<
>

Mestre da bola parada em FIFA 19: Bata faltas e pênaltis como os melhores cobradores da história

Lionel Messi, o melhor cobrador de faltas em FIFA 19 Reprodução/EA Sports

Assim como no futebol real, a bola parada é cada vez mais importante em FIFA. Trata-se um atalho para o gol adversário, uma amostra de planejamento e talento por parte do jogador ao usar os comandos certos.

Ao longo da história do futebol, alguns jogadores marcaram seu nome como grandes cobradores de falta e pênaltis. Zico, Roberto Carlos, Marcelinho Carioca, Djalminha e muitos outros mostraram raro talento na bola parada e foram decisivos para seus times.

Em FIFA 19, com os comandos corretos, você pode recriar grandes lances e ser efetivo na bola parada para ter uma vantagem preciosa sobre seu adversário. O ESPN Esports Brasil criou então o “guia da bola parada”, para que você seja um exímio cobrador no game da EA Sports.

FALTAS

Nas cobranças de falta em FIFA 19, alguns parâmetros são compartilhados pelas diversas modalidades de faltas. Para mirar a cobrança, por exemplo, você usa o Analógico Direito. Aponte Para Esquerda ou Para Direita e escolha o canto. Já o posicionamento é feito pelo Analógico Direito: aponte Para Cima ou Para Baixo e defina a distância cobrador para a bola. Por fim, o botão para a cobrança é o de Chute (Círculo/B).

• Marcelinho Carioca, com curva

O “Pé de Anjo” fez história jogando pelo Corinthians ao decidir diversas partidas na bola parada. Suas faltas sempre foram mortais para o adversário, sempre com bastante curva para atrapalhar o goleiro.

Na cobrança com curva, a bola muda a direção durante sua trajetória. Posicione o jogador a esquerda da bola para destros e a esquerda para canhotos próximo, próximo da bola. O alvo é o canto da barreira, distante do goleiro. Chute com uma força de 1½ a 2 barras de energia. Quando a bola estiver no ar, aponte e segure Analógico Esquerdo em 45° para direita (destros) ou esquerda (canhotos).

Jogadores com o atributo Curva em alto valor são favorecidos. Confira o Top 10 neste quesito:

• Zico, por cima da barreira

O ídolo máximo do Flamengo tinha a capacidade ímpar de bater faltas com precisão, jogando a bola por sobre a barreira. Para fazer como o “Galinho de Quintino”, se posicione a esquerda da bola caso o jogador seja destro e a esquerda para canhotos.

A seguir, você deve mirar a cobrança. Para destros em uma cobrança no lado esquerdo, aponte a bola na direção do homem-base da barreira, alinhada com a trave. Faça o mesmo com canhotos em uma cobrança do lado esquerdo. Já com destro em uma cobrança do lado esquerdo, ou um canhoto no lado direto, alinhe o segundo jogador a partir do homem-base da barreira.

Em todos os casos, a força do chute é de 1 a 1 ½ barra. Após o chute, aponte e segure o Analógico Esquerdo para cima até a bola encontrar seu destino.

• Neto, de longe

O “Craque Neto”, que foi decisivo no primeiro título nacional do Corinthians, tinha muita força em seus chutes. Um de seus gols clássico aconteceu no Maracanã, um verdadeiro petardo.

Para cobranças de longe, faça o posicionamento padrão: jogador a esquerda da bola para destros e a esquerda para canhotos próximo, próximo da bola. Na cobrança, segure LB/L1 e aperte B/Círculo com uma força de 3½ barras. Após o chute, aponte e segure o Analógico Esquerdo para cima.

• Roberto Carlos, de trivela

A força sempre foi a marca registrada de Roberto Carlos, mas seu chute mais famoso foi uma cobrança de falta que desafiou as leis da física ao ser executado de trivela. Nela, o chute é feito com lado de fora do pé. Requer um jogador de qualidade, já que se trata de um lance difícil e muito bonito de se ver.

Aqui, o posicionamento é diferente: em linha reta, para que a bola fique entre o jogador e as traves adversárias. A partir do lado oposto do goleiro, mire para fora das traves, uns 3 metros (do jogo). A força do chute é de 1 a 1½ barras para chutes próximos e 3 barras para cobranças de longe. Após o chute, aponte o Analógico Esquerdo à 45º na direção do gol, para que ela ganhe o efeito de um chute de trivela.

• Ronaldinho “Gaúcho”, rasteira

O “Bruxo” foi um exímio cobrador de faltas, dos mais variados estilos. No entanto, uma chamou a atenção por ser uma cobrança na trivial. Defendendo as cores do Flamengo, o jogador bateu uma falta rasteira contra a equipe do Santos, em plena Vila Belmiro.

A cobrança rasteira, de qualquer distância, para surpreender o adversário. A bola passa por pode debaixo da barreira, que costuma saltar na cobrança. Siga o posicionamento padrão (jogador a esquerda da bola para destros e a esquerda para canhotos próximo, próximo da bola), mire no canto da barreira (a mesma da trave que fica no lado oposto do goleiro). Segure LB/L1 e aperte B/Círculo com um 1 a 1½ barras de força.

PÊNALTIS

Diz uma máxima do futebol que o “pênalti é tão importante que deveria ser batido pelo presidente do clube”. É um momento para quem tem nervos de aço, mas que a habilidade sempre se sobressai. Em FIFA 19, os passos para uma cobrança correta devem ser decorados para você não desperdiçar nenhuma oportunidade.

Para começar, o posicionamento. Use o Analógico Direito para definir o local de onde o jogador inicia a jogada. Aponte para esquerda ou para direita para escolher o ângulo da cobrança. Aponte para cima ou para baixo para marcar a distância do cobrador para a bola.

Para iniciar a corrida até a bola use o Analógico Esquerdo. Para acelerar, segure RT/R2. Para diminuir a velocidade, segure LT/L2. Para executar a “paradinha”, aperte LT/L2 ao se aproximar da bola.

A mira da cobrança é feita durante a corrida. Uma seta surge no centro da tela para mostrar os parâmetros das cobranças. Use o Analógico Esquerdo para definir a direção (rasteira, meia altura ou nos ângulos). Não aponte para os extremos, pois a chance de a bola sair aumenta.

A seta também mostra a potência. Aperte e segure B/Círculo para definir a potência do chute. Solte quando achar a potência ideal. Fique de olho na cor da barra de energia: vermelho para baixo eficiência e alta chance de erro; amarelo para eficiência intermediária; e verde para um chute com maior eficiência.

• Evair, deslocando o goleiro

O centroavante que ganhou diversos títulos pelo Palmeiras foi um exímio cobrador de pênaltis, capaz de enganar o goleiro a cada lance. Para não entregar a direção do chute, enquanto você corre, a mira fica livre. Aponte para direções aleatórias e somente direcione o chute quando o jogador bater na bola. Outro elemento que forma a “cobrança ideal” é executar um chute com potência na cor verde em um dos ângulos superiores.

• Djalminha, com “cavadinha”

Lance de genialidade e frieza, a cavadinha foi marca registrada do craque revelado pelo Flamengo. Para este lance, posicione seu jogador longe da bola para simular um chute forte. Na cobrança, quando soltar o botão de chute (B/Círculo), segure LB/L1 para a bola caia de mansinho no centro do gol.