Quebra-pau no Rio vai muito além de um pisão no pé ou umas a mais

São Paulo
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br
Os motivos da pancadaria entre torcedores do urubu na entrada do Engenhão, antes do clássico com o Botafogo, pela 31ª rodada do Brasileirão com cara e jeito de Brasileirinho, vão muito além de pisão no pé, escalação de beltrano, ingresso na faixa, briga política no clube ou umas a mais.

A denúncia, por e-mail, é de um integrante da ‘Raça Rubro-negra’. Por razões óbvias, o anonimato:

“Gostaria de ler as verdadeiras razões para a confusão no Engenhão. Informaram que ‘Jovem Fla’ e ‘Raça Rubro-negra’ apenas se estranharam. Mas existe um motivo obscuro atrás disso. As facções criminosas estão infiltradas nas duas torcidas. Eu sou da ‘Raça’, mas como boa parte da torcida não quero saber disso. No entanto, há elementos que querem. Sou empresário. Acho que a imprensa deveria se aprofundar na história. Estaria com medo? Saudações rubro-negras. Rumo ao hexa no sapatinho.”

Com a palavra, uma autoridade: “A organizada do Flamengo é assim mesmo. Eles são irascíveis”, afirmou o tenente-coronel Moura, do 3º Batalhão, após o tumulto – uma força de mil homens foi designada para garantir a segurança.

Por falar nas organizadas do urubu.... Marcos Prado, de ‘Tropa de Elite’, deve começar a rodar ‘Fla x Fla’ no final do próximo ano, informou Joaquim Ferreira dos Santos, colunista do ‘Globo’. O filme pretende abordar a violência dentro das duas maiores torcidas do clube. “Elas vivem em guerra desde os anos 90. Deram uma trégua há uns dois anos, mas já morreu muita gente”, disse Prado.
                                                      #####
Sopa indigesta. Nada irrita mais ‘Muriçoca’ Ramalho do que as comparações com os antecessores no Palmeiras, o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo e o interino Jorginho. O caldo de números provoca reações como “falam disso, daquilo, mas ninguém diz nada sobre as 15 ou 16 rodadas que estamos na liderança”. O balanço das horas: ‘Muriçoca’ – sete vitórias, cinco empates e cinco derrotas (54% de aproveitamento); Luxemburgo – três vitórias, três empates e uma derrota (57,1%); Jorginho – cinco vitórias, um empate e uma derrota (76,2%).

The book. O presidente-economista Luiz Gonzaga Belluzzo lançou o livro ‘Os antecedentes da tormenta – origens da crise global’. Qualquer semelhança com o Palmeiras é a mais pura coincidência.

Troca-troca. Pelo jeito os deuses da bola resolveram tirar uma onda com os catedráticos da mídia que defendem a permanência do capitão mesmo quando o barco está indo a pique. Dos cinco primeiros times na tabela, apenas um poderá ser campeão com o mesmo treinador que iniciou o campeonato: o Galo de Celso Roth. O líder Palmeiras trocou o ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo por Jorginho e, depois, acertou com ‘Muriçoca’ Ramalho. O Internacional começou com Tite e, agora, está nas mãos de Mário Sérgio. O São Paulo chutou ‘Muriçoca’ e pegou Ricardo Gomes. Já o Flamengo deu um bico em Cuca e investiu em Andrade.

Twitter. A floresta encantada dos anões de Dunga ganhou um personagem de peso: o incrível Hulk. O Imperador Adriano e o ‘matador’ Tardelli estão adorando.

‘Fair play’. Pouca gente se dá conta de uma briga de foice pelo ‘troféu bico de ouro’ do Circo Brasileiro de Futebol. Os cariocas estão deitando e rolando. Comandam as primeiras posições: Fahel (Botafogo) - em 17 jogos, 57 faltas, dois cartões vermelhos e oito amarelos; Diguinho (Fluminense) - em 18 partidas, 56 faltas, um vermelho e 10 amarelos; Willians (Flamengo) - em 24 embates, 72 faltas, dois vermelhos e 12 amarelos. Os números são do ‘Globo.com’.

Sugismundo Freud. Você pode ser contra uma opinião, mas precisa respeitá-la.

Poupança. O técnico Emerson Leão está preocupadíssimo com o desemprego. O treinador já não sabe como sobreviver com os módicos R$ 50 mil mensais que recebe do Sport - produto do parcelamento de uma antiga dívida, que só terminará em abril de 2012. Para garantir o pão nosso de cada dia, Leão pediu a penhora do ginásio do time pernambucano.

Folha seca. Os alto-falantes da Gigante do Beira-Rio informam aos coirmãos gremistas: agora não adianta chorar e tratem de pelo menos garantir uma boquinha na badalada Copa Sul-americana.

Sombrero. O relacionamento entre o apresentador Raul Gil e o lateral Roberto Carlos é dos melhores. Chegou até a Justiça. Gil cobra R$ 250 mil de RC por ter desistido de comprar uma modesta pensão por R$ 2,5 milhões. A expectativa no Fórum: para quem o meritíssimo vai tirar o chapéu.

La barca va. O argentino Herrera e o colombiano Perea devem comandar a barca do Grêmio depois do campeonato. Apesar da pressão da torcida, o técnico Paulo Autuori continuará ancorado no Olímpico.

Chupeta. O levantador Bruninho ganhou mais uma irmã: Vitória, filha do técnico Bernardinho com a ex-jogadora Fernanda Venturini, nasceu com 3.600 kg e 50 cm. Além dela, Bruninho tem as irmãs Júlia, também filha de Bernardinho com Venturini, e Luiza, do outro casamento da mãe Vera Mossa.

Tititi d’Aline. O gajo Cristiano Ronaldo voltou ao furacão de fofocas na mídia espanhola. O astro do Real Madrid estaria namorando a modelo e atriz Marisa Gomez Sandoval, 26 anos, a ‘mulher canhão’.

Você sabia que .... Carlos Eugênio Simon, ‘condenado’ pelo goleiro Rogério Ceni, já apitou 47 jogos do São Paulo, com 21 vitórias do Tricolor e 10 derrotas?

Bola de ouro. Ricardo Teixeira. O rei da bola peitou a Vênus Platinada e confirmou o campeonato por pontos corridos. Mata-mata só no faroeste.

Bola de latão. Seleção sub-17. Levou chumbo novamente do México, carrasco da final do Mundial de 2005. Muito salto e pouca bola na garotada brasileira.

Bola de lixo. Real Madrid. Tomou uma sapatada do Alcorcón, da terceira divisão espanhola, na Copa do Rei. As ausências de Kaká e Cristiano Ronaldo não servem de desculpa para o histórico vexame.

Bola sete. “É complicado participar de competições sem ter nenhum apoio” (da surfista Diana Cristina, a Tininha, colecionadora de títulos mas sem patrocínio).

Dúvida pertinente. Quem vai fiscalizar as inúmeras comissões criadas para fiscalizar a dinheirama na Copa-2014 e Rio-2016?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com
Comentários

Quebra-pau no Rio vai muito além de um pisão no pé ou umas a mais

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Eu acredito em Muricy

São Paulo
Wagner Patti, blogueiro do ESPN.com.br
Muricy Ramalho está incomodado.

Sente a pressão.

A liderança pesa nas costas alviverdes.

Os desfalques atrapalham.

A fofoca nos bastidores não ajuda em nada.

Passou da hora de o treinador dar um basta.

Muricy, que não é tonto nem nada, já viu tudo isso, e resolveu agir.

“Cresço muito nessa hora”, diz.

Bom lembrar que o Palmeiras é o líder do Campeonato Brasileiro, só depende de suas próprias forças para levantar o caneco, tem camisa, torcida e tem Muricy no banco - um tricampeão.

Se não fosse por isso, as palavras do técnico entrariam por um ouvido e sairiam pelo outro.

Eu acredito em Muricy.

E você?

bonasera
Bonasera, da trilogia Poderoso Chefão, acredita na América e no Muricy.

Comentários

Eu acredito em Muricy

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

O desastre dos pontos corridos

São Paulo
Roberto Porto, colunista do ESPN.com.br
Que me perdoem os leitores do ESPN.com.br, mas sigo achando um aborto da natureza esse Campeonato Brasileiro por pontos corridos. Confesso que não tenho a menor idéia de quem inventou essa história. Mas um país como o Brasil, de dimensões continentais, não pode imitar os campeonatos de Portugal, Espanha, Itália, Inglaterra, França e Alemanha. Nos países citados, grande parte dos traslados dos clubes é feito por trens, alguns deles de alto gabarito. Aqui, no Brasil, com distâncias incomensuráveis e estradas ruins, só as companhias aéreas gostam dos pontos corridos, pois até o trajeto Rio-São Paulo é feito por aviões de carreira.

No estado de penúria porque passam a grande maioria dos clubes brasileiros, as viagens de avião representam mais uma despesa. E é porque gastam muito e arrecadam pouco – com as raríssimas exceções de sempre – que os clubes brasileiros não conseguem segurar seus craques, transferidos ou vendidos para os países europeus e até mesmo para a Coréia, Japão e, se não me engano, até para países árabes e o distante Casaquistão. Quando a tal janela de transferências se abre, é um deus nos acuda. Basta lembrar a atual Seleção Brasileira, quase toda ela integrada por jogadores brasileiros ‘estrangeiros’, à exceção daqueles que ainda irão embora.

Imaginem, agora, sem os pontos corridos, que quadrangular sensacional iriam proporcionar, com jogos de ida e volta, envolvendo Palmeiras, Atlético Mineiro, Internacional, São Paulo ou talvez Flamengo? As bilheterias dos estádios ficariam lotadas e os clubes envolvidos faturariam uma bela grana, suficiente (quem sabe?) para manter no Brasil seus principais craques. Por acaso, apenas por acaso, o Campeonato Brasileiro de 2009 está embolado – o que não costuma acontecer. E as possibilidades de arrecadações podem melhorar um pouco nessa reta final.

A idéia dos pontos corridos veio com a inclusão da classificação para a Taça Libertadores, o que é muito pouco para cobrir o deficit acumulado durante toda a temporada. E proponho uma aposta: quantos clubes, dos que estão na ponta da tabela, conseguirão manter, em 2010, seus principais jogadores? Nossa economia, por mais que se apregoe que está se recuperando, não se compara a dos países europeus. Vejam, por exemplo, o Real Madri, que comprou, de uma só tacada, os passes de Kaká e Cristiano Ronaldo (este de Portugal). Será que um clube brasileiro teria bala na agulha para trazer Kaká de volta – ou Robinho ou Ronaldinho Gaúcho? Duvido.

Tenho a mais concreta e absoluta certeza de que vou contrariar muita gente boa ao defender a tese dos quadrangulares (antigamente eram octogonais). E me recordo de 1992, quando o Flamengo foi campeão, enfrentando o Botafogo. O Maracanã, na primeira partida, estava tão cheio que a mureta de contenção do lado da torcida do Flamengo desabou, chegando a matar gente que caiu daquela altura da arquibancada para a geral.

Por quê? Porque o Flamengo, que se a memória não me falha, havia ficado na oitava posição e, mesmo assim, derrotando rivais, conseguiu chegar à decisão. Infelizmente, o Campeonato Brasileiro já não é assim e não reúne os verdadeiros grandes clubes brasileiros. Um exemplo disso é o Vasco da Gama, que lota seu estádio (erguido em 1927) na luta para retornar à elite. E o rebaixamento já atingiu, entre outros, Palmeiras, Fluminense e Botafogo.

Em minha opinião, o Brasileiro de hoje não representa a verdadeira força do futebol de um país que é pentacampeão mundial.
Comentários

O desastre dos pontos corridos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Com 12 "grandes", Brasileiro poderia ser o melhor campeonato do mundo

São Paulo
Paulo Calçade,blogueiro do ESPN.com.br
O comentário anterior não foi uma crítica ao Campeonato Brasileiro, trata-se apenas de uma constatação, um fato mostrado pelos números.

Defensor dos pontos corridos, tenho motivos de sobra para comemorar, que não me impedem de enxergar o que se passa com a competição.

Não se deve medir a qualidade de um campeonato pelo número de pontos dos primeiros colocados.

O Brasileiro 2009 é superior às competições onde apenas dois times brigam pela ponta, o que normalmente acontece na Espanha.

A sete rodadas do encerramento do BR-09, a luta pelo título é simplesmente sensacional.

Temos, em tese, o melhor cenário do mundo para um campeonato nacional, em função da quantidade de clubes grandes no Brasil.

O problema é que nem sempre estão grandes.

Os grandes são vistos dessa maneira pela sua história e, principalmente, pelo tamanho de suas torcidas.

Refiro-me ao potencial dos 12 maiores clubes brasileiros: Grêmio, Internacional, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos, Fluminense, Flamengo, Botafogo, Vasco, Atlético-MG e Cruzeiro, que convidaram o Bahia e fundaram o Clube dos 13, em julho de 1987.

A prova de que ser grande nem sempre é garantia de estar grande é o rebaixamento, implacável com alguns deles nos últimos anos.

Além desse grupo, de enorme apelo popular, não podemos esquecer da força de Coritiba, Atlético-PR, Goiás, Sport e Náutico, que não se enquadram na definição acima, mas também não são pequenos.

Com um pouquinho de organização, que passa pelo conceito dos pontos corridos e pela diminuição dos estaduais, teríamos boas condições para construir a melhor liga do mundo.

Comentários

Com 12 "grandes", Brasileiro poderia ser o melhor campeonato do mundo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Campeão de 2009 deverá ter o pior rendimento dos pontos corridos

São Paulo
Paulo Calçade, blogueiro do ESPN.com.br


e

O Brasileiro 2009 deverá ter o campeão com o pior rendimento da recente história dos pontos corridos, a menos que Palmeiras ou Atlético-MG vençam as sete partidas que restam.

O Palmeiras empacou e deu cores especiais à disputa do Brasileiro 2009.

O time de Muricy Ramalho permitiu a aproximação da concorrência ao conquistar apenas um dos 12 últimos pontos disputados.

A diferença entre os cinco primeiros é de apenas três pontos.

Nesse período em que o Palmeiras apresenta ridículos 8% de aproveitamento, o Cruzeiro ganhou 12.

O time mineiro merece respeito, apesar de estar a seis pontos da liderança.

O nível técnico da competição está longe do ideal, mas não falta emoção, argumento muito usado para justificar a volta do mata-mata.

O pior é que ainda tem gente pretendendo aumentar essa fragilidade nossa de cada dia com a volta do antigo sistema, incompatível com o campeonato base de um país.

Veja a pontuação e o aproveitamento dos seis primeiros colocados nas quatro últimas rodadas, a partir do momento que o Palmeiras passou a permitir a aproximação da concorrência:

1 – Cruzeiro, 12, 100%
2 – Flamengo, 10, 83%
3 – Internacional, 8, 67%
4 – Atlético-MG, 6, 50%
5 – São Paulo, 4, 33%
6 – Palmeiras, 1, 8%

e

Confira o aproveitamento dos campeões na era dos pontos corridos:

2003 – Cruzeiro, 72,5%
2004 – Santos, 64,5%
2005 – Corinthians, 64%
2006 – São Paulo, 68%
2007 – São Paulo, 67,5%
2008 – São Paulo, 66%
2009 – O Palmeiras possui atualmente 58% e poderá atingir, no máximo, 66%

Comentários

Campeão de 2009 deverá ter o pior rendimento dos pontos corridos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Números provam a terrível injustiça que se comete com o Fluminense

São Paulo
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br
Cinco vitórias, 11 empates e 14 derrotas. Trinta e um gols a favor e 49 no cocuruto. Convidado exemplar: apenas um triunfo fora de casa. Aproveitamento de 28% na maratona. Pontapé inicial gratificante, com 1 a 0 no tricampeão São Paulo. A partir da 10ª rodada, cadeira cativa em voo de primeira classe para o purgatório – tem 96% de chances de cair.

Pois é, números mais que suficientes para justificar a profunda irritação da diretoria do Fluminense com as críticas à falta de planejamento. A parceria pó-de-mico/Unimed-UTI fez das tripas coração para servir de exemplo aos coirmãos: 27 contratações (sete reforços já foram para o espaço), cinco treinadores, três gerentes, dois coordenadores e dois vices. O clube tem hoje 37 jogadores, segundo o ‘Globo.com’. Só não conseguiu montar um time que honre minimamente as tradições tricolores.

Nada, porém, que sirva para estancar a onda de otimismo quanto ao futuro da equipe. A distância para o primeiro time fora da zona de rebaixamento é de somente seis pontos. E os próximos adversários são o que se pode chamar de mamão com açúcar: Goiás, Atlético/MG, Cruzeiro e Palmeiras. Times com poucas ambições no torneio: título ou Libertadores.

Ainda o mar de rosas nas Laranjeiras... O presidente Roberto Horcades é daqueles cartolas que controlam com mão de ferro as finanças do clube. Cobra explicação para cada tostão que sai do cofre. Que o diga os amigos de fé que desejam seu impeachment: a dívida do Fluminense teria aumentado em 345% no período de 2004/08 – pulou de R$ 92 milhões para R$ 320 milhões. Horcades rebate: o rombo já era de R$ 192 milhões quando abriu a caixa de pó-de-mico.
                                                        #####
‘To be or not to be’. “Onde está o futebol de troca de passes que Ricardo Gomes queria? Nunca apareceu.” A análise do pequeno grande Tostão, em sua coluna na ‘Folha’, corre de boca em boca pelos corredores do Morumbi. Muito se esperava do treinador, mas pouco se vê em campo. O Tricolor de hoje é uma cópia da equipe do tricampeão ‘Muriçoca’ Ramalho.

Twitter. A melhor coisa que pode acontecer ao ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo é acertar com o Internacional. A recíproca não é verdadeira.

Chiadeira. As primeiras cascas da turma do amendoim já repousam no currículo de ‘Muriçoca’ Ramalho. O pessoal não digeriu a decisão do treinador de recusar o reforço de Fernandinho para 2010. O técnico alegou estar bem servido para a posição. Dona de 60% dos direitos do atacante do Barueri e parceira do Palmeiras, a Traffic pulou o muro do CT e entregou o jogador de bandeja ao São Paulo.

Sugismundo Freud. A bola de Obina anda mais curta que coice de porco.

Pulo do gato. A história vem de Manaus, do internauta Marco Antonio Brasil. “O governador Eduardo Braga fala sério quando diz que colocará um time do Amazonas na Série A até a Copa-2014. E o incrível é que a imprensa está entrando no oba-oba. Só que a coisa vai mal e alguns ainda culpam a torcida por não ir ao estádio. No começo do ano, os dirigentes do Rio Negro garantiram que o clube estava estruturado para chegar à Série A em 2014. Seria campeão estadual de 2009 e começaria a disputar a Série D em 2010. Não deu outra, o Rio Negro conseguiu.... cair para a segunda divisão do Campeonato Amazonense. E pelo segundo ano consecutivo. Só rindo para não chorar.”

Gilete press. Do colunista Ricardo Perrone, no ‘Jornal Placar’: “Se existe um jogador no Corinthians com quem Ronaldo não vai com a cara é o goleiro Felipe. O Fenômeno deixa isso bem claro nas conversas com amigos.” Uma queda-de-braço equilibradíssima entre o elefante e a formiguinha.

De primeira. A Raposa está mais flexível e já começa a admitir a venda do gladiador Kleber, em janeiro. Sem o atacante, o time venceu mais e marcou mais gols no Brasileirão com cara e jeito de Brasileirinho. O preço mínimo de 10 milhões de euros deverá cair bastante....

Quartel-general. O extremamente organizado Circo Brasileiro de Futebol ainda não sabe em que hotel a seleção dos anões de Dunga repousará as madeixas na África do Sul. Já a bagunçada Alemanha alugou o cinco estrelas Velmore, a 50 quilômetros de Joanesburgo. Passou a perna até nos donos da casa, que queriam a pousada como concentração.

Baile na arquibancada. O empolgante Brasileirão com cara e jeito de Brasileirinho goleia fácil os chatos campeonatos europeus no grito da galera. Basta uma rápida checagem em alguns números para se concluir que os gringos são desprovidos de emoções. A média de público do Manchester United nos jogos em casa é de 75.304 torcedores, e a do Borussia Dortmund atinge 74.748. Dá pena se comparada à do Galo em Minas, a melhor do país: 37.748 por partida.

Tititi d’Aline. Depois da bola, a paixão do são-paulino Bosco é o surfe. Sempre que está de folga, o goleiro pega uma prancha e cai na água. Ele se confessa um viciado pelo esporte.

Você sabia que .... a comissão técnica liderada pelo argentino Marcelo Bielsa, treinador do Chile, custa R$ 3 milhões por ano à federação?

Bola de ouro. Alexandre Pato. Reencontrou o caminho da lagoa azul para mergulhar novamente no sonho de ir à Copa de 2010.

Bola de latão. Vanderlei Luxemburgo. O ‘pofexô’ ainda se apresenta como ‘técnico do Palmeiras’ em seu site. Te cuida, ‘Muriçoca’!

Bola de lixo. Mídia ludopédica. Que o comportamento de Maradona extrapolou o racional na classificação à Copa-2010, não se discute. Mas por que não houve a mesma indignação quando Dunga atacou a torcida, com palavrões e gestos obscenos, em Salvador?

Bola sete. "As críticas serviram como incentivo para voltar a jogar bem, principalmente a do 'L'Equipe', quando me definiu como um ex-jogador” (desabafo de Ronaldinho Gaúcho, após a vitória do Milan sobre o Real Madrid).

Dúvida pertinente. Joel Santana só esquentou o trono para Parreira na África do Sul?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

Comentários

Números provam a terrível injustiça que se comete com o Fluminense

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Palmeiras perdeu o rumo!

São Paulo
Marcelo Di Lallo
No momento mais importante do Brasileirão o Palmeiras está vivendo seu pior momento na temporada. São 3 derrotas consecutivas, sendo 7 gols sofridos e nenhum marcado. Uma série de detalhes que impedem qualquer prognóstico de conquista, neste momento, por parte do atual líder. Não dá mais pra apostar no time palmeirense.

Falta pegada de time campeão e qualidade técnica. Jogadores chaves como Diego Souza e Cleiton Xavier sumiram depois de servirem à Seleção Brasileira. A defesa falha demais, e os volantes Souza e Edmílson não merecem a titularidade. Muricy Ramalho terá muito trabalho pra devolver a confiança ao elenco. A torcida está mais do que desconfiada.

Está mais do que claro que os jogadores não estão suportando a pressão pelo título. Os concorrentes Atlético/MG, Inter, São Paulo e Flamengo esfregam as mãos e sentem a fraqueza do Palmeiras. Quem tiver um pouco de competência leva o caneco. É o que está faltando aos favoritos nesta reta final.
Comentários

Palmeiras perdeu o rumo!

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

'Bumba' do Flamengo atropela

São Paulo
Wagner Patti, blogueiro do ESPN.com.br
“Tá parecendo o Flamengo” exclama o editor Mauricio Rossi ao ver o vídeo na internet.

'Bumba' do Fla atropela
A imagem é de um acidente de trânsito em Perm, Rússia.

O ônibus atingiu 20 carros. Felizmente ninguém morreu, mas quatro pessoas foram hospitalizadas.

Palmeiras, Atlético/MG, Internacional e São Paulo que olhem com cuidado para o retrovisor.

O ‘bumba’ do Mengão vem atropelando: Pet, de piloto; Adriano, de co-piloto e Andrade, de cobrador.
Comentários

'Bumba' do Flamengo atropela

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Com boa campanha no returno, Fla e Cruzeiro podem incomodar G-4

São Paulo
Paulo Calçade, blogueiro do ESPN.com.br
e

Na história dos pontos corridos com 20 equipes, o Brasileiro 2009 é o campeonato com o líder de menor pontuação na 30ª. rodada, o que demonstra equilíbrio.

Na competição dos pontos perdidos, dos times estacionados no G-4 que não deslancham e da surpresa Petkovic, o Palmeiras alcançou 15 rodadas na primeira colocação, mas corre perigo.

Nos últimos três jogos, a coleção de tropeços no G-4 é assustadora. O líder Palmeiras ganhou apenas um ponto de nove disputados, o Atlético Mineiro ficou com três, o Internacional com cinco e o São Paulo também com um.

Fora da zona de classificação da Libertadores, o Flamengo, com sete pontos em nove possíveis, e o Cruzeiro, com 100% de aproveitamento nessas três partidas, podem ser o fato novo do campeonato.

Como a turma do G-4 passou a colecionar tropeços, já não se pode consideraer a chegada de Flamengo e Cruzeiro uma surpresa.
 
Veja os números dos times na 30ª. rodada:

2009 – 1º. Palmeiras, 54 pontos;
         2º. Atlético-MG, 50
2008 – 1º. Grêmio, 56;
         2º. Cruzeiro, 55
2007 – 1º. São Paulo, 63; 
         2º. Cruzeiro, 52
2006 – 1º. São Paulo, 60; 
         2º.Internacional, 53.
Comentários

Com boa campanha no returno, Fla e Cruzeiro podem incomodar G-4

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Urubu carrasco atropela paulistas, e o sonho do caneco renasce

São Paulo
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br
Mais que a invencibilidade de nove jogos, o show do vovô Petkovic com direito a gol olímpico, o G-4 cada vez mais perto e o sonho do caneco mais real, o Flamengo confirmou, na vitória sobre o Palmeiras (primeira derrota em casa), que é mesmo o grande carrasco dos paulistas.

Até agora no Brasileirão com cara e jeito de Brasileirinho, o urubu disputou nove partidas contra os coirmãos da Pauliceia desvairada e cheia de crack. Em 27 pontos na roda do samba rubro-negro, 20 conquistados – 10 em casa e 10 fora.

O carrasco vermelho e preto só atravessou uma vez, na derrota para o Palmeiras por 2 a 1, no Maracanã. Mas devolveu com juros e correção monetária no velho Palestra Itália, para desespero da turma do amendoim e do pessoal da pipoca salgada.

Apesar de o time ainda estar numa liderança até certo ponto folgada, graças a caneladas e bicudas de fiéis seguidores, ‘Muriçoca’ Ramalho já começa a ser torpedeado, pois ganhou apenas um ponto em nove nos últimos jogos.

Em compensação, o boa praça Andrade, que assumiu o comando sob a desconfiança geral, colocou o Flamengo nos trilhos, a seis pontos dos periquitos em revista. E incendiou um campeonato onde os candidatos fazem mais força para perder do que para levantar o caneco.
                                                    #####
Ecos da rodada 1. Uma jornada inesquecível para o tricolor Jason: quinto tropeço em seis jogos, segunda derrota consecutiva, primeiro fracasso em casa, perda da vice-liderança, tetra só por binóculo e vaga na Libertadores ameaçada – cadê a turma da serra elétrica?; Diego Tardelli odeia carboidratos: colocou o pão francês de Ricardo Gomes para queimar no forno do Morumbi.

Ecos da rodada 2. Corinthians: pior que a má vontade na Ilha de Lost, só mesmo uma derrota com gols dos renegados Arce e Wilson; aos trancos e barrancos, o Grêmio sobrevive, e o Coritiba desafia a funerária; na Arena Barueri, Abelha e Peixe se uniram na dança do siri: dois pra cá, dois pra lá, e nenhum pra frente – agora, quem dá bola são as sereias da Vila.

Ecos da rodada 3. Depois de uma derrota e três empates consecutivos, o ascensorista Avaí grita a plenos pulmões para o Goiás, do ‘eu ganhei, nós empatamos e eles perderam’ Hélio dos Anjos: ‘Desce!!!!!’ – o verde amarelão completou quatro partidas sem vencer; Cruzeiro faz a trinca, afunda Botafogo, mas não consegue subir; Vitória derruba Náutico e troca a pilha da máquina de calcular; Fluminense, o Ghost do campeonato: está do outro lado da vida, mas pensa que ainda está vivo.

De trivela. ‘Muriçoca’ Ramalho saiu em defesa de Maradona, dizendo que “o cara que é pisado não pode ficar calado”. Quem viu o treinador palmeirense após a derrota para o Flamengo, não tem dúvidas: os brutos também amam.

Sugismundo Freud. Há dois tipos de pessoas no planeta: as que concordam comigo e as equivocadas.

Amém. E o São Paulo, hein? Batia no peito que estava acima do bem e do mal, que orgulhosamente era o patinho feio por evitar parcerias e fundos de investimento, mas acabou se curvando aos tentáculos da poderosa Traffic para ter Fernandinho, do Barueri, no próximo ano. Nada se cria, tudo se copia.

Twitter. Demorou, mas finalmente a incorruptível Fifa encontrou um belo e pomposo nome para o ‘troféu fair play’: Diego Armando Maradona.

Gilete press. Do colunista Ancelmo Gois, no ‘Globo’: “A CBF resolveu aumentar de R$ 155 mil para R$ 220 mil o salário de Dunga. Merece. Aliás, não é demais lembrar que há no Brasil uma meia dúzia de técnicos ganhando mais do que ele.” Alguns, por competência; outros, apenas por fama.

Olho vivo. No vácuo da Copa de 2014, a subcomissão criada na Câmara dos Deputados também vai fiscalizar os gastos públicos com os Jogos de 2016, no Rio. O grupo já pediu ao ministro do Esporte, o olímpico Orlando Silva Júnior, todo o projeto da candidatura carioca – só a corrida contra Madri, Tóquio e Chicago consumiu mais de R$ 130 milhões.

Tsunami. Campeão do WQS seis estrelas no Arpoador, Simão Romão é uma felicidade só. Sem patrocinador, o surfista não poderá encarar um desafio no Canadá. Seu pai, bombeiro hidráulico, não tem cacife para bancar a viagem.

Tititi d’Aline. O ex-nadador Fernando ‘Xuxa’ Scherer decidiu mergulhar em ‘A Fazenda 2’, reality show que adora um barraco. As galinhas que se cuidem!

Você sabia que ....o Real Madrid deve faturar R$ 1,8 bilhão em 2010, graças ao marketing (39%), direitos de TV (33%) e Santiago Bernabéu (28%)?

Bola de ouro. Jenson Button. De desempregado a campeão do mundo em um ano. De ‘playboy’ a piloto respeitado no circo da Fórmula 1. Menção honrosa para as sereias da Vila, que deram um show na Libertadores de batom.

Bola de latão. Brasil, sil, sil. A semana esportiva globalizada foi supimpa, invejável: anões de Dunga empatam com a Venezuela; hermanos garantem vaga na Copa-2010; seleção sub-20 tropeça na marca de pênalti e volta sem caneco; Rubinho ‘Bate-ou-quebra’ sai na pole, chega em oitavo em Interlagos e perde o título e a vice-liderança do Mundial.

Bola de lixo. Mídia parafuseta. Se não bastasse o ufanismo verde-amarelo, com direito até a Hino Nacional em uma rádio pela pole de Rubinho, travou uma irritante disputa pelo pódio de ‘o mais entendido’, ‘o cara da rebimboca’, ‘o mestre do circo’.

Bola sete. “Personalidade não se treina. Nós treinamos física e taticamente, mas cabe aos jogadores terem personalidade, coisa que está faltando dentro de campo” (desabafo do goleiro Marcos, depois da derrota para o Flamengo).

Dúvida pertinente. O Palmeiras está dando muita sopa para o azar?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

Comentários

Urubu carrasco atropela paulistas, e o sonho do caneco renasce

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Pontos corridos caiu nas graças do torcedor brasileiro

São Paulo
Marcelo Di Lallo
Antes de mais nada quero agradecer todos os internautas que participaram da pesquisa que resolvi fazer em meu blog sobre qual a melhor fórmula para o Campeonato Brasileiro. Todos os argumentos e opiniões são válidos, para qualquer tipo de disputa. Pontos corridos venceu com larga vantagem.

Tenho minha opinião formada sobre o tema há tempos, só não quis publicá-la para não interferir na pesquisa. Sou a favor dos pontos corridos, pelos seguintes fatores: o melhor durante o campeonato vai ser sempre premiado com o título, força uma maior organização dos clubes para a formação de um elenco (que é determinante neste tipo de fórmula), e a arbitragem, por pior que seja, não vai ter tantas interferências no resultado final da competição como teria se fosse numa decisão.

A outra questão também abordada foi sobre a interferência da Globo, detentora dos direitos de transmissão do Brasileirão, na tabela e regulamento (propondo alteração na fórmula de disputa). Quero dizer, com toda a tranquilidade, que abomino estas atitudes. Ter dinheiro e poder não significa ser melhor que ninguém. Um campeonato de futebol não pode ser tratado com uma simples grade de programação. O regulamento tem que ser discutido apenas por clubes e entidades do futebol (CBF e Federações), ninguém mais.

Fico surpreso, positivamente, que Ricardo Teixeira queira rediscutir a interferência das TVs no futebol brasileiro. O presidente da CBF estuda a alteração nos horários dos jogos às 22hs, no meio de semana, para atrair mais torcedores ao estádio, e não à poltrona. Tomara que não seja apenas um discurso político.
Comentários

Pontos corridos caiu nas graças do torcedor brasileiro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Jogos importantes neste sábado pelo brasileiro.

São Paulo

Três jogos abrem a 30ª rodada do campeonato brasileiro neste sábado.

No Morumbi, o São Paulo não pode nem pensar em derrota. Aliás, não pode nem pensar em empate se quiser continuar sonhando com o título. O Atlético-MG também precisa da vitória a todo custo já que perdeu os últimos seis pontos que disputou. Por causa da necessidade de vitória dos dois times, vai ser um jogaço, acho. Tem vezes os times ficam esperando para não levar gol e o jogo vai ficando chato. Palpite: São Paulo.

Avaí x Goiás é outro jogo que promete. O Goiás está fora do popular G-4 e o Avaí costuma dar muito trabalho na Ressacada. Para a rodada ficar boa para o Goiás o Atlético-MG tem que perder. O Galo é o quarto colocado e o time goiano quinto. Palpite: Empate.

Agora Barueri x Santos não me comove não. Não tenho nenhuma vontade de ver esta partida. O Santos parece não querer nada com nada e o Barueri não me convence como time. Acho, ainda, que a primeira divisão não é lugar dele. Claro, respeitando que o Barueri está na primeira divisão por mérito. Palpite: Santos.

E você o que acha?


 

Comentários

Jogos importantes neste sábado pelo brasileiro.

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Candidatos brotam como capim na briga pelo trono do urubu sem pena

São Paulo
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br
As eleições serão apenas em 7 de dezembro, mas a disputa pelo trono do urubu ferve mais que sorvete no deserto do Saara. As chapas brotaram como capim na bucólica e quase falida Gávea.

Nada menos que sete foram inscritas. E todas com promessas de fazer inveja aos ilibados representantes da ilha da fantasia do mestre Tatoo.

Há quem diga que haverá alianças. Nas últimas eleições, em 2006, três candidatos permaneceram na disputa até o fim: Márcio Braga (vencedor), Arnaldo Cardoso e Ronaldo Gomlevsky. O colégio eleitoral é composto por 5.300 sócios.

O presidente em exercício Delair Dumbrosck aposta num cabo eleitoral de peso, Zico, para continuar como mandachuva e trovoadas. Só que o Galinho já avisou: não vai colocar a espora a serviço da política. Seu negócio é ser técnico – dirige o Olympiakos, da Grécia.

Plínio Serpa Pinto, João Henrique Areias, Lysias Itapicuru, Clóvis Sahione e Pedro Ferrer também estão de olho na boca-de-urna. Que não será uma exclusividade do clube do Bolinha desnutrido.

Ex-nadadora e atual vereadora, Patrícia Amorim sonha com uma revolução dos esfarrapados na Gávea. A bandeira sem mastro da Luluzinha, que diz conhecer tijolinho por tijolinho da casa do urubu sem pena, já que frequenta o clube há 33 anos: “Ninguém se apaixona pelo Flamengo por causa do vôlei, da natação ou do basquete. Isso agrega valores. O carro-chefe é o futebol.”

Nas pesquisas realizadas até agora, Patrícia Amorim levou a melhor sobre a turma do Bolinha. Ela já se considera uma vitoriosa por ser a primeira mulher candidata ao trono rubro-negro: “O grande diferencial do Flamengo é que sempre fez craques e, agora, virou um balcão de negócios.”

Tudo bem que se trata do clube de maior torcida do país, mas não deixa de ser instigante a volúpia dos nobres candidatos pela cadeira-mor de uma associação à beira da bancarrota, com dívidas superiores a R$ 300 milhões. Mas há uma explicação para tudo, de acordo com coirmãos samaritanos: o amor é cego.
                                                       #####
Irmão camarada. O ‘matador’ Luís Fabiano ficou extremamente feliz com a classificação dos hermanos à Copa de 2010. Ele torceu barbaridades pela vitória sobre o Uruguai. E por uma causa nobre: sonha eliminar Dieguito, Messi & Cia. na África do Sul. Tem certeza de que a torcida irá à loucura.

Twitter. De um torcedor, ao saber que egressos do sistema penal serão selecionados para trabalhar nas obras da Copa de 2014: “O grande perigo é que, em razão das novas companhias, eles tenham uma recaída.”

Fim da linha. Candidato da oposição ao trono santista, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro mandou um recado ao ‘pofexô’ Vanderlei Luxemburgo: Silas é o cara, se ele ganhar a eleição, em dezembro.

Sugismundo Freud. A situação do Fluminense está mais enrolada que linguiça em pacote.

Caixa registradora. Responsável por administrar os recursos utilizados no amparo aos boleiros, a Federação das Associações de Atletas Profissionais amealhou R$ 13 milhões em 2008, segundo a auditoria ‘Crowe Horwath RCS’. A maior contribuição (51%) saiu da folha salarial dos jogadores. A lamentar: pouco se sabe para onde foram os recursos.

Gilete press. Deu na coluna de Mônica Bergamo, na ‘Folha’: “E o São Paulo adiou para 2010 a estreia do filme ‘Soberano’, que conta a história dos seis títulos brasileiros conquistados pelo clube. A diretoria avalia que lançá-lo agora, na reta final do Brasileirão – o time está entre os quatro primeiros do campeonato – poderia soar como provocação.” Há controvérsias.

Folha seca. A crise é braba no tango da bola. Das quatro seleções sul-americanas classificadas à Copa, três são comandadas por hermanos - Marcelo Bielsa (Chile), Gerardo Martino (Paraguai) e Dieguito Maradona (Argentina).

A vida é bela. Numa página do jornal, o Ministério do Esporte, capitaneado pelo olímpico Orlando Silva Júnior, se enrola todo para explicar por que gastou R$ 26 mil com as garotas do boxe que foram ao Pan do Equador e quase 15 vezes mais (R$ 386 mil) com a seleção feminina de basquete na Copa América de Cuiabá. Em outra, autoridades garantem um sono tranquilo à população: não há perigo de malversação de verbas na Copa de 2014 e Rio-2016.

Tititi d’Aline. Se não bastasse o cerco policial (por que no futebol não acontece o mesmo?), os cambistas enfrentam mais um problema no GP do Brasil. Sem Felipe Massa na pista, a Ferrari deixou de ser a rebimboca de ouro.

Você sabia que....apenas Espanha e Holanda tiveram 100% de aproveitamento nas eliminatórias europeias?

Pombo-correio. “Com a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016, não dá para enforcar 2015?” – do internauta André Romanó.

Bola de ouro. Mundial de Masters. Os vovôs estão dando um show de vida em Sydney. A australiana Dorothy de Law, 99, por exemplo, é fera no tênis de mesa.

Bola de latão. Campeonato Maranhaense. Safadeza é pouco para o que aconteceu na luta por vaga à primeira divisão. Em apenas nove minutos, o Viana fez nove gols no Chapadinha e ganhou por 11 a 0. Já o Moto Clube, que jogou a segundona no mesmo ano em que caiu, teve quatro pênaltis contra o Santa Quitéria, sendo três depois dos 37min do segundo tempo, e venceu por 5 a 1. O Viana se classificou no saldo de gols. Viva o Sarney!

Bola de lixo. Ibrahimovic. O craque do Barcelona comandou festa privê horas depois de a Suécia perder a classificação para a Copa de 2010. Motivo: a despedida do técnico Lars Lagerback.

Bola sete. “Espero que Dunga, até a Copa do Mundo, sem perder sua racionalidade e sua gana de vencedor, coloque um pouco mais de encanto, de poesia e de paixão em seu trabalho. Sem isso, existe, mesmo nas vitórias, uma sensação de que faltou algo importante” (do pequeno grande Tostão, sobre o desempenho dos anões de Dunga – na mosca, como sempre).

Dúvida pertinente. Nelsinho Piquet vai dar as caras no GP do Brasil para rever os amigos do circo?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com
Comentários

Candidatos brotam como capim na briga pelo trono do urubu sem pena

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Pontos corridos ou mata-mata no Brasileirão?

São Paulo
Marcelo Di Lallo
A cada semana que passa aumentam os rumores de que a fórmula de pontos corridos do Brasileirão está condenada. A toda poderosa Rede Globo teria proposto, de acordo com o blog do Juca Kfouri, as seguintes alterações:

“A fórmula que a Globo Esporte quer para o Campeonato Brasileiro é a seguinte:
Torneio em pontos corridos, em dois turnos, todos contra todos.
Os três primeiros garantem vagas na Libertadores.
Para se apurar o campeão, no entanto, um mata-mata entre os oito primeiros.
Caso um dos três primeiros da fase dos pontos corridos ganhe o título, o quarto fica com a outra vaga da Libertadores.
Caso o campeão venha a ser o quinto, o sexto, o sétimo ou o oitavo, este fica com a vaga.”

Você pode conferir neste link

Já temos outras competições disputadas em sistema de mata-mata, seja desde sua 1ª fase, ou nas fases finais como: Copa do Brasil, Libertadores, Estaduais e Copa Sul-Americana. A fórmula acima já conta com o apoio de cartolas influentes do Clube dos 13. Talvez, os mesmos dirigentes que pediram o adiantamento das cotas de 2010 da Globo para cobrir os rombos financeiros que não conseguem administrar. Mas enfim:

Você concorda com a mudança no Brasileirão?

Você acha justo a emissora de TV, detentora dos direitos de transmissão, intrometer-se na fórmula de disputa dos Campeonatos?

Obs: Neste domingo, vou publicar o resultado desta pesquisa, bem como minha opinião sobre esta polêmica. Já agradeços desde já a participação de todos.

Comentários

Pontos corridos ou mata-mata no Brasileirão?

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Cadê os favoritos ao título brasileiro?

São Paulo
Marcelo Di Lallo
Os primeiros colocados do Brasileirão têm tropeçado com freqüência nas últimas rodadas. O Palmeiras perdeu cinco pontos nos últimos dois jogos, contra o Avaí e o Náutico. O São Paulo está na mesmo toada (dois pontos perdidos no Morumbi para o Coxa, e derrota para o Flamengo, no Maracanã). Inter, Atlético/MG e Goiás só ameaçam, mas não deslancham. Quem se aproxima da parte de cima da tabela é o Flamengo, que terá o confronto direto contra o líder no Parque Antártica.

Galo ficou sem seu artilheiro
Galo ficou sem seu artilheiro
O que mais impressionou na derrota para o Náutico, nos Aflitos, foi a falta de pegada e garra do time dirigido por Muricy Ramalho. Mesmo desfalcado, o Palmeiras esteve apático e foi presa fácil. Será que a pressão pelo título está pesando nas costas dos palmeirenses?

Diego Souza faz tanta falta para o Palmeiras?
Diego Souza faz tanta falta para o Palmeiras?
Será que Diego Souza, Armero, Miranda, Diego Tardelli e Giuliano (seleção sub-20) fazem tanta falta assim? As equipes que brigam pelo título estão demonstrando fraqueza em seus elencos.

Defesa do São Paulo não é a mesma sem Miranda?
Defesa do São Paulo não é a mesma sem Miranda?


A rodada do final de semana promete: São Paulo x Atlético/MG; Palmeiras x Flamengo; Avaí x Goiás e Fluminense x Internacional. Detalhe: com a volta dos jogadores que estão disputando as Eliminatórias. Vamos ver como os times vão se sair.

Deixe aqui sua opinião!
Comentários

Cadê os favoritos ao título brasileiro?

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

ÁUDIO: Inconformado, Ceni ataca arbitragem deste sábado

São Paulo
Conrado Giulietti, blogueiro ESPN.com.br
Rio de Janeiro - Vamos por partes. Minha opinião: o árbitro Wilton Pereira Sampaio fez uma boa partida. Seu assistente, Marrubson Freitas, foi rigoroso. Acho que o passo a frente dado pelo goleiro do São Paulo nem foi tão escandaloso assim.
Você pode me dizer que a regra não permite qualquer adiantada.
Ok. Mas, convenhamos, é preciso ter um pouco de bom senso.
Na Europa, por exemplo, é raro repetição de cobranças por esse caso.

Ricardo Gomes achou que o Flamengo foi melhor no jogo
Ricardo Gomes achou que o Flamengo foi melhor no jogo
Crédito da imagem: Daniel Zappe/VIPCOMM
Dito isso, o Flamengo, como bem ressaltou o técnico tricolor Ricardo Gomes, foi melhor. Quando colocou a bola no chão, Pet atuou como um maestro, envolvendo os paulistas.

O resultado pode ser desastroso, pois o líder Palmeiras pode abrir oito pontos.

Talvez por isso, Rogério Ceni estava tão inconformado no fim da partida. Ele estava diferente. "Pode ter prejudicado meu time(...). O cagaço é grande".

CLIQUE NO PLAYER E CONFIRA
ROGÉRIO CENI NA ELDORADO/ESPN
ROGÉRIO CENI NA ELDORADO/ESPN
Comentários

ÁUDIO: Inconformado, Ceni ataca arbitragem deste sábado

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Jason encara congestionamento e baderna, e deixa Tricolor na mão

São Paulo
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Mais que o apito de Wilton Pereira Sampaio (DF), que mandou voltar um pênalti cobrado pelo maestro rubro-negro Petkovic e defendido por Rogério Ceni (adiantou-se), a torcida do São Paulo deve ficar na bronca é com a baderna que tomou conta dos aeroportos Santos Dumont e Galeão em razão da chuva.
Abre-fecha, fecha-abre, e o tricolor Jason não conseguiu aterrissar no Rio. De Congonhas, seguiu rapidamente para a rodoviária. Pegou um busão, mas encarou um congestionamento sem precedentes na Dutra e só pintou no Maracanã para dar uma força ao time depois das 18 horas.

Aí Inês era morta. O tricampeão brasileiro já havia levado uma sapatada do Flamengo, de virada - merecidamente, já que jogou pedrinha. Além de perder uma invencibilidade de oito jogos no Brasileirão com cara e jeito de Brasileirinho, o Tricolor deve avisar a costureira para dar um tempo na faixa do tetra.

Já o urubu, no gingado de mais de 57 mil pagantes, chegou a oito partidas sem derrota – a última aconteceu em 23 de agosto, contra o Avaí. O time entrou na briga por uma vaga na Libertadores e mostrou, mais uma vez, que adora colocar paulista para sambar.

Em oito jogos disputados até agora, o Flamengo perdeu apenas um: Palmeiras, 2 a 1. Ganhou cinco: 2 a 1 no Tricolor, 3 a 0 e 2 a 1 no Santo André, 1 a 0 no Corinthians e 2 a 1 no Santos. E empatou dois: 1 a 1 com Barueri e 2 a 2 com o São Paulo. Um carrasco vermelho e preto. A salvação da lavoura carioca.
                                                #####
Fiel. De um louco por ti Corinthians, depois da vitória sobre o Grêmio, com o ‘fofo’ Ronaldo esbanjando categoria: “Se gordo como noivo de cozinheira ele faz isso, imagine se perdesse alguns quilos...”

Mosqueteiro. O tempo passa, o Grêmio voa, e nada: em 15 partidas como visitante, uma vitória, quatro empates e 10 derrotas – um fantástico aproveitamento de 15,5%. A cobiçada Copa Sul-americana agradece.

Fogo de palha. Após vencer o Náutico, na estreia de Mário Sérgio, Inter voltou à rotina: outra decepção no Beira-Rio, e o título brasileiro bem mais distante no ano do centenário.

Happy birthday. A última partida do Coritiba antes de completar 100 anos, nesta segunda, não poderia ser mais gratificante para a torcida: Barueri 2 a 1.

Pisca-pisca. Depois de muitas caneladas e bicudas, e com a volta do atacante surfista Fred ‘Slater’, finalmente o Fluminense conquistou a primeira vitória fora de casa. De quebra, poderá dormir sem o facho de luz da lanterna.

2+2= 5. Os matemáticos de plantão e os jornalistas de folhinha, também adoradores da mãe Dinah, engoliram a seco o lápis, a borracha e a pilha da máquina de calcular. Questionado sobre as últimas previsões indicando o Palmeiras como grande favorito à conquista do penta brasileiro, ‘Muriçoca’ Ramalho sentou a pua: ano passado, o São Paulo tinha apenas 1% de chances, mas chegou ao tri. Ele sabe que, se bobear, a banana engole o macaco.

Sugismundo Freud. A grande maioria da população (97%) não acredita em político – os 3% otimistas são os políticos.

Que dureza! Não está sendo nada fácil a vida do atacante Emerson nos Emirados Árabes. Depois de trocar o Flamengo pelo Al-Ain por uma mísera proposta de R$ 17 milhões, o brasileiro também tem de aguentar o chato do sheik que comanda o clube. Por ter marcado cinco gols em quatro jogos, ele foi obrigado a engolir dois carros Audi (R8 e Q7), avaliados em R$ 1 milhão.

Marketing. A Nike já começou a fazer a cabeça da velocista Bárbara Leôncio, símbolo da vitória carioca na louca corrida olímpica pelos Jogos de 2016 – chorou ao lado do presidente Lula. A garota completou 18 anos e ganhou vários mimos da multinacional – tênis, agasalho, bolsa, sandálias... O mais importante, porém, foi uma conversa ao pé-de-ouvido: um contrato de patrocínio. A Olympikus, parceira do COB (caixinha, obrigado Brasil) desde 1999, não gostou nada da história. A queda de braço entre as empresas será um capítulo à parte.

Tacada. Até que enfim os senhores dos anéis de colarinho branco resolveram se mexer e rechear a Olimpíada com muita emoção: incluíram o golfe nos Jogos.

Tititi d’Aline. Em visita ao ‘patrão’ Silvio Santos, o rechonchudo Ronaldo abriu o jogo: não está nada fácil vencer a briga com a balança. Ele garantiu ainda que o joelho está 100% e jogou confete no técnico Dunga, de olho na Copa de 2010.

Você sabia que....o Atlético/MG, graças ao apoio da torcida (média de 36.500 pessoas por jogo), é o único clube sem patrocínio no Brasileirão?

Pombo-correio. “O Mano anda chorando muito. Falta é do jogo. Ou ele acha que o Bill é eficiente porque não faz falta?” – do internauta Diego Marongio

Bola de ouro. Atlético/PR. Dentro de campo, um time meia boca; fora, um gol de placa: não quer usar dinheiro público nas obras da Arena da Baixada para a Copa de 2014 porque a dívida seria impagável.

Bola de latão. Obina. Voltou aos gloriosos tempos de cabeça-de-bagre do Flamengo. A não ser que o bom baiano desembeste a marcar gols, dificilmente o Palmeiras deixará de aplicar R$ 4 milhões (preço de Obina) em outro reforço para a temporada 2010.

Bola de lixo. Técnicos de SP. Tudo bem que algumas perguntas da mídia não têm pé nem cabeça, mas os ‘professores’ Ricardo Gomes, ‘Muriçoca’ Ramalho, Mano Menezes e Vanderlei Luxemburgo estão exagerando na dose de mau humor nas coletivas após a partida.

Bola sete. "É f... você conseguir levantar a cabeça e reagir quando o árbitro dá um pênalti que não foi e depois manda voltar a cobrança em uma defesa maravilhosa do Rogério" (do polivalente são-paulino Richarlyson).

Dúvida pertinente. Argentina, um tango inesquecível contra o Uruguai na última rodada das eliminatórias?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com
Comentários

Jason encara congestionamento e baderna, e deixa Tricolor na mão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

O grande jogo de Petkovic

São Paulo
Paulo Vinicius Coelho
undefined 


Petkovic foi a razão da virada do Flamengo sobre o São Paulo. No primeiro tempo, com o Flamengo postado num 4-2-3-1, o São Paulo marcou corretamente e anulou os principais jogadores rubro-negros. Zé Luís encostou em Juan, do outro lado Richarlyson cuidou de Zé Roberto e Jean não deixou Petkovic jogar. Na prática, o São Paulo dos três zagueiros tinha dois volantes -- Richarlyson e Jean -- que anulavam Zé Roberto e Petkvovic.

Com mais marcação e Williams pelo lado direito do meio-de-campo -- Zé Roberto foi para a esquerda -- o Flamengo se acertou na partida. Petkovic teve de cobrar duas vezes o pênalti para vencer Rogério Ceni -- que se mexeu, sim -- mas foi brilhante mesmo na enfiada para Zé Roberto marcar o gol da virada.
O São Paulo segue na disputa do título, secando o Palmeiras na segunda-feira.
E o Flamengo parece cada dia mais perto de repetir a reação fantástica que o levou à Libertadores em 2007.
Comentários

O grande jogo de Petkovic

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Rogério Ceni, o patinho feio na noite de vovôs iluminados

São Paulo
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Há quem jure que não se pode confiar em ninguém com mais de 30. Outros, porém, apostam que não existe nada melhor do que panela velha para fazer comida boa - alguns vovôs da bola, por exemplo. Eles roubaram a cena na abertura da 28ª rodada do Brasileirão com cara e jeito de Brasileirinho.

No emocionante duelo do Barradão, entre Vitória e Flamengo, os meias Ramon e Petkovic comandaram o espetáculo. Aos 37 anos, eles mostraram que ainda têm muita lenha para queimar, principalmente num campeonato infestado por pernas-de-pau que se julgam os reis da cocada, mas que na verdade são farinha de rosca queimada. Dois maestros em campo.

No confronto São Paulo x Coritiba, mais dois veteranos mereceram destaque, os capitães Rogério Ceni, 36 anos, e Marcelinho Paraíba, 34. Mas apenas um deles justificou a letra do caipira Sérgio Reis: o regente da equipe paranaense.

Enquanto Marcelinho Paraíba esbanjou talento, com direito a gol olímpico (certamente serviu de vingança aos goleiros que se sentiram humilhados com os gols de falta de Rogério Ceni), o são-paulino pisou feio na maionese.

Apesar de ter falhado nos dois gols, Rogério Ceni saiu do estádio de nariz empinado, sem reconhecer os erros. Vociferou uma arrogância que muitos acreditavam ter sido diluída ao longo da carreira, com a experiência da vida. Infelizmente, a soberba ainda acompanha o ídolo são-paulino.
                                                      #####
Ecos da rodada. Tricolor paulista: só Jason agora não basta, precisa chamar também Freddy Krueger, Drácula e Chucky, além dos amigos da serra elétrica; Santos ganha dose de oxigênio na Ilha de Lost; Náutico, Sport e Fluminense travam batalha emocionante pelo direito de chegar primeiro ao purgatório; Furacão x Grêmio, novo remédio contra insônia; Mário Sérgio, estreia colorada mamão com açúcar; após três empates e duas sapatadas, o Mano dos manos descobre que o Corinthians está jogando uma bolinha.

Twitter. Corinthians e Palmeiras brigarão por Borges em janeiro. O contrato do atacante com o São Paulo termina em dezembro. Ele sonha com a Europa, e os dirigentes do Tricolor, com o Papai Noel.

Olha o passarinho. Por módicos R$ 800, um louco por ti Corinthians pode colocar uma foto 3x4 na camisa que o time usará contra o Flamengo, na penúltima rodada, em 29 de novembro. O enxoval também poderá ter o retrato dos jogadores, inclusive o de Ronaldo, que será enquadrado com photoshop.

Liquidificador. Tudo bem que o Rio ganhou os Jogos de 2016 - e não poderia mesmo ser em outra cidade brasileira. Mas colocar a Copa de 2014 no mesmo balaio é misturar alhos com bugalhos. A bola também vai rolar em mais 11 sedes e não apenas no Maracanã, como apregoa uma eufórica mídia caolha. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Sugismundo Freud. Sala Vip só tem graça quando muita gente fica no saguão com inveja.

Combustível. Por uma daquelas incríveis coincidências da vida, a bola do urubu começou a rolar bem melhor em direção ao G-4 depois que a diretoria adotou a premiação por metas – quatro pontos a cada seis disputados. Após a vitória sobre o Coritiba e o empate com o Inter, os atletas dividiram R$ 60 mil. Ao empatar com o Vitória, a equipe papou mais R$ 60 mil, já que havia vencido o Fluminense.

Baú da felicidade. Se realmente cumprir a promessa de abdicar do trono santista no final do ano, quando acontecerá nova eleição, o generoso presidente Marcelo Teixeira deixará uma ótima herança, um pequeno rombo de R$ 40 milhões.

Gilete press. Deu na coluna de Joaquim Ferreira dos Santos, no ‘Globo’: “De Ziraldo, apresentando sua mascote para Rio-2016: ‘Que o COB não venha com golfinho ou menino com cara de sol chamado Cauã. O Rio é cidade feminina. Temos que usar as curvas da paisagem. Sugiro a morena solar, a caminho do mar. Pode estar de biquíni, de canga... Mas tem que ser mascote leve e solta, como a carioca’.” Bingo!

Tititi d’Aline. Felipe Massa está realizado. Fã de carteirinha de Eric Clapton, o piloto da Ferrari ganhou uma guitarra autografada. Ela já repousa na sala de troféus do brasileiro. Em troca, Massa dará um capacete a Clapton.

Você sabia que ....o Santos foi o primeiro time a superar a marca de 1.000 passes errados no campeonato deste ano?

Pombo-correio. “A cada ano, o futebol carioca se acaba, se envergonha, se esfarela. Faltam investimentos, conquistas, boas administrações” – do internauta Djalma L. Antunes.

Bola de ouro. Tiger Woods. O rei do taco é o primeiro esportista a acumular US$ 1 bilhão. O golfista americano começou a temporada com somente US$ 895 milhões acumulados em prêmios e publicidade. Woods, 33 anos, tem nove patrocinadores.

Bola de latão. Campeonato Alagoano feminino. Quebrou o pau entre as meninas depois da vitória do líder Cesmac sobre o Soesporte por 2 a 1. Não havia policiamento no estádio e nem ambulância.

Bola de lixo. Mariana Ohata. A brasileira foi suspensa por seis anos pela União Internacional de Triatlo. Na Copa do Mundo de Iowa (EUA), em junho, ela foi flagrada no antidoping. Em 2002, Ohata cumpriu 60 dias de gancho por doping nos Jogos Sul-americanos do Rio. Menção honrosa para o zagueiro Fabio Cannavaro, da Juventus, também flagrado por uso de cortisona.

Bola sete. “Nenhum recorde mundial será batido em 2016. Os atletas vão acordar de ressaca todos os dias” (do escritor João Paulo Cuenca).

Dúvida pertinente. O Corinthians está pagando o reajuste salarial prometido aos jogadores?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

Comentários

Rogério Ceni, o patinho feio na noite de vovôs iluminados

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Qual a sua seleção do Brasileirão até o momento?

São Paulo
Marcelo Di Lallo
Entramos na reta final do Brasileirão que vai terminar no dia 6 de dezembro. Ainda há muitos pontos em disputa. A Rádio Eldorado/ESPN e os canais ESPN têm uma parceria com a Revista Placar para a mais importante premiação do futebol brasileiro – A BOLA DE PRATA. Será a 40ª edição.

Cada um de nós tem uma visão diferente do Brasileirão, das equipes, e isso tem que ser respeitado. A seleção parcial da Bola de Prata (que tem seus critérios), após 27 rodadas é:

Premiação mais importante do Futebol Brasileiro
Premiação mais importante do Futebol Brasileiro
Crédito da imagem: www.espn.com.br
Victor (Grêmio), Apodi (Vitória), Miranda (São Paulo), Rever (Grêmio) e Júlio César (Goiás); Guiñazu (Inter), Elias (Corinthians), Marcelinho Paraíba (Coritiba) e Diego Souza (Palmeiras); Adriano (Flamengo) e Fernandinho (Barueri).

Lideram a corrida pela Bola de Ouro, pela ordem: Fernandinho (Barueri), Adriano (Flamengo), M. Paraíba (Coritiba) e Diego Tardelli (Atlético/MG).
 
Fernandinho lidera corrida pela Bola de Ouro
Fernandinho lidera corrida pela Bola de Ouro
Crédito da imagem: www.abril.com.br
É bom esclarecer que há uma série de jornalistas da revista Placar, além dos comentaristas da Rádio Eldorado/ESP que dão as notas dos jogadores em todas as partidas, seguindo os critérios da Placar, instituídos há tempos.

Tenho meus critérios de avaliação e minha seleção é:

Marcos (Palmeiras); Vitor (Goiás), Miranda (São Paulo), Danilo (Palmeiras) e Júlio César (Goiás); Willians (Flamengo), Souza (Grêmio), Diego Souza (Palmeiras) e Cleiton Xavier (Palmeiras); Diego Tardelli (Atlético/MG) e Adriano (Flamengo).

Meu Bola de Ouro até agora é: Diego Souza do Palmeiras.

Diego Souza considerado pela maioria o melhor
Diego Souza considerado pela maioria o melhor


Qual a sua seleção do Brasileirão, até o meomento?
Comentários

Qual a sua seleção do Brasileirão até o momento?

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

mais postsLoading