<
>

Reunião na Prefeitura revisa últimos detalhes da São Silvestre

Em reunião realizada com representantes da 93ª Corrida de São Silvestre neste sábado (30) na Prefeitura de São Paulo, foram revisados os últimos detalhes da prova e o foco das discussões foi a segurança dos participantes. O encontro foi dirigido pelo prefeito em exercício, Milton Leite, e o Secretário de Esportes e Lazer, Jorge Damião. Ao todo, a segunda maior prova de rua do mundo contará com cerca de 4 mil pessoas envolvidas com apoio, segurança e estrutura.

Para garantir a participação dos atletas sem qualquer anormalidade, haverá um centro de controle com representantes de todos os órgãos envolvidos, que orientarão cerca de 400 policiais militares, 60 efetivos da guarda metropolitana, 200 profissionais da área de saúde, veículos de transito e 200 agentes da CET, batedores e muito mais. “A São Silvestre já é a segunda maior prova de rua do mundo, perdendo apenas para a Maratona de Nova Iorque”, destacou Jorge Damião. “O evento é grandioso e o mundo todo estará acompanhando”, completou o prefeito.

Em mais de uma hora de considerações, questionamentos, relatórios de ações das últimas horas, órgão a órgão, foram alinhadas diversas medidas em relação à prova. Entre destaques e ações de algumas áreas, a Prefeitura Regional da Sé recapeou ruas e vias, promoveu poda de mudas e estará atenta à limpeza após a dispersão, em apoio a Yescom, organizadora do evento e com responsabilidade da limpeza do percurso. A SPTrans vai fiscalizar veículos estacionados irregularmente nas vias próximas e fará o acompanhamento dos atletas cadeirantes. A Polícia Militar, além da segurança, ainda acompanha a elite dos corredores com seus batedores e faz monitoramento de câmeras.

Outra atuação que também merece destaque é o da Polícia Civil, que estará atenta a questões mais incomuns e fará atendimento a estrangeiros e turistas.

Da reunião participaram, além do prefeito em exercício e o secretário de Esportes e Lazer, Jorge Damião, membros da Yescom Entretenimento Esporte Comunicação e Fundação Cásper Líbero, representantes das Prefeituras Regionais de Pinheiros e Sé, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), São Paulo Transporte SA (SPTrans), Guarda Civil Metropolitana (GCM) e Polícia Militar, Civil e Bombeiros.