<
>

Ajudando estrategicamente a paiN, Minerva assume estar vivendo seu melhor momento

Minerva está liderando a paiN na ótima campanha da equipe na Superliga paiN Gaming

Há mais de um mês vestindo novamente a camisa da paiN Gaming, o caçador Gustavo “Minerva” Alves vem sendo apontado pela comunidade como o principal responsável pelo bom desempenho da equipe na Superliga de League of Legends, competição na qual o time divide a liderança do Grupo B com a INTZ.

Ao ESPN Esports Brasil, após vitória sobre a IDM Gaming por 2 a 0, nesse domingo (25), diz concordar com aqueles que dizem que o caçador está vivendo a “melhor fase da carreira”. “Não estou enfrentando muitos desafios dentro do meu dia a dia. Antes, enfrentava desafios para lidar com as pessoas do meu time e também dentro do jogo. Não é o que está acontecendo agora. Acho que está muito simplificado para mim”, aponta o jogador.

Humilde, o caçador divide os louros com os companheiros. “Essa formação eu considero muito boa, possivelmente a melhor que já joguei, a qual estive. Então, está tudo muito legal, muito simples, muito fácil e muito bom”, afirma Minerva.

MINERVA TREINADOR

Minerva foi contratado pela paiN em outubro, a priori, para dividir a posição de caçador junto com Carlos "Nappon" Rücker. Contudo, como o treinador da equipe, Thiago "Djokovic" Maia, está conciliando o comando do time com o reality show Gillette Ult, o ex-ProGaming vem ajudando o time na parte estratégica. É o que revela o próprio jogador: “Estou desempenhando o papel de treinador, de líder”, afirma Minerva.

Acumulação de cargo essa que, segundo o próprio caçador, o vem “consumindo muito porque estou fazendo dois papéis no time”. “Por mais que nossos resultados estejam muito positivos, as nossas últimas semanas dentro do time estão um pouco difíceis porque do Djoko está com eventos pessoais e, então, ele não está muito presente”, afirma Minerva

Djokovic também conversou com o ESPN Esports Brasil sobre a ajuda que vem recebendo de Minerva na parte estratégica da equipe. "O Minerva sempre teve uma vontade de ser, mas não alto tão real a questão de liderança. Então, percebi que ele via que isso era importante pro jungle, via que isso era importante para o time, mas que muitas vezes não conseguia exercer esse papel dado a própria maturidade dele com o jogo", diz o comandante da paiN.

"Atualmente ele é uma força muito interessante dentro do time, tanto na parte estratégica, quanto fora do jogo. Essa é uma evolução que o vai beneficiar e também a paiN" Thiago "Djokovic" Maia

O comandante da paiN afirma ainda que Minerva o completa. "Ele tem ideias muito focadas no jogo em perspectiva de jogador. Isso é interessante porque ele foca mais nas forças do time ao invés de neutralizar as forças adversárias, o que uma tática mais minha. Então, estou aprendendo isso com ele e meio que a gente está se completando estrategicamente", aponta.

REENCONTRO COM TINOWNS

Nesse retorno à paiN, Minerva terá a oportunidade de ser, novamente, companheiro de Thiago “TinOwns” Sartori. Juntos, o caçador e o meio vestiram a camisa da KaBuM e com ela venceram a Final Regional brasileira em 2014, conseguindo assim disputar o Mundial daquela temporada, e defenderam o CNB, sendo que com essa equipe foram vices na segunda etapa do Campeonato Brasileiro (CBLoL) de 2016.

Minerva diz que voltar a atuar ao lado de Tinowns é "muito legal, muito positivo dentro e fora do jogo". "Fora do jogo a gente sempre teve uma convivência, uma conversa muito legal, muito boa, na qual na CNB, na última fase, acabamos perdendo um pouquinho. Mas reconquistamos com o passar do tempo. Hoje somos pessoas mais maduras, jogadores mais maduros. Tudo de positivo que temos a gente evoluiu", reflete o caçador.

A SUPERLIGA

Nesse domingo a paiN conquistou a terceira vitória seguida pela Fase de Classificação da Superliga ao bater a IDM Gaming por 2 a 0. Minerva e companhia dominaram os adversários de ponta a ponta, o que ficou evidente numa inversão de rota feita por TinOwns e o topo Marcelo “Ayel” Melo em uma das partidas da série.

Minerva revela que essa estratégia foi uma decisão própria já que na preparação para o confronto da terceira semana "eu sabia que a IDM é uma equipe que inverte o meio e o topo" já que "eles mostraram isso no CBLoL. É um time que faz essa inversão. Esperávamos isso e eu trouxe esse preparo do Tin no topo e o Ayel na rota do meio".

O próximo desafio da paiN na Superliga será contra a Redemption W7M, equipe que atualmente ocupa a terceira colocação na chave. Minerva revela que a preparação para essa série "vai ser, praticamente, a mesma em questão do que estamos fazendo", mas que "talvez mude um pouco porque alguns jogadores da Redemption possuem picks específicos, como o Duds e seu Heimerdinger e o Nyu de Jax e Rumble".

"Por conta desses picks específicos nós vamos nos preparar um pouco mais para não sermos pegos de surpresa, mas em questão de preparação acho que estamos muito bem, muito alinhados. Temos algumas coisinhas que precisamos melhorar, mas não são difíceis", afirma o caçador.

Apesar dos momentos distintos vividos pelas duas equipes na competição, Djokovic vê a Redemption como a favorita para o duelo contra a paiN por conta do resultado da decisão da segunda etapa do Circuito Desafiante, na qual a o treinador e seus comandados acabaram perdendo incríveis 3 a 0.