Campeão Jayme de Almeida, R$ 40 mil por mês: 15 vezes menos que 'professores' com grife

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br
O custo/benefício de Jayme de Almeida é dos mais astronômicos no ninho do Urubu.

Deixa os ‘professores' Vanderlei Luxemburgo, Mano Menezes, 'Muriçoca' Ramalho, Abel Braga, Dorival Júnior e que tais no bolso do colete emprestado.

O campeão da Copa do Brasil ganha cerca de R$ 40 mil por mês, ou algo em torno de 10 a 15 vezes menos do que os 'mestres' com grife costumam exigir - Vanderlei Luxemburgo/R$ 600 mil; Mano dos manos/R$ 450 mil; ‘Muriçoca' (R$ 350 mil, mas deve renovar por R$ 600 mil); Abel Braga (R$ 700 mil); Dorival Júnior (R$ 600 mil).

Jayme de Almeida já foi procurado para acertar um novo contrato, mas pretende pensar no assunto só depois da última rodada do Brasileirão, em 8 de dezembro.

Ele teme por uma repetição da história do amigo Andrade. Campeão brasileiro em 2009, foi rifado após alguns resultados ruins e caiu no ostracismo. Nenhum time grande o procurou.

Jayme de Almeida igualou o feito de Carlinhos (1987 e 1992), Paulo César Carpegiani (1982) e Andrade, campeões em campo e no comando do time. Santo de casa também faz milagre. E por R$ 40 mil mensais.

Mais voo do Urubu... Após a conquista da Copa do Brasil, o clube espera chegar a 100 mil sócios-torcedores em 2014. Hoje, tem 60 mil e ocupa a terceira posição no ranking. Está atrás apenas do Saci colorado (110 mil) e Grêmio (74 mil).

Já a receita deste ano deve superar os R$ 250 milhões, R$ 30 milhões a mais que no ano passado. A folha salarial de R$ 8 milhões deve pular para R$ 10 milhões na próxima temporada. De volta aos bons tempos?
                                                                ##########
Caixinha, obrigado 1. O Urubu embolsou R$ 4,7 milhões da renda de R$ 9,7 milhões no ‘new Maraca', além do caneco da Copa do Brasil. O voo poderia ser melhor, mas uma penhora abiscoitou R$ 842 mil. Pelos excepcionais serviços prestados ao jogo, a federação carioca foi recompensada com R$ 486 mil. Já os escoteiros beliscaram R$ 58 mil, enquanto a Fugap ficou com R$ 116 mil. A Acerj (associação de cronistas) mergulhou em R$ 29 mil.

Caixinha, obrigado 2. Outros descontinhos: aluguel do estádio - R$ 2,1 milhões; custo operacional do estádio - R$ 300 mil; carro-forte - R$ 1,1 mil; aluguel de grades - R$ 4,3 mil; venda e pré-venda do sócio-torcedor - R$ 228 mil; confecção, venda e pré-venda de ingressos - R$ 98 mil. Mais de 10 mil pessoas entraram sem pagar.O futebol é mesmo uma vaca leiteira.

Sugismundo Freud. João-sem-braço, o RG do jeitinho brasileiro.

Zapping. O segundo duelo entre Ponte e São Paulo, pelas semifinais da Sul-americana, cravou 23 pontos de audiência à plim-plim na grande Pauliceia entregue às traças. O share (TVs ligadas) atingiu 40%. Na Cidade Maravilhosa das balas perdidas, Flamengo x Furacão, pela decisão da Copa do Brasil, bombou: 38 pontos (61% de share), recorde do ano no Rio. A marca anterior pertencia a Fla x Goiás, 33. Cada ponto em SP equivale a 62 mil domicílios; no RJ, 38 mil.

Dona Fifi. Black Friday nas chuteiras furadas: R$ 1,99 qualquer cartola.

Gilete press. De Marcelo Damato, no 'Lance': "Por uma vaga na Libertadores, os jogadores do Goiás vão receber mais do que os do Flamengo pelo título da Copa do Brasil. A diretoria esmeraldina distribuirá R$ 4 milhões em caso de classificação. A direção rubro-negra definiu que dará metade dos R$ 3 milhões que a CBF dá como prêmio." Merry Christmas.

Twitface. ‘A Macaca matou o mico, sem dó nem piedade' - de um coirmão, após a eliminação do soberano Tricolor na Sul-americana.

Tititi d'Aline. E o popular Laor, hein? O presidente licenciado do Peixe, Luis Álvaro Ribeiro, voltou à baila apenas para dar apoio a Del Nero na próxima eleição do Circo Brasileiro de Futebol. Ele pintou no rega-bofe 'família do futebol' apenas para dizer amém.

Você sabia que... o Real Madrid colocou as pernas do gajo Cristiano Ronaldo no seguro por 103 milhões de euros (R$ 326,5 milhões)?

Ananás da semana. Náutico. Rebaixado e de lanterna na mão, corre risco de encarar uma greve de jogadores por calote. Os atletas ameaçam não encarar o Vasco.

Bola de ouro. Ponte. O Brasil está com a Macaca na decisão da Copa Sul-americana. Vai King Kong!

Bola de latão. Zé da Medalha. O dono do Circo Brasileiro de Futebol pediu aos chatos que criticam o Mundial para, se não puderem ajudar, que colaborem e não atrapalhem no próximo ano. A Copa é deles, a conta é nossa.

Bola de lixo. Grandes paulistas. Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos: Libertadores só pela TV, com pipoca velha e tubaína quente. Um vexame do futebol que se diz mais rico do país.

Bola sete. "A Lusa elegeu 40 novos conselheiros na noite de segunda. E o curioso é que 54 dos 115 candidatos saíram do Canindé sem qualquer voto" (de Jorge Nicola, no ‘Diário de S.Paulo' - desce o pano).

Dúvida pertinente. Se o Palmeiras não cair em 2014, Gilson Kleina ganhará bônus por meta atingida?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

Comentários

Campeão Jayme de Almeida, R$ 40 mil por mês: 15 vezes menos que 'professores' com grife

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Palmeiras e Peixe, superfavoritos na Copa do Brasil - soberano Tricolor, freguês santista

José Roberto Malia
jose roberto malia, colunista do ESPN.com.br

Palmeiras e Peixe devem decidir a Copa do Brasil deste ano. Pelo menos é o que indica a matemática do ‘Chance de Gol'.

Palmeirenses e santistas são superfavoritos no mata-mata das semifinais contra Fluminense e soberano São Paulo, respectivamente. O primeiro desafio será nesta quarta. Os são-paulinos receberão a equipe da Baixada no Morumbi, enquanto o Fluminense abrirá as portas do ‘new Maraca' para o Palmeiras.

O põe, tira, deixa ficar da aritmética aponta o Palmeiras com 73,5% de possibilidades de classificação para a final, contra apenas 26,5% do Tricolor das Laranjeiras. Pelo Brasileirão/15, os periquitos em revista deram duas coças nos cariocas - 2 a 1, na mansão Allianz Parque, e 4 a 1, no Maraca, com três gols de Lucas Barrios. A ESPN Brasil transmitirá o jogo, às 22 horas.

Já o placar do San-São crava: Peixe 60,1% x 39,9% São Paulo. Os bons atributos do Tricolor para figurar como mamão com açúcar no clássico: desde o Paulistinha de 2000, não consegue 'matar' o Peixe num tira-teima.

Virou freguês dos santistas. Tombou seis vezes em mata-matas contra o Santos: quatro pelo estadual (2010/11/12/15), uma pelo Brasileirão (2002) e uma pela Copa Sul-americana (2004).

Depois de sobreviver há 15 anos, com um triunfo e um empate na final do Paulistinha, o São Paulo colecionou oito derrotas e um empate diante do Peixe. E mais: o Tricolor, único dos semifinalistas que não foi campeão, nunca conseguiu superar o Santos do ‘professor' Dorival Júnior. O time do Morumbi perdeu os cinco embates contra o treinador, somando sua passagem pelo aquário da Vila Belmiro em 2010 e a atual.
                                                                  ############
Secador. O 'professor' Dunga torce para o Corinthians levar uma bicada do Galo na luta pelo título brasileiro. O chefe dos anões acredita que somente um fracasso corintiano poderá diminuir o tamanho do fantasma de Tite que se infiltrou nos bastidores do Circo Brasileiro de Futebol para comandar a amarelinha desbotada. Se a equipe levar uma chinelada dos hermanos no próximo jogo das eliminatórias da Copa, Dunga ficará no bico da cegonha sem asas.

Sugismundo Freud. Quem brinca com o fogo não é bombeiro.

Porta da esperança. Os 23 jogadores indicados ao ‘Bola de Ouro' valem 1,51 bilhão de euros (R$ 6,7 bilhões), de acordo com levantamento da revista ‘France Football', parceira da mamãe Fifa na escolha do melhor do mundo. A lista é encabeçada pelo hermano Messi, avaliado em 250 milhões de euros. Cristiano Ronaldo (150 milhões) e Pogba (100 milhões) completam o pódio. Neymar aparece na quarta posição, com 80 milhões, cinco milhões a mais que James Rodriguez. O sueco Ibrahimovic ocupa a ‘lanterna', com 15 milhões de euros.

Zé Corneta. É mais fácil nevar em Copacabana do que a Fórmula 1 ser decidida apenas no GP de Interlagos em 15 de novembro.

Bem, amiguinhos. A vida é bela, e o futebol feminino ainda mais. Uma mina de ouro: Regildenia de Holanda Moura recebeu R$ 885 para apitar São José 7 x 1 Botafogo pelo Brasileiro. A bandeirinha Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo ganhou R$ 510, enquanto Marcela de Almeida Silva, a outra auxiliar, faturou R$ 630. As três foram pagas com cheques.

Caiu na rede. Andrés Sanchez, um rei sem trono no Corinthians.

Bem, diabinhos. Fim da linha para Marcos Assunção no Criciúma. Contratado no início de agosto, o meio-campista de 39 anos disputou apenas três jogos, marcou um gol e ficou várias rodadas no estaleiro, recuperando-se de lesão. Agora, foi convidado a visitar o RH do Tigre catarinense. Antes de Marcos Assunção, o Criciúma havia dispensado sete atletas, entre eles o experiente atacante Neto Baiano.

Dona Fifi. 'Vovô' Zé Roberto, 41 anos, 42 jogos, seis gols e cinco assistências. Prêmio: mais uma temporada no ninho dos periquitos em revista. Um exemplo de profissional, com direito a xepa em torno de R$ 450 mil.

Sinal vermelho. A plim-plim não pretende transmitir as duas próximas etapas do Mundial de Fórmula 1. A bola do Brasileirão colocará para fora da grade da emissora os GPs dos Estados Unidos, neste fim de semana, e do México, em 1º de novembro.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha': "Após a vitória sobre a Venezuela, voltaram a turma do oba-oba, os pachecões e os discursos de que o time jogou muito bem e que corrigiu as deficiências que teve contra o Chile. Dunga deu nota 8,5 para a equipe. É o me engana que eu gosto. A Venezuela teve os mesmos espaços que teve o Chile, na primeira rodada. Apenas não aproveitou." No alvo.

De chaleira. O meio-campista Ramires deve prorrogar o contrato com o Chelsea até 2019. Café no bule: R$ 450 mil por semana. O brasileiro defende o clube desde 2010.

Tititi d'Aline. O moleque Neymar é o único brasileiro entre os 23 finalistas indicados ao prêmio de melhor jogador do planeta. Os três candidatos ao trono serão conhecidos em 30 de novembro. Dois 'professores' argentinos, Jorge Sampaoli (seleção chilena) e Diego Simeone (Atlético de Madrid), estão na lista dos ‘top ten'. Mais uma vez nenhum brasileiro entrou na dança. O ‘pofexô' Luxemburgo considera perseguição.

Você sabia que... o Flamengo tem o melhor ataque da história da Copa do Brasil, com 300 gols em 159 jogos, seis a mais que o Vasco?

Bola de ouro. River/PI, Botafogo/SP, Remo e Ypiranga/RS. Com o apoio dos torcedores, conseguiram superar os obstáculos da quarta divisão e subiram para a Série C. Menção honrosa: Tupi, Londrina, Brasil de Pelotas e Vila Nova, que pularam da C para a B.

Bola de latão. Leandro Damião. Happy birthday: dois meses sem marcar um gol pela Raposa.

Bola de lixo. CBF. O Circo Brasileiro de Futebol está mais perdido que azeitona em pão doce no quiproquó Liga Sul-Minas-Rio x Federação Carioca/Eu-rico Miranda.

Bola sete. "Não consigo mais dormir. Estou morrendo de medo. O Flamengo vai jogar com um time alternativo porque foi uma decisão soberana do Flamengo. O Fluminense também" (do poderoso chefão da Gávea, Eduardo Bandeira de Mello, sobre as ameaças da Ferj se o clube escalar os reservas no Carioquinha - #umavezflamengosempreflamengo).

Dúvida pertinente. Galo, 44 anos na fila?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Palmeiras e Peixe, superfavoritos na Copa do Brasil - soberano Tricolor, freguês santista

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Corinthians cada vez mais perto do hexa; Flamengo, feliz ano novo!

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Mais do que apostar no 'eu acredito', a torcida do Galo precisa é rezar para acontecer um milagre na reta final do Brasileirão/15 - faltam sete rodadas. Só assim o time evitará a festa do hexacampeonato do Corinthians.

De acordo com os matemáticos de plantão, após o triunfo da equipe paulista sobre o Furacão e o tombo mineiro na 'Ilha de Lost', o Corinthians colocou as duas mãos na taça e o peito à disposição da faixa.

As chances de o time do ‘professor' Tite dar a volta olímpica variam entre 94% e 98%. O Galo corre com no máximo com 5,5%. O imortal Grêmio só sairá da fila se chover canivete.

Já a luta pela quarta vaga à Libertadores está mais acirrada. Peixe e Palmeiras duelam ferozmente, com Saci colorado, Ponte e soberano Tricolor no vácuo. O Flamengo praticamente se despediu do grupo. Feliz ano novo!

Na briga para fugir do caldeirão do diabo, a segundona, o lanterna Vasco ilumina a rota do fracasso com 90% ou mais. O sobe-desce na aritmética:

Os cálculos no ‘Infobola':

Campeão
Corinthians - 95%
Galo - 4%
Grêmio - 1%

Rebaixamento
Vasco - 90%
Joinville - 89%
Goiás - 67%
Avaí - 58%
Coxa - 50%
Figueira - 34%

Libertadores
Corinthians - 99%
Galo - 99%
Grêmio - 90%
Peixe - 33%
Palmeiras - 33%
Saci colorado - 17%
Ponte - 13%
São Paulo - 8%
Sport - 3%
Flamengo - 3%

Os indicadores da UFMG:

Campeão
Corinthians - 94,3%
Galo - 5,5%
Grêmio - 0,24%

Rebaixamento
Vasco - 91,3%
Joinville - 85,2%
Goiás - 68,2%
Avaí - 60,1%
Coxa - 52,7%
Figueira - 32,8%
Chapecoense - 4,5%
Furacão - 3,8%

Libertadores
Corinthians - 100%
Galo - 99,5%
Grêmio - 90,2%
Peixe - 32,4%
Palmeiras - 31,4%
Ponte - 15,9%
Saci colorado - 15,2%
São Paulo - 7,8%
Flamengo - 4,2%
Sport - 2,7%

O balanço do ‘Chance de Gol':

Campeão
Corinthians - 98,5%
Galo - 1,4%
Grêmio - 0,08%

Rebaixamento
Vasco - 96,8%
Joinville - 89,2%
Avaí - 71,5%
Coxa - 56,2%
Goiás - 55,6%
Figueira - 27,3%
Furacão - 1,9%
Chapecoense - 1,4%

Libertadores
Corinthians - 99,99%
Galo - 99,3%
Grêmio - 92,8%
Peixe - 58,3%
Palmeiras - 31%
Saci colorado - 5,5%
Ponte - 5,5%u
São Paulo - 5,3%
Sport - 1,9%
Flamengo - 0,3%
                                                                      ############
Tio Sam. De uma hora para outra, os argentinos Cristaldo, Mouche e Allione ficaram extremamente ligados na economia brasileira, mais precisamente na gangorra do dólar. E nem poderia ser diferente. Cristaldo, por exemplo, ganha US$ 80 mil por mês, cotação do dia. Quando aterrissou no ninho dos periquitos, o holerite do atacante chegava a R$ 180 mil. Agora, gira em torno de R$ 305 mil. O mesmo acontece com Mouche. O salário de Allione bate em R$ 230 mil (US$ 60 mil). O nobre presidente Paulo Nobre já decidiu: dólar como remuneração, nem pensar.

Sugismundo Freud. Nada pior do que confundir autoritarismo com rigor.

Zapping. A vitória do Corinthians sobre o Furacão rendeu 18 pontos de audiência à plim-plim na grande Pauliceia entregue ao deus-dará. A Band obteve cinco. Na Cidade Maravilhosa das balas uivantes, a emissora carioca amealhou 17 pontos com Tricolor x Vasco - a Band conseguiu dois. Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Bem, amiguinhos. À espera de um convite para voltar ao comando de um time, ‘papai' Joel está de olho na política. Ele se filiou ao PSB, presidido no Rio pelo senador pitbull Romário, e pretende disputar a próxima eleição como vereador. O ‘professor' está longe do futebol desde o ano passado, quando comandou o Vasco. Joel Santana revelou ao ‘Extra' que seguirá para a Europa a fim de fazer um intercâmbio.

Zé Corneta. Só o Galo da Madrugada canta no Recife.

Bem, diabinhos. É no mínimo interessante: o Flamengo está mergulhado num rombo superior a R$ 600 milhões, mas os candidatos ao trono (Eduardo Bandeira de Mello, Wallim Vasconcellos e Cacau Cotta) devem investir entre R$ 200 mil e R$ 1 milhão na boca de urna, de acordo com raposas felpudas que frequentam o ninho do Urubu. Os três, porém, garantem que o café no bule não supera os R$ 150 mil, mesmo com o reforço de vaquinhas.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil'). Buscando estocar vento, Dilma se interessa pela sala de troféus do Atlético/MG: ‘Só tem vento lá'.

Gilete press. De Luiz Zini Pires, no ‘Zero Hora': "O Inter não é um dos clubes gaúchos que luta pela volta da venda de cervejas nos estádios. Não fará campanha ou integrará qualquer movimento. Se a lei for abrandada, o clube voltará a vender, sem contestação. Mas aceitará a comercialização somente antes e depois das partidas, nunca no intervalo. O Inter entende que o público no Beira-Rio não diminuiu depois do fim do consumo de cerveja no estádio. E também não vai crescer se o álcool voltar." Bola dentro?

Dona Fifi. Soberano São Paulo, uma reta redonda: do ousado Juan Carlos Osorio ao conservador Doriva.

Tititi d'Aline. Não está nada fácil a vida do outro lado do mundo. Sheiks e que tais procuram choupanas para ficar durante a disputa da Rio-16. De chapéu na mão, o pessoal da Arábia Saudita e do Catar admite pagar apenas US$ 1 milhão de aluguel ao longo da festa.

Você sabia que... o surfista Gabriel Medina, campeão mundial, está processando a Nestlé por uso indevido de imagem nas redes sociais e cobra R$ 200 mil?

Bola de ouro. Torcedores do Remo. Nada menos que 31.681 pessoas pagaram ingresso para assistir à vitória sobre o Operário por 3 a 1, no Mangueirão, que levou o time à Série C. É o maior público da quarta divisão nesta temporada.

Bola de latão. Peixe. É ‘Santástico' como mandante (41 pontos) e sardinha em lata como visitante (oito).

Bola de lixo. Del Nero. O cartola ostentação deixará o comitê executivo da mamãe Fifa. A decisão já foi tomada pela Conmebol. O dono do Circo Brasileiro de Futebol faz parte do comitê desde 2012, mas parou de frequentar as reuniões desde maio, por choque de ideias com o FBI. Cada integrante do comitê fatura US$ 200 mil por ano.

Bola sete. "Meu assunto com o São Paulo acabou. Não tem mais o que conversar. Não estou me despedindo. Ainda tenho mais dois meses de contrato, mas não devo continuar depois" (de Luis Fabiano, após o empate com o Vasco - hasta la vista, baby).

Dúvida pertinente. SPFC: São Paulo Futebol Clube ou Sociedade Paulista de Filantropia para Conselheiros?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Corinthians cada vez mais perto do hexa; Flamengo, feliz ano novo!

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Uma rodada de campeão para o Corinthians: oito pontos à frente do Galo

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O caminho para a volta olímpica do Corinthians, a sexta do time na história do Brasileirão, ficou bem mais fácil.

A equipe simplesmente transformou o Furacão num mero ventilador portátil no pasto da Arena da Baixada, diante de 26.051 torcedores, e ainda foi beneficiada pela sensacional goleada do Sport sobre o Galo (4 a 1) e a surpreendente derrota do Grêmio para a Chapecoense (3 a 2).

O Corinthians agora lidera com 67 pontos, oito a mais que o time mineiro, faltando sete rodadas para o final do Brasileirão. O time gaúcho tem 55.

Ou seja: as costureiras da zona leste da capital paulista já podem começar a pensar na produção da faixa do hexacampeonato corintiano.

Com excepcional atuação de Renato Augusto, o Corinthians deixou os paranaenses de quatro. O meia marcou dois gols. Vagner Love também guardou dois, um deles em milimétrico impedimento, só perceptível pela TV.

O time corintiano, com atuação de campeão, praticamente liquidou a parada no primeiro tempo, quando abriu 3 a 0. O Furacão diminuiu com Bruno Mota no início do segundo, mas pouco depois o Corinthians jogou uma ducha de água fria na torcida paranaense e fez o quarto. O Furacão completou nove jogos sem vencer.

Antes de a bola rolar, Corinthians, Galo e Palmeiras dividiam o posto de melhor ataque do campeonato, com 53 gols. O time corintiano ficou sozinho na ponta, com 57. Jadson (12) e Vagner Love (10) são os principais goleadores da equipe, que também tem a melhor defesa (tomou 25 gols).

Na 'Ilha de Lost' (15.459 presentes), com muitos agradecimentos dos corintianos, o Leão devorou o Galo, com gols de Matheus Ferraz, Diego Souza, Elber e Maikon Leite. Thiago Ribeiro, de pênalti, descontou. Com o resultado, o Sport ainda tem esperanças de chegar ao G4. Já ao Galo resta a esperança do 'eu acredito'.

No aquário da Vila Belmiro (6.198 torcedores), o Peixe precisou de apenas 45 minutos para liquidar o Goiás e retomar a quarta posição na tabela, agora com 49 pontos, um à frente do Palmeiras e dois acima de São Paulo, Saci colorado e Ponte.

Werley e Ricardo Oliveira (2) derrubaram o Periquito do cerrado no primeiro tempo. David descontou. O centroavante desencantou após um jejum de quatro partidas. É o artilheiro do campeonato, com 19. Lucas Lima, que chegou a 100 jogos pelo Santos, deu mais uma aula no meio de campo.

Com a quarta derrota seguida, o Goiás se manteve fiel à zona do agrião queimado. Já o Peixe alcançou o 13º triunfo seguido em casa.

No Morumbi (18.349 espectadores), o soberano São Paulo voltou a jogar muito mal sob o comando do ‘professor' Doriva e só empatou (2 a 2) com o lanterna Vasco, que não perde há oito jogos.

É verdade que sua senhoria, o paraense Dewson Fernando Freitas, sucumbiu à pressão do capitão gancho Eu-rico Miranda, inventou um pênalti para o time vascaíno e ainda expulsou Matheus Reis, mas o Tricolor só não levou uma coça porque Rogério Ceni fechou o gol.

O time paulista saiu na frente, com um gol de Luis Fabiano a 53 segundos. A equipe carioca virou com Nenê (cobrando pênalti na bacia das almas do primeiro tempo) e Rodrigo, aos 17 do segundo. Rodrigo Caio evitou a derrota tricolor aos 42. Porém não conseguiu silenciar as vaias da torcida.
                                                        ############
Pitacos da rodada 1. O último trem das 11 do Brasileirão partiu com vitórias da Raposa e da Macaca: no Mineirão (38.577 passageiros), o pão de queijo despachou o Fluminense, com dois gols de Willian e 'olé' da torcida, e voltou a navegar sem risco de naufrágio no Brasileirão, enquanto em Campinas (6.535 testemunhas), a Ponte passou por cima do Coxa, com dois de Alexandro (um deles de mão) e um de Biro Biro, completou sete embates sem derrota e segue na cola do G4.

Sugismundo Freud. Não se impõe disciplina com violência.

Pitacos da rodada 2. Saci colorado abate Urubu no ‘new Maraca' (28.786 presentes), com petardo do lateral Ernando, e segue sonhando com a Libertadores - Flamengo tem mais posse de bola (61% a 39%) e finaliza mais (17 a 8), mas deixa o campo com a quinta derrota em seis jogos e sob incentivo da torcida (‘time sem vergonha');
imortal Grêmio abre dois de vantagem sobre a Chapecoense, com Douglas e Bobô, se acomoda na Arena (21.900 torcedores) e toma virada dos catarinenses, com Túlio Melo (2) e Apodi (aos 50 do segundo tempo) - gaúchos estacionam nos 55 pontos (terceiro lugar), e Chapecoense respira mais aliviada na tabela (14º).

Zé Corneta. Flamengo, feliz 2016!

Bem, amiguinhos. O Palmeiras trabalha na surdina para tirar o atacante Nenê, 34 anos, do Vasco. O jogador tem contrato com o time carioca até dezembro de 2016, mas pode rescindi-lo se pintar uma boa proposta.

Caiu na rede. O campeonato está manchado... pela falta de competitividade de 19 equipes.

Bem, diabinhos. O primeiro a levantar a bola foi o 'professor' Tite: por que Corinthians e Galo não jogam no mesmo horário? Resposta do goleiro 'são Victor': por absoluta falta de bom senso do Circo Brasileiro de Futebol.

Dona Fifi. Orlando Magic encesta o Flamengo diante de 15 mil torcedores. Um passeio dos americanos no Rio. Chuá!

Gilete press. De Rogério Ceni, o M1to, à mídia, após o empate do soberano São Paulo com o Vasco: "O pênalti não foi apitado dentro de campo. Foi um pênalti de bastidor, dado antes da partida. O juiz é bom, mas cometeu um erro grave. O interessante é que o Eurico [Miranda, chefão do Vasco] falou muito depois da partida contra a Chapecoense e nada aconteceu. Ninguém da CBF se manifestou. Então, parece que há mesmo alguma coisa." Quem não chora não mama.

De chaleira. Willian Bigode, o melhor maquinista do trem das 11 do Brasileirão: seis gols pela Raposa em dois jogos na estação BH.

Tititi d'Aline. Novo love story na praça: o zagueiro vascaíno Aislan e a ex-bailarina do Faustão Carol Nakamura. O relacionamento começou há pouco tempo. O jogador tem 1,93m e 27 anos, cinco a menos que Nakamura, 1,70m.

Você sabia que... o tenista sérvio Djokovic, campeão em Xangai, acumula 73 vitórias, 13 finais em 14 torneios e nove canecos nesta temporada?

Bola de ouro. Rafinha/Erivelton/Ednei/Bismark. Os quatro mosqueteiros colocaram ponto final no jejum do ABC na segundona: 19 jogos sem vencer (11 derrotas e oito empates). Próximo desafio: salvar o time do rebaixamento. Aí tem de chamar Tom 'Missão Impossível' Cruise.

Bola de latão. Sub-17. Uma estreia animadora da molecada brasileira no Mundial do Chile: Coreia do Sul, 1 a 0. Que fase do Circo Brasileiro de Futebol!

Bola de lixo. CM Aidar. Último negócio da China do ex-mandachuva e raios do dilacerado soberano Tricolor seria a contratação do zagueiro Edcarlos, com direito a comissões de R$ 800 mil. O jogador foi revelado pelo São Paulo, no início dos anos 2000, e hoje é reserva do Galo.

Bola sete. "A defesa de José Maria Marin dá como certo que amanhã [segunda] o ex-presidente da CBF será transferido para os EUA, como resultado de um acordo de delação premiada. Assim, trocará a cela de uma prisão na Suíça pelo seu apartamento no 41º andar do Trump Tower, em Nova York" (de Lauro Jardim, em 'O Globo' - a conferir).

Dúvida cruel. Corinthians x Galo: acabou a graça?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Uma rodada de campeão para o Corinthians: oito pontos à frente do Galo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Menino Jesus e reservas colocam Palmeiras no G4; 'Neymessi', um espetáculo

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O ‘professor' Marcelo Oliveira deu uma banana ao Brasileirão, optou por guardar os melhores para as semifinais da Copa do Brasil, mas o menino Jesus e os reservas do Palmeiras, principalmente os hermanos Cristaldo e Allione, deram conta do recado e venceram o Avaí por 3 a 1, na Ressacada, pela 31ª rodada do Brasileirão.

Com a vitória, que interrompeu uma sequência de três partidas sem vencer, os periquitos em revista voaram para o G4: 48 pontos, em quarto lugar, dois à frente de Peixe e soberano São Paulo. O Avaí estacionou em 16º (33 pontos). Completou quatro jogos sem vencer.

No desespero para fugir do fantasma do rebaixamento, o Avaí tentou pressionar o Palmeiras no início da partida e, aos 3, André Lima obrigou Fernando Prass a fazer ótima defesa.

O time paulista não se abalou e jogou uma ducha de água fria no entusiasmo dos catarinenses, aos 16: Mouche ganhou a bola num carrinho e lançou Cristaldo. O hermano invadiu a área e só rolou para o menino Jesus encaçapar o adversário. O Avaí sentiu o golpe e o Palmeiras passou a explorar os contra-ataques, sem sucesso.

No segundo tempo, a equipe catarinense voltou para o tudo ou nada, e se complicou aos 14: Allione cobrou escanteio, a defesa falhou e Cristaldo desviou para o gol, o 14º do argentino na temporada.

Certo dos três pontos, o Palmeiras se acomodou um pouco e permitiu ao Avaí diminuir o placar aos 23, com André Lima. Nove minutos depois, Dudu, que havia entrado no lugar de Mouche, aproveitou erro da zaga e ‘matou' o Avaí.

Na Liga Espanhola, o moleque Neymar simplesmente roubou a cena na goleada do Barcelona sobre o Rayo Vallecano, por 5 a 2, no Camp Nou, para desespero da turma do contra.

‘Neymessi' marcou apenas quatro gols, dois deles em cobranças de pênaltis sofridos por ele. Pela primeira vez ele assinalou quatro tentos com a camisa do time catalão. De quebra, distribuiu dribles e deu assistência para Suarez deixar o dele no massacre, que não teve Messi, lesionado.

Neymar fechou com chave de ouro uma semana que começou turbulenta, com o Peixe pedindo à mamãe Fifa para suspendê-lo por seis meses em razão de sua polêmica transferência para o Barcelona.

Pelo show, Neymar levou a bola para casa, sob os aplausos da torcida. O brasileiro é o artilheiro do Barça e da Liga, com oito gols, dois à frente de Cristiano Ronaldo e Bezema, do Real Madrid.
                                                                 ############

Olha a nudez aí, gente! A atriz Maitê Proença que se prepare para aparecer como veio ao mundo: o Botafogo deixou o Bragantino de quatro, completou nove jogos sem derrota (sete triunfos e dois empates) e está cada fez mais perto da elite do Brasileirão. Navarro (dois), Willian Arão e Neilton confirmaram os três pontos no estádio Nilton Santos (12.617 torcedores). O time carioca precisa de mais cinco para garantir matematicamente o retorno ao Brasileirão e proporcionar a nudez de Maitê - prometeu aparecer sem roupa, com apenas um colar no pescoço, se o time de coração retornasse à Série A.

Sem motel. De nada adiantaram as promessas de bicho gordo, desconto em motéis e boca livre em padarias. A Lusa decepcionou contra o Vila Nova (2 a 1), no Canindé, e continuará na Série C. Frontini marcou os dois gols dos goianos, que subiram para a segundona.

Zé Corneta. Piada do ano: naturalização do hermano Lucas Pratto para defender a amarelinha desbotada.

Bem, amiguinhos. O trem das 11 do Brasileirão tem um passageiro do ludopédio que viaja no vagão dos satisfeitos, contrariando a maioria dos jogadores e treinadores. O ‘professor' Mano Menezes, da Raposa, não vê razão para tanta bronca. Argumenta: muda apenas a alimentação, já que muitas vezes o time treina às 11 horas. Lembra que, no futebol, a repetição de muitas coisas (críticas) acaba se tornando uma verdade.

Sugismundo Freud. Filho de onça já nasce pintado.

Bem, diabinhos. Zé da Medalha vive momentos de euforia na prisão de Zurique. Dos sete ínclitos cartolas encarcerados em maio, os suíços já autorizaram a extradição de seis para os EUA. O carismático representante do Circo Brasileiro de Futebol é o único que sobrou para fazer a cruzinha na cela.

Dona Fifi. Inconformados com o fracasso do Fortaleza na tentativa de subir para a Série B, vândalos tentaram depredar o Castelão (63.903 torcedores) após o ‘oxo' contra o Brasil de Pelotas. O time gaúcho obteve o acesso.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha': "Como hoje os jogadores mudam demais de função e de posição durante as partidas, ficou ultrapassado avaliar a maneira de jogar pelos desenhos na prancheta. Isso serve apenas de referência para o comentarista e para o treinador antes do jogo. Quando a bola rola, alguns comentaristas passam toda a partida narrando o sistema tático daquele momento, como se aquilo tudo fosse previamente planejado e ensaiado pelos supertécnicos." Fato.

Caiu na rede. Urgente! Flamengo desiste do estadual... não quer encontrar mais o Vasco pela frente.

Tititi d'Aline. O empresário e jornalista J. Hawilla confessou ao FBI que pagou propina entre 1991 e 2013 para ganhar contratos de torneios do Circo Brasileiro de Futebol e da Conmebol, além de intermediar patrocínios para a amarelinha desbotada, de acordo com Jamil Chade, do 'Estadão'. Ele denunciou o trio esperança Ricardo Teixeira/Marin/Del Nero. Enquanto isso, na 'ilha da fantasia do mestre Tattoo'... só blá-blá-blá. Que festa!

Você sabia que... o Flamengo ganhou 11 jogos, empatou três e perdeu cinco contra o Saci colorado no Maraca?

Bola de ouro. Cristiano Ronaldo/Wayne Rooney. O patrício entrou para a história do Real Madrid como o maior artilheiro do clube: 324 gols, um a mais que Raul. Já o inglês balançou as redes 187 vezes pelo Manchester United e igualou a marca de Andy Cole, ídolo do clube entre 1995 e 2001.

Bola de latão. Paulo Amaral. Bastou um pequeno rugido de Rogério Ceni para o cartola desistir de concorrer à presidência do soberano São Paulo. Amaral foi o responsável pelo afastamento de Ceni do elenco em 2001, sob a acusação de o goleiro ter forjado proposta do Arsenal, a fim de obter aumento - o que foi negado pelo M1to.

Bola de lixo. Argel Fucks. É o único 'professor' que consegue enxergar o jogo em 3D. Contraria até análises mais ufanistas de torcedores do Saci colorado. Nunca vê seu time inferior técnica e taticamente.

Bola sete. "Desde que começou a temporada, ele está elétrico. Diante do Rayo Vallecano, ele foi imparável. Ou o param com pênaltis ou ele faz os gols" (do ‘professor' Luis Enrique, do Barça, sobre Neymar - bingo).

Dúvida pertinente. Renadson, o melhor meia do Brasileirão, como sugeriu o site do Corinthians?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Menino Jesus e reservas colocam Palmeiras no G4; 'Neymessi', um espetáculo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Veja a rota de Corinthians e Galo para soltar o grito de campeão brasileiro

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Os cálculos já repousam na mesa do ‘professor' Levir Culpi. Além de vencer o Corinthians a qualquer custo no Independência, na 33ª rodada do Brasileirão, o time precisaria fazer mais 16 pontos. Chegaria a 78.

O Corinthians necessitaria de 16 em 24 possíveis para não correr nenhum risco. Atingiria 80. Mas o ‘professor' Tite acredita que o grito de hexacampeão poderá sair com 75.

Se os resultados do turno se repetirem na reta final, o Corinthians conquistará mais 20 pontos, contra 13 do Galo.

O time paulista ganhou seis jogos e empatou dois. Já a equipe mineira obteve quatro triunfos, um empate e três derrotas, uma delas para o Corinthians, por 1 a 0.

A caminhada do Corinthians nos últimos duelos do turno:

Corinthians 2 x 0 Furacão
Flamengo 0 x 3 Corinthians
Corinthians 1 x 0 Galo
Coxa 1 x 1 Corinthians
Corinthians 3 x 0 Vasco
São Paulo 1 x 1 Corinthians
Corinthians 4 x 3 Sport
Avaí 1 x 2 Corinthians

As bicadas do Galo na reta final do primeiro turno:

Galo 2 x 1 Sport
Ponte 0 x 2 Galo
Corinthians 1 x 0 Galo
Galo 1 x 0 Figueirense
Galo 3 x 1 São Paulo
Goiás 0 x 0 Galo
Galo 0 x 2 Grêmio
Chapecoense 2 x 1 Galo
                                                     ############
Sugismundo Freud. Tudo só anda bem quando acaba bem.

Aritmética 1. As chances de o Corinthians levantar o caneco são de 84%, contra 14% do Galo e 2% do imortal Grêmio. A matemática é do ‘Infobola'. Rebaixamento: Joinville - 95%; Vasco - 91%; Goiás - 66%; Coxa - 45%; Avaí - 42%; Figueira - 32%; Chapecoense - 21%. Última vaga do G4: Peixe - 33%; Palmeiras - 19%; São Paulo - 17%; Flamengo - 12%; Ponte - 10%; e Saci colorado - 9%.

Aritmética 2. A calculadora da Universidade Federal de Minas Gerais para campeão: Corinthians - 81,4%; Galo - 16,3%; Grêmio - 2,2%. Rebaixamento: Joinville - 93,9%; Vasco - 92%; Goiás - 66,6%; Avaí - 45,5%; Coxa - 45,2%; Figueira - 30,3%; Chapecoense - 19,7%. G4: Peixe - 31%; Palmeiras 19,5%; São Paulo - 16%; Flamengo - 12,9%; Ponte - 10,5%; e Saci colorado - 9%.

Aritmética 3. O põe, tira, deixa ficar do ‘Chance de Gol' para dar a volta olímpica: Corinthians - 90,2%; Galo - 8,4%; Grêmio - 1,4%. Segundona: Vasco - 98,1%; Joinville - 95%; Avaí - 61,6%; Goiás - 56,5%; Coxa - 49,4%; Figueirense - 24,9%; Chapecoense -12%. G4: Peixe - 53,5%; Palmeiras - 22,7%; São Paulo - 15,5%; Ponte - 3,8%; Saci colorado - 3%; Flamengo - 1,8%.

Zé Corneta. Palmeiras: 25 reforços e o ‘professor' Marcelo Oliveira quebra a cabeça para colocar um time em campo, precisando optar por Brasileirão ou Copa do Brasil.

Bem, amiguinhos. Apesar de o time disputar o campeonato aos trancos e barrancos, a torcida do Flamengo continua dando show nas arquibancadas. O clube lidera o ranking dos mandantes (15 partidas), com a média de 34.941 espectadores por jogo. Está à frente de Palmeiras (32.070) e Corinthians (31.552).

Caiu na rede. O respeito voltou: Vasco a caminho da segundona.

Bem, diabinhos. Que se dane a turma do contra. O presidente da Raposa, Gilvan Tavares, confirmou os três grupos da Liga Sul-Minas-Rio: 1 - Cruzeiro, Fluminense, Avaí e América/MG; 2 - Grêmio, Saci colorado, Furacão e Chapecoense; 3 - Galo, Flamengo, Figueira e Coxa. E por aqui, o enfadonho Paulistinha.

Dona Fifi. Aos 33 anos, Larissa foi eleita a melhor jogadora de vôlei de praia do mundo em 2015. Campeã mundial, pan-americana e medalhista olímpica, a brasileira é grande esperança de pódio na Rio-16.

Gilete press. Do 'professor' gremista Roger Machado, ao 'Zero Hora': "A prática como jogador me deu algo importante: consigo enxergar em 3D. Se um jogador diz que não dá para fazer uma jogada, eu me lembro do que fazia, calculo a distância e a velocidade, e digo que pode fazer sim. Executei esta ação por 18 anos (...) Achei que estava ficando louco por pensar demais em futebol. Fiquei aliviado quando li no livro do Guardiola que o máximo que ele consegue ficar sem pensar em futebol são 30 minutos. Minha mulher me proibiu de levar trabalho para casa. Antes, eu levava o vídeo para assistir. Dormia e acordava duas horas depois, botava o computador no colo e revia a partida." Um 'professor' exemplar.

Tititi d'Aline. A ‘NBA Care', projeto social do melhor basquete do mundo, reformou a quadra usada pela Cruzada São Sebastião, no Leblon. Há 17 anos, a escolinha se transformou em referência na cidade. Nos últimos tempos, sobrevive com a venda de camisas. A quadra da Escola Municipal Santos Anjos ganhou piso, teto, pintura, tabela, cesta e bolas.

Você sabia que... os mandantes venceram 161 jogos, empataram 72 e perderam 67 em 30 jornadas do Brasileirão?

Bola de ouro. Rogério Ceni. Enquanto a maioria dos cartolas se preocupa apenas com a política, o M1to bateu na tecla mais importante da sanfona de denúncias envolvendo o soberano São Paulo: as acusações precisam ser apuradas até o fim. Nada de varrer o lixo para debaixo do tapete.

Bola de latão. Flamengo. Depois de uma arrancada sensacional, com seis vitórias consecutivas, acumula agora quatro derrotas em cinco jogos. O time marcou quatro gols e tomou 11.

Bola de lixo. Eu-rico Miranda. O capitão gancho da nau vascaína já procura bodes expiatórios a fim de justificar sua mudança para a Sibéria.

Bola sete. "Se o presidente da CBF não tomar providência e o Vasco for prejudicado, ele vai ter que assumir a responsabilidade do que poderá acontecer. Aí vai ser uma declaração de guerra sem quartel" (de Eu-rico Miranda, revoltado com a arbitragem no último jogo do Vasco - a ladainha de sempre).

Dúvida pertinente. Vasco, penúltimo colocado, com sete vitórias, sete empates e 16 derrotas: só a arbitragem é culpada?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Veja a rota de Corinthians e Galo para soltar o grito de campeão brasileiro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Federação combate rebeldia com cala boca de R$ 68 milhões aos grandes de SP

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

A maioria dos clubes da Liga Sul-Minas-Rio já fechou questão: disputará os estaduais com times reservas.

Nesta quinta, os clubes e o Circo Brasileiro de Futebol definirão os últimos detalhes do torneio, que contará com 12 equipes. A competição será realizada em cinco datas. Em 2017, a Liga quer pelo menos oito.

Os 12 que brigarão pelo primeiro caneco serão divididos em três grupos de quatro. Saci colorado e Grêmio estarão na mesma chave e o jogo também deve ser válido pelo Gauchinho Irão à semifinal o vencedor de cada chave e o segundo melhor, por índice técnico. A semifinal e a decisão acontecerão em jogo único.

Além das equipes gaúchas, também estão na liga Flamengo, Fluminense, Coxa, Furacão, Avaí, Figueira, Raposa, Galo, Coelho, Chapecoense, Paraná, Joinville e Criciúma - os três últimos não serão incluídos em 2016.

Preocupada com o grito de alforria detonado por gaúchos, catarinenses, paranaenses, mineiros e cariocas, a eclética Federação Paulista de Futebol tratou de dar um cala boca aos principais clubes de São Paulo.

Cada um receberá R$ 17 milhões para disputar o Paulistinha com força máxima. Há quem garanta que a plim-plim também pagou luvas. Nesta temporada, Corinthians, Palmeiras, Peixe e soberano Tricolor beliscaram uma cota de R$ 14 milhões.

Explica- se o belo reajuste: o novo acordo com a plim-plim renderá R$ 160 milhões por ano à nobre entidade. De pires na mão e dizendo amém até para o diabo, os quatro grandes já pediram adiantamento para pagar dívidas.

"O Corinthians está muito feliz com o campeonato regional. Acabamos de renovar com a TV. Então, não vamos romper o que a gente tem de certo por uma coisa incerta", disse o independente chefão do Corinthians, Roberto de Andrade.

Os outros clubes do Paulistinha devem embolsar R$ 3 milhões e uns quebrados de cachê. É dando que se recebe.
                                                               ############

Prazo de validade. A cada jogo que Lucas Lima desfila seu inesgotável repertório de belas jogadas, os santistas não sabem se devem sorrir ou chorar. Motivo: no final do ano é liquido e certo o bye-bye do aquário da Vila Belmiro. Aos 25 anos, Lucas Lima sonha com a independência financeira e uma transferência para um dos gigantes da Europa. Ele já recusou propostas do Porto, Torino e de um time chinês. O Santos detém 10% dos direitos do atleta. O grupo Doyen Sports é dono de 80%, e o empresário Edson Khodor tem 10%. A multa rescisória é de 50 mi de euros.

Sugismundo Freud. A tempestade sempre passa.

Bem, amiguinhos. Candidato à reeleição pela chapa Azul, Eduardo Bandeira de Mello anda mais feliz pelo ninho do Urubu que criança com pirulito. Recente pesquisa indicou que ele supera fácil os outros candidatos na corrida pelo trono rubro-negro. Wallim Vasconcellos e Cacau Cotta não conseguiriam ameaçar a vitória de Bandeira nem com as intenções de voto somadas. Perderiam por mais de 35%. O pleito acontecerá no fim do ano.

Zé Corneta. O Circo Brasileiro de Futebol é um livro aberto... sem folhas.

Bem, diabinhos. O fofo Ronaldo adquiriu um novo kitinete para encostar o corpo nos EUA. Investiu parte da poupança no St. Regis Miami Bal Harbour, mistura de resort e flat seis estrelas. Um dos donos do Fort Lauderdale Strikers, da segunda divisão dos EUA, o Fenômeno será vizinho do apresentador Fausto Silva. Orra meu!

Caiu na rede. Incrível: a torcida está mais desinteressada da amarelinha desbotada que elefante de briga de formiga.

Ao mestre, com carinho. O 'professor' Dunga é extremamente exigente. Depois da lição de casa dos anões contra a Venezuela, ele deu apenas 8,5 ao desempenho da equipe no segundo embate das eliminatórias da Copa/18. Até agora, mesmo depois de assistir ao teipe várias vezes, boa parte da torcida ainda continua à procura de explicações para uma nota tão baixa.

Dona Fifi. Dificilmente o zagueiro Dedé reforçará a zaga da Raposa nesta temporada. O clube abriu o jogo: o jogador sofreu duas operações no joelho direito e não uma como havia sido divulgado.

Gilete press. De Novak Djokovic, o rei da bolinha, à mídia chinesa: "Todo mundo espera participar dos Jogos Olímpicos. Definitivamente é uma das prioridades tentar conquistar uma medalha para o meu país. Vou fazer de tudo para conseguir." Djokovic foi bronze em Pequim/08 e ficou em quarto em Londres/12. 

Tititi d'Aline. Dos 3.600 aparelhos de TV prometidos pelo comitê organizador da Rio-16, apenas 50 deverão ser instalados em áreas comuns na Vila Olímpica. A ordem é apertar o cinto porque jacaré não sobe escada rolante.

Você sabia que... Neymar fatura 20 milhões de euros por ano na Espanha e paga 13 milhões de euros em impostos?

Mea-culpa. Por absoluta inabilidade do colunista com novas engenhocas, um gol contra: os últimos três jogos da jornada do Brasileirão não puderam ser analisados. Vale a lembrança: líder Corinthians volta a respirar mais aliviado, enquanto Vasco continua na rota do desespero. 

Bola de ouro. Flamengo. Na luta pela reeleição, Eduardo Bandeira de Mello confirmou que o Urubu pagou R$ 190 milhões em dívidas e reduziu o rombo do clube em 25% - os papagaios hoje giram em torno de R$ 560 milhões.

Bola de latão. Diego Costa. O atacante brasileiro naturalizado espanhol já não tem mais o apoio da torcida para defender a seleção. Com apenas um gol em nove jogos pela Espanha, Diego Costa deixou de ser visto como o 'matador' ideal para a equipe. A galera prefere Morata, Pedro e Nolito.

Bola de lixo. CBF. Preocupado com a hospitalidade aos anões de Dunga em São Paulo, Rio, BH e Porto Alegre, o Circo Brasileiro de Futebol pretende organizar jogos das eliminatórias apenas no Norte e Nordeste. De quebra, dar uma força aos 'elefantes brancos' da Copa.

Bola sete. "Usain Bolt deve desfilar na Sapucaí em 2016. A União da Ilha, que tem as Olimpíadas como enredo, negocia com o corredor jamaicano" (de Ancelmo Gois, no 'Globo' - esquindolelê).

Dúvida pertinente. Dunga deve ser o ‘professor' da garotada olímpica?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Federação combate rebeldia com cala boca de R$ 68 milhões aos grandes de SP

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Palmeiras e São Paulo naufragam; Galo aperta o Corinthians

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

A volta do Brasileirão foi das mais auspiciosas para o Trio de Ferro paulista. Palmeiras e soberano São Paulo perderam, enquanto o Corinthians viu o Galo se aproximar pelo retrovisor - superou o Saci colorado. Agora, tem de vencer o Goiás, no Itaquerão, minha casa minha vida, para continuar com a vantagem de cinco pontos. A diferença caiu para apenas dois (61 a 59).

Depois de levar uma histórica coça da Chapecoense (5 a 1), o Palmeiras decepcionou novamente e tomou bucha da Macaca na mansão Allianz Parque (28.981 espectadores). Fernando Bob, de pênalti, garantiu os três pontos à Ponte, que chegou ao sexto jogo sem derrota no Brasileirão e complicou a vida dos periquitos em revista na luta pela vaga no G4. Estacionaram no sexto lugar, com 45 pontos.

A equipe campineira está transformando a casa palmeirense em salão de festas. Também ganhou por 1 a 0 no Paulistinha. É o primeiro time a superar duas vezes o Palmeiras em seu campo. Após a derrota, a torcida palmeirense exaltou a equipe: ‘Time sem vergonha'.

No ‘new Maraca' (9.230 presentes), Doriva estreou no comando do Tricolor tomando 2 a 0 do Fluminense. Fred ‘Slater' e Marcos Júnior foram os carrascos. O São Paulo poderia ter saído com um resultado melhor, mas parou duas vezes na trave e errou vários chutes.

Com o fracasso, os são-paulinos permanecem fora do G4 (quinto lugar, com 46). Pior: se o Peixe superar o Grêmio, abrirá três pontos de vantagem na quarta posição. Já o Fluminense pulou para 40 pontos (11º).

No Independência (19.023 pagantes), o Galo foi senhor absoluto do jogo e merecia uma vitória muito mais tranquila. Só ficou nos 2 a 1 porque perdeu ótimas chances. O Saci colorado jogou como time pequeno a maior parte dos 90 minutos.

Depois de Thiago Ribeiro e Giovanni Augusto desperdiçaram boas oportunidades, Lucas Pratto, de pênalti, colocou o Galo em vantagem, aos 16. Os gaúchos empataram aos 38, numa cabeçada de Paulão - único momento em que Vitor sofreu.

Na etapa final, aos 24, Marcos Rocha marcou o gol do triunfo atleticano. Que poderia ter sido por um placar bem mais elevado, tal a superioridade técnica sobre o Inter.
                                                          ############

Zapping. Os anões de Dunga renderam bons frutos à plim-plim. A vitória sobre a Venezuela cravou 30 pontos de audiência na grande Pauliceia refém das chacinas. Bateu as novelas 'Além do Tempo' (23), 'I love Paraisópolis' (25) e 'A regra do jogo' (25). Na Cidade Maravilhosa das balas uivantes, o confronto obteve 29. Cada ponto em SP significa 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Sugismundo Freud. Filho não cresce... só troca de número.

Combustível. Os corintianos Danilo, Renato Augusto, Elias, Ralf e Jadson entrarão em campo contra o Goiás com o saldo bancário mais azul que céu de verão: o clube pagou os direitos de imagem e luvas atrasados, além do salário de outubro. O Corinthians ainda precisa quitar prêmios e acertar as contas com o 'professor' Tite. A grana saiu graças ao pagamento dos direitos de transmissão do Paulistinha. Cada equipe grande recebeu R$ 18 milhões.

Dona Fifi. O poderoso chefão do Corinthians, Roberto de Andrade, perdeu uma boa chance de ficar calado na CPI do Futebol ao desrespeitar um dos principais capítulos da história do clube, a ‘Democracia Corintiana'. Disse que ‘não trouxe benefício nenhum'. Sem noção.

Bem, amiguinhos. Quem não chora não mama: o garoto Thiago Maia bateu a chuteira, fez biquinho e acabou acertando um bom acordo com o Peixe depois de uma longa novela. De cara, multiplicará a xepa por 20 e uns quebrados. De R$ 4 mil passará para R$ 85 mil. No segundo ano, reajuste para R$ 90 mil. Já no terceiro e quarto, a poupança mensal subirá para R$ 110 mil, e no quinto, para R$120 mil. Também ganhará luvas. A multa rescisória pulou para 50 milhões de euros. Poucos acreditam que Thiago Maia completará a quina no aquário da Vila Belmiro. Os europeus não deixarão.

Zé Corneta. A Liga Sul-Minas-Rio já é um sucesso antes mesmo de a bola rolar: o capitão Eu-rico Miranda é contra.

Bem, diabinhos. Pela maneira como foi sacado do time, o goleiro Jefferson, do Botafogo, foi praticamente riscado dos planos do ‘professor' Dunga para seguir na amarelinha desbotada. Se continuar, ficará atrás do gremista Marcelo Grose e do colorado Alisson. Banco eterno.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil'). Dunga fará curso com Leonardo DiCaprio para aprender a viver sem Oscar.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, à mídia espanhola: "Hoje surgem jogadores com muita habilidade, mas pouca técnica; muita velocidade, mas pouca lucidez. O Brasil gera dois ou três jogadores muito bons por posição, o problema é que não cria jogadores excepcionais." É vero.

De chaleira. Pelos ótimos serviços prestados, Ataíde 'Tyson' Guerreiro foi reconduzido (ou recontratado?) à vice-presidência do soberano Tricolor.

Tititi d'Aline. Devo não nego, pago quando puder... Pois é, há cinco meses os surfistas que disputaram o WQS de Saquarema estão de pires na mão. Eles aguardam o pagamento da premiação. Os organizadores da etapa prometeram US$ 250 mil em bônus. Campeão do desafio, o brasileiro Alex Ribeiro deveria receber US$ 40 mil. Que vaca!

Você sabia que... Guerrero chegou a 26 gols pela seleção peruana e igualou o recorde de Teófilo Cubillas como maior artilheiro do país?

Bola de ouro. Lucas Lima. Em poucos minutos, o ‘maestro' do Peixe mostrou que merece muito mais o lugar que Oscar no time dos anões de Dunga.

Bola de latão. CM Aidar. Os funcionários do soberano São Paulo sentiram muito a renúncia do cartola. Um deles, ao receber a carta de despedida, choramingou: 'Demorô'.

Bola de lixo. Dunga. Sem mais nem menos, sacou Jefferson do gol da amarelinha desbotada. E mandou Taffarel, o preparador de goleiros, dar a notícia. Alisson entrou porque é melhor nas bolas aéreas. Então, por que levou o botafoguense?

Bola sete. "O que fizeram com o Jefferson foi uma grande covardia" (do capitão do tri, Carlos Alberto Torres, sobre a substituição do botafoguense pelo colorado Alisson contra a Venezuela - há controvérsias?).

Dúvida pertinente. Brasileirão ou anões de Dunga?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Palmeiras e São Paulo naufragam; Galo aperta o Corinthians

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Anões fazem a lição de casa e degustam 'Vinho Tinto' no Castelão

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

A Pachecada está em festa. Plim-plim: a amarelinha desbotada mostrou que a derrota para a frágil equipe chilena do ‘professor' Sampaoli foi apenas um acidente de percurso nas eliminatórias da Copa de 2018.

Os anões de Dunga provaram seu valor diante da forte Venezuela, no Castelão (38.970 espectadores num estádio para mais de 60 mil): 3 a 1.

Um resultado histórico, já que as duas seleções se enfrentaram apenas 23 vezes, com 20 vitórias para os brasileiros e uma para a seleção ‘Vinho Tinto', em amistoso realizado em 2008, na cidade de Boston: 2 a 0. O superesquadrão venezuelano assinalou oito gols e tomou somente 87.

A primeira taça de vinho começou a ser degustada logo a 36 segundos. Depois de uma dividida de Luiz Gustavo, a bola sobrou para Willian, o melhor em campo, e caixa. Mesmo sem empolgar, os anões chegaram à segundo taça na bacia das almas da etapa inicial, novamente com Willian.

Certa de que a farra já estava garantida, a amarelinha desbotada afrouxou, depois de um chute de Douglas Costa na trave, e os venezuelanos diminuíram com Christian Santos. O jogo ficou um pouco complicado para os anões, mas não o suficiente para impedir a vitória. E, aos 28, Ricardo Oliveira ‘matou' a garrafa.

A equipe brasileira pintou em campo com algumas mudanças de Dunga (vaiado antes de a bola rolar). Alisson entrou no lugar de Jefferson e não comprometeu; Filipe Luís deu conta do recado na lateral, em substituição a Marcelo; e Ricardo Oliveira, que ocupou o posto de Hulk, teve duas chances e aproveitou uma.

Já Oscar voltou a decepcionar e foi vaiado ao ser sacado para a entrada de Lucas Lima, que não pode ficar no banco. Acorda, Dunga!
                                                                     ############

Pitacos da rodada. Numa piscina de Quito, Equador derruba Bolívia, com Bolaños e Caicedo, e mantém 100% nas eliminatórias da Copa; líder Celeste detona a Colômbia (3 a 0, gols de Godin, Rolón e Abel Hernandes) e quebra tabu: volta a vencer dois jogos seguidos pelas eliminatórias depois de 50 anos; Chi-chi-chi le-le-le: 4 a 3 no Peru - Alexis Sanchez e Vargas, com dois gols cada, carimbam segundo triunfo dos chilenos, e peruano Guerrero desencanta depois de sete jogos (incluindo as partidas pelo Flamengo); Paraguai e Argentina ficam no ‘oxo' em Assunção - paraguaios chegam a quatro pontos, enquanto os hermanos somam apenas um e entrarão para o tudo ou nada contra os brasileiros em 13 de novembro.

Zé Corneta. #soumaisselecaozinhaolimpicasemdunga.

No bico do Galo. Vice-líder com 56 pontos, cinco a menos que o coirmão Corinthians, o Galo acredita que levantará o caneco do Brasileirão com oito triunfos nos últimos nove jogos. Ou 24 pontos em 27 possíveis. A caminhada começa nesta quarta, contra o Saci colorado, no Independência. No turno, o Galo atropelou os gaúchos: 3 a 1, no Beira-Rio. Os jogadores não têm dúvidas: o time só se encontra numa posição inferior porque perdeu pontos importantes em casa - derrotas para Raposa (3 a 1) e Furacão (1 a 0) e empate com o Peixe (2 a 2).

Sugismundo Freud. Não há nariz grande, há rosto curto.

Bem, amiguinhos. E os primeiros pingos da Lava Jato começam a respingar no bico das chuteiras furadas: Zé da Medalha teria recebido da Petrobras (by comitê organizador da Copa) um belo reforço para a xepa, de acordo com Juca Kfouri, no ‘Uol'. O toma lá, dá cá, que envolveria um parceiro do encarcerado Marin, estaria ligado à construção dos estádios da Copa.

Dona Fifi. Kaká, 33 anos, peça fundamental entre os anões do 'professor' Dunga: 60 minutos em seis partidas.

Bem, diabinhos. O ótimo prestígio da amarelinha desbotada pôde ser comprovado no Dia das Crianças. As camisas do Circo Brasileiro de Futebol ficaram encalhadas nas prateleiras. Não saíram nem com promoção. A molecada optou por enxovais de times nacionais e até do exterior. A Pachecada chora.

Caiu na rede (by Fernando Moya). Os relógios lançados por Rogério Ceni estarão sempre adiantados?

Twitface. A Laranja Mecânica holandesa apodreceu: conquistou 13 pontos em 30 possíveis e está fora da Euro/16. Ficou em um honroso e horroroso quarto lugar no grupo A, atrás de República Tcheca, Islândia e Turquia, e à frente dos badalados Cazaquistão e Letônia.

Gilete press. De Marcel Rizzo, no Painel FC, da 'Folha': "O anúncio da renúncia de Carlos Miguel Aidar da presidência do São Paulo escancarou dentro do clube a influência que sua namorada Cinira Maturana tinha em vários departamentos. Foi relatado que ela atuou diretamente na demissão de uma pessoa do departamento jurídico, outra da área de marketing e até de uma copeira. Em algumas áreas era chamada de 'a presidenta' ou de 'Dilma', referência à presidente Dilma Rousseff. Maturana é acusada de participar de negociações para receber comissões em diversos contratos do São Paulo, e foi peça chave no desgaste de Aidar na presidência." PT saudações.

De chaleira. O programa sócio-torcedor representou 42% da receita dos clubes em 2014, segundo levantamento do Itaú BBA, atingindo pouco mais de R$ 240 milhões.

Tititi d'Aline. A bela Ronda Rousey nocauteou milhares de fãs numa entrevista à ESPN: confirmou love story com Travis Browne, o brutamontes americano que recentemente foi acusado pela ex-mulher de violência doméstica. "É verdade que eu e Travis estamos em um relacionamento. Aproveitei o tempo que passamos juntos e nos conhecemos melhor", disse Ronda. 'Mata-leão'.

Você sabia que... Luan, o Menino Maluquinho, é o terceiro maior artilheiro do Galo no Independência, com 16 gols, atrás de Tardelli (19) e Jô (27)?

Bola de ouro. Skate. Na contramão da maioria dos esportes, boa parte dos skatista quer distância dos Jogos Olímpicos. A turma do carrinho colhe assinaturas na internet para detonar a inclusão. Argumenta: o skate não é apenas competição, mas também estilo de vida.

Bola de latão. Cissé. O atacante de 34 anos foi preso acusado de chantagear Valbuena, ex-companheiro de Olympique de Marselha e seleção francesa. Ele integra um grupo que ameaçou divulgar um vídeo erótico de Valbuena com a namorada.

Bola de lixo. CM Aidar. Falar o quê? The end em uma das páginas mais enlameadas da história do soberano Tricolor.

Bola sete. "Foi uma reunião muito educada, civilizada, muito são-paulina (risos). Sem nenhum problema, sem nenhuma conturbação" (de Antonio Mariz, conselheiro do soberano Tricolor, sobre a entrega da carta de demissão de CM Aidar - o lobo perde o pelo, mas não a soberba).

Dúvida pertinente. Os anões de Dunga já estão recuperados?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Anões fazem a lição de casa e degustam 'Vinho Tinto' no Castelão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Renúncia é muito pouco para o mar de lama que engoliu o soberano Tricolor

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O tempo passa e ‘il grand finale' se aproxima. A renúncia de CM Aidar ao trono do soberano São Paulo é questão de horas. O drible da vaca no impeachment deve acontecer nesta terça, como admitiu o próprio mandachuva e raios do Tricolor ao 'Uol'.

Carta do terremoto protocolada, o presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, deve assumir o cargo e convocar novas eleições. Ele é um dos candidatos ao mandato tampão até 2017.

Fecham-se as cortinas e termina mais um dantesco show de falcatruas da pátria das chuteiras furadas. É o que espera boa parte da cartolagem tricolor. Mas os verdadeiros são-paulinos certamente exigem mais, querem que o escândalo seja apurado até as últimas consequências.

Nada de empurrar o lixo para debaixo do tapete, adotar a impunidade tão comum na 'ilha da fantasia do mestre Tattoo'. As denúncias do ex-vice-presidente Ataíde 'Tyson' Guerreiro são gravíssimas e precisam ser investigadas. Não podem simplesmente ser arquivadas no baú da felicidade comprometida apenas para preservar a imagem do clube.

Cinira, a namorada do poderoso chefão, recebeu uma bela xepa da Under Armour? Quem miou na contratação do garoto Iago Maidana? E o misterioso Douglas, que leva vantagem em tudo, quem é? Desvio de dinheiro, comissões indevidas e outros que tais não devem ser apagados pela borracha de uma renúncia, último capítulo do triste retorno de CM Aidar ao clube depois de 24 anos.                     

Sem uma operação pixuleco para valer, o respeito, a dignidade e a credibilidade ficarão apenas no passado de um clube que era exemplo de administração competente. De soberania.
                                                                     ############

Selecãozinha. A molecada da sub-23 arrasou o Haiti por 5 a 1, em Manaus. Depois de um primeiro tempo em banho-maria, com dois gols no final (Maicon e Vinicius Araújo), a equipe deslanchou, com Gabriel Jesus e Gabigol (dois, um de pênalti). Belfort descontou. No primeiro amistoso, a seleção ganhou da República Dominicana por 6 a 0. O menino Jesus, do Palmeiras, foi um dos destaques nos dois jogos.

Zé Corneta. O São Paulo é mesmo soberano: todo time muda o técnico durante o campeonato, mas só o Tricolor troca o presidente.

Alvo errado. Há que se reconhecer, sem medo de levar bordoadas: o 'professor' Dunga é o menos culpado pelo brilho cada vez mais opaco da amarelinha desbotada. Ele é o que é, e estamos conversados. O principal responsável pelo andar da carruagem sem rodas vive nababescamente em uma pensão de R$ 5 milhões na desprezível Barra da Tijuca. O imperador ostentação Del Nero, ao lado do hoje encarcerado Zé da Medalha, resgatou Dunga da floresta encantada, dos braços da Branca de Neve, depois de a Alemanha pintar o sete e Holanda completar o serviço na 'Copa das Copas'. Agora, Inês é morta.

Dona Fifi. Ou o 'professor' Dunga toma um porre de 'Vinho Tinto' em Fortaleza ou vai começar a dançar. Del Nero não vai querer briga.

Bem, amiguinhos. O goleiro Fernando Prass analisou o comportamento do Palmeiras no Brasileirão e chegou à conclusão que está na hora de a equipe abandonar o espírito Robin Hood, ganhar dos bichos-papões e entregar a rapadura aos mais fracos. O time levou uma surra histórica da Chapecoense e perdeu pontos importantes (16) para Goiás, Coxa, Figueira e Joinville. Já contra Corinthians, Galo, Grêmio, Peixe e soberano Tricolor, os periquitos em revista beliscaram 15. Sinal de alerta aceso: Ponte, Avaí e Sport, os próximos adversários. A receita de Prass: só briga lá em cima quem vence a turma debaixo.

Sugismundo Freud. O desapego não tem data.

Bem, diabinhos. O Corinthians segue empurrando com a barriga os direitos de imagem atrasados de Elias, Jadson, Danilo, Renato Augusto e Ralf. O clube esperava receber a cota de TV do Paulistinha, algo em torno de R$ 17 milhões, para colocar a casa em ordem, mas a grana da plim-plim não saiu. O calote vai de três a 10 meses.

De chaleira. O fofo Ronaldo foi rápido no gatilho: os anões de Dunga sofrerão nas eliminatórias por culpa própria e não pela evolução técnica dos coirmãos sul-americanos.

Gilete press. Do lateral Daniel Alves à mídia, em Fortaleza: "A gente sabe que não tem a mesma credibilidade de antigamente, mas eu só peço que a seleção não pague o pato do Brasil. Os brasileiros estão insatisfeitos com muita coisa. A gente comprou uma briga que não deveria em 2014. Queríamos sanar as coisas do país com uma Copa. Nossos problemas vão além do futebol, de um Mundial." Fato.

Caiu na rede. Guiñazu: ataca como volante brucutu e defende como meia sonâmbulo.

Tititi d'Aline. Os 'vovôs' Dida e Juan devem encabeçar a barca do Saci colorado após o Brasileirão. O centroavante Rafael Moura e o meio-campista Wellington reforçarão a tripulação que deixará o porto do Beira-Rio.

Você sabia que... o garoto Luan, do Grêmio, é o jogador mais caçado do Brasileirão, com 90 faltas em 25 partidas?

Bola de ouro. Inglaterra. Melhor campanha nas eliminatórias da Euro/16: 30 pontos (100% de aproveitamento), 31 gols a favor e apenas três contra. Pela sexta vez na história uma seleção venceu todos os jogos. A despedida: 3 a 0 na Lituânia.

Bola de latão. Adriano. Depois de Messi, Neymar e Mascherano, chegou a vez de o lateral brasileiro entrar na mira do Leão espanhol. Mandou os direitos de imagem a paraísos fiscais.

Bola de lixo. Calcio. Polícia investiga a Liga e alguns clubes por suspeita de lavagem de dinheiro e sonegação fiscal na compra e venda de direitos de TV.

Bola sete. "O atraso nos direitos de imagem não vai interferir no desempenho da equipe. O grupo é bom o suficiente para separar as coisas" (do 'vovô' ZiDanilo, que renovou por R$ 190 mil mensais com o Corinthians até dezembro de 2016 - a conferir).

Dúvida pertinente. A renúncia de CM Aidar será suficiente para resgatar o soberano São Paulo do mar de lama?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Renúncia é muito pouco para o mar de lama que engoliu o soberano Tricolor

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Barcelona festeja os 100 jogos do Super-Neymar: 7.663 minutos e 58 gols

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Enquanto o moleque Neymar curtia momentos de folga na ponte aérea Rio-São Paulo, o Barcelona festejava os 100 jogos do brasileiro com a camisa do time.

O time esmiuçou os passos do atacante desde que aterrissou em Barcelona. Aos números: 7.663 minutos em campo (87 vezes como titular), 58 gols, 18 assistências, 74 vitórias, 11 empates, 15 derrotas e cinco títulos, com destaque para a Champions 2014/15.

Apenas pelo Campeonato Espanhol, Neymar acumulou 49 triunfos, seis empates e 10 bordoadas; pela Liga dos Campeões, 17 vitórias, três empates e quatro fracassos.

Para estufar 58 vezes as redes inimigas, a pérola brasileira arriscou 293 finalizações e acertou 135.

Paralelamente aos números do jogador, o site do Barça publicou um papo com Neymar. Que garantiu estar disposto a continuar fazendo história no clube catalão, 'com a conquista de coisas espetaculares'. Afirmou ainda ter mudado muito desde que foi contratado, dentro e fora de campo, e 'para melhor'.

Lembrou que os brasileiros se destacam pela alegria, jogando ou não. 'Não se pode estar triste, aborrecido. Temos que estar sempre felizes para viver as coisas boas', receitou Neymar. À turma do contra só resta chorar.

Neymar aproveitou a folga para coroar a rainha da escola Grande Rio, a atriz Paloma Bernardi. Antes de descer para o palco, o atacante ficou em um camarote com Paolla Oliveira. O enredo do carnaval de 2016 da Grande Rio será a cidade de Santos.
                                                                        ############
FlaTour. Depois de 19 anos, o Flamengo retornou ao Espírito Santo. Faturou R$ 500 mil de cachê e aproveitou para treinar a equipe contra a Desportiva Ferroviária: 4 a 0, gols de César Martins, Emerson ‘Bitoca' (pênalti), Matheus Savio e Douglas Baggio. No ‘dois vira e quatro acaba', o ‘professor' Oswaldo de Oliveira usou 22 jogadores. Eliminada da Copa Espirito Santo, a Desportiva só deve voltar a campo em 2016. Já o Flamengo encara o Figueira no meio da semana, pela 31ª rodada do Brasileirão.

Zé Corneta. Osorio e Doriva: uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Quem dá mais? Campeão da Libertadores com o River Plate, o meio-campista Carlos Sanchez está com o garfo, a faca e o paliteiro nas mãos. Nada menos que cinco times brasileiros desejam contratar o uruguaio: Grêmio, Corinthians, Saci colorado, Palmeiras e Galo. O acordo do atleta com os hermanos se encerra em dezembro. Pequeno obstáculo: deseja US$ 150 mil de salário (R$ 570 mil), mais luvas para a xepa. O Monterrey, do México, e um time italiano também estariam de olho no jogador. E o sobe-desce do dólar não seria problema para eles.

Sugismundo Freud. Ferro-velho também salva muita gente.

Bem, amiguinhos. O Circo Brasileiro de Futebol acertou em cheio ao escolher o calor dos cearenses para recepcionar a amarelinha desbotada. Nada menos que... 23 pessoas, entre torcedores e ambulantes, curtiram os anões de Dunga no primeiro treino em Fortaleza. Há pouco mais de um ano, Neymar & Cia. atraíram apenas cinco mil antes do jogo contra a Colômbia, pelo Mundial.

Dona Fifi. Pelé, Robinho e Neymar estampam a camisa da Grande Rio para o próximo carnaval, cujo enredo é a cidade de Santos.

Bem, diabinhos. Recordar é viver: Nike, Itaú, MasterCard, Samsung, Vivo, Gillette, Ambev, Gol, Sadia, Chevrolet, Michelin e Ultrafarma continuam prestigiando o ilibado Circo Brasileiro Futebol. Xeque-mate no imperador ostentação, Del Nero, só em tabuleiro de xadrez. Ano passado, a casa maldita do ludopédio faturou R$ 360 milhões só com patrocínios.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil'). Clubes que golearam o Palmeiras nos últimos anos criam a ‘maior liga da história'.

Gilete press. De Carlos Heitor Cony, na 'Folha': "Sempre apreciei o técnico Dunga, inclusive como jogador do passado. Mas o time que ele colocou em campo na primeira eliminatória para a Copa de 2018 não chega nem mesmo ao estágio de uma seleção para disputar um torneio internacional. Em linhas gerais, tive a impressão de assistir a um jogo do Sampaio Correa. Nenhuma jogada brilhante. A seleção do Chile, em alguns momentos, na precisão dos passes e no talento pessoal de alguns jogadores em certos lances, parecia o Barcelona. Ganhou do Brasil por 2 a 0 e poderia chegar aos 7 como a Alemanha na última Copa." Na mosca.

De chaleira. E o comandante Juan Carlos Osorio, hein? Ao ser anunciado como 'professor' da seleção mexicana antes da vitória sobre os EUA foi saudado com um carinhoso cartaz: 'Quien es Osorio?'. Está com a massa.

Tititi d'Aline. O bicho pegou pelos lados do colombiano Armero. O lateral do Flamengo foi flagrado com duas mulheres pela esposa, filhos e sogro no condomínio Riserva Uno, da Barra, de acordo com o colunista Leo Dias, de ‘O Dia'. O tempo fechou e o jogador levou vários petelecos. O barraco só terminou com a chegada da polícia. Não houve registro de B.O. Armero se recupera de uma lesão e não joga mais pelo Rubro-negro neste ano.

Você sabia que... o estoque de camisas do goleiro Casillas, previsto para um ano pelo Porto, foi vendido em três meses?

Bola de ouro. Lewandowski. O polonês está matando a pau. Nos últimos seis jogos, marcou 15 gols. Comandou a classificação da seleção à Euro/16. De quebra, igualou o recorde de gols nas eliminatorias: 13, a mesma marca de David Haealy, da Irlanda do Norte, obtida em 2008. 

Bola de latão. Willian. O profeta da amarelinha desbotada: 1 a 0 já está de bom tamanho contra a Venezuela. Na história das eliminatórias, o placar dos gols indica 57 a 3 para os brasileiros, em 14 jogos - 13 vitórias e um empate.

Bola de lixo. Boa Esporte. Time mais regular é impossível: 10 derrotas consecutivas, a um passo do caldeirão do diabo da Série C.

Bola sete. "Fred, o atacante do Fluminense, vai se casar em novembro com a publicitária mineira Paula Armani. O casório será em Minas e o jogador já começou a convidar alguns colegas do clube" (de Ancelmo Gois, no ‘Globo' - as marias-chuteiras estão em prantos).

Dúvida pertinente. Por que os clubes precisam da federação para negociar o contrato com a TV?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Barcelona festeja os 100 jogos do Super-Neymar: 7.663 minutos e 58 gols

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Rota do escândalo: Aidar, mais isolado que náufrago em ilha, caminha para a renúncia

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Do desabafo de uma das filhas nas redes sociais ao estupefato presidente do conselho após ouvir a gravação da proposta indecorosa, a melhor rota indicada a CM Aidar é mesmo a renúncia.

Mariana Aidar admitiu que a vida da família virou um inferno e que valeria a pena o pai abandonar o trono do soberano São Paulo para recuperar a paz.

Já Carlos Augusto Barros e Silva, o popular Leco, também sugeriu a entrega do cargo como um processo menos traumático que o impeachment - seria devastador para o atual rei da cocada queimada e, principalmente, para o clube.

Leco reconheceu que o problema é gravíssimo, após tomar conhecimento das poluentes palavras de Aidar ao ex-vice Ataíde 'Tyson' Guerreiro.

Nos próximos dias, Leco deve convocar uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do Tricolor para passar o escândalo a limpo.

O impeachment dificilmente deixará de entrar em campo numa das luxuosas salas do Morumbi. Mas o gol contra de Aidar terá de ser referendado por 75% dos conselheiros depois de apresentada uma série de provas, o que não deve acontecer no dia 22. Seriam necessários 180 votos dos 240 conselheiros.

Em caso de renúncia ou impeachment, Leco assumirá o trono por 30 dias, até a realização de novas eleições.

Uma coisa é certa: a cada dia que passa Aidar fica mais isolado que gordo na escolha de time de futebol no colégio ou náufrago em uma ilha com apenas um coqueiro. Há quem garanta que ele deixará a presidência na terça.

                                                              ############

Plim-plim 1. O Flamengo tem tanta certeza do sucesso da Liga Sul-Minas-Rio que não está nem aí para a possibilidade de a plim-plim diminuir o cachê do Carioquinha porque colocará em campo um time misto. O Rubro-negro perderá de um lado, mas ganhará, e muito, de outro, de acordo com o mandachuva e raios Eduardo Bandeira de Melo. O bolo crescerá em pouco tempo. A Vênus Platinada anda pisando em ovos com a criação da Liga.

Sugismundo Freud. O caranguejo paga o pato na briga entre mar e praia.

Plim-plim 2. A emissora acertou a renovação dos contratos de transmissão dos estaduais e teme baixos índices de audiência com os campeonatos. Além do Flamengo, também o Fluminense deve escalar reservas. A Globo acertou com a Federação Paulista de Futebol um acordo por mais três anos. As cotas dos times grandes chegarão a R$ 17 milhões. Nos estaduais do Rio, Minas e Rio Grande do Sul, as equipes maiores ganham entre R$ 6 milhões e R$ 7 milhões.

Zé Corneta. Anões de Dunga são recebidos com festa em Fortaleza. Quinta à noite, cearenses assistiram a novela Os Dez Mandamentos.

Bem, amiguinhos. O segundo prato dos anões de Dunga nas eliminatórias da Copa é dos mais saborosos. Depois da intoxicação com as empanadas chilenas, uma saudável arepa venezuelana, espécie de pão que se come com queijo ou carne, está à espera da amarelinha desbotada: em 14 jogos na história das eliminatórias, 13 triunfos e um empate. O time marcou 57 gols e sofreu apenas três contra a Venezuela.

Caiu na rede. O Dunga está com o cérebro contundido faz tempo, mas ninguém o corta da seleção.

Bem, diabinhos. A torcida do Íbis, o eterno pior time do mundo, aguarda com ansiedade a resposta do zagueiro David Luiz e do meia Oscar à proposta para defender a equipe. Elaborado pelo 'Ibismania', o contrato oferece: início em 2 de novembro, data em homenagem à seleção (Finados); uma cesta básica (se jogar mal); uma esfiha de carne (por jogo perdido); aumento salarial (se perder por goleada); e rescisão de contrato (se jogar bem). Pano rápido.

Gilete press. De Vera Magalhães, em 'Veja': "Apesar da derrota por 7 a 1 para a Alemanha, 81% dos internautas brasileiros (o equivalente a 55,5 milhões de pessoas) acreditam que o Brasil se classificará para a Copa da Rússia em 2018. Entre os 19% que, talvez ainda traumatizados, não confiam na classificação da seleção destacam-se as mulheres (61%) e as pessoas com mais de 40 anos (34%). Os dados, do Ibope Repucom, foram coletados em uma pesquisa feita em setembro. Foram realizadas 1.000 entrevistas online a partir do painel Conecta." Voa canarinho, voa.

Tititi d'Aline. O atacante Thiago Ribeiro, do Galo, mandou um recado ao Corinthians: quando menos esperar, vai estar no retrovisor do time mineiro. Para ele, a mídia sempre tende a favor dos times paulistas ou cariocas e por isso aponta o Corinthians como favorito ao caneco.

Você sabia que... Jürgen Klopp, ‘The Normal One', embolsará R$ 29 milhões por ano como ‘professor' do Liverpool?

Bola de ouro. Luiz Gustavo. O volante quebrou o pau e mostrou a cobra na concentração dos anões da amarelinha desbotada: o time precisa reconhecer que perdeu o respeito dos adversários após o vexame da Copa e só assim poderá crescer novamente.

Bola de latão. Leandrão. Aterrissou no Vasco como ‘matador', mas até agora só balançou uma vez a rede adversária. Jejum chega a quatro jogos.

Bola de lixo. Holanda. A Laranja Mecânica está a um passo da eliminação da Euro. Na última rodada, precisa vencer a classificada República Tcheca e torcer por um tropeço da Turquia contra a Islândia, também já garantida.

Bola sete. "Temos de ser humildes e reconhecer a cobrança, a desilusão e a insatisfação com a seleção. O que precisamos saber é que nós, jogadores, somos capazes de colocar novos rumos para essa camisa" (do meio-campista Luiz Gustavo, sem nhenhenhém - no alvo).

Dúvida pertinente. A Liga Sul-Minas-Rio vai matar os estaduais?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Rota do escândalo: Aidar, mais isolado que náufrago em ilha, caminha para a renúncia

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Bico fechado, torcedor. Você não entende patavina de futebol!

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Tá ruim, mas tá bom. E deixa a bola rolar. Os anões de Dunga se mostraram incapazes de incomodar o goleiro Bravo, jogaram como time pequeno em Santiago, à espera de um contra-ataque salvador da pátria, e cravaram um glorioso vexame na história: primeira derrota em uma estreia nas eliminatórias da Copa do Mundo.

De quebra, fim de uma invencibilidade de 15 anos e 14 jogos da amarelinha desbotada contra o Chile. Pois é, com tantos ingredientes saudáveis no menu da incompetência, nada mais justo do que o recado de Willian após a partida: quem criticar o time não entende bulhufas de futebol.

Argumentou: a amarelinha desbotada fez um bom jogo, foi apenas infeliz numa bola parada e depois num contragolpe. A mesma ladainha foi exemplarmente repetida pela maioria dos anões ('fizemos um grande trabalho', disse Daniel Alves), solidificando as desculpas esfarrapadas dadas pelo 'professor' Dunga. Que se apoiou na remendada muleta do 'faltou apenas uma bola entrar'.

O zagueiro Miranda e o meio-campista Luiz Gustavo foram os únicos que reconheceram a superioridade dos chilenos, evidenciada em sete finalizações certas, contra somente uma dos brasileiros, 46 bolas roubadas contra 22, e principalmente nos 'professores' à disposição no banco: Jorge Sampaoli x Dunga.

Um hermano estudioso, discípulo de Marcelo Bielsa e obcecado por trabalho, contra um treinador imposto por uma dupla nada recomendável no mundo encantado das chuteiras furadas, Zé da Medalha/Del Nero - o primeiro detido em Zurique e o segundo cumprindo 'prisão domiciliar' por incompatibilidade de ideias com o FBI.

Ou seja, a amarelinha desbotada é um poço de mentiras, uma cópia fiel do Circo Brasileiro de Futebol, com jogadores que se acham craques sem nunca terem sido, comandados por um 'professor' de limitados conceitos táticos. Volta logo, Neymar! Jogai por nós.
                                                               ############
Zé Corneta. Até agora o ‘professor' Dunga está tentando sair do ‘nó tático' aplicado por Jorge Sampaoli.

Zapping. Os anões de Dunga fracassaram em campo, mas derrotaram Os Dez Mandamentos na telinha. A estreia da amarelinha desbotada nas eliminatórias da Copa rendeu 26 pontos de audiência à plim-plim na grande Pauliceia entregue às traças, com 39% de share (TVs ligadas). A novela da Record registrou 18 pontos e 26% de share. Na Cidade Maravilhosa das praias sedutoras e arrastões, a derrota dos brasileiros cravou 27 pontos (41% de participação), sete a mais que Os Dez Mandamentos (31%). Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Caiu na rede (by ‘Ibismania'). Em breve: Ibis x Brasil, valendo título de pior do mundo.

Bem, amiguinhos. É simplesmente devastador o e-mail do ex-vice-presidente Ataíde 'Tyson' Guerreiro, enviado ao poderoso chefão CM Aidar e divulgado pelo blogueiro Cosme Rímoli, do 'R7'. Em síntese: soberano São Paulo e estatais, tudo a ver - a comissão é o combustível. O impeachment de Aidar caminha paralelamente à renúncia. Mas o mandachuva e raios garante: não largará o trono. 

Sugismundo Freud. A pior dor é a do bolso.

Bem, diabinhos. O centroavante Leandro Damião caminha a passos largos em direção a uma carta de agradecimento pelos serviços não prestados na Raposa. Ele tem acordo com o clube até dezembro. Depois, deve regressar ao Peixe. Em 14 jogos pelo Brasileirão, o atacante de R$ 42 milhões (pagos pelo Santos ao Saci colorado) correu somente duas vezes para o abraço. Ao longo da temporada, assinalou 16. Custo/benefício: R$ 225 mil por gol a serviço do Cruzeiro.

Dona Fifi. Oscar, o cone dos anões de Dunga.

Regra do jogo. Não tem lesco-lesco nem dólar nas alturas. A Liga Sul-Minas-Rio é uma realidade. Veio para ficar e salvar o ludopédio nacional. Quem garante é o CEO da Liga, o ex-presidente do Galo Alexandre Kalil. Para ele, já havia passado da hora de os clubes se libertarem das amarras da cartolagem. 'As federações não podiam ficar mamando e chupando os clubes. A vampiragem tem limites ou todos morrerão abraçados. É uma questão de sobrevivência', fuzilou Kalil. Trocando em miúdos: chega de ceder pé de obra para sustentar os engravatados de colarinho branco das federações.

De chaleira. E a Data Fifa virou Data Hospital: Götze, Agüero, Bezema, Morata e David Luiz no estaleiro.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na 'Folha': "Jornalistas comentaristas gostam mais de explicar tudo, mesmo o que não tem explicação. Ignoram o acaso, como se fosse uma bengala para a ignorância. Muitos acham que tudo o que acontece em uma partida é planejado, ensaiado. Por isso, passaram a analisar os jogos a partir do resultado e da conduta dos treinadores, o que supervalorizou os técnicos. O maior compromisso de um comentarista, seja um jornalista ou um ex-atleta, não deveria ser com o resultado, e sim com a qualidade do espetáculo." No alvo.

Tititi d'Aline. O filme 'Barça Dreams', contando a história da equipe catalã, será lançado nos próximos dias. O documentário foi produzido pelo campeão mundial de moto Jorge Lorenzo, torcedor fanático do clube, fundado em 1899. Ele traz o depoimento de vários jogadores que passaram com destaque pelo Barcelona.

Você sabia que... Neymar deve pintar na quadra da Grande Rio neste fim de semana para conhecer o samba em homenagem à cidade de Santos no próximo carnaval?

Bola de ouro. Liga. Demorou, mas finalmente os clubes decidiram soltar o grito de independência e conseguiram a aprovação da Liga Sul-Minas-Rio. Uma goleada na cartolagem sanguessuga. A gorduchinha vai rolar no final de janeiro com 12 times.

Bola de latão. Del Nero. O imperador ostentação deve ficar longe da amarelinha desbotada até no jogo contra a Venezuela, em Fortaleza. O dono do Circo Brasileiro de Futebol completará nove jogos como torcedor de sofá. 

Bola de lixo. Basquete. A magnânima confederação brasileira está sendo processada pela Eletrobras, ex-parceira, porque o gato teria miado em mais de R$ 4 milhões na verba destinada pela estatal ao esporte, segundo reportagem de Lúcio de Castro, no ‘Uol'. Ao longo de 12 anos, a Eletrobras jogou mais de R$ 80 mi na cesta.

Bola sete. "Chile dá aula de tática e de futebol ao Brasil. A seleção é a cara da CBF: ninguém confia" (de Luiz Zini Pires, no ‘Zero Hora' - fato).

Dúvida pertinente. Soberano São Paulo de CM Aidar: entre os piores és o primeiro?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Bico fechado, torcedor. Você não entende patavina de futebol!

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Chilenos nocauteiam os 'pugilistas' de Dunga no ringue de Santiago

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O 'professor' Dunga pediu aos anões uma postura de pugilista, e pimba na caxirola: a amarelinha desbotada foi nocauteada pelo Chile, no ringue de Santiago, pela primeira rodada das eliminatórias da Copa. Resistiu 45 minutos. Depois, Chi-chi-chi le-le-le: 2 a 0, com direito a olé e nó tático de Jorge Sampaoli em Dunga. O ‘professor' chileno trocou o 3-5-2 pelo 4-3-3 ao final do primeiro tempo e engoliu Dunga.

Mais uma vez ficou evidente que, sem o melhor boxeador, o moleque Neymar, o time brasileiro dificilmente deixará de frequentar as cordas ao longo de 90 minutos. Falta-lhe punch. Mesmo assim, irá ao Mundial de 2018, na Rússia. Pode ser cambaleando, mas chegará à Copa.

Chilenos e brasileiros criaram muito pouco no primeiro tempo. Levaram os 45 minutos em banho-maria, à espera de um erro do adversário. Quando ousou um pouco mais, o Chile mandou uma bola na trave em chute de Sanchez, aos 42. Os anões mostraram pouca criatividade no meio de campo, já que Oscar abusou dos erros nos passes. E o ataque, com Douglas Costa e Hulk, quase não incomodou.

A equipe brasileira melhorou no início do segundo tempo. Tentou aproveitar os espaços deixados pelo Chile nos contra-ataques. Sem sucesso. E, aos 10, a trave novamente evitou o pior para os anões, num chute de Isla. Doze minutos depois, Mark González perdeu ótima chance para abrir o placar.

Apesar de o Chile estar melhor, o ‘professor' Dunga nada fez para evitar o pior. Que aconteceu, aos 26: Matias Fernandes, que havia entrado no lugar do inútil Valdivia, cobrou uma falta e Vargas mandou para as redes: 1 a 0. Resultado justo ao time que mais procurava o ataque.

Depois da porta arrombada, Dunga sacou Hulk e colocou Ricardo Oliveira. Aos 37, Lucas Lima substituiu o ‘pitbull' Luiz Gustavo. De nada adiantou. Aos 44, Alexis Sanchez fechou o caixão brasileiro: 2 a 0. Pela primeira vez o Brasil conheceu uma derrota em estreia nas eliminatórias. Na próxima terça, receberá a Venezuela, em Fortaleza.

Pitacos das eliminatórias... Sem Luis Suárez e Cavani, Celeste quebra jejum de nove jogos em La Paz e vence a Bolívia por 2 a 0 (Cáceres e Godín); um Guerrero só não faz verão: Colômbia 2 x 0 Peru, gols de Téo Gutiérrez e Cardona - quinto triunfo consecutivo dos colombianos em estreias nas eliminatórias; gol na bacia das almas de Derlis González garante os três pontos ao Paraguai contra a Venezuela, na casa do inimigo; em Buenos Aires, vergonha argentina, sem Messi: 2 a 0 para o Equador, gols de Erazo e Caiedo, aos 35 e 36 do segundo tempo - Deus é brasileiro.

                                                            ############

Zapping. A bola do Brasileirão deixou de rolar no meio da semana por causa das eliminatórias da Copa, mas o filme 'Intocáveis' deu conta do recado na plim-plim: 21 pontos de audiência na grande Pauliceia refém da bandidagem, entre 22h37 e 0h15. Na Cidade Maravilhosa das balas voadoras, cravou 22. Em comparação a semanas anteriores, o ibope chegou a crescer até dois pontos.

Zé Corneta. Soberano São Paulo: de vendedor de credibilidade a rei de negociatas.

Super-Paulistão. O futebol mais rico do país está de parabéns. Nada menos que 31% dos jogadores que defenderam equipes nas três principais divisões do Campeonato Paulista estão desempregados. O levantamento é da ‘Folha'. Trocando em miúdos: 523 atletas dos 1.704 que correram atrás da bola nas Séries A1, A2 e A3 andam atrás de um clube para poder sobreviver.

Sugismundo Freud. Nem tudo que vai volta. O dinheiro que o diga!

Bem, amiguinhos. Mesmo flutuando pela Série B, o Botafogo nunca contou com uma torcida tão fervorosa dos coirmãos. Explica-se, com direito a dar asas à imaginação: torcedora do Bota, a atriz Maitê Proença prometeu ficar nua se a equipe voltasse à elite do Brasileirão. E a chance de isso não acontecer gira em torno de... 1%. 'Vou ficar peladíssima, com apenas uma coleira, escrito Botafogo', garantiu Maitê. Ajoelhou tem que rezar.

Caiu na rede. Homenagem ao Palmeiras em Chapecó: não deixe a zoeira morrer, não deixe a zoeira acabar...

Bem, diabinhos. Uma das principais peças do líder Corinthians, o garçom-artilheiro Jadson é um dos cinco jogadores que estão com os direitos de imagem atrasados. A fila dos credores com chuteiras ainda comporta Elias, Renato Augusto, Danilo e Ralf. O clube espera colocar a casa em ordem até a bola voltar a correr pelo Brasileirão.

Dona Fifi. Casa da mãe Joana parece convento se comparada ao soberano São Paulo.

'Mata-leão' 1. A superstar do UFC, Ronda Rousey, deita e rola também fora do octógono. Nocauteou uma tradição: a campeã peso-galo foi escolhida para ser a primeira atleta a apresentar uma edição do 'Sportscenter', da ESPN. Atletas são convidados com frequência para o programa, mas uma mulher nunca havia sido convidada para a tarefa. Ronda esbanjou simpatia. Brincou com os comentaristas e até cornetou o astro Kobe Bryant: se está pensando em parar, tem de abandonar o basquete.

‘Mata-leão' 2. Ronda derrubou outro tabu: primeira mulher a estampar a capa da revista 'Men's Fitness', da Austrália. Provocou até alguns biquinhos machistas, inconformados com a decisão editorial. Na terça, no programa 'The Tonigh Show', com Jimmy Fallon, a estrela do octógono apareceu com um vestido justo e um decote mais generoso que Papai Noel. Ronda enfrentará Holly Holm em 14 de novembro, na cidade de Melbourne.

De chaleira. E o brilho do ídolo sem chuteiras Alexandre Mattos já é bem menor no ninho dos periquitos em revista.

Gilete press. Do ex-jogador da seleção alemã Mario Basler, sobre o Bayern de Guardiola, ao jornal 'Bild': "Ver o Bayern jogar é como fazer sexo com a mulher dos seus sonhos 34 vezes seguidas. É como rios de cerveja que nunca terminam. É como ter 300 dias de férias no ano e o resto livre." Há controvérsias.

Tititi d'Aline. O hermano Lucas Pratto decidiu aplicar parte da poupança (R$ 3 milhões) numa rede de academias em BH. O xodó da torcida do Galo espera contar com quatro unidades 'Pratto Fitness' até dezembro de 2016. Ele terá três sócios.

Você sabia que... o espanhol Fernando Alonso, com 32 vitórias, 22 poles e 97 pódios, completará 250 corridas no GP da Rússia?

‘Bola de ouro'. Futebol feminino. Segue prestigiadíssimo pelos cartolas: o América Mineiro disputará três jogos em cinco dias, dois pelo Brasileiro e um pelo estadual. As Coelhinhas viajarão somente dois mil quilômetros entre uma partida e outra.

Bola de latão. Palmeiras. Justiça mandou clube pagar R$ 1,7 milhão ao ex-zagueiro Lúcio por direitos de imagem atrasados e multa rescisória. O Palmeiras havia se comprometido a quitar a divida em parcelas, mas não pagou nenhuma. Lucio defende o Goa, da Índia.

Bola lixo. Joseph Blatter/Michel Platini. A carismática dupla dinâmica pegou um gancho de 90 dias na mamãe Fifa. Corrupção e má gestão, os simpáticos motivos.

Bola sete. "Só mesmo o papa Francisco conseguirá devolver a paz ao São Paulo" (de Wanderley Nogueira, da 'Jovem Pan' - amém).

Dúvida pertinente. Osorio ou Ilosorio?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Chilenos nocauteiam os 'pugilistas' de Dunga no ringue de Santiago

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Chega de conversa mole: Brasil na Copa/18 é uma certeza. Desafio: terminar em primeiro

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Certamente os números do ibope deixarão a plim-plim mais feliz que gordo em banquete de self service boca livre. Mas o tilintar do coração da torcida, exceção da Pachecada, que vibra até com tiro de meta, anda mais limitado que a velocidade nas ruas de São Paulo.

Pouco ou quase nada se discute sobre a estreia da amarelinha desbotada nas eliminatórias da Copa, contra o Chile, em Santiago. O Circo Brasileiro de Futebol e os 'gringos' convocados conseguiram a proeza de afastar a torcida de uma das maiores paixões que já curtiu.

E não apenas pelos 7 a 1 da Alemanha na Copa de 2014. A perda de identidade começou muito antes, quando sanguessugas se apropriaram da galinha dos ovos de ouro e passaram a oferecê-la ao mercado sem o mínimo respeito por um passado de cinco títulos mundiais. Pagou, levou.

No entanto, mesmo sem despertar o amor de antigamente e contar com verdadeiros craques (Neymar é o único anão fora de série), não se pode colocar em dúvida a classificação da amarelinha desbotada ao Mundial da Rússia, em 2018.

Pode até sofrer, passar por algumas dificuldades, só que o carimbo no passaporte é mais garantido que a mordida do Leão - os quatro primeiros se classificam e ainda tem uma vaga na repescagem.

Na verdade, os anões de Dunga terão como principal desafio terminar as eliminatórias em primeiro lugar, à frente da Argentina e demais coadjuvantes. O resto é conversa mole para boi dormir, blá-blá-blá da mídia que adora ficar em cima do muro. Ainda tem muito japonês na bola sul-americana. 

Os números solidificam a classificação: único país a participar de todos os Mundiais; 92 jogos nas eliminatórias, com 56 vitórias, 25 empates e 11 derrotas; 199 gols marcados. De quebra, sete triunfos, dois empates e somente uma derrota contra o Chile, considerado o terror da mandioca após levantar a Copa América - a única vitória chilena aconteceu em 2000 (3 a 0).

O time brasileiro está invicto como mandante nas três eliminatórias que disputou em pontos corridos: 19 vitórias e oito empates, com 80,24% de aproveitamento. Que venha a Copa de 2018!
                                                                   ############
Troca-troca tricolor. Se a novela 'Osorio, adios muchachos' se arrastou por vários capítulos, a contratação do novo 'professor' do soberano São Paulo aconteceu em ritmo de e-mail: Doriva será o 16º 'mestre' da sala de aula do Morumbi na era dos pontos corridos. Doriva deixa a Ponte depois de seis vitórias, cinco empates e quatro derrotas, com 51,11% de aproveitamento. Além da Macaca, comandou Ituano (campeão do Paulistinha/14), Furacão e Vasco (campeão do Carioquinha/15). Como jogador do Tricolor, ele conquistou uma Libertadores (1993), um Mundial (1993), uma Supercopa da Libertadores (1993) e duas vezes a Recopa Sul-americana (1993/94). Depois de deixar o São Paulo, rodou mais que prato de micro-ondas: XV de Piracicaba, Galo, Porto, Sampdoria, Celta de Vigo, Middlesbrough, Blackpool, América/SP e Mirassol, além da amarelinha desbotada. A dança são-paulina:

2003: Oswaldo de Oliveira e Roberto Rojas
2004: Cuca e Leão
2005: Leão e Paulo Autuori
2006: ‘Muriçoca' Ramalho
2007: ‘Muriçoca' Ramalho
2008: ‘Muriçoca' Ramalho
2009: ‘Muriçoca' Ramalho e Ricardo Gomes
2010: Ricardo Gomes, Sérgio Baresi e Carpegiani
2011: Carpegiani, Adilson Batista e Leão
2012: Leão e Ney Franco.
2013: Ney Franco, Paulo Autuori e ‘Muriçoca' Ramalho
2014: 'Muriçoca' Ramalho
2015: 'Muriçoca' Ramalho, Juan Carlos Osorio e Doriva

Sugismundo Freud. Se a barriga está cheia, toda goiaba tem bicho.

Troca-troca tricolor 2. Três motivos levaram o São Paulo a contratar Doriva, de acordo com Martin Fernandez, do 'Globo.com': conhece o clube, é muito amigo do gerente Josê Eduardo Chimello (trabalharam juntos no Ituano) e, acredite se quiser, o bom retrospecto contra o Peixe, adversário do Tricolor nas semifinais da Copa do Brasil. No banco do Ituano, superou o Santos na final do Paulistinha de 2014, e na Ponte derrotou a equipe santista por 3 a 1 no Brasileirão.

Dona Fifi. 'Professor' Osorio, de bem com a vida: 'Eu ganhei, nós empatamos, eles perderam.'

Gol contra. André Luiz Oliveira, vice-presidente do Corinthians, perdeu uma boa chance de continuar no ostracismo. O popular André Negão tentou ser engraçadinho e publicou uma foto socando um boneco na academia da velha Fazendinha. ‘Galera, vice agride boneco no Corinthians', escreveu, numa clara provocação ao que aconteceu no coirmão Tricolor, envolvendo Aidar e Guerreiro.

Bem, amiguinhos. Não está nada fácil a vida do ABC na Série B. Mesmo com um empurrãozinho do padre Marcelo Rossi, o time só empatou em 1 a 1 com o Atlético/GO e completou 19 jogos sem festejar uma vitória. A chance de evitar o rebaixamento beira 1%. Antes de a bola rolar, padre Marcelo deu um terço ao 'professor' Hélio dos Anjos para espantar a zica. Torcedor do Corinthians, ele lembrou ter feito o mesmo com Tite, que conquistou o título mundial em 2012. Hélio dos Anjos coleciona sete empates e quatro tropeços desde que assumiu o cargo.

Zé Corneta. Há que se reconhecer o importante legado deixado pelo 'professor' Osorio no Morumbi: o atacante Wilder Guisao.

Bem, diabinhos. A disputa da Rio-16 ganhou pontos importantes na mídia inglesa. Mais precisamente o campo de golfe dos Jogos. Após mostrar um jacaré passeando pelo local da competição, o 'Daily Mail' informou que os atletas poderão lidar com 'criaturas perigosas' no entorno do campo, que fica na Barra da Tijuca. Diretor da Federação Internacional de Golfe, Anthony Scanlon acalmou torcedores e jornalistas, garantindo que nada acontecerá.

Caiu na rede. Turma do amendoim faz campanha para retirar ‘defesa que ninguém passa' do hino palmeirense.

Gilete press. Deu no ‘Estadão': "São cada vez maiores os rumores de que o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, irá pedir licença do cargo. Pressionado por cartolas nacionais, da Conmebol e até mesmo da Fifa desde que parou de viajar para compromissos oficiais no exterior, Del Nero estaria disposto a se licenciar do cargo nos próximos dias e indicar um de seus vices para ocupar a presidência interinamente. Fernando Sarney, vice que representa a região norte, é o mais cotado. A licença seria de 180 dias, podendo ser prorrogada por igual período.''

Tititi d'Aline. O rubro-negro Emerson 'Bitoca' decidiu homenagear as crianças: tatuou vários personagens infantis, entre eles Pato Donald, Tio Patinhas, Patolino, Papai Smurf, Pateta, Mickey e Pica-Pau. Os braços do atacante estão praticamente tomados por desenhos.

Você sabia que... Afonso Alves, 34 anos, um dos anões de Dunga na Copa América de 2007, se aposentou?

Bola de ouro. Matheus Pereira/Evander/Lincoln. O meia do Corinthians e os atacantes do Vasco e Grêmio, respectivamente, estão na lista das 50 maiores promessas do ludopédio, divulgada pelo jornal inglês 'The Guardian'. Matheus e Evander têm 17 anos, e Lincoln apenas 16.

Bola de latão. Vasco. Mais uma derrota na Justiça: terá de pagar R$ 10 milhões ao meio-campista Wendel por quebra de contrato, salários atrasados, premiações e FGTS. O jogador foi afastado em 2014. Hoje defende o Sport.

Bola de lixo. Ilídio Lico. O cara de pau do ano: culpou o ‘vinho forte' por acusações ao Fluminense no imbróglio que rebaixou a Lusa em 2013.

Bola sete. "Aidar tem que fazer o que todo são-paulino quer: entregar o cargo. Ninguém mais confia nele" (do ex-vice Roberto Natel, sobre o bom momento no soberano Tricolor).

Dúvida pertinente. Soberano São Paulo, stand up comedy de CM Aidar?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Chega de conversa mole: Brasil na Copa/18 é uma certeza. Desafio: terminar em primeiro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Soberano São Paulo assume a herança maldita de Corinthians e Palmeiras

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

E o ambiente no glorioso Clube da Fé... fedeu. O poderoso chefão CM Aidar conseguiu uma histórica proeza: amealhar o que havia de pior nos coirmãos Corinthians e Palmeiras em um passado recente - dia sim e outro também, viviam nas manchetes, nem sempre esportivas.

Isso em pouco mais de um ano e meio acomodado no trono são-paulino, sob as bênçãos do hoje desafeto 'Juvenal Antena'.

Das bananas oferecidas ao 'apequenado' Palmeiras, do nobre presidente Paulo Nobre, ao nocaute num luxuoso hotel de São Paulo, após receber um direto de Ataíde 'Tyson' Guerreiro, CM Aidar mostrou-se ótimo colecionador de atitudes lamentáveis, desprovido da idoneidade necessária para administrar uma função tão importante.

Como um tsunami no mar morto do Tricolor, CM Aidar marcou vários gols importantes. Sempre contra: os dentes de Kaká, o dinheiro da máfia napolitana para contratar Ganso, Morumbi caindo aos pedaços, Itaquerão outro mundo, comissão envolvendo a namorada, pagamento de R$ 18 milhões a uma empresa de Hong Kong por ter feito o meio de campo entre o clube e a nova fornecedora de material esportivo, salários e direitos de imagem atrasados, desmanche do time, aumento da dívida para R$ 340 milhões...

Um 'matador' fantástico, capaz de levar para além do fundo poço um clube com uma história simplesmente grandiosa: 'Salve o Tricolor Paulista/Amado clube brasileiro/Tu és forte, tu és grande/Dentre os grandes és o primeiro... '

Menos com CM Aidar. Que, mais abandonado na ilha do Morumbi que Tom Hanks em ‘O Náufrago', pediu a demissão coletiva dos diretores a fim de pacificar o clube. O reinado de Aidar se encerra em abril de 2017. A possibilidade de um impeachment é pequena, mas existe.

Por falar em flores... O 'professor' Juan Carlos Osorio mandou um recado aos jogadores e torcedores do São Paulo: 'Adios muchachos, compañeros de mi vida... ' Ele encerrou a novela: vai mesmo dirigir o México.

Deixa o Tricolor na quinta colocação do Brasileirão e nas semifinais da Copa do Brasil. Em 29 jogos, obteve 13 vitórias, sete empates e nove derrotas.

Osorio aterrissará no controle da seleção mexicana cheio de moral: quarta opção para o cargo, atrás de Jorge Sampaoli, Marcelo Bielsa e Carlo Ancelotti. Quer dizer, se não tem tu, vai tu mesmo.
                                                         ############
Zé Corneta. Urgente, urgentíssimo: Dana White deixa o UFC e assume como novo diretor de futebol do soberano São Paulo.

Bem, amiguinhos. Um dos candidatos ao cargo do colombiano Osorio no Tricolor, o 'professor' Diego Aguirre deu um pulinho até o RH do Saci colorado para colocar a conversa em dia e acertar a rescisão de contrato. O uruguaio receberá R$ 2 milhões - multa e premiações atrasadas do Gauchinho e da Libertadores. Ele comandou o time ao longo de oito meses. Que belo chimarrão!

Caiu na rede. CM Aidar só anunciou a demissão de Ataíde 'Tyson' Guerreiro após acordar do nocaute.

Bem, diabinhos. Zunzunzum pelos lados do Morumbi chega à frustrada negociação de Rodrigo Caio para o futebol espanhol. Na última reunião do conselho, o empresário e corneteiro Abilio Diniz insinuou baticundum sem tamborim: pediu aos presentes para investigar o que realmente aconteceu no bate-volta do atleta.

Sugismundo Freud. Depois da tempestade vem o tsunami.

Seca gaúcha. À espera da ceia de Natal e do espocar dos fogos na passagem de ano, gremistas e colorados contabilizam mais uma temporada como coadjuvantes do Brasileirão. O Imortal soltou o grito de campeão pela última vez em 1996, após dois embates contra a Lusa. A equipe está no G4, mas poucos acreditam no milagre da multiplicação dos pontos. Já o coirmão Saci colorado deu a mais recente volta olímpica há 36 anos. Em 1979, fechou a campanha com duas vitórias sobre o Vasco. Na Copa do Brasil, o Grêmio levantou o último caneco em 2001, enquanto o Inter festejou em 1992.

Dona Fifi. O gigante Lincom, 1,92m, já foi batizado no Corinthians: Torre Eiffel. Ele é um dos atacantes mais altos do Brasileirão.

Gato por lebre. A verdade é implacável: o ‘professor' Guardiola é um tremendo produto da mídia. Em sete anos como comandante de Barcelona e Bayern de Munique, ele coleciona ridículas 98 goleadas. Ou 14 por temporada. A última: 5 a 1 no Borussia Dortmund, pela Bundesliga. Detalhe: na temporada 2012/13, Guardiola resolveu encostar o burro na sombra. Só descansou.

Twitface. Ambiente no São Paulo está pior que sapato de padre.

Gilete press. De Guilherme Amaro, no ‘Lance': "Com a liberação do Corinthians, empresários estão na Europa desde a semana passada para tentar vender o atacante Alexandre Pato, emprestado ao São Paulo até dezembro, e o zagueiro Felipe. Os agentes da empresa Art Sports passaram pela Itália, estão na Inglaterra, ainda vão para a Alemanha, e esperam voltar ao Brasil com propostas para a próxima janela de transferências, em janeiro." Chapéu na mão.

Tititi d'Aline. O movimento no Hotel Radisson, octógono dos são-paulinos CM Aidar e Ataíde 'Tyson' Guerreiro, é dos maiores: a briga entre os ínclitos cartolas teria sido gravada pelas câmaras de segurança da pensão seis estrelas no Itaim. As imagens, porém, só devem ser cedidas por ordem judicial.

Você sabia que... o goleiro Felipe receberá R$ 3,6 milhões do Flamengo, referentes a salários e direitos de imagem atrasados, rescisão de contrato e 13º?

Bola de ouro. Juan Carlos Osorio. Noves fora a intragável novela mexicana, o ‘professor' colombiano agitou o ludopédio nacional. Saiu da mesmice e mostrou uma sinceridade merecedora dos maiores elogios.

Bola de latão. Corinthians. Deve apenas 10 meses de direitos de imagem ao ‘cão de guarda' Ralf. O clube também precisa pagar mais de R$ 2,5 milhões à empresa que administra a carreira do volante.

Bola de lixo. São Paulo. De 6-3-3 a uma cópia quase perfeita de 1-7-1. Corinthians e Palmeias apoiam a casa da mãe Joana no Jardim Leonor.

Bola sete. "Sinceramente, espero que isso não tenha acontecido [agressão]. Mas se isso ocorreu, a instituição está numa situação preocupante e o conselho precisa agir" (do ex-dirigente do Tricolor Marco Aurélio Cunha, sobre a troca de amabilidades entre Aidar e Guerreiro).

Dúvida pertinente. É UFC ou SPFC?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Soberano São Paulo assume a herança maldita de Corinthians e Palmeiras

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo briga com três paulistas por G4; Corinthians ainda favoritaço ao título

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

A nove rodadas para o fim do Brasileirão, a luta pela quarta vaga à Libertadores está acirrada. De volta ao G4 após quase cinco anos, o Peixe nada à frente de Palmeiras, soberano São Paulo e Flamengo, com o Saci colorado correndo por fora.

Corinthians, Galo e Grêmio só perdem a boquinha no torneio continental se a corrupção deixar a 'ilha da fantasia do mestre Tattoo', de acordo com os cálculos dos matemáticos de plantão.

Na briga pelo caneco, apesar de a diferença ter caído para cinco pontos na 29ª jornada, o Corinthians continua favoritaço contra o Galo.

Já na parte de baixo da tabela, o Joinville caminha belo e formoso para um mergulho no caldeirão do diabo, a segunda divisão. A nau vascaína do capitão gancho Eu-rico MIranda também segue na rota do naufrágio, ao lado de Figueira, Goiás, Coxa, Avaí, Chapecoense, Fluminense e Raposa. O sobe-desce do Brasileirão:

Os cálculos no ‘Infobola':

Campeão
Corinthians - 82%
Galo - 16%
Grêmio - 2%

Rebaixamento
Joinville - 97%
Vasco - 85%
Goiás - 59%
Figueira - 53%
Coxa - 36%
Avaí - 34%
Chapecoense - 23%
Raposa - 4%
Fluminense - 4%

Libertadores
Corinthians - 99%
Galo - 98%
Grêmio - 90%
Peixe - 31%
Palmeiras - 28%
São Paulo - 21%
Flamengo - 17%
Saci colorado - 11%

Os indicadores da UFMG:

Campeão
Corinthians - 79,4%
Galo - 17,6%
Grêmio - 2,8%

Rebaixamento
Joinville - 97,4%
Vasco - 86,8%
Goiás - 60,8%
Figueira - 55,6%
Coxa - 33,8%
Avaí - 32,6%
Chapecoense - 20,4%
Fluminense - 4,7%
Furacão - 3,6%
Raposa - 3,2%

Libertadores
Corinthians - 99,98%
Galo - 98,5%
Grêmio - 86,2%
Peixe - 31,1%
Palmeiras - 26,5%
São Paulo - 22,6%
Flamengo - 19,3%
Saci colorado - 11,7%

A aritmética do ‘Chance de Gol':

Campeão
Corinthians - 88%
Galo - 10,4%
Grêmio - 1,6%

Rebaixamento
Joinville - 97,5%
Vasco - 96,8%
Avaí - 52,6%
Goiás - 51,3%
Figueira - 49,6%c
Coxa - 36,6%
Chapecoense - 11,6%
Furacão - 1,8%
Fluminense - 1,1%
Raposa - 0,8%

Libertadores
Corinthians - 99,99%
Galo - 98%
Grêmio - 90,9%
Peixe - 49,8%
Palmeiras - 31,7%
São Paulo - 21,9%
Flamengo - 3,8%
Saci colorado - 3%
                                                         ############
Pobre Tricolor. Tempo bom, não volta mais, saudade que você me traz... o pau quebrou na reunião do soberano São Paulo em um hotel no bairro do Itaim. O poderoso chefão CM Aidar e o vice Ataíde Gil Guerrero não chegaram a um acordo sobre o sucesso do ‘professor' Juan Carlos Osorio e Aidar foi nocauteado com um soco de Ataíde. Tricolor, quem te viu quem te vê...

Sugismundo Freud. A verdadeira amizade se conhece na adversidade.

Voo do periquito. Passa ano, entra ano, e pimba na caxirola: um vexame por temporada no currículo do Palmeiras. A saber: 2011 - Coxa, 6 a 0; 2012 - rebaixamento após 1 a 1 com o Flamengo; 2013 - Mirassol, 6 a 2; 2014 - Goiás, 6 a 0; 2015 - Chapecoense, 5 a 1. Em comum, derrotas para times normalmente com a corda no pescoço na competição.

Zé Corneta. Porca miséria! Que humilhação, San Gennaro!

Bem, amiguinhos. A luta do Corinthians contra a Ponte rendeu bons frutos à plim-plim na grande Pauliceia refém das chacinas: 20 pontos de audiência, uma das melhores do time aos domingos. A Band obteve seis. Na Cidade Maravilhosa das balas voadoras, Peixe x Fluminense cravou 18 na Globo e apenas um na emissora paulista. Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Caiu na rede. Palmeiras prejudicado pelo juiz: se tivesse confirmado a expulsão de Egídio, o resultado poderia ter sido outro em Chapecó.

Bem, diabinhos. O ex-presidente do Vasco Roberto Dinamite foi convidado a visitar a Delegacia de Defraudações. Ele é acusado de apropriação indébita pelo ex-jogador de vôlei Fernandão. A empresa do ex-atleta fez o meio de campo entre o clube e a Eletrobras num contrato de patrocínio. A dívida supera os R$ 6 milhões.

Dona Fifi. Corintiano Malcom, um garoto 'matador' por excelência: três gols em 22 partidas pelo Brasileirão.

Gilete press. Do pequeno grande Tostão, na 'Folha': "O Corinthians possui grande chance de ser campeão porque, além de várias virtudes, tem três jogadores na seleção e mais dois (Cássio e Jadson) que estão no nível dos que foram chamados por Dunga. O Atlético não tem nenhum na seleção principal, porém possui bons jogadores em todas as posições, assim como alguns tão bons quanto os do time brasileiro, como Victor, Rafael Carioca, Marcos Rocha e Pratto. O Grêmio tem raras chances de ser campeão porque possui um elenco muito inferior aos do Corinthians e do Atlético. A maior força da equipe é o coletivo." Fato.

Tititi d'Aline. O documentário 'O Candidato' será apresentado nesta quarta, às 19h15, na ESPN. Ele mostra a luta de Zico para chegar à presidência da Fifa. O filme de 45 minutos traz vários depoimentos (familiares, amigos e jornalistas), além do dia a dia do Galinho. Na ESPN Brasil, 'O Candidato' será exibido às 20h15.

Você sabia que... o sérvio Petkovic foi demitido no Criciúma após sete vitórias, 12 empates e cinco derrotas, e um aproveitamento de 45,8%?

Bola de ouro. Peixe. Uma ascensão 'Santástica'. Do fundo do poço (zona do agrião queimado) ao seleto G4. Uma arrancada no melhor estilo Fórmula 1, com Dorival Júnior no cockpit.

Bola de latão. Torcida santista. Apenas 7.491 testemunhas acompanharam a vitória sobre o Fluminense (12ª consecutiva) no aquário da Vila Belmiro. O time tem uma das piores médias de público do Brasileirão, com 9.126 torcedores por jogo.

Bola de lixo. Arbitragem. Anda mais enrolada que novelo. Conseguiu a proeza de expulsar erradamente um jogador e depois voltar atrás. E o pior: jurar que não houve interferência extracampo para anular o cartão vermelho.

Bola sete. "Torço para que o Osorio permaneça até dezembro. Mas parece que o acerto com o México será apenas uma questão de tempo" (do goleiro Rogério Ceni, sobre o futuro do ‘professor' no Morumbi - malas prontas).

Dúvida pertinente. O 'professor' Osorio deve processar CM Aidar por propaganda enganosa antes de fazer as malas no soberano São Paulo?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Flamengo briga com três paulistas por G4; Corinthians ainda favoritaço ao título

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Macaca para o líder Corinthians, Peixe nada no G4 e Palmeiras leva baile

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O Brasileirão ganhou um pouco mais de emoção: o líder Corinthians apenas empatou (2 a 2) com a Macaca, em Campinas (10.311 pagantes), e a diferença para o Galo caiu para cinco pontos (61 a 56), faltando nove rodadas para o fim do campeonato.

Ou seja: voltou a ser a mesma da 11ª, antes de os dois times saírem duas vezes para encarar os coirmãos, mas agora com duas jornadas a menos. O Corinthians venceu o Figueirense e empatou com a Ponte, que vinha de quatro vitórias consecutivas; o Galo ganhou um ponto diante do lanterna Joinville e faturou o Coxa, que perdeu a segunda consecutiva e flerta com a zona do agrião queimado.

Trocando em miúdos: melhor para os paulistas, que engoliram duas rodadas na corrida pelo hexa. E mais: após a pausa no Brasileirão para os primeiros jogos da amarelinha desbotada pelas eliminatórias da Copa, o Corinthians receberá o Goiás, um dos piores times do torneio, e o Galo, o Saci colorado, que sonha com o G4.

O primeiro tempo no Moisés Lucarelli foi muito truncado, mas o Corinthians mereceu a vantagem porque se impôs mais (8 a 3 em finalizações) e conta com um meio de campo que se entende por música - Elias, Renato Augusto e Jadson. Resultado: aos 42, Elias serviu Jadson, que marcou um belo gol, seu 12º no campeonato. O meia tem ainda 19 assistências.

Aos 2 do segundo tempo, o Corinthians poderia ter aumentado o placar, mas Felipe, na pequena área, conseguiu chutar para fora. A Ponte partiu para cima e virou em apenas três minutos, com Elton (15) e Felipe Azevedo (18), aproveitando o bom futebol de Biro Biro e a vulnerabilidade do Corinthians pelas laterais, principalmente pelo setor de Edilson, um convite a grandes emoções.

Depois do segundo gol, a Macaca procurou administrar o resultado, enquanto o Corinthians, com Rodriguinho, Lucca e Danilo em campo (saíram Elias, Malcom e Jadson), tratou de apertar o time campineiro e obteve sucesso, aos 39, num belo chute de esquerdo de Rodriguinho. Após o gol, o 'professor' Tite perdeu a fleuma britânica, provocou os torcedores da Ponte e recebeu em troca muitos palavrões.

'Poderíamos ter matado o jogo, bobeamos, tomamos a virada, mas conseguimos empatar. O importante é somar pontos', afirmou ZiDanilo.

Pois é: caiu na Vila, o Peixe fuzila. Que o diga o Fluminense. A equipe paulista passou fácil pelo time carioca (3 a 1) e atingiu 12 vitórias consecutivas no aquário da Vila Belmiro (7.491 pessoas). Os santistas alcançaram o 102º gol na temporada - melhor ataque do país em 2015. E entraram no G4. Desde 2010 o Santos não figurava entre os quatro melhores do campeonato.

O Santos praticamente matou o Tricolor das Laranjeiras nos primeiros 11 minutos, com gols de Lucas Lima, após falha bisonha do goleiro Diego Cavalieri, e Marquinhos Gabriel. Sem Fred ‘Slater', Scarpa e Cícero (suspensos), o Fluminense quase não deu trabalho ao Santos, que ampliou no segundo tempo, com Neto Berola. Na bacia das almas, Robert descontou.

Com o resultado, o Peixe chegou a 46 pontos e entrou no G4, beneficiado pelo vexame do Palmeiras contra a Chapecoense: 5 a 1, em Chapecó (16.474 torcedores). Os periquitos em revista levaram um baile dos catarinenses e despencaram do quarto para o sexto lugar (45 pontos).

A Chapecoense triturou os palmeirenses com Neto, Camilo,Túlio Melo, Apodi e Ananias. Dudu descontou. No final da festa, gritos de ‘olé' da torcida.                   
                                                               ############

Zé Corneta. A primeira vez a gente nunca esquece: Chapecoense 5 x 1 Palmeiras, primeiro resultado positivo do ‘professor' Guto Ferreira à frente do time catarinense.

Pitacos da rodada 1. Depois de três pauladas, Flamengo pega o trem das 11 na estação 'new Maraca' (58.870 passageiros), afunda o lanterna Joinville e volta a pensar no G4 - Ayrton, cobrando falta, e Gabriel, com a ajuda do braço para controlar a bola, garantem os três pontos diante 16.dos catarinenses (nove jogos sem ganhar); Avaí e Vasco morrem abraçados no 1 a 1 (Nenê, de pênalti, e André Lima) na Ressacada, diante de 14.582 espectadores - nau vascaína segue navegando contra o rebaixamento (27 pontos, penúltimo lugar) e pode reclamar de um pênalti não marcado em Jorge Henrique.

Pitacos da rodada 2. Raposa domina o imortal Grêmio, manda bolas na trave, mas fica no ‘oxo' no Mineirão (29.294 espectadores) - uma derrota para os dois times na tabela, já que o Cruzeiro continua ameaçado de degola, enquanto o Grêmio se distancia do título; no duelo dos desesperados, Figueira bate Goiás (3 a 2), no Serra Dourada, com um a menos (Carlos Alberto leva vermelho no primeiro tempo) - times somam 31 pontos no subsolo do campeonato.

Dona Fifi. E o Jadson, hein? De refugo são-paulino a Magic Jadson da Fiel.

Bem, amiguinhos. Demitido em agosto, após oito vitórias, nove derrotas e um empate, o 'professor' Cristóvão Borges saiu da fila do auxílio desemprego: acertou com o Furacão. Substituirá Milton Mendes. O time paranaense não vence há sete jogos.

Sugismundo Freud. Vale a pena ver de novo: o pontapé inicial da velhice.

Bem, diabinhos. Lucas, um dos anões de Dunga para as eliminatórias da Copa, figura na lista de decepções da 'France Football' nas primeiras rodadas do Campeonato Francês. Corre muito e produz pouco pelo PSG.

Caiu na rede (by ‘Piauí Herald'). Após sair do Fluminense, Ronaldinho Gaúcho é o novo ministro da Integração Social.

Gilete press. De Sir Alex Ferguson, que comandou o Manchester United por 27 anos, à 'Folha': "Não consigo acreditar que hoje em dia o técnico ainda dê treinos. Se ele está no meio de campo, orientando os jogadores, deixa de ver coisas que perceberia observando de fora. É para isso que há o assistente. Treinador é como banqueiro. O tempo todo administra milhões, que não são dele, e precisa tomar decisões em cima disso." Há controvérsias?

Tititi d'Aline. Ninguém aguenta mais o mimimi envolvendo o 'professor' Osorio e o soberano São Paulo. Já passou da hora de a cartolagem colocar os pingos nos is e exigir uma decisão do treinador: ou encara o contrato até o final de 2016, ou 'hasta la vista, baby' e se manda para a seleção mexicana. O São Paulo é muito grande para ficar refém de um 'professor', independentemente de suas qualidades.

Você sabia que... o zagueiro David Braz é o campeão de venda de camisas no Peixe?

Bola de ouro. Bayern de Munique. Os tricampeões precisaram apenas de oito rodadas para abrir sete pontos de diferença na liderança da Bundesliga. Com 100% de aproveitamento, acumulam 24 pontos, contra 17 do Borussia Dortmund, que levou uma coça de 5 a 1 no clássico da jornada. Lewandowski marcou dois e comanda a artilharia do campeonato, com 12 gols.

Bola de latão. Barcelona. Sem Messi, lesionado, o fim de um jejum de 12 anos: desde 2003/04, a equipe não perdia dois jogos nas primeiras sete rodadas do campeonato. O time catalão apanhou do Celta e Sevilla.

Bola de lixo. Atletismo russo. Seis participantes da marcha atlética foram flagrados no antidoping, entre eles o medalha de prata dos 50km do Mundial de 2013, Mikhail Ryzhov, esperança de pódio na Rio-16. Nos últimos anos, o atletismo russo teve 28 atletas suspensos por doping.

Bola sete. "Tem gente que diz que estou velho, mas ainda jogo em alto nível. Enquanto tiver amor pelo esporte, vou continuar jogando e me divertindo" (do líbero Serginho, 39 anos, após a seleção de vôlei conquistar pela 30ª vez o Sul-americano - ace).

Dúvida pertinente. Depois do imbróglio envolvendo o palmeirense Egídio no jogo com a Chapecoense, dá para acreditar que não há interferência de fora nas arbitragens?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Macaca para o líder Corinthians, Peixe nada no G4 e Palmeiras leva baile

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

'Neymar do Nordeste' coloca Tricolor no G4; Galo aperta cerco ao Corinthians

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O soberano Tricolor está de volta ao G4. A equipe superou o Furacão nos embalos de sábado à noite, na discoteca do Morumbi (11.066 torcedores), com um gol de Rogério, o ‘Neymar do Nordeste', e passou a perna no Palmeiras. Os são-paulinos ocupam a quarta posição, com 46 pontos, um a mais que os palmeirenses. Agora, torcem para o coirmão perder da Chapecoense e o Peixe (43 pontos) não superar o Fluminense.

Depois do jogo, o ‘professor' Juan Carlos Osorio manteve o suspense: só na próxima quarta vai anunciar se trocará o São Paulo pela seleção do México. Tudo indica que sim, mas como bom ator o colombiano decidiu esticar a novela.

O Tricolor comandou o primeiro tempo, com 62% de posse de bola, contra 38% do Furacão. Aproveitou muito bem o espaço dado pelo adversário e criou boas chances, principalmente pela direita, mas não soube aproveitá-las.

Pecou sempre no arremate final. Mas poderia ter saído com a vantagem. Aos 12, Rogério, o ‘Neymar do Nordeste', aproveitou um rebote de Weverton, após chute de Pato, e mandou para o gol. Erradamente, o bandeirinha Kleber Lucio Gil assinalou impedimento.

A equipe são-paulina continuou melhor na etapa final, mesmo com o Furacão mais acertado e dando menos espaços aos paulistas. Que voltaram a perder várias oportunidades.

A torcida já começava a ficar impaciente quando Rogério marcou aos 26 minutos. Um gol que interrompeu uma série de três jogos sem vitória do Tricolor e aumentou para sete o número de jogos do Furacão sem vencer. De quebra, colocou o São Paulo no G4.

No estádio Couto Pereira (14.469 pagantes), com grande atuação de Lucas Pratto, o Galo deu três bicadas no Coxa e apertou o cerco ao líder Corinthians. A equipe mineira chegou a 56 pontos, quatro a menos que os paulistas (jogam neste domingo com a Ponte). O Coritiba sofreu a segunda derrota seguida e, com 33 pontos, flerta com o subsolo do campeonato.

Pratto simplesmente enlouqueceu a zaga paranaense. Aos 41 minutos do primeiro tempo, o hermano desceu pela direita, cruzou e Leandro Silva marcou contra. Até o Galo abrir o placar o jogo estava equilibrado, com os goleiros Victor e Wilson se destacando. Cada time finalizou seis vezes.

O Coxa tentou acuar o Galo na volta dos vestiários, mas Pratto provocou uma indigestão nos paranaenses. Aos 17, o atacante passou fácil por um adversário, centrou e Giovanni Augusto e Carlos erraram o toque final. Três minutos depois, Pratto deixou Giovanni Augusto na cara do gol, com a ajuda de um zagueiro furão, e o meia assinalou o segundo gol.

Sem forças para reagir, o Coxa tomou mais um na bacia das almas. E de Pratto, que cavou um pênalti. O centroavante desencantou após um jejum de cinco jogos sem estufar as redes. O Galo agora é Macaca desde criancinha.

Já no Beira-Rio (17.614 espectadores) o Saci colorado sofreu para superar o Sport (2 a 1). Pressionou o Leão pernambucano desde o início, mas só conseguiu superar o bom goleiro Danilo Fernandes aos 19 do segundo tempo. Anderson cruzou, Lisandro Lopez tocou com o peito, Danilo Fernandes rebateu, a bola tocou no argentino e entrou. Os pernambucanos reclamaram muito de um toque de mão do atacante.

Aos 34, a defesa colorada deu mole e Élber empatou. Dois minutos depois, Rodrigo Dourado garantiu a vitória do Inter. Que acumula 44 pontos e segue sonhando com o G4.
                                                      ###########

Túnel do tempo. O Palmeiras voltará a decidir pela terceira vez uma vaga à final da Copa do Brasil contra uma equipe carioca. Pegará o Fluminense. E o passado não é nada animador para os periquitos em revista. Em 1997, a equipe foi eliminada pelo Flamengo. Levou bala nos dois jogos: 2 a 0 e 1 a 0. Dois anos depois, tombou diante do Botafogo. No primeiro embate, 1 a 1; no segundo, outro 1 a 1 e derrota nos pênaltis (4 a 2), de acordo com o 'sr.goool'. Paulista e cariocas se encontraram mais três vezes nas semifinais, com o Corinthians superando Vasco (1995), Botafogo (2008) e Vasco (2009).

Sugismundo Freud. Amor e dinheiro não querem parceiro.

Podridão 1. E o tempero do churrasco da cartolagem acaba de ganhar mais uma pequena pitada de pimenta: o site ‘Football Leaks'. Ele promete passar a limpo as negociações que dominam o planeta das chuteiras corrompidas. De origem russa, entra no vácuo do Wikileaks, que surgiu em 2011 e provocou uma revolução na comunidade internacional, com a divulgação de vários documentos sigilosos, principalmente do governo dos EUA.

Podridão 2. Com a marolinha provocada pelos acontecimentos envolvendo as falcatruas na mamãe Fifa nos últimos tempos, o portal certamente provocará um tsunami no futebol. Ondas nebulosas para isso não faltarão. O 'professor' Jorge Jesus, por exemplo, já carimbou presença no site. Teria trocado o Benfica pelo Sporting por um bacalhau de cinco milhões de euros, ou 20% da receita do clube. As cifras eram segredo de estado no Sporting.

Zé Corneta. Sai Copa do Brasil, entra Rio-São Paulo na hora de a onça escovar os dentes.

Bem, amiguinhos. O sempre polêmico Chilavert abriu o jogo numa entrevista à rádio ‘Central 3'. O ex-goleiro detonou a mentalidade dos jogadores de hoje, que ‘não são profissionais'. Acha que a classe deveria se unir e não permitir que o esporte virasse boneco de pano nas mãos da cartolagem: ‘Muitos querem apenas ser modelo, cuidar do cabelo, usar cremes e se depilar.' E rasgou elogios a Rogério Ceni: ‘Um grande amigo, uma lenda viva, um excelente cobrador de faltas e pênaltis. Nós criamos uma escola.' Fato.

Dona Fifi. O deputado Bebeto foi convidado a trocar o Solidariedade pelo PSB, mesmo partido do senador pitbull Romário. Dupla do tetra.

Bem, diabinhos. O lateral corintiano Edilson chegou a um acordo com o Botafogo para receber R$ 1,9 milhão em atrasados (salários, férias, 13º e FGTS). Ele defendeu o clube em 2014. Edilson entrou na lista dos credores e colocará a mão no dinheiro quando chegar sua vez na fila. Mensalmente, o Botafogo deposita R$ 1,3 milhão para quitar dívidas.

Caiu na rede (by torcedor rubro-negro). Bahêa 1 x 3 Vitória: Fonte Nova, nossa casa de veraneio.

Gilete press. De Igor Siqueira, no ‘Lance': "Com contratos de direitos de transmissão de 2016 a 2018 já assinados com os clubes da Série A, a Globo está tentando negociar uma prorrogação para os dois anos seguintes, ou seja, até 2020. No entanto, já que a esticada de vigência não prevê um aumento substancial de receita, os clubes não estão dispostos a topar a proposta, alegando que os gastos estão crescendo cada dia mais. A negociação, pelo discurso, vai ficar para o futuro. Os contratos atuais fazem com que a Globo invista R$ 1,1 bilhão por temporada. A emissora tem outros gastos e diz que o total chega a R$ 1,3 bi." Plim-plim.

Tititi d'Aline. O holandês Seedorf será uma das estrelas do 1º Congresso Palmeiras de Ciências do Futebol. Promovido pelos periquitos em revista e pela Faculdade das Américas, um dos patrocinadores do clube, o encontro acontecerá entre os dias 9 e 11. Seedorf abordará suas experiências dentro e fora das quatro linhas. Preço do bate-papo: entre R$ 400 e R$ 1.200.

Você sabia que... Sir Alex Ferguson fatura R$ 1,2 milhão por mês com palestras, cursos para técnicos e aulas como convidado da Universidade de Harvard, além de trabalhar como embaixador do Manchester United?

Bola de ouro. Agüero. O hermano arrasou o Newcastle na histórica goleada do Manchester City por 6 a 1. O atacante marcou cinco gols, quatro deles em apenas 13 minutos no segundo tempo. Agüero igualou Alan Shearer, Andy Cole, Defoe e Berbatov, jogadores com cinco tentos em uma partida da era Premier League (desde 1992).

Bola de latão. Corinthians. Deve direitos de imagem a cinco atletas e acumula uma fila de credores na porta da velha Fazendinha, mas o diretor financeiro Emerson Piovesan admite investir até R$ 26 milhões em Tevez.

Bola de lixo. Chelsea. Uma regularidade impressionante na Premier League: oito pontos em oito rodadas. Pior início de campeonato desde 1978, quando foi rebaixado. O time está a quatro pontos da zona do agrião queimado.

Bola sete. "Se o clube tiver que me demitir, que me demita. Mas estarão demitindo o maior técnico da história do Chelsea" (do humilde José Mourinho, após sofrer a quarta derrota no campeonato - o gajo é fogo).

Dúvida pertinente. Osorio tricolor: 29 jogos, 13 vitórias, sete empates e nove derrotas: uma campanha de respeito?

O que você achou?

jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

'Neymar do Nordeste' coloca Tricolor no G4; Galo aperta cerco ao Corinthians

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Neymar, 'The Voice', CPI e 'facada' no torcedor recheiam o dinâmico circo da bola

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

Mesmo com o imperador ostentação Del Nero cantarolando 'daqui não saio, daqui ninguém me tira' para os jurados do FBI no 'The Voice', o Circo Brasileiro de Futebol segue firme e forte no planeta das chuteiras.

Primeiro, a amarelinha desbotada foi saudada com um sétimo lugar no ranking da mamãe Fifa. Caiu duas posições.

Depois, por apenas três votos a zero (unanimidade), o Tribunal Arbitral do Esporte confirmou a suspensão de Neymar pela expulsão contra a Colômbia, na Copa América. Ele ficará fora dos jogos com o Chile (dia 8) e Venezuela (13), pelas eliminatórias da Copa.

O Circo havia entrado com recurso para aliviar a barra de Neymar depois de o atacante ter cumprido dois dos quatro jogos de gancho que levou da Conmebol. A lona queimou.

Já o senador pitbull Romário mandou um recado a Nero pelas redes sociais: pode 'viajar tranquilo' para Santiago, porque a CPI do Futebol só vai chamá-lo na volta ao Brasil. 'Ele precisa parar de se preocupar tanto com a CPI. A gente espera', ironizou Romário.

Após a marolinha, o tsunami: os ingressos para o embate contra os venezuelanos, no Castelão, em Fortaleza, já começaram a ser vendidos. E, como sempre, com uma boa facada no bolso do torcedor, que vive momento gratificante na 'ilha da fantasia do mestre Tattoo': arquibancada superior - R$ 70 (R$ 35 meia); arquibancada inferior - R$ 100 (R$ 50 meia); setor premium - R$ 180; premium Vip - R$ 220; camarote - R$ 300.

A amarelinha desbotada visitou pela última vez o Castelão na vitória sobre a Colômbia por 2 a 1, pelas quartas de final da Copa de 2014, quando Neymar deixou o campo após ser atingido por Zuñiga com uma joelhada nas costas.
                                                         ############
Renúncia já. Demorou, mas finalmente saiu o grito de protesto: Coca-Cola e McDonald's, dois dos principais patrocinadores da mamãe Fifa, exigem a saída do rei da cocada queimada, o suíço Joseph Blatter. ‘Para o bem do jogo, a Companhia Coca-Cola está pedindo ao presidente da Fifa, Joseph Blatter, que se demita imediatamente para que o processo de reforma possa começar com credibilidade', afirmou a empresa. O McDonald's também queimou o sanduíche do cartolão. Por aqui, ainda não se viu nenhum movimento dos parceiros do Circo Brasileiro de Futebol, também envolvido em denúncias. Nike, Itaú, Vivo, Guaraná Antarctica, Sadia, Chevrolet, Mastercard, Samsung, Gillette, Gol, Michelin e Ultrafarma continuam fieis à casa maldita do ludopédio nacional.

Sugismundo Freud. Quem se preocupa com o final do mundo é rico, pobre está preocupado mesmo é com o final do mês.

Muleta mineira. Os jogadores do Galo encontraram um motivo a mais para encarar o desafio de superar o Corinthians na luta pelo título do Brasileirão: o favoritismo disparado dado ao time paulista para soltar o grito de hexacampeão. Embora reconheçam que a situação está complicada, já que os corintianos acumulam 60 pontos, sete a mais que o Galo, eles acreditam numa reviravolta na tabela. Prometem mostrar que o apressado come cru e queima a língua. 'Dizem que o Corinthians já é o campeão e isso só aumenta a nossa vontade de recuperar o terreno perdido', confessou o centroavante Lucas Pratto, cinco jogos sem estufar a rede do adversário.

Zé Corneta. E o imortal Grêmio, especialista em mata-mata, morreu. O time copeiro ficou na saudade da torcida.

Bem, amiguinhos. A Raposa espera de braços abertos a visita do imortal Grêmio neste fim de semana. Desde 1998, o pão de queijo não perde para os gaúchos no Mineirão. Em 17 jogos pelo Brasileirão, coleciona 14 vitórias e três empates. Nesse período, o Grêmio faturou uma como visitante, mas no Independência. O Gigante da Pampulha estava em reforma.

Dona Fifi. Apesar de ter arrecadado R$ 245 milhões até setembro, o Palmeiras flutua num lucro de apenas R$ 5,5 milhões.

Bem, diabinhos. Mais um pepino para os cofres do Botafogo: o ‘professor' René Simões entrou na Justiça cobrando salários atrasados, danos morais e até horas extras (por comandar o time fora do Rio). O tête-à-tête acontecerá apenas em julho do próximo ano. Simões foi demitido há mais de dois meses.

Caiu na rede (by ‘Olé do Brasil'). Vasco envia cartão de cliente VIP aos jogadores do Flamengo.

Gilete press. Do ex-jogador Riquelme, no 'Olé': "Uma Libertadores vale 10 Campeonatos Argentinos. Jogando no Boca, ganhar um torneio local é importante, mas levantar uma Copa é como ser um bom jogador de futebol. No Boca, a cada quatro anos se ganha tranquilamente um Argentino. Agora, os que são bons conquistam a Libertadores." Fato.

Tititi d'Aline. O meia Marquinhos Gabriel vê o fim do ano se aproximar com pessimismo. Titular do Peixe desde que Geuvânio se machucou, ele acredita que dificilmente degustará o champanhe de ano novo como santista. Emprestado pelo Al-Nassr, da Arábia Saudita, até dezembro, o atleta só continuará se o Santos comprar os direitos por R$ 15 milhões.

Você sabia que... o moleque Neymar (75 vitórias e 57 gols) completará 100 jogos pelo Barcelona contra o Sevilla?

Bola de ouro. Chapecoense. Uma histórica classificação às oitavas de final da Copa Sul-americana. Com um jogador a menos, despachou o Libertad nos pênaltis. Que venha o ‘bicho-papão' River Plate!

Bola de latão. José Mourinho. O gajo vive inferno astral no Chelsea: apenas duas vitórias em sete jogos pela Premier League (ocupa a 14ª colocação) e derrota para o Porto na Champions.

Bola de lixo. Paulistinha. O glamoroso campeonato continua empolgante fora de campo: 300 jogadores ainda esperam receber parte do café no bule nas três divisões. O sindicato dos atletas entrou com 178 ações na Justiça.

Bola sete. "Não há a menor possibilidade financeira. Estamos em um trabalho de reestruturação e isso tem que ser seguido. O problema é como a gente vai pagar. Não há condição para isso" (do primeiro-ministro Andrés Sanchez, vetando a contratação do hermano Tevez, admitida pelo diretor financeiro Emerson Piovesan - pés no chão).

Dúvida pertinente. Embalos de sábado à noite no Morumbi: último capítulo da novela ‘Dacin'Days', estrelada pelo colombiano Juan Carlos Osorio?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Neymar, 'The Voice', CPI e 'facada' no torcedor recheiam o dinâmico circo da bola

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Peixe fecha trinca de ouro dos paulistas; Flu, um estranho no ninho do Recreio dos Bandeirantes

José Roberto Malia
José Roberto Malia, colunista do ESPN.com.br

O Peixe era tão favorito, mas tão favorito contra o Figueira no mata-mata das quartas de final da Copa do Brasil que... confirmou o favoritismo. Despachou os catarinenses (3 a 2) na casa alugada do Pacaembu (25.930 pagantes).

Com a classificação do Santos, o futebol paulista conseguiu pela primeira vez colocar três equipes nas semifinais do torneio. Soberano Tricolor e Palmeiras também carimbaram a vaga. Somente o Rio havia obtido a façanha, com Flamengo, Vasco e Fluminense, em 2006.

Nas semifinais, o Peixe enfrentará o São Paulo, enquanto os periquitos em revista jogarão contra o Fluminense, um estranho no Recreio dos Bandeirantes. O mata-mata será nos dias 21 e 28. Os locais e horários das partidas ainda não estão definidos

Apesar de contar com vários reservas, já que deu preferência à fuga do rebaixamento no Brasileirão, o Figueira surpreendeu o Santos com forte marcação e perdeu ótima chance aos 5 minutos de jogo, com Thiago Santana sozinho à frente do goleiro Vanderlei.

Depois de errar vários passes, o time santista acertou o pé: aos 20, Marquinhos Gabriel deu primoroso lançamento para Gabriel, que invadiu a área, tentou tocar para Ricardo Oliveira, a bola desviou no goleiro Felipe e entrou.

Oito minutos depois, Gabriel, de trivela, centrou e Marquinhos Gabriel escorou de cabeça: 2 a 0. Ricardo Oliveira, impedido, participou da jogada, mas sua senhoria, o goiano André Luiz de Freitas Castro, nada marcou. O Santos se acomodou com a vantagem e, aos 36, Bruno Alves diminuiu.

O Peixe voltou para o segundo tempo com Neto Berola no lugar de Rafael Longuine, mais apagado que lâmpada queimada. E, aos 2, pimba na caxirola: de cocuruto, Berola marcou o terceiro gol.

Necessitando de três tentos para poder sobreviver no torneio, o Figueira partiu para o ataque e ameaçou algumas vezes a meta santista. E chegou ao segundo, aos 41, com o veterano Carlos Alberto. O Peixe não se abalou e passou a tocar a bola até o apito final.

                                                             #############

Zapping. A vitória do Palmeiras sobre o Saci colorado, pelas quartas de final da Copa do Brasil, rendeu bons frutos à plim-plim. A audiência na grande Pauliceia entregue às traças alcançou 21 pontos. A Band obteve quatro. Na Cidade Maravilhosa das balas uivantes, Grêmio x Fluminense também cravou 21, e dois na emissora paulista. Cada ponto em SP equivale a 67 mil domicílios sintonizados; no RJ, 42 mil.

Zé Corneta. Guerrero manda recado à torcida do Flamengo: é guerreiro, mas não super-homem, salvador da pátria. Uma coisa é uma coisa, outra coisa também é outra coisa.

Contra-ataque 1. Poucas horas depois de estourar a notícia de que um de seus brinquedinhos, um Porsche, encontrava-se apreendido na Receita por supostas irregularidades na compra, o moleque Neymar apresentou uma nova aquisição: uma Ferrari, modelo 458 Spider, avaliada em míseros R$ 2 milhões. Sapecou no Instagram que havia realizado um sonho de criança.

Contra-ataque 2. A turma do contra também está radiante: pela quarta vez seguida, Neymar foi eleito o jogador preferido da torcida brasileira, de acordo com pesquisa da empresa de consultoria Stochos Sports & Entertainment. Ele recebeu 32,6% dos votos. A enquete ouviu 8.167 pessoas, de 26 estados e do Distrito Federal. O hermano Messi ficou em segundo, à frente de Cristiano Ronaldo, David Luiz, Guerrero e Rogério Ceni.

Sugismundo Freud. Nem sempre os acordes são afinados na sinfonia da vida.

Bem, amiguinhos. O meio-campista Renato Augusto é o rei da cocada no Corinthians. Ele assumiu a liderança do ranking dos atletas que mais vendem camisa (R$ 249,90 cada uma). O garçom Jadson aparece em segundo. ZiDanilo, que renovou contrato por mais um ano, completa o pódio da Fiel. Ralf está em quarto, e Elias, em quinto.

Caiu na rede. É mais fácil morcego doar sangue do que o volante Cristian assumir a titularidade no Corinthians.

Bem, diabinhos. Urgente, urgentíssimo: por estar preocupadíssimo com os destinos da pátria das chuteiras furadas, o imperador ostentação Del Nero, comandante do Circo Brasileiro de Futebol, não irá à estreia da amarelinha brasileira nas eliminatórias da Copa, contra o Chile, em Santiago. Desde maio, por incompatibilidade de ideias com o FBI, Del Nero não deixa o país.

Dona Fifi. O lateral Marcelo e o meia Kaká contribuíram com 18 dos 501 gols do gajo Cristiano Ronaldo. Cada um deu nove assistências para o português encaçapar o goleiro adversário.

Gilete press. De Marluci Martins, no 'Extra': "A saída de Ronaldinho Gaúcho deixa o ambiente mais leve, mas não é a solução para os problemas de relacionamento dentro do Fluminense. Ainda estão nas Laranjeiras três jogadores que, independentemente da qualidade técnica, são considerados desagregadores por parte do grupo fechado com o líder Fred. 'Um já foi. Agora só falta mandar embora o Cícero, o Antônio Carlos e o Henrique', disse uma fonte com trânsito livre no dia a dia do Tricolor." Só no sapatinho.

Tititi d'Aline. O hermano Messi é o melhor artilheiro da história, segundo pesquisa do jornal ‘Marca', de Madri. Ele obteve 58,7% dos votos, contra 32,5% de Cristiano Ronaldo. O fofo Ronaldo, com 4,1%, ficou à frente de Pelé (1,3%) e Puskas (0,9%). Hugo Sánchez, Romário, Gerd Muller, Di Stéfano, Josef Bican e Eusébio também entraram na lista dos 11 mais.

Você sabia que... o Palmeiras acabou com um jejum de cinco anos (seis derrotas e três empates) contra o Saci colorado na vitória por 3 a 2 pela Copa do Brasil?

Bola de ouro. Torcedor palmeirense. Abraçou o time para valer na mansão Allianz Parque. Depois de fechar o Paulistinha na liderança de bilheteria (R$ 23 milhões), pode terminar em primeiro também no Brasileirão (já bancou R$ 30 milhões) e na Copa do Brasil (R$ 5,8 milhões).

Bola de latão. Ingleses. Um começo retumbante na Champions: três vitórias em oito jogos. Ou nove pontos em 24 possíveis. Destaque: Arsenal, dois jogos e duas derrotas.

Bola de lixo. Alisson. O bom goleiro do Saci colorado saiu espumando depois do jogo com o Palmeiras, chamando de 'babacas' que vinha criticando o time. Fato: fora da Libertadores, desclassificado da Copa do Brasil, coadjuvante do Brasileirão e 5 a 0 aos pés do Grêmio.

Bola sete 1. "Saída? Eu não vi nem ele entrar. O cara está com 35 anos. Bebe muito. É um farrista. A contratação do Ronaldinho Gaúcho foi péssima" (de Neville Proa, dono da Vitton 44, patrocinadora master do Fluminense - pegou pesado?).

Bola sete 2. "Ele é ridículo. Tem de pagar o que deve ao Fluminense, que está atrasado [três meses]. Quer desviar o foco porque ele não deve estar querendo pagar" (de Assis, irmão de Ronaldinho, rebatendo Proa).

Dúvida pertinente. Até quando continuará o nhenhenhém envolvendo o ‘professor' Osório e o soberano São Paulo?O que você achou?

O que você achou?
jose.r.malia@espn.com

 

Comentários

Peixe fecha trinca de ouro dos paulistas; Flu, um estranho no ninho do Recreio dos Bandeirantes

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

mais postsLoading