<
>

Janeth reconhece má fase do basquete feminino, mas se mostra confiante para Tóquio-2020

Campeã mundial em 1994, prata em Atlanta-1996 e bronze em Sidney-2000, o instituto de Janeth Arcain está prestes a completar 17 anos em 2019. Atualmente, o “Instituto Janeth” está presente em cinco cidades do Brasil: Santo André, Atibaia, Bragança Paulista, Cubatão e João Pessoa (Paraíba).

Responsável por descobrir grandes atletas, como Damiris Dantas, que recentemente anunciou sua volta para o Minnesota Lynx da WNBA, Janeth mostrou-se satisfeita com os frutos que o instituto vem colhendo e afirmou que mais de 50 mil jovens já foram beneficiados, bem como as famílias envolvidas. “Cada dia mais acreditamos que o esporte é uma ferramenta transformadora, e o instituto está aí para colaborar na vida, não só de atleta, mas pessoal”, disse em entrevista ao espnW.com.br.

“Fico muito feliz por ela [Damiris], porque acreditamos e apostamos nela, fizemos um plano de carreira em que ela seguiu e está dando certo. Ela é uma atleta que se dedicou e continua se dedicando, é chave fundamental na seleção brasileira e fico feliz pelo instituto ter trilhado este caminho para ela”, comentou, orgulhosa, a 3ª maior pontuadora da seleção.

Já em relação ao desenvolvimento do basquete no Brasil, Janeth assume estarmos passando por momentos difíceis já há alguns anos, mas, otimista, acredita que algo melhor virá com o passar do tempo. “Espero que a seleção conquista a vaga para Tóquio. Não é fácil, mas se todos estiverem acreditando neste trabalho, as meninas tiverem tempo de treinamento e tempo para a comissão desenvolver-se, temos grandes chances”, disse.

Ela também reconheceu que a seleção está composta de muitas jogadoras jovens e que elas precisam jogar, ganhar experiência e ganhar responsabilidade e relembrou que neste ano, o Mundial conquistado lá em 1994 pela era de ouro do basquete feminino, pode ser resgatado.

“Lá atrás, vivemos uma geração boa, vencedora e conseguimos títulos, ficando entre as melhores seleções do mundo. Isso é importante. Fizemos aquele trabalho e queremos que elas consigam resgatar e fazer história na geração delas”, finalizou Janeth.

Lembrando que hoje (14) a partir das 19h, tem LBF nos canais ESPN. Você acompanha AO VIVO a partida entre LSB e Blumenau na ESPN Extra e no WatchESPN.