<
>

Pistorius recorre contra aumento de 15 anos em pena por matar namorada

O sul-africano Oscar Pistorius apresentou recurso nesta terça-feira, no Tribunal Constitucional do país-natal, contra o aumento de 15 anos de prisão na condenação pelo assassinato da modelo Reeva Steenkamp, ocorrido em fevereiro de 2013.

Inicialmente, o velocista foi condenado a seis anos de detenção pelo crime, mas, após recurso do Ministério Público, a pena foi aumentada para 21, sendo que dois deles já foram cumpridos.

De acordo com o portal de notícias sul-africano "eNCA", Pistorius teria apresentado o recurso por considerar que o tribunal em que foi julgado ignorou as circunstâncias atenuantes apresentadas pela defesa, pedindo assim a restauração da sentença inicial.

O paratleta disparou quatro vezes contra a namorada, na madrugada de 14 de fevereiro de 2013, na casa em que viviam, em Pretória. Os tiros foram dados por trás da porta do banheiro, onde Pistorius alegou ter acreditado que havia um ladrão.

Inicialmente, o velocista foi condenado a cinco anos de prisão, por ter sido aceita a versão de que não havia intenção de matar Steenkamp. Após recurso da Promotoria, a sentença foi anulada e houve novo julgamento, em que Pistorius foi considerado culpado de homicídio.