<
>

De fora do CBLoL, Kami continuará na paiN como parte da comissão técnica

Pela primeira vez, Kami não disputará torneio oficial pela paiN MyCNB

A principal competição de League of Legends do Brasil não contará com a presença de um dos maiores nomes do cenário nacional. O meio Gabriel “Kami” Santos não foi inscrito pela paiN Gaming na primeira etapa 2018 do Campeonato Brasileiro (CBLoL). Competindo desde 2011, o jogador não foi inscrito pela equipe para participar do CBLoL 2018.

A decisão de não disputar a liga profissional brasileira no primeiro semestre e se afastar do cenário competitivo temporariamente partiu do próprio jogador, conforme apurado pelo ESPN Esports. Procurada pela reportagem, a paiN revelou que irá fazer um pronunciamento oficial ainda nesta quarta (10).

A ausência de Kami na competição não significa, no entanto, que o meio está deixando a organização. O jogador continuará fazendo parte da equipe, porém agora na comissão técnica, assim como foi na Superliga ABCDE. Enquanto estiver fora do CBLoL, o profissional continuará a fazer transmissões ao vivo e vídeos para o YouTube.

Kami começou a disputar torneios da modalidade quando o país ainda não possuía o próprio servidor e os jogadores brasileiros tinham que jogar no norte-americano. A primeira equipe da carreira do meio foi a exP Games. A ida para a paiN aconteceu no fim de 2011, quando a organização contratou a formação do time que era gerenciado pelo narrador do CBLoL Diego “Toboco” Pereira.

Apesar dos vários rumores sobre a saída de Kami da paiN que circularam nos bastidores nesses últimos cinco anos, como a possível ida do meio para o cenário americano ou a contratação pelo Flamengo eSports, o jogador foi o único que nunca deixou a organização. Foram diversos títulos, como os das edições 2013 e 2015 do CBLoL, e participações em diversos torneios internacionais, sendo as mais importantes a Final Mundial da sétima temporada da Intel Extreme Masters e o Campeonato Mundial de 2015.

Thiago "TinOwns" Sartori foi o escolhido para a difícil missão de substituir a principal estrela do time, sendo adquirido após troca entre paiN Gaming e CNB e-Sports Club, que acabou rendendo aos blumers o meio reserva Rafael "Rakin" Knittel. Outro que decidiu afastar-se do competitivo e acabou deixando o clube foi o topo Matheus “Mylon” Borges. A vaga será ocupada por Murilo "takeshi" Alves, ex-meio da Vivo Keyd.

Além de TinOwns e Takeshi, vão compor a formação da paiN que disputará a primeira etapa do CBLoL 2018 o caçador Rodrigo "Tay" Panisa, o atirador Pedro "Matsukaze" Gama e o suporte Caio "Loop" Almeida. O topo Fabio "Venon" Guimarães e a suporte Mônica “Riyuuka” Arruda serão os reservas, enquanto César “jUc” Barbosa, o técnico.