<
>

Organização norte-americana contrata ex-jogadores da Factory Assault

Circa é norte-americana e está dando seus primeiros passos no cenário nacional Circa

Mais uma organização dos Estados Unidos decidiu investir no Counter-Strike: Global Offensive brasileiro. A Circa eSports - desconhecida do público -, contratou a escalação que até recentemente defendeu a Factory Assault.

O anúncio aconteceu na noite da última terça-feira (26). Os contratos terão duração de 6 meses e os jogadores serão remunerados.

O quinteto titular é formado por João “knight” Lourencin, Vinícius “vhz” Santana, Gabriel “Friko” Alves, Júlio “Fatal” Souza e Gustavo “TGE” Motta, além do treinador Ricardo “Vaz” de Melo.

Os jogadores estavam sem organização desde o último dia 15, quando deixaram a Factory Assault em comum acordo. Os jogadores tinham contrato até janeiro de 2018, mas a organização abriu mão do restante do vínculo.

“Nós trabalhamos com treinadores e analistas e decidimos que esse time tem muito potencial. Com a organização por trás deles, esperamos que possam focar apenas no CS e jogar com toda sua habilidade. Planejamos levá-los a todos os eventos”, afirmou Jarrod “Frost” Huffman, gerente geral da Circa, em contato com o ESPN Esports Brasil.

“Nosso plano é ser a melhor equipe do Brasil e quando isso for alcançado poderemos enviá-los aos Estados Unidos”, completou.

A equipe de knight ficou conhecida nos últimos tempos e alcançou bons resultados no cenário nacional. Em novembro, os jogadores faturaram a Challenge of Gods, em Vitória, no Espírito Santo.