<
>

G2 e Perkz são acusados de aliciamento; denúncia formal foi encaminhada à Riot, diz site

Acostumado com a glória, Perkz está agora no olho do furacão Riot Games

Diversos times da League of Legends European Championship (LEC) estão prestes a fazer uma denúncia formal à Riot Games sobre a conduta da G2 Esports ao se aproximar de jogadores nessa janela de transferência, conforme aponta o site VPEsports. A denúncia reúne provas de que a G2 vem utilizando desse expediente desde 2016 e descreve as ações como “sistemáticas e de aliciamento repetido”.

A peça central dessa aproximação seria o jogador Luka “Perkz” Perković, que recentemente estampou manchetes sobre sua mudança de posição, de meio para atirador, para a temporada de 2019, e que seria o principal agente de contato com jogadores de outras equipes.

De acordo com uma das fontes do VPEsports, Perkz “controla a escalação. Ele escolhe com quem ele quer jogar e depois recebe carta branca da G2 para ir em busca dos jogadores. A gerência da G2 então finaliza o trâmite”. Ainda de acordo com a reportagem, Perkz fazia contatos com jogadores através de mensagens no Facebook, Skype, Discord e até mesmo pelo chat de League of Legends.

As acusações voltam a citar o caso de Jesper “Zven” Svenningsen e Alfonso “Mithy” Aguirre enquanto tinham contrato com a Origen e que Perkz seria a pessoa que incentivou a saída da dupla para ingressar na G2. Na ocasião da denúncia de 2016, Perkz não foi citado publicamente, porém teria recebido avisos da Riot privadamente sobre esse tipo de aproximação com jogadores de outras organizações.

De acordo com o VPEsports, a Riot Games europeia tenta manter o caso abafado e longe do conhecimento público das denúncias.

Em 23 de novembro Sam Mathews, fundador da Fnatic, fez um trocadilho com Perkz dizendo que “Uma das habilidades [perkz] do meu trabalho é não aliciar”, poderia ser referência sobre a transferência de Rasmus “Caps” Winther para a G2.

Em resposta ao site, a G2 diz que “Não, Perkz nunca contatou jogadores contratados por outras equipes em nome da G2”.