<
>

Campeão olímpico, Eliud Kipchoge bate recorde mundial na Maratona de Berlim

Campeão Olímpico no Rio de Janeiro em 2016, o maratonista queniano Eliud Kipchoge detém agora o recorde mundial da modalidade. Neste domingo, o atleta de 33 anos não apenas triunfou na tradicional Maratona de Berlim, na Alemanha, como superou a marca do compatriota Dennis Kimetto ao terminar a prova em 2:01:39, baixando em mais de um minuto o tempo anterior.

A vitória na capital alemã não é uma novidade para Kipchoge, que já havia terminado a prova na primeira colocação em outras duas oportunidades, 2015 e 2017. Dessa vez, porém, a marca recorde, desbancando Kimetto, campeão da mesma competição em 2014, corrobora a exibição de alto nível do queniano, agora dono da melhor marca do mundo. Nesta temporada, Kipchoge também conquistou o posto mais alto do pódio na Maratona de Londres.

O Quênia, por sinal, dominou os três primeiros lugares da prova masculina, com Amos Kipruto terminando na segunda colocação e Wilson Kipsang na terceira. Na prova feminina, a também queniana Gladys Cherono, com tempo de 2:18:10, se sagrou campeã, seguida por Ruti Aga e Tirunesh Dibaba, ambas atletas da Etiópia.

Como ocorre tradicionalmente, a Maratona de Berlim teve sua largada dividida em três blocos, com o primeiro deles sendo justamente dos atletas considerados elite.