<
>

Copa América terá reconhecimento facial nos estádios

Divulgação

A Conmebol anunciou nesta quinta-feira, 25, que um dos recursos de segurança utilizados na Copa América do Brasil será o reconhecimento facial nos estádios. A medida foi divulgada pelo Comitê Organizador Local na abertura do Seminário Geral de Proteção e Segurança, no Rio de Janeiro.

A entidade ainda garante que será a primeira vez que o recurso será utilizado no país.

“Posso dizer que o primeiro evento no Brasil que vai trabalhar com o reconhecimento facial é a Copa América. Vamos deixar um banco de dados que será abastecido com informações de todo o mundo. Trabalhamos em parceria com os órgãos de segurança pública e a Interpol para impedir que um indivíduo indesejado entre nos estádios e perturbe o torcedor”, esclareceu Hilário Medeiros, gerente de Segurança do Comitê Organizador Local.

Medeiros ainda acrescentou que mais de 10 mil agentes de segurança privada serão contratados para realizar o policiamento dentro dos estádios e arenas. Outra questão abordada pelo comitê foi a contribuição da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), juntamente com órgãos de segurança pública e agências reguladoras, para o planejamento de segurança do torneio.

O diretor de Operações do Comitê Organizador Local, Agberto Guimarães, ainda relembrou os últimos grandes eventos organizados pelo Brasil, argumentando que a segurança foi um ponto positivo em todos.

“Fazer um evento desta natureza, como é a Copa América, após 30 anos, faz bem para o país porque voltamos a ser janela para o mundo. O Brasil organizou uma série de eventos recentemente, como Copa do Mundo e Jogos Olímpicos e Paralímpicos. E nada do ponto de vista da segurança manchou qualquer um desses eventos. Por isso, agradeço todos os envolvidos no Projeto Operacional de Segurança”, destacou Agberto Guimarães.

A Copa América ocorrerá entre os dias 14 de junho e 7 de julho. A Seleção Brasileira estreia no primeiro dia do torneio, contra a Bolívia, às 21h30, no Estádio do Morumbi, em São Paulo.