<
>

Apresentador causa polêmica com pergunta sexista a norueguesa vencedora da Bola de Ouro

Ada Hegerberg tornou-se a primeira mulher a receber um Bola de Ouro da revista France Football. Getty Images

Ada Hegerberg tornou-se ontem a primeira mulher da história a receber um prêmio Ballon d’Or, premiação anual concedida pela revista francesa France Football e, de fato, brilhou na cerimônia. O DJ francês Martin Solveig foi responsável pela apresentação e, ao anunciar o prêmio da atacante do Lyon, a perguntou se ela sabia fazer um “twerk”, uma espécie de rebolado.

Claramente sem graça, a campeã da UEFA Women’s Champions League balançou a cabeça e disse que “não”. O fato causou polêmica nas redes sociais e os internautas julgaram o ato como “machismo” e “falta de respeito” a futebolista norueguesa.

Ao final da cerimônia, Martin Solveig desculpou-se publicamente em um vídeo publicado em seu Twitter, onde ele dizia estar surpreso com o que leu na internet e afirmou que não gostaria de ofender ninguém. “É uma piada, talvez uma brincadeira, e eu gostaria de me desculpar com todos que ofendi. Me desculpe” – finalizou o DJ.

Ada foi questionada sobre a posição de Martin e ela afirmou que ele a pediu perdão ao final da cerimônia. “Eu tenho a Bola de Ouro e essa é a coisa mais importante para mim, não o achei sexista” – disse a atacante.

O DJ também publicou uma foto em suas redes sociais dizendo que conversou com Ada e a pediu desculpas, afirmando também que ela disse ter entendido como uma piada.