<
>

Dinasty e Spitfire estreiam na Overwatch League como favoritas; veja ranking

A pré-temporada da Overwatch League foi um aquecimento para o torneio que dará mais de US$ 3 milhões em premiação Reprodução/Blizzard

Texto originalmente publicado em ESPN Esports.

O tempo para especulações e testes acabou. A pré-temporada veio e se foi, e finalmente estamos prontos para começar de verdade a Overwatch League, já que as 12 franquias entram na primeira etapa da temporada inaugural para se tornar o primeiro campeão da liga. Toda semana, após uma rodada de jogos da temporada regular, a ESPN estará aqui para separar os concorrentes dos pretendentes na busca pelo troféu.

1. Seoul Dinasty (Classificação na pré-temporada: 1)

O único time a ter três vitórias durante a pré-temporada, o Seoul Dinasty - a favorito até o momento - só ganhou mais credibilidade. Ele perdeu apenas dois mapas em três performances fortes, com uma vitória impressionante sobre os jogadores também sul-coreanos do New York Excelsior. Kim "Fleta" Byung-sun estabeleceu-se como o DPS “chave” da equipe na pré-temporada, e todos que enfrentarem o Dinasty terão que se planejar para enfrentá-lo. Os membros do time disseram em entrevistas após a pré-temporada que acreditam ser a melhor equipe da liga, e, até agora, quem realmente pode questionar isso?

2. London Spitfire (Pré-temporada: 2)

Esta equipe tem muitos talentos para falhar. Embora tenha sido derrotado em seu primeiro jogo da pré-temporada contra os Los Angeles Gladiators, o Spitfire se recuperou ao utilizar a parte de sua escalação vinda da Kongdoo Panthera para vencer o San Francisco Shock com placar limpo. Vai levar tempo para que os jogadores vindos de diferentes times - GC Busan e Panthera - entrem em sintonia, mas se o fizerem, o Dinasty pode ter um rival legítimo na competição. Basta olhar para os DPSs do Spitfire - é simplesmente injusto. Os jogadores que vieram do GC Busan não tiveram a melhor pré-temporada, mas isso é que assusta sobre o time que representa Londres. Se alguns de seus jogadores de primeira estiverem de folga por um dia - ou até mesmo por uma semana - , a equipe tem outro conjunto de jogadores de primeira para substituí-los. As possibilidades desta escalação é ridícula.

3. New York Excelsior (Pré-temporada: 3)

Aqui é onde os rankings ficam interessantes. Três equipes estavam em disputa por essa colocação, mas eu escolhi o ‘XL’. O Excelsior perdeu feio contra o Dinasty, mas não devemos esquecer que ele jogou sem seu proclamado e novato suporte, Bank "JJoNak" Sung-hyeon, que não havia completado 18 anos até a pré-temporada. Isso forçou o NYXL a esticar seu elenco de uma forma que provavelmente não precisará fazer durante a temporada regular, e não tivemos a oportunidade de vê-lo em seu potencial total. Enquanto o Dinasty se orgulha de sua classe e abordagem direta, o NYXL joga com uma atitude e presunção que deve conquistar uma forte base de fãs no Ocidente, especialmente com as gracinhas do principal jogador da equipe, Park "Saebyeolbe" Jong-yeol.

4. Los Angeles Valiant (Pré-temporada: 5)

Foi uma boa pré-temporada para o Valiant. Começou com uma difícil vitória sobre o rival do norte da Califórnia, o San Francisco, antes de vencer a primeira a "Batalha por Los Angeles" contra os Gladiators de uma forma relativamente dominante. E tudo isso foi conquistado sem um dos seus jogadores-estrela, Brady "Agilities" Girardi, que não tinha completado 18 anos até a última semana de 2017. Ted "silkthread" Wang teve um bom desempenho em sua estreia profissional, e as aquisições de dois ex-membros da Rogue no final da janela de transferência provaram-se boas apostas. O Valiant precisa ser considerado um concorrente na temporada regular.

5. Dallas Fuel (Pré-temporada: 4)

O último time a ter um registro perfeito na pré-temporada, o Fuel jogou com um ar de imprudência nas showmatches, preferindo testar coisas ao invés de se esforçar para ganhar. Ele conseguiu vencer o rival do Texas, o Houston, por pouco antes de perder uma partida para o Mayhem em uma série que era esperada para estar a seu favor. Os fãs não devem se preocupar, entretanto; o Dallas, como o Spitfire, tem uma escalação rica, e experimentações não são ruins durante a pré-temporada. Perto do fim da temporada regular, o Fuel possivelmente estará lutando por um título de divisão e em linha para uma vaga fácil nos playoffs.

6. Houston Outlaws (Pré-temporada: 7)

Algumas equipes tiveram agendas fáceis na pré-temporada. O Houston não foi uma delas. O time recebeu a difícil tarefa de jogar contra os favoritos Fuel e Dinasty, e perdeu ambas as séries - mas não sem lutar. A pré-temporada é onde você quer aprender o que fazer na temporada regular mais do que apenas puramente vencer, e os Outlaws devem se sentir confiantes daqui para frente. Jacob "JAKE" Lyon teve outra participação forte após sua estreia na Copa do Mundo de Overwatch, e se o time conseguir aprender com suas derrotas para o Dinasty e o Fuel, pode ter resultados diferentes da próxima vez.

7. Los Angeles Gladiators (Pré-temporada: 8)

Eu sei que acabei de dizer que ganhar não é tudo na pré-temporada, mas... os Gladiators venceram o Spitfire! Sim, eu sei - é a pré-temporada, os ex-jogadores da GC Busan não estavam jogando bem, e se o Spitfire pudesse ter jogado com os ex-jogadores da Panthera em todas as séries, poderia ter vencido tudo, mas os Gladiators saíram vitoriosos! Aconteceu. A equipe não conseguiu manter o impulso nos dias seguintes, quando perdeu para o Valiant, mas ainda assim mostrou muita promessa em seus jogos de pré-temporada. Pelo menos por uma semana, vou contar essa vitória sobre o Spitfire como algo. Se isso acontecer novamente na temporada regular, pode esperar um Top 5!

8. San Francisco Shock (Pré-temporada: 10)

Falando em times que foram uma surpresa agradável na pré-temporada, o Shock certamente está na lista. Enquanto a equipe só subiu duas posições no ranking, o que eu acredito que a pré-temporada mais mostrou é que, embora existam equipes de elite na liga com uma vantagem sobre as do meio e do fundo da tabela, as lacunas não são tão grandes quanto pensamos ao entrarmos na temporada inaugural. O Shock, um time com jogadores como Andrej "babybay" Francisty tornando-se o centro das atenções, tem muito mais espaço para crescer ao longo de uma temporada inteira na qual as equipes estarão jogando diariamente tanto em treinos quanto no palco.

9. Boston Uprising (Pré-temporada: 11)

Além das equipes sul-coreanos da liga, o time do qual mais se falou bem durante a pré-temporada foi o Uprising. Diversas equipes discutiram em entrevistas pós-jogo como o Boston as surpreendeu em treinos e o quanto ele pode evoluir. O time tirou um jogo do NYXL e bateu os Shangai Dragons na pré-temporada, e eu tenho que concordar que o tempo será o melhor amigo do Uprising. Agora, eu coloquei o Boston perto do final do ranking, mas com o passar do tempo, seus jovens jogadores vão amadurecer e aprenderão a jogar juntos, e os playoffs serão um objetivo realista para um time que já foi considerado a “bucha de canhão” do torneio.

10. Philadelphia Fusion (Pré-temporada: não participou)

O Philadelphia Fusion tem uma boa escalação, mas nem sei se ela vai aparecer para a temporada regular. Coloquei o Philly em 10º por agora, se ele conseguir trazer seu elenco para o primeiro dia do campeonato. Se não conseguir, quem sabe? Eu nunca tinha visto uma organização de esports ter um começo tão difícil, e eu quero melhor para uma equipe que tem uma dupla eletrizante de DPSs e um núcleo sólido em torno de suas estrelas. Até então, essa é uma colocação que ainda está em progresso mais do que qualquer coisa. Primeiro, jogue no palco, e depois falaremos sobre subir no ranking.

11. Florida Mayhem (Pré-temporada: 6)

O time com a maior queda no ranking após a pré-temporada, o Mayhem fez jus ao nome e teve uma estreia caótica. A escalação da equipe é a antítese de uma marca construída em torno de explosões e caos. O Florida tem apenas seis jogadores em seu elenco, e adversários sabendo o que e quem esperar sempre que jogarem contra ele. O Fuel e o Spitfire podem sortear nomes de um chapéu e ainda ter uma escalação de jogadores de primeiro em campo, enquanto o Mayhem precisará se contentar com os jogadores que tem. A boa notícia é que os jogadores do Mayhem são melhores do que mostraram ser na pré-temporada. A má notícia é que, com apenas seis jogadores, se as derrotas continuarem, não há o que fazer para mudar as coisas até a janela de transferência de meio da temporada ser aberta.

12. Shangai Dragons (Pré-temporada: 9)

Weida "Diya" Lu é um jogador de primeira. Essa é a única coisa boa que eu realmente tenho a dizer sobre os Dragons. A equipe foi rasa na pré-temporada, e não sei o quanto pode melhorar durante a temporada regular. A dupla inicial de suportes da equipe é a mais fraca da liga e, independentemente da quantidade de headshots que Diya possa acertar, não será importante se o resto do time não puder protegê-lo ou ajudá-lo. A China tem o maior número de jogadores para se escolher no mundo, e os Dragons talvez precisem fazer exatamente isso se quiserem pensar em chegar aos playoffs na primeira temporada da Overwatch League.