<
>

Atletismo em Tóquio 2020 começa em 31 de julho com marcha atlética

A competição do Atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 terão dez dias de duração e iniciará em 31 de julho do próximo ano com a marcha atlética de 20 km masculina, conforme divulgado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos nesta terça-feira.

Segundo a organização, a marcha atlética de 20 km masculina será no dia 31 de julho, dando início ao Atletismo, terminando em frente ao palácio imperial do Japão e, no último dia das Olimpíadas, em 9 de agosto, a maratona masculina acontecerá, fechando a participação da modalidade. Nesse meio tempo, a competição será distribuída por 17 sessões no Estádio Olímpico de Tóquio.

“O cronograma de Tóquio 2020 é substancialmente diferente dos horários olímpicos anteriores, mas oferecerá à grande maioria dos torcedores de atletismo a oportunidade de ver as medalhas olímpicas sendo decididas, com as finais marcadas em 15 das 17 sessões no estádio principal”, explicou o diretor de competições da IAAF Paul Hardy.

Ele ainda afirmou que a medida dará mais visibilidade à modalidade. “Ter finais pela manhã, conforme solicitado pelo Comitê Olímpico Internacional, aumentará a visibilidade do atletismo em todos os fusos horários. Os eventos de maiores distâncias em estádio permanecem nas sessões noturnas para reduzir o risco de condições muito quentes para os atletas, enquanto os eventos de rua começarão o mais cedo possível”, concluiu.

A marcha atlética masculina de 20km foi colocada no primeiro dia porque os atletas do Japão possuem chances de brigar por medalhas. O novo cronograma apresenta a disputa do revezamento misto 4x400m, a grande novidade da edição, que combina, pela primeira vez em Jogos Olímpicos, atletas masculinos e femininos. Desta forma, serão nove finais disputadas pela manhã (mais os três eventos da marcha atlética e duas maratonas) e todos os cinco eventos de rua serão realizados em dias separados e sem sobreposição (todos começarão às 6 horas, com exceção dos 50 km marcha, que terá largada às 5:30, para dar aos atletas as condições de participação mais seguras).

Além disso, o calendário, segundo Paul Hardy, foi feito de maneira a permitir que os atletas possam disputar duas provas (100/200m, 200/400m, 800/1500m, 1500/5000m, 5000/10000m) e que haja tempo suficiente para que os especialistas dos 400m compitam no revezamento misto de 4x400m, que será disputado no segundo dia, assim como os 400m individuais e os revezamentos tradicionais de 4x400m. Para finalizar, as provas de combinadas, decatlo e heptatlo, serão disputadas nos mesmos dias (5 e 6 de agosto).

Além do calendário do atletismo, o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 anunciou nesta terça-feira o cronograma completo das 33 modalidades esportivas que competirão entre os dias 24 de julho e 9 de agosto do próximo ano na capital japonesa.