<
>

Ator de Carlton, de Um Maluco no Pedaço, processa Epic por 'dança roubada' em Fortnite

Ator Alfonso Ribeiro interpretou Carlton Banks em Um Maluco no Pedaço de 1990 a 1996. Reprodução

Uma das danças mais famosas da televisão internacional, os passos do personagem Carlton Banks de Um Maluco no Pedaço, está no meio de um processo judicial.

Nesta terça-feira (18), o site TMZ noticiou que o ator Alfonso Ribeiro, que interpretou o personagem durante de 1990 a 1996, entrou com um processo contra a Epic Games por copiar a famosa dança em Fortnite, assim como contra a 2K por fazer o mesmo em NBA 2K.

Nos documentos, Alfonso afirma que a Epic Games plagiou a dança ao lançar o gesto “Fresh” em Fortnite em janeiro deste ano. Segundo o processo, o ator está atualmente tentando adquirir os direitos autorais da dança.

David Hecht, advogado de Alfonso, afirmou ao TMZ que "é amplamente reconhecido que a imagem e propriedade intelectual de Ribeiro foram apropriadas pela Epic Games no videogame mais popular no mundo atualmente, Fortnite. A Epic ganhou lucros recorde com conteúdo que se compra no jogo, incluindo danças como ‘Fresh’. No entanto, não conseguiu compensar ou até pedir permissão de Ribeiro para o uso de sua semelhança e propriedade intelectual icônica”.

Esta não é a primeira vez que há uma discussão em torno das danças de Fortnite (ou até mesmo de outros jogos, como League of Legends e WoW). Em julho deste ano, o músico Chance the Rapper começou uma discussão sobre a apropriação de passos de dança - principalmente de artistas negros do hip-hop - pela Epic Games.

Para o cantor, a Epic deveria colocar as músicas de rap tocando durante as danças que fazem tanto sucesso dentro do jogo - inclusive porque algumas crianças acreditam que os passos são do próprio Fortnite, não de seus criadores.

“Mentes negras e criativas criaram e popularizaram essas danças, mas nunca receberam nada por isso. Imagine o dinheiro que as pessoas estão gastando nos Gestos (Emotes) sendo compartilhado com os artistas que criaram as danças”, escreveu.

Alguns dos artistas que tiveram seus passos colocados no jogo são 2 Milly (Milly Rock), BlocBoy JB (Shoot) e Snoop Dogg. O rapper 2 Milly, inclusive, foi o primeiro a entrar com um processo contra a Epic Games e a 2K.

O assunto levanta a questão de “é possível ter direito autoral sobre um passo de dança?”. Segundo a advogada Shanti Sadtler, consultada pelo Insider, o governo norte-americano não possibilita a aquisição de direito autoral de passos de dança, assim como não o faz com palavras e cores.

No entanto, fica claro que algo precisa ser feito e que a Epic Games deveria se manifestar de alguma forma a respeito da discussão, já que até agora ela apenas se recusou a responder sites como o Kotaku, o Insider e o TMZ.