<
>

Maratona de São Paulo completa 25 anos e pode ser a mais forte da história

A 25ª Maratona Internacional de São Paulo será disputada neste domingo, prometendo ser a mais forte da história. A competição, que terá largada a partir das 6h30 na Praça Charles Miller, Pacaembu, e chegada ao lado do Obelisco, no Ibirapuera, recebeu o Selo Ouro e o Permit 03/2019 da Confederação Brasileira de Atletismo e o Selo Bronze da Associação Internacional das Federações de Atletismo.

A prova é a primeira do país com essa certificação. A maratona paulista ainda integra a Abbott World Marathon Majors Wanda Age Group World Rankings, que começou na Maratona de Berlim 2018 e termina na Maratona de Londres 2020.

Apostando no desempenho técnico, a organização confirmou a inscrição de atletas de alto nível de nove países: Brasil, Eritreia, Tanzânia, Quênia, Sérvia, Uganda, Marrocos, Peru e Etiópia. Na Elite, estão 18 estrangeiros do ranking ouro, prata e bronze da IAAF.

Entre as atrações estrangeiras no masculino estarão os quenianos Joseph Aperumoi, com o tempo de 2:08:26 em Amsterdã; David Kemboi Kiyeng, 2:06:26 em Paris, e Bernard Cheruiyot Chepkwony, 2:10:42 na Coreia do Sul, além do etíope Melaku Melatu, 2:09:27 no Japão.

No feminino, as quenianas Ednah Mukhwana, com 2:26:37 em Beirute, em 2018, e Faith Jeruto Chemaoi, com 2:28:54, em Sevilha, e a etíope Sifan Demise, com 2:26:46 também na Maratona de Sevilha, aparecem como favoritas.

Pelo Brasil, os principais nomes são Marcos Alexandre Elias, com 2:17:35 na Maratona de Porto Alegre, Marizete Moreira dos Santos, 2:39:08, na Maratona de Roma, e Graciete Moreira Santana, com 2:38:33, na Maratona de Sevilha. O atleta Solonei da Silva, bicampeão da prova, que estava confirmado segundo a organização, acabou desistindo de correr este ano por causa de uma contusão.

Os participantes da Maratona de São Paulo têm dois dias para a retirada de kits do atleta e do chip de cronometragem. A entrega será durante a EXPO Atleta, no Ginásio Ibirapuera, na Rua Manuel da Nóbrega, 1361. A programação de retirada é a seguinte: nesta sexta-feira, das 8h às 20h (horário de Brasília), e neste sábado, das 8h às 18h (horário de Brasília). Para os atletas de elite, a entrega será no sábado, das 13h30 às 16h, no Novo Hotel Jaraguá, na Rua Martins Fontes, 71, Centro.

A organização definiu horários para a largada. Para a maratona, a programação começa às 6h30 com os cadeirantes, segue com a elite masculina, às 6h35, e a elite feminina, às 6h37. Haverá ainda provas de meia maratona e de 5 km.

No ano passado, os brasileiros foram bem. Vitória de Solonei da Silva, com 2:15:55, no masculino, e de Andréia Hessel, no feminino, com 2:40:07.