<
>

Pistorius apanha e fica ferido em briga na cadeia na África do Sul

Oscar Pistorius durante seu primeiro julgamento por assassinato Getty Images

O ex-corredor paralímpico Oscar Pistorius foi agredido e ficou ferido em uma briga na prisão, menos de duas semanas depois de sua pena pelo assassinato de sua namorada, e modelo Reeva Steenkamp, ter sido duplicada pela Justiça sul-africana.

O dono de seis medalhas de ouro paralímpicas se envolveu em uma briga por causa do uso de um telefone público na cadeia, revelou um porta-voz do sistema prisional da África do Sul à rede de televisão BBC.

Pistorius, que ficará detido pelos próximos 13 anos e cinco meses, ficou com escoriações, mas nenhum dos ferimentos é grave, completou o porta-voz.

"Ele se envolveu em uma briga com outro preso para ver quem ia usar o telefone público da unidade prisional de Attridgeville, onde ambos estão detidos", afirmou Singabakho Nxumalo, responsável pela assessoria da cadeia.

O Departamento de Segurança Pública da África do Sul iniciou uma investigação sobre um episódio para "estabelecer os fatos e assegurar que as ações de punição apropriadas sejam tomadas e que as brigas não voltem a acontecer".

O confronto ocorreu no dia 6 de dezembro, 10 dias depois que a Justiça considerou que a sentença anterior de Pistorius, de seis anos preso, era "extremamente leve", decidindo ampliá-la.

Pistorius inicialmente foi sentenciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Ele alegou que atirou em Reeve Steenkamp através da porta trancada do banheiro, pensando que ela era um ladrão, em 14 de fevereiro de 2013.

Em 2015, porém, a Suprema Corte sul-africana mudou a condenação, sentenciando o ex-corredor por homicídio doloso (quando há intenção de matar).

O ex-atleta fez história no mundo do esporte ao ser o primeiro paralímpico a participar das Olimpíadas, correndo nos Jogos de Londres 2012 com suas próteses de fibra de carbono.