<
>

Barcelona nas duas e PSG melhor com as mulheres: compare as quartas da Champions League feminina e masculina

A Uefa Champions League, que está em sua 63º edição e a UEFA Women’s Champions League na 17ª, chegaram às quartas de final. Mas há algumas diferenças em relação aos times classificados. Dos oito, apenas o Barcelona classificou-se tanto na masculina quanto na feminina. Os outros sete tiverem retrospecto totalmente diferentes.

Na Liga dos Campeões feminina, três confrontos acontecem na quarta-feira (20): Slavia Praha e Bayern de Munique, Barcelona e LSK Kvinner e Lyon e Wolfsburg. Já na quinta-feira (21), se enfrentam Chelsea e PSG.

Na masculina, os jogos de ida serão nos dias 09 e 10 de abril: Liverpool e Porto, Tottenham e Manchester City, Ajax e Juventus e Barcelona e Manchester United.

Barcelona: 100% de aproveitamento

O Barça é incontestável. O time capitaneado por Messi e Vicky Losada é um dos maiores da Espanha e tem recebido grandes investimentos, ao lado do Atlético de Madrid. Neste final de semana, inclusive, o jogo entre as equipes femininas que poderia definir o campeão da Liga Iberdrola, bateu um recorde de público no Wanda Metropolitano, que será palco da final da Champions esse ano.

Na LaLiga e Liga Iberdrola, primeira divisão do espanhol masculino e feminino respectivamente, o Barcelona é líder no masculino e vice-líder no feminino, enquanto o Atlético de Madrid é vice-líder no masculino e líder no feminino.

Já seus adversários, são diferentes. Na feminina, é o norueguês LSK Kvinner, que não tem um time masculino. Na masculina, o Manchester United que não participou da feminina, já que foi o último clube inglês a formar time e ainda joga a segunda divisão do país.

Slavia Praha e Bayern de Munique

O tcheco Slavia Praha, que costuma marcar placares largos na Copa da República Tcheca, está classificado para as quartas de final da UEFA Women’s Champions League enquanto, na masculina, até chegou a tentar participar, mas em jogo contra o Dinamo, foi parado na fase pré-eliminatória em agosto do ano passado, com um placar agregado de 3 a 1.

Já o Bayern de Munique, que eliminou o Zurich nas oitavas de final da feminina e está classificado para as quartas, caiu nas oitavas da masculina, ao ser eliminado pelo Liverpool ao empatar o jogo de ida e ser derrotado por 3 a 1, em casa, no jogo de volta.

Lyon e Wolfsburg

A final feminina do ano passado está sendo antecipada neste ano. Os clubes alemães Lyon e Wolfsburg se encontram já nas quartas de final e é difícil escolher um favorito. O 5 vezes campeão da UEFA Women’s Champions League, Lyon, na masculina chegou a vencer o Shakhtar Donetsk e avançar para as oitavas, mas foi eliminado pelo Barcelona, com um placar agregado de 5 a 1.

Já o Wolfsburg está longe da masculina: bicampeão na feminina, disputou pela última vez com os homens em 2016, quando jogou contra o Real Madrid nas quartas, anotando 2 a 0 no jogo de ida e sendo derrotado e eliminado por 3 a 0 no jogo de volta.

Chelsea e Paris Saint-Germain

O Chelsea tem um ótimo aproveitamento na Liga dos Campeões feminina. No ano passado, foi parado pelo Wolfsburg na semifinal. Já na masculina, ele nem chegou a participar esse ano e disputa apenas a Europa League.

Já o PSG feminino, fez a final contra o Lyon em 2017, sendo derrotado nos pênaltis e, no ano passado, parou nas oitavas. No masculino, foi parado nas oitavas de final pelo Manchester United, ao ser eliminado no último minuto do confronto no Parque dos Príncipes.

Os times ‘vivos’ na Liga dos Campeões masculina

O Liverpool feminino fez sua última participação na UEFA Women’s Champions League em 2015, sendo eliminado na segunda rodada pelo ACF Brescia. As bicampeãs nacionais do Porto FC, nunca participaram da Liga dos Campeões.

O Tottenham feminino não se classificou para a Liga dos Campeões e é líder da 2ª divisão do Campeonato Inglês. O Manchester City foi eliminado na segunda rodada pelo Atlético de Madrid, quanto empatou o primeiro jogo (1 a 1) e foi derrotado no segundo (2 a 0).

Já o Ajax, foi eliminado pelo atual campeão, Lyon, nas oitavas de final com um placar imenso: 13 a 0 no agregado. A Juventus não chegou muito longe, tendo sido eliminada pelo dinamarquês Brondby na segunda rodada, conseguindo um empate no primeiro jogo (2 a 0) mas sendo derrotado no jogo de volta (1 a 0).