Uma foto que mostra uma grande lição no poker

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)
Rodrigo Garrido, Affif Prado, Marcelo Mesqueu e Paulo Gini
Rodrigo Garrido, Affif Prado, Marcelo Mesqueu e Paulo Gini Alex Sako (arquivo pessoal)

Antes de 2005, as (poucas) pessoas que jogavam poker no país faziam isso de forma completamente amadora. Na imensa maioria das vezes o jogo era disputado por amigos, se assemelhando muito mais com uma reunião social do que com uma competição esportiva. 

Hoje, depois de anos de trabalho da Confederação Brasileira de Texas Hold'em e dos veículos de mídia especializados, o poker ganhou reconhecimento do Ministério do Esporte e os torneios da modalidade conquistam cada vez mais adeptos no Brasil, seja nos grandes circuitos ou nos clubes. 

O crescimento do poker é fundamental. Tenho orgulho por ter feito parte dessa batalha para legitimizar e difundir o esporte. Mas também tenho convicção que ele não pode perder sua essência.

Em uma competição esportiva, você tem adversários. É isso que torna as disputas emocionantes. Mas no caso do poker, essa rivalidade deve sempre ficar restrita a certos momentos na mesa, e pronto!

O poker tem um lado social muito forte que não pode acabar. Mesmo em um campeonato que vale milhares de reais, os jogadores podem (e devem) aproveitar a oportunidade para trocar experiências, fortalecer laços e criar novas amizades. Na hora daquela mão decisiva ou da grande aposta, concentração total. Mas ainda sobra muito espaço para socializar em vários momentos.

Na última terça-feira, recebi essa foto nos momentos finais do BSOP Curitiba. Nela temos os quatro melhores colocados no Ranking BSOP 2017, que define o campeão brasileiro de poker. Apesar de toda a competitividade por causa dos benefícios dessa premiação (que será definida no BSOP Millions, próxima etapa do circuito), o carioca Marcelo Mesqueu (2.455 pontos), os catarinenses Affif Prado (2.099 pontos) e Rodrigo Garrido (1.875 pontos) e o paulista Paulo Gini (1.845 pontos) não esqueceram a camaradagem e o companheirismo que adquiriram nas mesas do circuito.

Aprenda com eles!

Jogue poker com seriedade, dedicação. Jogue poker para ganhar. Mas nunca se esqueça que um dos principais objetivos do jogo é a diversão, a socialização. Converse com seus adversários nas mesas e transforme eles em amigos e colegas fora delas. Você só tem a ganhar com isso, garanto!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Halloween 77", Frank Zappa 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Uma foto que mostra uma grande lição no poker

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

A importância de uma boa primeira experiência em grandes torneios de poker ao vivo

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro e comentarista de poker dos canais ESPN)

Mesa da Brazilian Series Of Poker (BSOP)
Mesa da Brazilian Series Of Poker (BSOP) Divulgação BSOP

Participar pela primeira vez de um grande torneio de poker não é tão simples quanto parece... Apesar do aspecto democrático dos grandes eventos, que permitem a participação de qualquer jogador que pague a taxa de inscrição, existem muitos fatores que podem gerar um desconforto nos iniciantes.

A imensidão dos salões, a dificuldade para manusear as fichas, em lidar com as apostas... O medo de fazer uma besteira, a pressão natural que existe quando se faz algo pela primeira vez... E somado a tudo isso, a dificuldade maior: enfrentar jogadores profissionais, habituados com as mesas de poker e sempre prontos para explorar o nervosismo dos estreantes. 

Uma experiência ruim em uma estreia nos grandes torneios pode fazer com que um potencial jogador de poker se afaste para sempre da prática do esporte. E isso é ruim para todos, principalmente para os profissionais.

Em toda primeira vez vão existir temores e percalços. Mas uma estreia nos grandes eventos de poker pode ser bem mais amigável. 

Foi pensando em criar um ambiente mais confortável para jogadores amadores e estreantes que a Brazilian Series Of Poker teve uma ideia genial. No primeiro dia do BSOP Millions, o maior festival de poker da América Latina e que acontece entre 27 de novembro e 6 de dezembro, acontece o torneio PRIMEIRA VEZ, que é aberto apenas para jogadores que nunca disputaram um evento do campeonato brasileiro de poker.

Se você nunca jogou um torneio do BSOP, vai ter a chance de disputar um cobiçado troféu do BSOP Millions e uma premiação garantida de R$ 50.000,00, pagando uma taxa de inscrição acessível, de R$ 460. E vai ter a certeza de estar disputando os potes contra jogadores como você, que estão vivenciando essa experiência pela primeira vez.

Claro, o nervosismo e a pressão da estreia ainda vão estar presentes. Mas tenho certeza que os calouros vão ter uma experiência mais agradável, longe dos olhares ameaçadores dos profissionais do poker brasileiro, em uma mesa onde todos são novatos. Começar a disputar os grandes torneios do circuito não é fácil. Mas garanto que essa iniciativa do BSOP deixa o percurso muito mais tranquilo. E isso é muito importante para quem está começando no esporte!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Home Invasion", Steven Wilson 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

A importância de uma boa primeira experiência em grandes torneios de poker ao vivo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

João Paulo Trindade é campeão no Hotter $22 PokerStars e enche a comunidade do poker de orgulho

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro e comentarista de poker dos canais ESPN)
João Paulo Trindade durante o BSOP Brasília
João Paulo Trindade durante o BSOP Brasília Carlos Monti (PokerStars)

Uma das maiores qualidades do poker é seu aspecto inclusivo. Por ser um esporte mental, ele pode ser jogado por homens, mulheres, jovens, idosos, todos em igualdade. Basta ter disposição e a mente ativa para poder buscar os melhores resultados através do estudo e da dedicação.

Hoje tivemos um grande exemplo desse aspecto inclusivo do poker. Na disputa do Hotter $22 desse domingo, que teve 4.368 entradas, o brasiliense João Paulo Trindade ficou com a primeira colocação e recebeu US$ 11.215,86 depois de superar o compatriota Bruno Kawauti no heads-up decisivo.

João Paulo é portador de E.L.A. (Esclerose Lateral Amiotrófica) e fã de poker. Com os movimentos debilitados pela doença, joga poker online com a ajuda de um software especial.

Ele também joga poker ao vivo, inclusive disputando grandes eventos como o BSOP Brasília que aconteceu em abril desse ano. Com a ajuda de sua esposa Yara, ele definia suas ações na mesa apontando com os olhos para uma placa que ela segurava. E dessa maneira ele pode competir em igualdade de condições com seus adversários na mesa.

Na ocasião ele deixou a comunidade do poker emocionada com sua paixão pelo esporte. E hoje foi longe mais uma vez, provando que o poker é um jogo fascinante, que abre espaço para todos e premia os mais dedicados e estudiosos.

Parabéns mais uma vez, João Paulo. Você é um exemplo para todos nós, por suas vitórias e conquistas dentro e fora das mesas!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Anesthetize", Procupine Tree 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

João Paulo Trindade é campeão no Hotter $22 PokerStars e enche a comunidade do poker de orgulho

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

O Brasil teve o melhor desempenho entre países no mundial de poker online. O que isso significa?

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro e comentarista de poker dos canais ESPN)

Bandeira brasileira na mesa de poker
Bandeira brasileira na mesa de poker Carlos Monti (PokerStars)

Terminou ontem a edição 2018 do World Championship Of Online Poker, realizado nas mesas do PokerStars. No total foram realizados 62, em sua maioria com três níveis diferentes de buy-in (Low, Medium e High), totalizando 185 torneios. A premiação arrecadada em todos eles foi de US$ 99.539.195,00, graças as 1.101.677 entradas que foram dadas durante o festival.

São números impressionantes. Mas para os brasileiros o número mais expressivo é 23...

O Brasil terminou na primeira colocação na tabela de Conquistas por Países com 23 títulos, superando gigantes do poker como Reino Unido (22), Rússia (14), Alemanha (13) e Canadá (12). Essa foi a primeira vez que terminamos a frente nessa disputa do campeonato mundial de poker online.

Mas o que isso significa?

Os números mostram que o Brasil segue evoluindo nas mesas de poker. Nosso país já havia sido o melhor em outras séries do PokerStars, como o SCOOP (Spring Championship Of Online Poker) e no MicroMillions. Todas essas séries tem eventos de buy-ins baixos, e é nessa categoria que os brasileiros dominam. E mostramos isso novamente no WCOOP, onde conseguimos 15 vitórias em eventos Low, incluindo a conquista de Wellington "wellingtonwap" Pereira no Main Event de buy-in baixo.

Mas a evolução pode ser sentida nas outras 8 conquistas, nos eventos Medium e High. Os nossos jogadores estão se tornando cada vez mais competitivos nos buy-ins mais caros e isso é motivo de muito orgulho. Com a nossa realidade econômica, um jogador de poker só deve se aventurar e ter sucesso nos níveis mais altos se tiver uma carreira já estruturada nos níveis mais baixos.

Conseguir dominar a tabela de Conquistas por Países no campeonato mundial online é um feito enorme para o poker brasileiro. Mas o que mais me alegra é saber que estamos mantendo uma hegemonia nos níveis mais baixos e começando a incomodar as potências também nos níveis mais altos. Tudo isso significa que estamos no caminho certo!

O próximo passo? Formar cada vez mais jogadores de High Stakes nas mesas online, e que eles possam trazer também resultados mais frequentes nos grandes circuitos ao vivo. 

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Presence", Led Zeppelin 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

O Brasil teve o melhor desempenho entre países no mundial de poker online. O que isso significa?

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Poker retoma o crescimento nos torneios ao redor do mundo

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro e comentarista de poker dos canais ESPN)
Salão do EPT Barcelona 2018
Salão do EPT Barcelona 2018 René Velli (PokerStars)

O "boom" do poker em 2003 gerou um crescimento exponencial no número de inscritos nos torneios e popularizou o esporte ao redor do mundo. A vitória do amador Chris Moneymaker no evento principal da World Series Of Poker daquele ano e os primeiros programas de poker televisionados com as cartas abertas ajudaram a gerar números expressivos nos grandes eventos, seja ao vivo ou online.

Como exemplo, temos o próprio evento principal da WSOP. Em 2003, foram 839 inscritos. Depois da vitória de Moneymaker, o número pulou para 2.576 em 2004, 5.619 em 2005 e 8.773 em 2006, o maior field do torneio até hoje.

Depois de um natural período de pouca oscilação e estabilização (inclusive após a "Black Friday", que impediu os jogadores americanos de jogar através da internet), o poker vem retomando o crescimento. Um grande exemplo disso foi o Main Event da WSOP, que nesse ano teve 7.874 inscritos, o segundo maior field de sua história, e confirmando a retomada nos números nas últimas edições (6.420 em 2015, 6.737 em 2016 e 7.221 em 2017).

Nessa semana, o PokerStars está organizando mais uma edição do European Poker Tour em Barcelona. A cidade espanhola sempre atraiu um número grande de inscritos nos torneios do EPT, mas esse ano bateu seu próprio recorde com 1.931 entradas (incluindo 457 reentradas). 

No campeonato brasileiro de poker, o cenário também é de crescimento. Mesmo com a crise econômica que o país atravessa, os números estão voltando a crescer. Prova disso foi a etapa realizada em Puerto Iguazu (Argentina) agora em agosto, que atraiu 956 no evento principal e se tornou a maior etapa da Brazilian Series Of Poker fora do país. Isso sem falar no gigantesco BSOP São Paulo que aconteceu em julho, com todos os torneios quebrando recordes de inscrição e o Main Event atraindo 1.886 entradas.

A retomada do crescimento é uma boa notícia para o esporte. Era natural que, depois de um tempo após o "boom" de 2003, o número de participantes nos principais torneios ficasse estável ou até tivesse uma pequena queda. Mas é muito bom ver que o poker ainda tem muito espaço para crescimento e que novos praticantes aparecem a todo momento no cenário mundial.

Sérgio Prado
Trilha Sonora do dia: "Lumpy Gravy Primordial", Frank Zappa 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Poker retoma o crescimento nos torneios ao redor do mundo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Encontro da Associação de Diretores de Torneios de Poker marca mais um momento importante na trajetória do esporte no país

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Participantes do quinto encontro da ADTP
Participantes do quinto encontro da ADTP Divulgação ADTP

Os dealers do poker brasileiro são extremamente competentes e talentosos, profissionais reconhecidos ao redor do mundo por sua capacidade técnica nas mesas. E um dos motivos para explicar esse sucesso está na formação de grandes diretores de torneio, outra área onde os brasileiros se destacam por sua excelência.

Esta semana aconteceu em São Paulo o quinto encontro da Associação de Diretores de Torneios de Poker. Com todas as 100 vagas preenchidas dias antes do evento, o poker nacional deu mais um passo importante em direção ao futuro. No salão lotado, com um público formado por profissionais de clubes e circuitos de torneios de todo país, regras e condutas foram debatidas, questionadas e esclarecidas, para deixar a prática do esporte no Brasil mais unificada e padronizada.

Mas para mim o mais importante além de ver a dedicação dos nossos diretores de torneio e sua busca pela vanguarda técnica foi presenciar um encontro onde não existiam bandeiras. O poker brasileiro sempre cresceu porque caminhou unido, e foi ótimo poder presenciar pessoas que trabalham para entidades e empresas concorrentes trabalhando pelo bem do esporte no país. Não tenho dúvidas que esse é o segredo para que todos possam evoluir em um mercado gigantesco e cheio de oportunidades como o nosso.

A Confederação Brasileira de Texas Hold'em (CBTH), orgão máximo do poker brasileiro, tem o respeito e admiração da comunidade porque sempre foi honesta e aberta em toda sua história, ouvindo os praticantes e buscando o melhor para o esporte. E a ADTP segue esse caminho, fazendo um trabalho aberto e (literalmente) sem clubismos.

O poker só cresceu de maneira exponencial no país e virou referência de profissionalismo ao redor do mundo porque aqui sempre trilhamos um caminho único. E fiquei muito feliz vendo que seguimos na trilha certa com relação a regras e suas aplicações nas mesas. Parabéns aos organizadores Devanir Campos, Alberoni Castro e Samir Zein pela dedicação e competência técnica, e também para o presidente da CBTH, Ueltom Lima, que fez a abertura do evento e reforçou posições importantes na busca pela evolução do esporte.

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "London Calling", The Clash
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Encontro da Associação de Diretores de Torneios de Poker marca mais um momento importante na trajetória do esporte no país

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Roberly Felício, a vitória da humildade e da dedicação no maior palco do poker mundial

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)
Roberly Felício, o quarto brasileiro campeão na World Series Of Poker
Roberly Felício, o quarto brasileiro campeão na World Series Of Poker Carlos Monti (PokerStars)

Dois anos atrás, fiz um post aqui no blog intitulado "Roberly Felício e o outro lado da World Series Of Poker". Havia conhecido o personagem da minha crônica alguns meses antes na disputa do LAPT Chile, onde ele foi um dos finalistas terminando na quinta colocação. Acabei ficando amigo dele, um dos jogadores mais educados que já conheci nas minhas viagens pelo mundo. E também dono de uma humildade fora do comum...

No meu post, escrevi sobre os torneios da série Deep Stack que acontecem em Las Vegas durante a World Series Of Poker e que são perfeitos para iniciar jogadores menos experientes nas disputas do campeonato mundial. Roberly havia ficado na sétima colocação em um deles e estava explodindo em alegria!

"Não tenho pretensão e tempo para me tornar um profissional", disse Roberly dois anos atrás. "Mas amo o esporte, minha vida é estudar e ler sobre poker. Quero sempre essa adrenalina da competição".

Na madrugada de hoje, Roberly Felício se tornou o quarto brasileiro a conquistar um bracelete da World Series Of Poker, com a vitória no Evento #07 (US$ 565 NLH Colossus).

Mas a conquista do goiano é diferente das três anteriores. Ao contrário de Alexandre Gomes, André Akkari e Thiago Nishijima, Roberly é o retrato mais fiel do jogador recreativo de poker. 

Seus três conterrâneos também tinham a paixão pelo esporte e a busca da glória como razões para sonhar com o bracelete, mas também eram motivados por oportunidades profissionais e pelo dinheiro que bancaria suas vidas nos meses seguintes. Eu sei que um milhão de dólares muda a vida de qualquer pessoa, mas o Roberly não depende disso para continuar a praticar o esporte que tanto ama e que criou ídolos como o Alê Gomes, o Akkari e o Decano. Para ele, o lado competitivo e apaixonante do poker é quase único em sua visão do jogo, com a parte financeira tendo uma importância muito pequena.

Essa humildade do jogador recreativo é especial. Pode até parecer ingenuidade dar mais importância a um símbolo de conquista do que aos milhões de dólares, mas esse sentimento é puro e reflete um lado do poker que passa despercebido por quem não conhece a emoção que o esporte da mente causa em seus praticantes.

Ontem, antes da mesa final que mudou a vida dele, o Roberly me mandou mensagens no Whatsapp. "Queria muito a sua ajuda e sua opinião em uma mão que eu joguei, e também as dicas sobre os jogadores da mesa. Eu tô pronto para ouvir, tenho a certeza de que tenho muito que aprender", ele me pediu. Respondi e ajudei com algumas dicas, mas mal sabia que na verdade quem estava aprendendo e recebendo uma lição enorme de dedicação e humildade era eu mesmo... 

As conquistas anteriores do Alê Gomes, do Akkari e do Decano abriram milhares de portas para os jogadores de poker do Brasil. Os três eram profissionais consagrados e que passaram a influenciar ainda mais a carreira de muitas pessoas que buscavam seguir os passos dos ídolos nas mesas e alcançar a profissionalização. A conquista do Roberly vai abrir portas para uma infinidade de gente que pratica o poker apenas como hobby, mas tem paixão e vontade para fazer como o empresário de Anápolis, que sempre se dedicou ao máximo a aprimorar sua técnica para alcançar as vitórias, não importando o tamanho que elas tenham, seja um sétimo lugar em um torneio paralelo com buy-in de poucos dólares ou a vitória em um evento gigantesco com mais de treze mil entradas e um milhão de dólares em premiação.

Parabéns pela vitória, Roberly. Tenha certeza que com sua dedicação ao esporte e sua humildade na vida você é merecedor por estar nesse clube seleto de brasileiros ganhadores de bracelete da WSOP!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Dissociation", Dillinger Escape Plan 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Roberly Felício, a vitória da humildade e da dedicação no maior palco do poker mundial

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Maratona de poker! Confira as datas e horários das transmissões da World Series Of Poker 2018 nos canais ESPN

Sergio Prado
Sérgio Prado
WSOP na ESPN
WSOP na ESPN Divulgação WSOP

Chegou a hora, fã de poker!

A partir de 2 de julho, data do início do Main Event da World Series Of Poker 2018, os canais ESPN vão exibir uma MARATONA DE POKER AO VIVO, com mais de 60 horas de transmissão. Eu e o Ari Aguiar vamos estar no comando dos microfones, além de CONVIDADOS ESPECIAIS para ajudar nas transmissões, que vão do primeiro dia de torneio até a consagração do novo campeão mundial!

E para 2018 temos mais uma novidade: a transmissão ao vivo da reta final do Big One for One Drop, o milionário torneio da WSOP que reúne os principais nomes do poker no planeta.

Veja abaixo todas as datas e horários de transmissões:

02/07 (seg) - Dia 1A (ESPN, 21:00 até 02:00)
03/07 (ter) - Dia 1B (ESPN, 21:00 até 00:00)
04/07 (qua) - Dia 1C (ESPN, 21:30 até 01:00) 
05/07 (qui) - Dia 2A/B (ESPN, 21:00 até 00:00)
06/07 (sex) - Dia 2C (ESPN, 21:30 até 01:00)
07/07 (sáb) - Dia 3 (ESPN, 19:00 até 22:30)
08/07 (dom) - Dia 4 (ESPN, 15:00 até 19:00)
09/07 (seg) - Dia 5 (ESPN, 22:00 até 03:00)
10/07 (ter) - Dia 6 (ESPN, 21:00 até 00:00)
12/07 (qui) - Dia 7 (ESPN, 01:30 até 03:00)
12/07 (qui) - Mesa Final (ESPN, 22:00 até 6 jogadores)
13/07 (sex) - Mesa Final (ESPN, 22:00 até 3 jogadores)
14/07 (sáb) - Mesa Final (ESPN, 22:00 até campeão)

17/07 (ter) - Big One for One Drop (ESPN+, 01:30 até 03:30)
17/07 (ter) - Big One for One Drop (ESPN+, 22:00 até campeão)

A ESPN exibe ao vivo o Main Event da WSOP desde 2008, e a cada ano o número de horas transmitidas aumenta, mostrando a força que o poker tem aqui no Brasil. Tive o prazer de participar de todas essas transmissões, que sempre foram muito especiais. E agora não vai ser diferente... 

Marque os horários na agenda, convide os amigos e se prepare para essa maratona de poker junto comigo e o Ari!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Legend of the Seagullmen", Legend of the Seagullmen 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Maratona de poker! Confira as datas e horários das transmissões da World Series Of Poker 2018 nos canais ESPN

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

O retorno de Phil Ivey faz muito bem para o poker mundial

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Phil Ivey após a vitória na Super High Roller Series
Phil Ivey após a vitória na Super High Roller Series Danny Maxwell (PokerNews)

Depois de um longo período afastado, Phil Ivey está de volta ao circuito mundial de poker. E o retorno foi em grande estilo, com a vitória no evento Short Deck da Triton Super High Roller Series Montenegro. Depois de bater Daniel "Jungleman" Cates no heads-up após uma virada espetacular onde superou um déficit de 4:1, Ivey ficou com o troféu e o prêmio de US$ 604.977,00 no torneio que teve 61 inscritos e buy-in de HKD$ 250.000 (cerca de US$ 32.000).

A primeira grande conquista de Phil Ivey no poker aconteceu em 1998. De lá para cá, o americano conquistou 10 braceletes da World Series Of Poker e passou a ser considerado por muitos como o melhor jogador de todos os tempos. Mas nos últimos dois anos estava afastado dos grandes torneios mundiais, incluindo a WSOP. A conquista na série de torneios em Montenegro foi sua primeira premiação desde janeiro de 2016. "Eu ainda me sinto bem, estou ansioso pelos eventos com grandes premiações e espero ganhar mais alguns", disse Ivey na entrevista após a vitória.

E para a alegria dos fãs de poker, Ivey confirmou que vai disputar a série mundial de poker, que começa no final do mês. 

Em tempos recentes, nomes como Patrik Antonius, Gus Hansen e Tom Dwan voltaram a aparecer nas mesas dos principais eventos. Como Ivey, eles também são estrelas do esporte e seu retorno é mais do que bem-vindo. Donos de técnica apurada e, principalmente, de muito carisma, eles fizeram muita falta nesse período afastado dos panos, onde está cada vez mais difícil o surgimento de grandes ídolos.

Para o poker mundial, é muito bom contar novamente com Phil Ivey. Pois junto com ele também teremos o retorno de uma parte da grande mídia e também de uma parcela da audiência que estava carente de ídolos nas mesas de poker.

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "The Trinity Sessions", Cowboy Junkies 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

O retorno de Phil Ivey faz muito bem para o poker mundial

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Poker: um esporte para todos, exemplo de inclusão

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)
João Paulo Trindade
João Paulo Trindade Carlos Monti (PokerStars)

Na última terça-feira, o poker brasileiro viveu mais um momento importante, com um novo campeão sendo consagrado no BSOP Brasília. Mas nesse mesmo dia tivemos outros motivos para comemorar o crescimento do esporte da mente no país e seu poder de inclusão.

Durante a disputa em Brasília, fiquei emocionado ao ver a participação do João Paulo Trindade em um dos eventos disputados. Morador de Brasília, ele é portador de ELA (Esclerosa Lateral Amiotrófica) e fã de poker. Depois que conheceu o esporte, passou a praticar o poker online com a ajuda de um software especial. E graças ao esforço de seus amigos e da organização da Brazilian Series Of Poker, pode jogar seu primeiro evento ao vivo.

João Paulo Trindade no BSOP Brasília
João Paulo Trindade no BSOP Brasília Carlos Monti (PokerStars)

Com a ajuda de sua esposa Yara, ele definia suas ações na mesa apontando com os olhos para uma placa que ela segurava. E dessa maneira ele pode competir em igualdade de condições com seus adversários na mesa. "O poker a gente defende como um grande esporte de inclusão, porque o João Paulo acamado, só mexe os olhos, joga com o mundo inteiro e ninguém sabe disso", contou Yara para o repórter Gabriel Grilo, do SuperPoker. "É um grande esporte de inclusão, ele lida de igual para igual com todo mundo que está jogando, é perfeito e mantém ele muito ativo."

Vinicius Silva
Vinicius Silva Carlos Monti (PokerStars)

O torneio que João Paulo disputou foi o Evento 20 (R$ 400 No Limit Hold'em Last Chance DeepStack Turbo). E quem foi o vencedor da disputa? Um dos mais conhecidos e queridos jogadores do circuito, Vinicius Silva, que conquistou sua primeia vitória no campeonato brasileiro de poker. Dono de outros resultados importantes, como uma mesa final na World Series Of Poker, Vini nasceu com paralisia cerebral. Mas isso não impede que ele se destaque nas mesas. Esse desempenho no esporte fez com que ele fosse personagem de uma excelente matéria do repórter Mendel Bydlowski para os canais ESPN. E graças a seu talento, ele pode disputar campeonatos em igualdade de condições com os maiores jogadores do mundo.

Ronaldo e Neymar durante torneio de poker em São Paulo
Ronaldo e Neymar durante torneio de poker em São Paulo Márcio Rodrigues (Grupo SuperPoker)


Enquanto nossos dois herois brilhavam nas mesas em Brasília, outros herois nacionais estavam disputando um torneio regular no H2 Club em São Paulo. Neymar e Ronaldo, grandes ídolos do futebol, mostraram que são competidores normais nas mesas de poker. Apesar da fama gigantesca, os dois não precisam participar apenas de torneios de celebridades, e podem disputar um torneio normal junto com os jogadores regulares. Sem vantagens, sem favorecimento, como competidores normais.

O poker é para todos. Basta ter a mente ativa e disposição para enfrentar os adversários. Nessa terça-feira aprendi muito e me emocionei com o esporte, que a cada dia ganha mais adeptos e conquista mais fãs, por ser inclusivo e fascinante.

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Disintegration", The Cure 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Poker: um esporte para todos, exemplo de inclusão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Momento histórico com os melhores jogadores de poker do país reunidos no torneio Top do Brasil durante o BSOP Brasília

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Participantes do torneio Top do Brasil
Participantes do torneio Top do Brasil Carlos Monti (PokerStars)

A foto acima levou anos para ser tirada... Anos de dedicação e estudo, alegrias e conquistas, decepção e superação. Cada um desses trinta e dois rostos retratados abaixo percorreu uma longa estrada para poder estar presente nesse momento histórico, e que deve ser celebrado por todos os fãs de poker no país.

Hoje, 32 dos melhores jogadores do país segundo o Global Poker Index, o mais respeitado ranking do poker mundial, estão espalhados em quatro mesas aqui no salão do BSOP Brasília para disputar um Platinum Pass no valor de US$ 30.000,00. O prêmio é incrível, mas talvez a glória pela conquista seja ainda maior...

O sonho de viajar para as Bahamas em janeiro de 2019 e disputar o PokerStars Players Championship (US$ 25.000 de buy-in) de graça é o objetivo de todo jogador de poker hoje em dia. Mas a alegria de superar um torneio com o field mais complicado da histórico do esporte no país é a grande motivação desses craques, jogadores que sempre buscaram as melhores posições nos principais torneios do mundo e são obcecados pela competição em alto nível.

Quando a disputa terminar, um deles vai ter um sorriso enorme no rosto e um cartão prateado que abre portas importantes. Mas a alegria já está presente no semblante de todos, pela participação em um momento histórico do poker nacional que eterniza e consagra suas carreiras.

Parabéns a todos eles!

MESA 01

Assento 01: André Akkari
Assento 02: Celso Sirtoli
Assento 03: Thiago "Decano" Nishijima
Assento 04: Vivian Saliba
Assento 05: Bruno Desimoni
Assento 06: Affif Prado
Assento 07: Fernando "Groww" Garcia
Assento 08: Marcelo "Lontra" Rodrigues

MESA 02

Assento 01: Marcelo Mesqueu
Assento 02: Bruno Foster
Assento 03: Thiago Crema
Assento 04: José Carlos Latorraca
Assento 05: Marcos Antunes
Assento 06: Rodrigo Garrido
Assento 07: Bernardo Dias
Assento 08: Éder Ferronato

MESA 03

Assento 01: Renan Bruschi
Assento 02: Paulo Gini
Assento 03: Thiago Grigoletti
Assento 04: Luiz Duarte
Assento 05: Fred Volpe
Assento 06: Fabiano Kovalski
Assento 07: Rogério Siqueira
Assento 08: Yuri Martins

MESA 04

Assento 01: Fábio Freitas
Assento 02: Alisson Piekazewicz
Assento 03: Alexandre Rivero
Assento 04: Gustavo "Vascão" Lopes
Assento 05: Caio Hey
Assento 06: Pedro Padilha
Assento 07: Alexandre Sako
Assento 08: Felipe Boianovsky

Sérgio Prado
Trilha Sonora do dia: "Lateralus", Tool 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Momento histórico com os melhores jogadores de poker do país reunidos no torneio Top do Brasil durante o BSOP Brasília

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Neymar disputa torneio de poker em clube de São Paulo

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Neymar durante torneio em clube de poker de São Paulo
Neymar durante torneio em clube de poker de São Paulo Márcio Rodrigues (Grupo SuperPoker)

Afastado dos gramados por causa de lesão, Neymar está aproveitando suas "férias" para praticar outro esporte. Depois de organizar um "home game" em sua casa no Guarujá na semana passada, o craque da seleção e do Paris Saint Germain participou da edição dessa semana do torneio High Roller do H2 Club, o maior clube de poker do país localizado no bairro paulistano de Pinheiros.

O torneio é realizado todas as terças-feiras e conta sempre com a presença de grandes nomes do circuito. Na noite de ontem estavam presentes André Akkari (Team PokerStars Pro), o piloto da Stock Car Thiago Camilo, o ex- presidente da Confederação Brasileira de Texas Hold'em Igor "Federal" Trafane, o youtuber Caio "Brogui" Novaes e Bruno Foster. A disputa dessa semana teve 70 participantes, e Neymar acabou sendo eliminado antes da faixa de premiação.

Depois da eliminação, o craque ainda permaneceu no clube, onde jogou em uma outra mesa junto com alguns amigos. A ligação de Neymar com o poker vem desde 2014, quando conheceu e se apaixonou pelo jogo. Ele já foi jogador patrocinado pelo PokerStars e disputou grandes torneios internacionais, como o EPT Barcelona em 2015 e eventos beneficentes no BSOP, o campeonato brasileiro de poker.

A presença do maior nome do esporte brasileiro na atualidade em um torneio no Brasil mostra o crescimento e fortalecimento do poker no país. 

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Man From Utopia", Frank Zappa
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Neymar disputa torneio de poker em clube de São Paulo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Qual é a 'Mesa da Morte' do torneio Top do Brasil no BSOP Brasília?

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Brazilian Series Of Poker
Brazilian Series Of Poker Luis Bertazini (PokerStars)

Acho que minha grande expectativa para o BSOP Brasília, que acontece entre os dias 5 e 10 de abril, é com relação ao torneio "TOP DO BRASIL", que vai reunir alguns dos 32 melhores jogadores do país. Para saber mais sobre a disputa, ver a lista de participantes e o Seat Draw, basta clicar AQUI.

Apesar de algumas ausências importantes (como Felipe Mojave, João Simão e Rafael Moraes, que vão estar fora do país durante a disputa e Kelvin Kerber, que já possui um Platinum Pass), a lista de jogadores confirmados impressiona. E com tantas feras reunidas, a pergunta mais ouvida na comunidade do poker essa semana foi: "Qual a mesa mais complicada no Top do Brasil"?

Escolher a "Mesa da Morte" nesse evento é uma tarefa muito complicada. Mas depois de muito pensar, acho que formei minha opinião...

A Mesa 01 possui nomes de peso, com dois detentores de bracelete da WSOP (Akkari, Decano), dois campeões brasileiros (Affif, Groww) e uma campeã paulista de Omaha (Saliba). Mas tem alguns dos jogadores menos conhecidos do grande público (Sirtoli, Desimoni e Rodrigues).

A Mesa 02 talvez seja a mais heterogênea, com craques do poker online (Crema, Bedias) e jogadores experientes e consagrados no circuito ao vivo (Foster, Garrido, Mesqueu, Antunes, Latorraca e Ferronato). Vai ser divertido acompanhar esse choque de estilos.

A Mesa 04 reúne alguns grandes jogadores que se denominam recreativos (Freitas, Rivero, Vascão, Sako) mas que possuem tanta qualidade quanto as feras que vão enfrentar (Padilha, Alisson, Boianovsky, Hey), em um confronto interessante entre amadores e profissionais.

A Mesa 03 leva meu voto. É formada por jovens que ganharam destaque nas mesas online anos atrás (Yuri, Grigoletti, Bruschi, Volpe, Kovalski) mas fizeram a transição para o poker ao vivo com grandes resultados. E ainda conta com jogadores que acumulam títulos ao vivo como Luiz Duarte e Rogério Siqueira, e um dos maiores fenômenos recentes do cenário brasileiro, o acumulador de ITM's Paulo Gini.

Poder assistir essa disputa de perto vai ser um privilégio, um torneio que vai me deixar grudado no rail durante todo dia... Quem ganha a disputa e leva o Platinum Pass? Aí fica impossível responder!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "The Who by Numbers", The Who
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Qual é a 'Mesa da Morte' do torneio Top do Brasil no BSOP Brasília?

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Uma mancha lamentável em uma conquista histórica

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Mike Leah
Mike Leah SuperPoker

Ontem escrevi aqui no blog sobre o feito incrível que Mike Leah conseguiu nas mesas do WPT Falls View, com três vitórias no mesmo evento paralelo em anos praticamente consecutivos (2014, 2016 e 2017) e a conquista do Main Event da etapa agora em 2018.

Depois de publicar o post, recebi mensagens de alguns amigos (thanks Robbie Strazynski) alertando sobre as mãos disputadas no heads-up. Por exemplo, na primeira mão do mano a mano, Ryan Yu tinha 90 big blinds contra 39 big blinds de Mike Leah. Yu abriu raise para 4.000.000 em fichas e acabou dando fold quando Leah anunciou all-in de 4.695.000 em fichas... Na segunda mão, Leah deu limp e Yu fez um raise para 5.000.000 em fichas. Leah foi all-in novamente, dessa vez com 8.715.000 em fichas e o oponente largou mais uma vez...

O torneio acabou depois de apenas quatro mãos no heads-up e deixou praticamente óbvio que um acordo havia sido feito entre os dois protagonistas. Mas a confirmação veio mesmo com uma extensa publicação de Mike Leah em suas mídias sociais, onde confirma que conversou com seu oponente antes do heads-up e que eles redefiniram a premiação, deixando acertado que Leah ficaria com o título para confirmar sua marca incrível de vitórias.

Sempre fui contra os acordos no poker, e nesse caso acho ainda pior. O acordo não foi feito pelo valor monetário, e sim para confirmar uma conquista que deveria ter sido alcançada através da disputa honesta, como preza a regra do jogo. E como a organização afirmou que o heads-up teria que acontecer, eles armaram essa farsa para confirmar a "vitória" de Leah.

Tudo isso tira bastante do brilho da conquista histórica... Leah tem um currículo invejável no poker online, com 2 títulos de WCOOP, 4 títulos de FTOPS, 2 conquistas no SCOOP e 1 uma no TCOOP, além de 5 anéis de WSOP Circuit e 1 bracelete da WSOP, todos eles sem acordo no heads-up e conquistados através de sua imensa habilidade nas mesas. Agora, no maior feito de sua carreira, vai ficar essa mancha.

Ganhar três títulos de evento paralelo e chegar ao heads-up do Main Event no WPT Falls View deixando para trás 515 adversários sempre vai ser um feito impressionante. Mas agora acho necessário colocar um asterisco ao lado da última "conquista"...

Sérgio Prado
Trilha Sonora do dia: "Here Be Monster", Motorpsycho
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Uma mancha lamentável em uma conquista histórica

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Mike Leah e o feito mais incrível na história do poker mundial

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

Mike Leah e o troféu do WPT Falls View
Mike Leah e o troféu do WPT Falls View Joe Giron (divulgação WPT)

Nos últimos dias, fiquei pensando bastante em escrever um texto sobre qual seria o maior feito na história do poker mundial. A ideia me veio a cabeça depois que Stephen Chidwick conquistou dois torneios, fez mesa final em quatro e ficou com o título do US Poker Open 2018. A façanha do britânico é incrível, mas fiquei colocando a memória para funcionar, em busca de uma sequência de conquistas ainda mais impressionante. Lembrei de um texto que havia escrito aqui para o blog, falando sobre Mike Leah e suas vitórias no World Poker Tour Falls View. E hoje uma notícia me deu a certeza que era sobre ele que deveria escrever no post!

Para recapitular: Mike "GoLeafsGoEh" Leah ficou com o título do evento de US$ 1.000 do WPT Falls View em 2014 (649 inscritos - US$ 108.465), 2016 (1.305 inscritos - US$ 151.938) e 2017 (1.524 inscritos - US$ 187.051). Esse ano, ele disputou esse evento paralelo no festival e acabou perdendo, não conseguindo chegar entre os premiados...

Depois de falhar na tentativa do tetracampeonato, Leah escreveu em sua conta no Twitter que não iria decepcionar e conquistaria o título do Main Event. E o que ele fez, caro leitor? Conseguiu a sequência de vitórias mais impressionante na história do poker nessa madrugada!!!

Em um field de 517 jogadores, Mike Leah ficou com o troféu do Main Event do WPT Falls View e recebeu US$ 359.342 em premiação, além de uma vaga no valor de US$ 15.000 para o WPT Tournament of Champions. E entrou definitivamente para a história do poker mundial.

Acompanho o cenário do poker mundial desde 2003 e não me recordo de nenhuma sequência de conquistas tão impressionante como essa. São quatro vitórias gigantescas no mesmo palco, em anos praticamente seguidos. E ganhar o Main Event depois de ter conseguido três vitórias no evento paralelo em anos anteriores é simplesmente fantástico, "fechando" com chave de ouro a sequência de vitórias.

Um feito praticamente impossível de ser batido e que pode ficar ainda maior. Vou aguardar com ansiedade a disputa do WPT Falls View no ano que vem!

Sérgio Prado
Trilha Sonora do dia: "From Stone and Steel", Big Big Train
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Mike Leah e o feito mais incrível na história do poker mundial

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Adeus 2017... Que venha 2018!!!

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)

André Akkari durante o PokerStars Championship Barcelona
André Akkari durante o PokerStars Championship Barcelona Neil Stoddart (PokerStars)

Mais um ano termina e chegou a hora de dar adeus a 2017... Para o universo do poker brasileiro, foram 365 dias de crescimento e expansão, de emoção e conquistas, onde o esporte ganhou ainda mais praticantes em todo o país.

Em 2017, vimos a mesa final de André Akkari no PokerStars Championship Barcelona, quando o jogador do Team PokerStars Pro acabou ficando com a quinta colocação. Também pudemos acompanhar a jornada de Felipe Mojave ao redor do planeta, conquistando uma marca recorde de premiações em 13 países diferentes.

O sonhado quarto bracelete verde e amarelo na WSOP não veio, mas chegamos bem perto com o honroso segundo lugar de Bernardo Dias no Evento #27 (US$ 3.000 No Limit Hold'em 6-Handed), que ficou atrás apenas do britânico Chris Moorman, uma das maiores lendas do poker mundial.

Chris Moneymaker e Jeff Gross visitaram o país durante o BSOP Millions e puderam ver de perto os números gigantes alcançados pelo maior evento de poker da América Latina, quando milhares de pessoas lotaram as mesas do WTC Sheraton em busca do prêmio milionário distribuído no Main Event, que acabou ficando com Saulo Sabioni.

Durante o BSOP Millions também ficamos emocionados com a eletrizante disputa para conhecer o novo Campeão Brasileiro de Poker. E por apenas quatro pontos, Affif Prado bateu Marcelinho Mesqueu e conseguiu uma conquista histórica. E também comemoramos orgulhosos a 100ª etapa na história da Brazilian Series Of Poker, que reuniu os maiores nomes do presente e do passado do poker brasileiro em Foz do Iguaçu.

No ano que passou também pudemos acompanhar um novo desempenho incrível dos nossos representantes nas mesas online do PokerStars, principalmente durante as grande séries do maior site de poker do mundo, como o WCOOP (onde conseguimos um número recorde de cinco títulos e a maior premiação de nossa história no poker online, com os US$ 848.015,82 conquistados por Bernardo "Machadada RS" Rocha).

Para fechar o ano com chave de ouro, o PokerStars anunciou que além da volta do EPT e do LAPT, vai promover um dos maiores torneios da história do poker mundial com o PokerStars Player Championship, que acontece em janeiro de 2019 nas Bahamas. E a boa notícia para nós brasileiros que 17 Platinum Passes (no valor de US$ 30.000 cada) vão ser distribuídos durante as etapas da Temporada 2018 da Brazilian Series Of Poker, em um total de US$ 510.000 em premiação adionada, um recorde na história dos eventos de poker no Brasil!

Estou ansioso para 2018! Assim como fiz no ano passado, agora vou desligar o computador e acender a churrasqueira para receber a família para o Reveillon. Mas na próxima quarta-feira já embraco para as Bahamas, para fazer a cobertura dos nossos representantes no PokerStars Caribbean Adventure. E na torcida para que o novo ano comece com uma grande conquista em um dos maiores eventos de poker do planeta.

Feliz 2018, pessoal!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Insurgentes", Steven Wilson 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Adeus 2017... Que venha 2018!!!

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

BSOP anuncia várias novidades para a Temporada 2018, com muitas premiações adicionadas

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)
BSOP Temporada 2018
BSOP Temporada 2018 Luis Bertazini (PokerStars)

A Temporada 2017 da Brazilian Series Of Poker foi incrível, coroando Affif Prado como o novo campeão brasileiro por uma diferença mínima de quatro pontos sobre o segundo colocado em uma disputa eletrizante.

E depois de uma breve pausa, a ação vai voltar a rolar nas mesas do campeonato brasileiro de poker. A primeira etapa da Temporada 2018 acontece entre os dias 25 e 30 de janeiro no WTC Sheraton. Além da etapa inicial, outras datas já estão confirmadas, com a terceira etapa acontecendo em Natal (de 24 a 29 de maio), a quarta etapa em São Paulo (19 de julho a 24 de julho) e a sétima etapa com o BSOP Millions (de 27 de novembro a 6 de dezembro).

As etapas que ainda não estão confirmadas já estão quase prontas para serem anunciadas logo no início de 2018.

Mas algumas novidades já foram divulgadas pela organização do BSOP. Veja quais são os destaques para a nova temporada:

MAIN EVENT
O BSOP vai introduzir no evento principal uma das maiores e mais elogiadas invenções do poker ao vivo nos últimos anos, o "Action Clock". O BSOP já está utilizando o Action Clock nos torneios "High Rollers" desde julho e a experiência tem sido muito boa. Com o Action Clock, cada participante terá 30 segundos para tomar a sua decisão durante uma jogada.

O tempo será controlado pelos dealers que terão um cronômetro na mesa. Além disso, cada jogador também receberá no início do torneio cartões de "Time Bank", que lhes dará um minuto adicional de tempo caso haja uma decisão mais complexa a ser tomada. Os competidores receberão novos cartões de time bank ao longo da competição para que tenham tempo suficiente para tomar decisões mais complexas.

POKERSTARS PLAYERS CHAMPIONSHIP
Semana passada foi divulgado o lançamento do PokerStars Players Championship, um torneio que acontecerá no início de 2019 e será um divisor de águas na história do poker. A novidade é que o BSOP 2018 vai levar muita gente para jogar o PSPC nas Bahamas. Em cada etapa do BSOP, serão dados dois pacotes completos para o PSPC pelo PokerStars, que tem o valor de 30 mil dólares cada um! O campeão de cada evento principal do BSOP ao longo do ano receberá adicionalmente ao seu prêmio, o "Platinum Pass", que é o símbolo do pacote, contendo a inscrição para o PSPC, no valor de 25 mil dólares, mais a hospedagem e ajuda de custos para viagem. Isso quer dizer que, além do prêmio normal do BSOP, o campeão receberá ainda um pacote que vale mais de R$ 100 mil, em todas as etapas do ano.

Além do campeão do evento principal, haverá mais um "Platinum Pass" do PSPC dado em cada etapa, mas vamos deixar para contar como ele será distribuído no início de 2018... O BSOP Millions 2018 distribuirá ao todo quatro "Platinum Passes" e o Campeão Brasileiro de Poker de 2018 também vai receber um.

RANKING BRASILEIRO DE POKER
O campeonato brasileiro de poker traz uma pequena mudança para 2018, dando uma bonificação em pontos para o torneio "High Rollers" de cada etapa (excluindo-se o torneio "High Rollers de 1 dia"). Os pontos deste torneio receberão um bônus de 60%. Uma alteração sutil, mas que dará mais valor a um dos torneios mais difíceis de cada etapa.

SIT AND GO
Durante o BSOP Millions a organização experimentou com a implantação de torneios Sit and Go na etapa e, dado à opinião amplamente positiva, todas as etapas do BSOP ao longo do ano contarão com torneios SNG disponíveis durante o evento e com diversas opções de valores de inscrição.

SATÉLITES ONLINE
Os torneios satélite através do PokerStars já estão disponíveis e você pode se classificar para a primeira etapa do ano a partir de US$ 5,50. Os satélites são diários e todos tem vagas garantidas. No dia 16 de janeiro, acontecerá o satélite "Mega Fases - Fase 2" que distribuirá nada menos do que 15 pacotes completos para o BSOP São Paulo.

Gostou? Então fique sempre ligado nas novidades, acessando o site oficial da Brazilian Series Of Poker.

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Arise", Zara McFarlane 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

BSOP anuncia várias novidades para a Temporada 2018, com muitas premiações adicionadas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Chris Ferguson é o 'Jogador do Ano' da WSOP... Isso é bom ou ruim para o poker?

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)
Chris Ferguson
Chris Ferguson Divulgação WSOP

Em 2000, o americano Chris Ferguson foi campeão mundial de poker conquistando o título do Main Event da WSOP. Foi três vezes finalistas do National Heads-Up Poker Championship (ficando com o troféu uma vez) e possui quase nove milhões de dólares em premiação nos torneios ao vivo. Em 2017, bateu um recorde na série mundial de poker, conseguindo 17 premiações e o sexto bracelete da carreira na World Series Of Poker.

Agora, o outro lado da história...

Em 2004, Chris Ferguson foi um dos fundadores do Full Tilt Poker. Além de ser um dos garotos propaganda do site, era o responsável pela empresa junto com jogadores como Howard Lederer e Rafe Furst. Em 2011, com a Black Friday, foi acusado de comandar um "Ponzi Scheme", uma espécie de esquema de pirâmide que fraudou mais de quatrocentos milhões de dólares dos usuários do site, que só pode voltar a funcionar depois de adquirido pelo PokerStars anos depois.

Hoje, com a eliminação de John Racener no evento principal da WSOP Europa 2017, Ferguson foi declarado "Jogador do Ano" da World Series Of Poker, somando mais de mil pontos. Essa é uma das maiores honras que um jogador de poker pode conquistar, um título que trás admiração e respeito dos adversários.

Depois de ter ficado foragido, Ferguson passou um longo período afastado das mesas.  Quando o caso foi encerrado pelo Departamento de Justiça Americano, voltou a disputar a World Series Of Poker nos últimos anos e conseguiu uma conquista impressionante esse, escrevendo novamente seu nome na história do poker.

Jogador brilhante, Ferguson é um dos maiores nomes do esporte da mente em todos os tempos.  Mas tem uma mancha do tamanho de seu imenso talento associada a seu nome. A organização da World Series Of Poker não podia proibir sua presença nas mesas, os adversários não podiam se recusar a jogar contra ele. Mas garanto que poucos ficaram contentes em saber da conquista do americano...

Eu não gostei. Sempre torci pelos grandes jogadores, pelos mitos do esporte. Iria ficar muito feliz em saber que um jogador com tantas vitórias e mais de 20 de história no poker conseguiu um título tão importante. Adoro ver a história do esporte sendo escrita!
Mas é justamente por me interessar pela memória do poker que não posso sorrir com a conquista de Chris Ferguson. Eu acompanhei a Black Friday e vi o caso Full Tilt Poker ser revelado para todos. E essa história não posso esquecer e nem perdoar.

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "In Color", Cheap Trick 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Chris Ferguson é o 'Jogador do Ano' da WSOP... Isso é bom ou ruim para o poker?

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Alemanha se firma no topo do poker mundial com números gigantes no Poker Masters

Sergio Prado
Sérgio Prado (blogueiro do ESPN.com.br)
Steffen Sontheimer
Steffen Sontheimer Poker Central

Em 2013 escrevi aqui no blog que a Alemanha era a grande potência do poker mundial. Anos se passaram e essa afirmação fica cada vez mais correta…

Terminou nessa madrugada a primeira do Poker Masters, uma série de torneios “High Stakes” realizada em Las Vegas e que, assim como no Masters da PGA, presenteia o seu grande campeão com um presente especial. E quem vai entrar para história do poker como primeiro a conquistar a “Jaqueta Roxa” é o alemão Steffen Sontheimer.

A vitória de Sontheimer é incontestável… O Poker Masters teve quatro torneios de buy-in US$ 50.000,00 e uma final de buy-in US$ 100.000,00. Sontheimer fez mesa final em quatro deles, foi campeão em dois e recebeu US$ 2.733.000,00 no total. E no torneio que ele não premiou, acabou sendo o bolha ficando com a oitava colocação!

E o domínio alemão também é fácil de ser percebido analisando os números da disputa. O pódio da grande final foi todo pintado de preto, vermelho e amarelo, com Christian Christner na segunda colocação e Fedor Holz na terceira posição. Steffan Schillhabel completou a festa com a sexta colocação.

Para se ter uma ideia melhor do massacre germânico, a grande final teve 35 inscritos, com 24 americanos, 7 alemães, 2 espanhóis, 1 canadense e 1 britânico. Com apenas 20% do field, os alemães conseguiram 66% das premiações, deixando os americanos com apenas 33%, com a quarta colocação de Seth Davies e o quinto lugar de Justin Bonomo.

A Alemanha já provou faz tempo que veio para ficar no mundo do poker. Agora ela quer realmente se consolidar na primeira colocação. E tem técnica, frieza e determinação para conseguir isso!


Sérgio Prado 

Trilha Sonora do dia: "Before These Crowded Streets", Dave Mathews Band 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Alemanha se firma no topo do poker mundial com números gigantes no Poker Masters

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

A aula de André Akkari nas mesas de poker

Sergio Prado
Sérgio Prado - blogueiro do ESPN.com.br
André Akkari
André Akkari Carlos Monti (PokerStars)

Nesse último final de semana, milhares de brasileiros acordaram bem cedo para assistir a reta final do PokerStars Championship Barcelona. Todos eles torcendo por André Akkari, que estava em busca de mais um grande título internacional em sua carreira. A vitória não veio, mas quem gosta de poker teve uma recompensa enorme durante as dezenas de horas que o maior nome do poker brasileiro ficou frente as câmeras da transmissão do torneio...

André Akkari deu uma verdadeira aula nesse período. E não estou falando apenas de técnica, pois na minha opinião o jogador do Team PokerStars Pro foi perfeito durante toda a disputa. O que mais me chamou atenção foi sua postura na mesa.

Misturando concentração, simpatia e elegância, ele teve um comportamento perfeito e mostrou porque é o maior ídolo do poker brasileiro. Saber se comportar nas mesas não é tarefa fácil, ainda mais quando a premiação possui sete dígitos. Esse fator mexe com a cabeça de quem não está preparado. E André Akkari teve uma postura exemplar, algo que só os grandes ídolos atingem. Com respeito ao jogo, ao público e, principalmente, aos adversários.

Para quem joga poker, esse é um grande exemplo a ser seguido. Não é a toa que André Akkari é o nosso maior embaixador no poker ao redor do mundo. E essa é sua grande vitória!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Emperor of Sand", Mastodon 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

A aula de André Akkari nas mesas de poker

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Holandês consegue feito incrível, e quem gosta de poker deve comemorar!

Sergio Prado
Sérgio Prado - blogueiro do ESPN.com.br

Sander van Wesemael (no centro da foto) comemorando seu feito incrível com os amigos
Sander van Wesemael (no centro da foto) comemorando seu feito incrível com os amigos Carlos Monti (PokerStars)

Durante esses anos todos acompanhando os principais torneios de poker ao redor do mundo, vi várias façanhas incríveis. Mas o feito alcançado por Sander van Wesemael durante o PokerStars Championship Barcelona é um dos mais impressionantes...

O holandês de 23 anos se sagrou campeão da PokerStars Cup (€ 330 No Limit Hold'em) organizada durante o festival. Claro, bater um field de 2.648 inscritos e receber € 127.000,00 como premiação já é um feito considerável. Mas o que deixa tudo fantástico é que essa é a TERCEIRA conquista seguida de Wesemael em torneios PokerStars Cup!

Tudo começou no PokerStars Festival Marbella, em junho. Wesemael foi o campeão na PokerStars Cup do festival espanhol, que reuniu 788 participantes. Com essa primeira vitória, ele recebeu € 36.450,00. No mês seguinte, ele foi para o PokerStars Festival Lille, e em terras francesas comemorou seu aniversário e ganhou outra PokerStars Cup, dessa vez batendo 558 jogadores e faturando € 28.704,00.

Em Barcelona, Wesemael conseguiu sua maior vitória e completou a seu incrível hat-trick. "Eu gosto de me divertir nas mesas e no torneio de € 330 as pessoas estão lá para se divertir", disse o campeão. "Acho que fico mais feliz jogando esses torneios do que quando disputo os eventos de buy-in mais caro, o que é bem estranho".

No total, Wesemael superou 3.994 entradas nos três torneios e recebeu quase duzentos mil Euros.

Para quem gosta de poker, essa é uma história inspiradora. Ela prova que o talento e a dedicação são os fatores que realmente influenciam no poker. Afinal de contas ninguém vai me convencer que a sorte teve papel importante nas TRÊS conquistas de Wesemael... Tenho certeza que o que contou mesmo foi a habilidade. E quem é apaixonado por poker deve comemorar isso com euforia!

Sérgio Prado 
Trilha Sonora do dia: "Absolutely Free", Frank Zappa 
Facebook: Sérgio Prado
Twitter: @seprado
Instagram: @seprado

Comentários

Holandês consegue feito incrível, e quem gosta de poker deve comemorar!

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

mais postsLoading