso em breve ou não".

"Estamos procurando para fazer isso acontecer. Temos em mente que estamos fazendo nossa parte, estamos trabalhando duro e os resultados são apenas a cereja do bolo de nosso esforço. Isso virá, mais cedo ou mais tarde", finalizou