<
>

No Rio de Janeiro, Estádio Célio de Barros reabre após revitalização

Tratado com descaso pelo poder público há anos, o Estádio de Atletismo Célio de Barros abrirá seus portões neste sábado (11), às 9h, para apresentar as melhorias realizadas pela Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude.

Entre as realizações estão: recuperação da pista de aquecimento de 100 m; revitalização das arquibancadas para nove mil pessoas; recuperação do auditório para 115 lugares; alteração da identidade visual; poda de arbustos e plantio de mudas; limpeza de todo o equipamento; restauração total da fachada ao redor do estádio; tornamos o equipamento acessível para pessoas com deficiência e melhorias na segurança do local.

“O Célio de Barros tem uma relação muito forte com a sociedade e com a alma do esporte. Foi aqui que, em 1981, Joaquim Cruz bateu o único recorde mundial conquistado em solo brasileiro. Além dele, muitos atletas treinaram nessa pista. Estamos muito comprometidos em despertar no Rio de Janeiro o sentimento de estado do esporte, que é como nós o vemos. Devolver todo o Complexo do Maracanã para a população é um sonho que, aos poucos, vai se tornando realidade”, conta Felipe Bornier, secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude.

O equipamento está apto para receber eventos, escolinhas, audiências públicas e palestras. “Vamos reabrir o auditório para 115 pessoas, aonde serão realizadas audiências públicas com temas importantes para o Estado e a sociedade. Inclusive, daremos inicio aos debates sobre o Maracanã e o novo modelo de gestão ao lado da população”, reitera o secretário.

Ocupando uma área total de 18.714m, o Estádio de Atletismo Célio de Barros foi reinaugurado no Complexo do Maracanã, em 25 de outubro de 1974. Vinte anos antes, era apenas uma pista de terra, que passou por reformas como a construção de arquibancadas e a modernização das pistas. Já foi palco de lendas como Joaquim Cruz, Sergei Bubka e Michael Johnson e sede do Meeting Internacional entre 1996 e 2001. O estádio também recebeu outras competições importantes como o Troféu Adhemar Ferreira da Silva e o Troféu Brasil de Atletismo.