<
>

Brasil mantém domínio nas competições sul-americanas de atletismo

Mesmo participando com equipes menores em relação a anos anteriores e tendo que superar a perda de importantes atletas devido a contusões, o Brasil venceu a maioria das competições sul-americanas de atletismo.

Nos Jogos Sul-Americanos, disputado entre os dias 5 a 8 de junho, em Cochabamba, na Bolívia, A Seleção Nacional deu a sua primeira prova de sua hegemonia. Com 35 atletas – 18 no masculino e 17 no feminino – o time conquistou 27 medalhas: 9 de ouro, 9 de prata e 9 de bronze.

O torneio foi organizado pela ODESUR e a delegação nacional foi formada pelo Comitê Olímpico do Brasil. Os brasileiros quebraram seis recordes do Campeonato:

-110 m com barreiras, com Eduardo de Deus (13.44 – 0.2)

-Arremesso do peso, Darlan Romani (21,21 m)

-200 m, Vitória Cristina Alves Rosa (22.87 – 1.0)

-Heptatlo, Giovana Aparecida Cavaleti (6.081 pontos)

-Salto em distância, Eliane Martins (6.66 m – 1.5)

-Triplo, Nubia Soares (14,59 m – 0.2) – Recorde Brasileiro na época

Sul-Americano Sub-23

O Campeonato Sul-Americano de Atletismo Sub-23 foi disputado nos dias 29 e 30 de setembro no Estádio Jefferson Perez, em Cuenca, no Equador. A Seleção Brasileira somou 283 pontos na classificação geral e garantiu novamente o título continental da categoria.

A equipe nacional ainda foi a primeira no masculino com 162 pontos e a segunda no feminino com 121.

No quadro de medalhas, o Brasil obteve com 34 lugares no pódio: 15 ouros, 12 pratas e 7 bronzes. No total, o Equador ganhou 24 medalhas e a Colômbia, 20.

Sul-Americano Sub-18

O Brasil confirmou a condição de favorito e conquistou o título do Campeonato Sul-Americano Sub-18, realizado em 30 de junho e 1º de julho, também no Estádio Jefferson Perez, em Cuenca. A equipe nacional conquistou 30 medalhas nos dois dias de competição: 14 de ouro, 11 de prata e 5 de bronze. No total, o Brasil fez 319 pontos.

Sul-Americano de Marcha Atlética

Erica Rocha de Sena conquistou a medalha de ouro dos 20 km do Sul-Americano de Marcha Atlética, disputado no dia 10 de março na cidade de Sucuá, no Equador. A pernambucana, quarta colocada no Mundial de Londres 2017, completou a prova em 1:30:22. Por equipes, o Brasil subiu ao pódio, com o terceiro lugar, somando 24 pontos.

Nos 50 km feminino, a catarinense Nair da Rosa ficou com a medalha de bronze, com 4:38:48, melhorando o recorde brasileiro, que era dela mesma, com 4:39:28.

Sul-Americano de Meia Maratona

Samuel Souza do Nascimento ganhou no dia 5 de agosto a medalha de bronze do Campeonato Sul-Americano de Meia Maratona, disputado em Paramaribo, no Suriname. Samuel completou os 21,1 km do percurso em 1:13:18.

Sul-Americano de Cross Country

Valério Fabiano e Francisco Perrout Lima foram os destaques brasileiros no Sul-Americano de Cross Country, disputado no dia 17 de fevereiro, simultaneamente com o PAN da modalidade, em San Salvador, capital de El Salvador, na América Central.

Valério Fabiano foi o terceiro entre os atletas da América do Sul, com 31:22, nos 10 km da prova adulta. Francisco Perrout foi o terceiro entre os sul-americanos, nos 8 km sub-20 masculino, com 25:43.