<
>

Semifinais da Libertadores estão definidas; Santos e Iranduba podem fazer final inédita entre brasileiros

Santos e Iranduba estão na semifinais e, caso avancem, final será brasileira pela primeira vez. ESPN

Com um total de 16 partidas e 51 gols marcados no total, a fase de grupos da Libertadores acabou. As semifinais serão disputadas na próxima quinta-feira (29) às 20h e 22h30 (Horário de Brasília) na Arena da Amazônia. Os times classificados foram o Atletico Huila (1º colocado do grupo A), Iranduba (1º colocado do grupo C), Santos (1º colocado do grupo B) e Colo-Colo (2º melhor colocado).

O Brasil foi o único país que teve três representantes e apenas o Audax ficou de fora. Atual campeão, a campanha não foi favorável para o time de Osasco, que sofreu uma derrota logo no primeiro jogo, por 1 a 0 do equatoriano Union Española. Sem somar pontos, ele enfrentou em seguida o classificado Atletico Huila, vencendo por 1 a 0 e, no último jogo, ainda com chances de classificação, venceu o Peñarol por uma goleada de 4 a 0. Ao final da última partida contra o time do Uruguai, o Audax era o segundo melhor colocado e estava com a classificação garantida caso o Colo-Colo tropeçasse contra o Deportivo Ita, o que não aconteceu.

A primeira semifinal será entre Atletico Huila e Iranduba. O time colombiano terminou em primeiro do grupo A, somando 6 pontos e desempatando com o Audax, segundo colocado do grupo, por conta de gols a favor. A campanha do time foi: vitória de 3 a 0 em cima do Peñarol, derrota de 1 a 0 do Audax e vitória de 3 a 1 contra o Union Española. Para o próximo jogo, o clube tem dois desfalques: Liana Salazar e Hazleydi Rincon estão suspensas por cartões amarelos.

O Iranduba terminou a fase de grupos com o primeiro lugar do grupo C, somando 5 pontos e empatado com o Uai Urquiza, mas com um número maior de gols marcados. O Hulk da Amazônia não teve nenhuma derrota. No primeiro jogo, venceu o Flor de Patria por 2 a 1, na segunda rodada empatou com o Cerro Porteño em 2 a 2 e na última, novamente um empate contra o Uai Urquiza. Uma campanha não tão exemplar, mas classificou o time para as semifinais. O desfalque do próximo jogo é a capitã Djenifer Becker, que está suspensa por dois cartões amarelos, sendo um contra o Cerro Porteño e o outro, contra o Urquiza.

Do outro lado, vem Santos e Colo-Colo, um confronto que se repete, já que ambos os times são do grupo B. As Sereias da Vila estão em busca do tricampeonato e vieram como favoritas do torneio. Já o Colo-Colo, foi o primeiro time de fora do Brasil a conquistar uma Libertadores e está em busca do segundo título.

A campanha das Guerreras Albas teve apenas um tropeço, que foi justamente contra o Santos no primeiro jogo, que terminou 4 a 1 para o Santos. Em seguida, a goleada foi revertida para o time chileno que venceu o Sport Girls por 5 a 0 e, para garantir a classificação, mais uma vitória contra o Deportivo ITA por 4 a 2. O time finalizou a fase de grupos com 6 pontos no grupo B.

Já o Santos, que desde o início é dado como o favorito do torneio, teve uma campanha impecável com três vitórias, sendo duas goleadas. A primeira vitória foi contra o Colo-Colo, por 4 a 1, a segunda contra o Deportivo ITA por 6 a 0 e a última contra o Sport Girls, por 3 a 0. Com melhor ataque e melhor defesa do campeonato, tendo balançado a rede 13 vezes e tomado apenas um gol, as Sereias da Vila se classificaram em primeiro do grupo B com 9 pontos, sendo também o melhor time no geral.

Brena de Oliveira, do Santos, é a artilheira do campeonato com três gols. Com dois, temos as semifinalistas Maria Alves e Alanna de Carvalho (Santos), Raquel dos Santos e Andressinha (Iranduba), Yessenia Hunteo e Karla Torres (Colo-Colo) e Eliana Stabile (Atletico Huila).

Pela primeira vez, poderá acontecer uma final do torneio continental entre dois times brasileiros, o que seria a uma repetição da semifinal do Campeonato Brasileiro do ano passado, em que o Santos enfrentou o Iranduba, na Arena da Amazônia e os times levaram um total de 25 mil torcedores, recorde de público no futebol feminino.

Atuais campeãs paulistas, as Sereias da Vila vêm como favoritas, mas a técnica Emily Lima mantém os pés no chão e não acredita piamente em nenhum resultado. Prevendo a semifinal, o Santos levou ao campo um time misto, poupando inclusive a artilheira Brena, que apresentou algumas dores por um choque na partida contra o Deportivo ITA. Em entrevista coletiva, a técnica afirmou acreditar apenas no trabalho que vem sendo feito dentro do clube: “Fiz a sequência do trabalho que a gente vem fazendo dentro das competições que disputamos esse ano, as jogadoras vêm cada vez mais evoluindo dentro do que a gente quer. Tudo isso que está acontecendo hoje estava programado dentro do planejamento feito durante o ano”.

Emily também analisou que, embora tenham apresentado bons resultados, ela reconhece que o time errou muito durante o torneio e que, principalmente contra o Colo-Colo que é um adversário que elas já enfrentaram, a atenção deverá ser redobrada para avançar. “Erramos muito passe, muita saída de bola e demos muita oportunidade para o Colo-Colo finalizar e chegar ao nosso gol. Elas nos deram dor de cabeça, não jogaram tão abaixo do que falaram, mas agora é foco porque vale a vaga para a final”.

Na quinta-feira o Iranduba enfrenta o Atletico Huila, às 20h e, em seguida, o Santos enfrenta o Colo-Colo, às 22h, na Arena da Amazônia. Os jogos serão transmitidos ao vivo pelo Facebook oficial da Conmebol.