<
>

Cloud9, s1mple e ESPN Esports são consagrados no Esports Awards 2018

Cloud9 teve temporada de ouro neste ano Riot Games

Os esportes eletrônicos tiveram uma noite de gala nessa segunda-feira (12) com a revelação dos vencedores do Esports Awards 2018, prêmio que reuniu os principais nomes da indústria em Londres, na Inglaterra.

Apontada pela Forbes como a organização mais valiosa do mundo, em outubro, a Cloud9 (C9) recebeu o prêmio de “Organização do ano”, que superou clubes gigantes como Team SoloMid, fnatic e Team Liquid. Neste ano a C9 conquistou competições em diversas modalidades, como um dos majors de Counter-Strike: Global Offensive disputado em 2018 e a temporada inaugural da Overwatch League.

Quem também recebeu um prêmio coletivo foi a Astralis. A organização dinamarquesa recebeu o troféu de “Equipe do Ano”, destinado ao time de Counter-Strike. A formação liderada por Lukas "gla1ve" Rossander é considerada a mais forte do mundo, na atualidade, por ter vencido algumas das competições mais importantes da modalidade, como Faceit Major e mais recentemente a edição de Chicago da Intel Extreme Masters.

Vice-campeão mundial de League of Legends defendendo a fnatic, o topo belga Gabriël "Bwipo" Rau foi eleito “Revelação” das modalidades voltadas para PC. No prêmio voltado aos consoles o vencedor foi Kenny Williams, integrante da equipe de Call of Duty da 100 Thieves.

Estrela do Natus Vincere no CS:GO, o ucraniano, Oleksandr "s1mple" Kostyliev foi eleito “Jogador do Ano” nas modalidades voltadas para PC, enquanto o saudita atual campeã mundial de FIFA, Mosaad "Msdossary" Aldossary, recebeu a premiação voltada para o console.

A edição deste ano do Esports Awards também ficou marcada por polêmicas. A de maior destaque aconteceu na entrega do prêmio de “Jogada do Ano”, vencido pelo jogador de Call of Duty da FaZe Clan, o norte-americano Dillon "Attach" Price.